Connect with us
Publicidade

Eventos

Chico César e Rita Benneditto são algumas atrações da Teia Campinas

Portal Hortolândia

Publicado

em

A estreia da Teia em Campinas será em grande estilo com uma agenda diversificada de ações dos Pontos de Cultura e shows dos artistas Chico César e Rita Benneditto. A Teia – Economia Viva Campinas Compartilhando Saberes e Novas Economias reunirá os Pontos de Cultura de Campinas e região neste fim de semana, nos dias 28, 29 de fevereiro e 1º de março, na Estação Cultura de Campinas, no Centro, com programação gratuita que inclui shows, teatro, exposição fotográfica, artes plásticas, oficinas, mostras de audiovisual, gastronomia, atividades para o público infantil, cultura digital e laboratório hacker, abrangendo matrizes indígena e afro-brasileira.  

O tradicional cortejo abre o evento na sexta, 28 de fevereiro. A concentração começa às 16h, em frente à Catedral Metropolitana, de onde sai rumo à Estação, local que ganhará uma intensa movimentação nos próximos dois dias, a partir das 8h. Além do palco principal com os grandes shows, haverá um espaço dedicado às crianças – Infância Cultura Viva, feiras indígena, de produtos orgânicos, das mulheres empreendedoras e seus produtos autorais. Os ambientes e atrações estarão adaptados com libras e audiodescrição. 

A Teia é um movimento de inovação permanente que, desde 2006, desencadeia uma potente ação de encantamento, reflexão e organização em rede por todo o Brasil e chega agora a Campinas. O principal objetivo é fortalecer o exercício dos direitos culturais, a atuação em rede, o diálogo e a parceria entre a sociedade civil, gestores e instituições, buscando alternativas na economia solidária, criativa, do conhecimento e colaborativa. 

Chico César

Pela primeira vez juntos no palco, o compositor paraibano Chico César e projeto da Casa de Cultura Tainã, Orquestra de Aço, prometem uma contundente e inesquecível interação estética entre a canção de Chico e o grupo regido por TC, presidente e um dos fundadores do ponto de cultura, formado por dez integrante que tocam um tipo de instrumento oriundo de Trinidad e Tobago, o steel drum. Será no sábado, 29, a partir das 18h. 

Irreverente e poético, Chico César tem muito a dizer. São 25 anos desde que lançou Aos Vivos, seu primeiro disco de inéditas, muitos sucesso, como Mama África e À Primeira Vista, até o mais recente álbum O Amor é um Ato Revolucionário. A discografia de Chico é composta por nove álbuns: Aos Vivos (1995), Cuscuz Clã (1996), Beleza Mano (1997), Mama Mundi (2000), Respeitem os meus cabelos brancos (2002), De uns tempos pra cá (2005), Francisco, Forró Y Frevo (2008), Estado de Poesia (2015) e O Amor é um Ato Revolucionário (2019).

Rita Benneditto

A cultura afro-brasileira ganhará potência na Teia Campinas com a musicalidade da maranhense Rita Benneditto. A compositora e cantora fechará a programação do evento com o show Tecnomacumba, no domingo, 1º de março, a partir das 16h. 

Espaço Cultura Viva na Infância

Nos dias 29/02 e 1/03, das 8h às 16h, as crianças ganharão um lugar de destaque na Estação Cultura, durante a Teia – Economia Viva. Brincadeiras, oficinas, peças de teatro, cinema, shows, entre outras atividades serão oferecidas gratuitamente pelos Pontos de Cultura e coletivos que atuam com o universo infantil. De forma lúdica, serão convidadas a mergulhar na cultura popular brasileira. 

Feira Indígena

Nos dias 29/02 e 1º de março, Campinas sedia a Feira Indígena, na Estação Cultura, dentro da Teia. A partir das 9h, indígenas de diversas etnias estão com exposição e vendas de artesanatos, alta gastronomia indígena, práticas de saúde, pintura corporal, apresentações de canto e  dança, compartilhando vivências e participando de rodas de conversa.

O Ponto de Cultura EtnoCidade, que atua na região de Campinas dando visibilidade às tradições no contexto urbano com ações voltadas para instituições culturais e educacionais, estará presente com  oito expositores de artesanato (cestarias, colares, brincos, entre outros) e uma barraca de comida sob o comando da chef Lu Ahamy.

A mestre cuca dos cocares apresentará pratos típicos da culinária Guarani, como Pira Txuun Rewegua (peixe com banana verde). O evento contará também com a presença do coletivo Acadêmicos Indígenas da Unicamp.

Feira de Produtos Orgânicos

O Livres – Rede de Produtos do Bem, produtores do acampamento Marielle Vive e do Conafer marcarão presença na Teia, nos dias 29 de fevereiro e 1º de março, a partir das 8h. Diversos produtos, como cerveja, café, chocolate, suco, doce, arroz, farinha, verduras, legumes, frutas entre outros, estarão expostos com o intuito de quebrar o rótulo gourmet do orgânico. 

O Livres criou um novo modelo de produção, comercialização e logística para viabilizar o consumo de alimentos sem agrotóxicos. Por meio de uma  plataforma, organiza grupos de consumidores, feiras e lojas que funcionam em sistema de permutas de prestação de serviços, créditos solidários, integrando produtores e consumidores.

Feira Criativa “Mãe Isabel”

A Feira Criativa “Mãe Isabel” é um espaço que homenageia Mãe Isabel, dentro da Teia, onde mulheres empreendedoras vão expor e vender seus produtos autorais. Sábado e domingo, a partir da 12h, estarão à mostra os trabalhos individuais e coletivos de Abalô Assessoria & Encantos, Botica de Yayá, Baobá Brasil, Miss Filó, Ateliê Karla Angelina, Butique da Nêga, Passará, Djumbo, Artes da Vera, Hype Vintage, Grife Criolê, Marias Cheias de Graça, Casa das Oficinas e Bazar Urucungos.

Programação

Dia 28/02

16h: Concentração do Cortejo em frente à Catedral Metropolitana – Os Pontos de Cultura de matrizes africanas e blocos da cidade homenageiam Mãe Isabel e Mestre Alceu

18h30: Cerimônia de Abertura 

Mostra de Audiovisual 

Exibição de filmes sobre a  “Cultura Viva”  produzidos por Pontos de Cultura de todo o Brasil. Curadoria: Pontão de Cultura Areté e Ponto de Cultura Ideia Coletiva. 

Sábado, 29/02 – Sessões: 10h, 14h, 16h, 18h e 20h

Domingo, 01/03 – Sessões: 10h, 14h, 16h e 18h 

Feira Indígena na Teia

Feira de produtos, alimentos, artesanato, vivências e rodas de conversa com a presença de diversas etnias indígenas. Organizado pelo Etnocidade e Acadêmicos Indígenas da Unicamp.

Sábado,  29/02 -das 9h às 22h

Domingo,  1/03 – das 9h às 20h

Exposição Ponto a Ponto

Conceitos sobre a rede dos Pontos de Cultura, a Política Nacional Cultura Viva e breve histórico das instituições. Com audiodescrição. 

Sábado, 29/02 – das 8h às 22h

Domingo, 01/03 – das 8h às 20h

Feira Criativa e Solidária Mãe Isabel

Feira de empreendimentos de produtos artesanais feitos por mulheres e Pontos de Cultura 

Dia 29/02: das 12h às 22h

Dia 1/03: das 12h às 20h

Espaço Culinária Afro-brasileira

Espaço da praça de alimentação dedicado a culinária afro-brasileira com o Ponto de Cultura Caminhos/Flor de Dendê e Projeto Sabores e Sabores.

Dia 29/02:  das 10h às 22h

Das 10h às 14h: Oficina de turbante (Instituto de Pernas pro Ar)

Dia 1/03: das 10h às 20h

Das 10h às 14h: Oficina de turbante (Instituto de Pernas pro Ar)

Baobáxia – Uma Cultura Digital Afrocentrada

Espaço conectivo com exposições e instalações dos projetos Baobáxia, Programa WASH,  Fab Lab&Cidadania, Socializando Saberes, TV  Comunitária de Rio Claro  e um estúdio de TV com software livre, dedicado a diálogos sobre os meios de comunicação  livre e temas da Teia.

Dia 29/02

14h: Roda de conversa – Mulheres na Economia Viva com  Alessandra Ribeiro, Lu Ahamy,  Mãe Eleonora e Maria Cecília 

Dia 1/03

10h: Roda de Conversa – Comunicação com Protagonismo, Autonomia e Empoderamento com agentes de mídia livre da cidade e região 

14h: Roda de Conversa – Cultura Viva Campinas para América Latina com Alexandre Santini, co-autor do livro “Cultura Viva Comunitária: Políticas Culturais no Brasil e na América Latina” 

Praça de Alimentação

Diversas opções de alimentação de empreendimentos locais e dos Pontos de Cultura.

Dia 29/02: das 12h às 22h

Dia 1/03: das 12h às 20h

Infância Cultura Viva

Brincadeiras, oficinas, peças de teatro, cinema, shows, entre outras atividades serão oferecidas gratuitamente pelos Pontos de Cultura e coletivos que atuam com o universo infantil. Curadoria e apoio do Ponto de Cultura Garatuja.

Dia 29/02

8h30: Feira da Infância: Uma exposição interativa permanente 

9h30: Vivência Mamulenga: Espetáculo de Bonecos  Mamulengos, com Ponto de Cultura  Inventor de Sonhos

10h30: Oficinas Ideia Coletiva e Inventor de Sonhos

12h: Espetáculo Histórias que a passarinho me contou (Grupo Passarinhas) 

13h: Grupo Cantavento 

14h30 – 16h: Oficina Abayomi (Instituto de Pernas pro Ar)  

15h e 17h: Mostra Ideia Coletiva de animação

Dia 1/03

8h às 12h: Brinquedos inclusivos para  vivências e tabuleiros gigantes. Parceria Fabriquinha de Brinquedos

8h30: Feira da Infância: Uma exposição interativa permanente 

10h: Oficina de animação (Ideia Coletiva) 

11h: Palhaço Penico 

12h: Histórias que a Passarinha me contou (Grupo Passarinhas) 

14h30 – 16h: Oficina Abayomi (Instituto de Pernas pro Ar)  

15h: Oficina de animação com Ponto de Cultura Ideia Coletiva

Palco Principal

Um espaço de experimentação e interações estéticas entre artistas e Pontos de Cultura.

Dia 29/2

A partir das 18h

Mestre Lumumba  

Afoxé Ponto de Cultura e Memória Ibaô 

Orquestra Tambores de Aço 

Chico César e Orquestra Tambores de Aço 

Dia 1/03

11h: Orquestra do Ponto de Cultura Anelo 

A partir das 16h

Jongo Dito Ribeiro e Jongo Filhos da Semente

Banda Ori e Grupo de Dança Oju Obá

Rita Benneditto

Feira de Produtos Orgânicos

Valorize a agricultura familiar e orgânica de Campinas com Livres – Rede de Produtos do Bem, produtores do acampamento Marielle Vive e do CONAFER.

Dia 29/02:  das 8h às 14h

Dia 1/03: das 8h às 14h

Palco Mestre Alceu

Espaço dedicado à cultura popular e tradicional de Campinas e região com roda de conversa sobre temas da Teia.  Com apoio do Pontos de Cultura Ruffnek Sound System e Usina Geradora.

Dia 29/03

10h: Folia de Reis – Ases do Brasil

11h: Roda de conversa “Economia Viva” com Célio Turino, idealizador do Programa Cultura Viva, e movimentos culturais. Apresentação das Caixeiras das Nascentes

14h: Samba de Bumbo Nestão Estevão 

15h: Urucungos 

16h: João Arruda, Sinhá e Tião 

Dia 1/03

10h: Vivência Baque Mulher

14h: Apresentação Baque Mulher 

15h: Maracatucá

16h: Espetáculo Tiririca com Mestre Marquinhos, do grupo de capoeira Crispim Menino Levado

Sala dos Toninhos

Dia 29/02

10h: Roda de Capoeira com mestres e aprendizes de Campinas , articulada pelo Instituto de Pernas pro Ar

16h: Batalha de MC’s Cultura Viva (Organização Instituto de Pernas pro Ar)

Serviço

Teia – Economia Viva Campinas Compartilhando Saberes e Novas Economias

Quando: Dia 28, a partir das 16h; dia 29/02 e 1/03, a partir das 8h

Onde: Estação Cultura de Campinas (Praça Marechal Floriano Peixoto, s/n, Centro, Campinas)

Entrada gratuita

Receba as principais notícias direto no seu Telegram https://t.me/portalhortolandia

Eventos

Teatro Oficina do Estudante Iguatemi Campinas retoma programação na próxima sexta-feira

Portal Hortolândia

Publicado

em

Suspensos desde março devido à pandemia da Covid-19, os espetáculos serão retomados a partir do dia 30. Quatro apresentações gratuitas abrem essa nova fase que priorizará o reagendamento de atrações previstas para março e abril para atender o público que já havia adquirido ingressos. Na plateia, 312 lugares poderão ser ocupados (60% da capacidade de 515 poltronas). Todas as normas de segurança sanitária foram providenciadas.

Priorizando a apresentação de espetáculos que estavam agendados para março e abril, mas que tiveram que ser adiados devido à pandemia da Covid-19, o Teatro Oficina do Estudante Iguatemi Campinas retoma suas funções nesta sexta-feira, dia 30. Como forma de presentear o público pelos sete meses de inatividade, os espetáculos desta última semana de outubro (sexta e sábado), e a sessão vespertina do domingo, dia 1º de novembro, são gratuitos.

Na noite de domingo e na segunda-feira, dia 2, feriado, Diogo Almeida apresenta o stand-up “Vida de Professor”. Nos dois dias, as sessões serão às 19h. Os ingressos R$ 70,00 (inteira) e R$ 35,00 (meia) e devem ser adquiridas na bilheteria do Teatro ou no site www.ingressodigital.com. A orientação da administração do Teatro é para que as pessoas adquiram os ingressos on-line e os apresente no aplicativo do celular ou imprima-os em casa. A validação dos ingressos comprados antes da pandemia deve ser feita no site https://www.ingressodigital.com/historico. Informações pelo telefone (19) 3294-3166.

Os espetáculos gratuitos serão apresentados pelos elencos da Cia. De Teatro Galhofas & Dramas e da Cia. Arte & Manhas. Na sexta-feira, dia 30, às 21h, será apresentada uma adaptação do clássico da literatura brasileira “Memórias Póstumas de Brás Cubas”. No sábado, 31, mais duas peças ocupam o palco: “O Mágico de Oz”, às 15h, e “O Alienista”, às 21h. “O Sítio do Picapau Amarelo” completa a agenda gratuita, com apresentação às 15h no domingo, dia 1º de novembro. Para a retirada do ingresso, basta chegar com antecedência de uma hora. A liberação dos ingressos será de acordo com a lotação permitida.

Para a reabertura, o teatro implementou todas as normas sanitárias estabelecidas pela Secretaria Municipal de Saúde, como o distanciamento de 1,5m – com sinalização – entre as pessoas, seja na bilheteria, lobby ou na plateia, ocupação de até 60% da capacidade (312 dos 515 lugares) comlugares demarcados, uso ininterrupto de máscaras de proteção e disponibilização de álcool em gel 70%.

Apoio do público

Mais do que nunca os teatros precisam do apoio e da presença do público. De acordo com Douglas Nascimento, diretor do Teatro Oficina do Estudante Iguatemi Campinas, a situação está sendo muito difícil, desde o início da pandemia para todos os que trabalham no setor de entretenimento. “Enquanto outros segmentos puderam seguir de alguma forma, oferecendo delivery ou outras maneiras de vendas, os teatros e casas de espetáculos tiveram que permanecer totalmente fechados e os artistas que realizaram lives, foi para a própria sobrevivência.

“Tivemos que demitir toda a equipe, pagando indenizações trabalhistas e arcando com as despesas fixas mensais. Muitos teatros do eixo São Paulo/Rio de Janeiro fecharam as portas. O prejuízo é grande, mas estamos nos dedicando ao máximo para que as pessoas que trabalham com cultura possam retornar ao trabalho e o público tenha entretenimento, o que ajuda a descontrair e a relaxar nesse momento de tão forte tensão social”, explica.

Embora a prioridade seja o reagendamento dos espetáculos previstos para o final de março e para abril, para os quais o público já havia adquirido ingressos,  muitos artistas estão em isolamento social e não querem ou preferem não realizar viagens, principalmente aéreas, Outros, já assumiram outros compromissos e, por isso, é preciso coincidir as novas datas. “Além disso, temos que atender também as restrições de grandes elencos ou de montagem de cenários que exijam muita gente envolvida. Desta forma, optamos para reabrir com stand-ups e com espetáculos cujos cenários sejam menos elaborados”, diz.

Douglas diz que a equipe está atenta aos acontecimentos e preparada para ampliar a capacidade ou para reduzi-la para 40%, caso seja necessário. “Todos precisamos respeitar as normas sanitárias. Estamos reabrindo o Teatro com muito cuidado, pois não suportaríamos uma segunda onda da Covid-19”, comenta Douglas.

Sobre os espetáculos

Memórias Póstumas de Brás Cubas”

Inspirado em um dos mais famosos livros da língua portuguesa, “Memórias Póstumas de Brás Cubas” conta a trajetória de romances, sociedade e política no Rio de Janeiro do século XIX através da visão do protagonista que dá nome à obra.

A peça une a ironia, o humor e a psicologia do texto de Machado de Assis à uma trilha sonora incidental, produzida especialmente para a montagem, figurinos confeccionados de forma artesanal e uma solução cênica de impressionar: três atores interpretam Brás Cubas nas versões jovem, adulto e morto.

“O Alienista”

Mais um clássico de Machado de Assis, “O Alienista” conta a história do Doutor Simão Bacamarte, renomado médico psiquiatra que resolve construir um hospício – algo impensável para a época em que se passa a trama. Com uma visão exagerada sobre o comportamento humano, Bacamarte vai internando um a um em sua instituição, sem distinção. Empresários, políticos e, até mesmo, a esposa do médico são levados para a tal Casa Verde. O final surpreendente, reflexivo e essencialista encerra com o questionamento: Afinal, quem é normal e quem é louco nessa história?

Esses dois espetáculos são parte do projeto da Cia. de Teatro Galhofas & Dramas, para aproximar o público dos clássicos literários brasileiros. Memórias Póstumas” já viajou para mais de 35 cidades e foi assistido por cerca de 40.000 pessoas. “O Alienista” foi apresentado em 30 cidades do Estado de SP e visto por cerca de 20.000 pessoas.

“O Mágico de Oz”

Baseado no clássico do norte-americano Frank Baum, o espetáculo conta a história da menina Dorothy, que tem sua casa levada por um furacão até o incrível mundo de Oz. Junto do cãozinho Totó, ela segue pelo caminho dos tijolos amarelos na tentativa de voltar para casa. Nesta trajetória fantástica, conhece novos e bons amigos, como o Espantalho, que deseja ter um cérebro, o Homem de Lata, que almeja um coração e um Leão, que sonha em ser corajoso. A montagem da Cia. Arte & Manhas tem direção de Leonardo Cassano e texto adaptado por Tamires Faustino. Rafael Pio compôs a trilha especialmente para o espetáculo. Os figurinos também impressionam, pela fidelidade ao clássico.

“O Sítio do Picapau Amarelo”

Um dos maiores clássicos infantis do Brasil foi adaptado para os palcos também pela Cia. Arte & Manhas. Publicado originalmente em 1921, a obra de Monteiro Lobato conta a história de Emília, a boneca de pano que resolve construir, no sítio onde vive, um Circo de Cavalinhos. Para tanto, conta com a ajuda fundamental dos amigos Pedrinho, Narizinho, Visconde de Sabugosa, Tia Nastácia e Dona Benta.

Diogo Almeida em “Vida de Professor”

Neste stand-up, o humorista e professor Diogo Almeida busca retratar de maneira inusitada e divertida as situações que envolvem, cotidianamente, os profissionais da Educação. Durante o espetáculo, ele aborda as particularidades do relacionamento conjugal de um professor, os tipos de docentes e de estudantes e as relações de professores com os pais de alunos e com a coordenação pedagógica.

A identificação com o mundo escolar não veio por acaso. Formado em Rádio e TV e em Jornalismo, Diogo Almeida já ministrou aulas para jovens e adolescentes, trabalhou na coordenação pedagógica de escolas e foi casado com uma professora. Seus vídeos ganharam notoriedade dentro do segmento e, hoje, ele recebe pedidos para falar, em suas apresentações, sobre disciplinas específicas e sobre assuntos escolares.

A carreira no humor começou em Curitiba, em 2016, quando ganhou o primeiro Campeonato Paranaense de Stand-up. Já se apresentou nas casas mais tradicionais de comédia do país, como Curitiba Comedy Club, Comedians e Beverly Hills. Este ano, lançou no YouTube o seu primeiro especial de comédia, “Vida de Professor”, no qual baseia o seu espetáculo. Seus vídeos ligados à área da Educação já somam mais de 10 milhões de visualizações nas redes sociais.

Serviço
Teatro Oficina do Estudante Iguatemi Campinas
Local: 3º Piso do Shopping Iguatemi Campinas (Av. Iguatemi, 777, Vila Brandina), em Campinas.
Data: Dias 1 (domingo) e 2 (segunda-feira, dia, feriado)
Horário: ambos às 19h
Espetáculo: Stand-up “Vida de Professor”, com
Ingressos R$ 70,00 (inteira) e R$ 35,00 (meia)
Vendas: Bilheterias do Teatro e no site www.ingressodigital.com.
A validação dos ingressos adquiridos antes da pandemia deve ser feita no site https://www.ingressodigital.com/historico.
Informações pelo telefone (19) 3294-3166

Fique atento à programação outubro/novembro

Sexta, 30 de outubro
Sessão 1: 21h, “Memórias Póstumas de Brás Cubas”
Ingresso: Gratuito

Sábado, 31 de outubro
Sessão 1: 15h, “O Mágico de Oz”
Ingresso: Gratuito

Sessão 2: 21h, “O Alienista”
Ingresso: Gratuito

Domingo, 1º de novembro
Sessão 1: 15h, “O Sítio do Picapau Amarelo”
Ingresso: Gratuito

Sessão 2: 19h, Diogo Almeida em “Vida de Professor”
Ingresso: R$ 70 (inteira) e R$ 35 (meia)

Segunda, 2 de novembro
Sessão 1: 19h, Diogo Almeida em “Vida de Professor”
Ingresso: R$ 70 (inteira) e R$ 35 (meia)

Sexta, 6 de novembro
Sessão 1: 21h, Murilo Couto
Ingresso: R$ 80 (inteira) e R$ 40 (meia)

Sábado, 7 de novembro
Sessão 1: 19h, Thiago Ventura
Ingresso: R$ 100 (inteira) e R$ 50 (meia)

Domingo, 8 de novembro
Sessão 1: 19h, Thiago Ventura
Ingresso: R$ 100 (inteira) e R$ 50 (meia)

Sexta, 13 de novembro
Sessão 1: 21h, Jokes
Ingresso R$ 80 (inteira) e R$ 40 (meia)

Sábado, 14 de novembro
Sessão 1: 21h, Jokes
Ingresso R$ 80 (inteira) e R$ 40 (meia)

Domingo, 15 de novembro
Sessão 1: 19h, Jokes
Ingresso R$ 80 (inteira) e R$ 40 (meia)

Quinta, 19 de novembro
Sessão 1: 21h, Jonathan Nemer
Ingresso R$ 100 (inteira) e R$ 50 (meia)

Sexta, 20 de novembro
Sessão 1: 21h, Emerson Ceará
Ingresso: R$ 70 (inteira) e R$ 35 (meia)

Sábado, 21 de novembro
Sessão 1: 21h, Thiago Ventura
Ingresso: R$ 100 (inteira) e R$ 50 (meia)

Domingo, 22 de novembro
Sessão 1: 19h, Thiago Ventura
Ingresso: R$ 100 (inteira) e R$ 50 (meia)

Sexta, 27 de novembro
Sessão 1: 21h, Léo Lins
Ingresso: R$ 70 (inteira) e R$ 35 (meia)

Sábado, 28 de novembro
Sessão 1: 21h, Renato Albani
Ingresso: R$ 70 (inteira) e R$ 35 (meia)

Domingo, 29 de novembro
Sessão 1: 19h, Léo Lins
Ingresso: R$ 70 (inteira) e R$ 35 (meia)

Receba as principais notícias direto no seu Telegram https://t.me/portalhortolandia
Continue Lendo

Eventos

1º Bazar Beneficente da AMAAH-SP

Redação

Publicado

em

Por

A Associação de Mães e Amigos do Autista de Hortolândia – (AMAAH-SP) realiza o seu 1º Bazar Beneficente com peças a partir de R$ 0,50.

A AMAAH-SP é uma instituição que nasceu para ajudar pessoas com autismo e orientação familiar. (Saiba mais)

SERVIÇOS
O quê: 1º Bazar Beneficente da AMAAH-SP
Data: 22 e 29 de Novembro
Horário: 09h às 16h
Informações: (19)993465761 – Priscila

Receba as principais notícias direto no seu Telegram https://t.me/portalhortolandia
Continue Lendo

Eventos

Colaboradores de Cemitério de Hortolândia prestam homenagens aos entes queridos e colocam rosas nas lápides nesse dia de Finados

Portal Hortolândia

Publicado

em

Neste momento, em que o distanciamento social ainda se faz necessário e a prevenção é uma atitude essencial, os colaboradores do Grupo Flamboyant estarão reunidos no Cemitério Parque Hortolândia, na cidade de Hortolândia e no Cemitério Colinas dos Flamboyants em Mogi Mirim, para fazer homenagens neste dia 02 de novembro.

Com o tema “Memórias para sempre eternizadas”, os próprios colaboradores colocarão rosas em cada uma das cerca de 10 mil lápides e farão homenagens soltando uma revoada de balões.

O objetivo é manter a tradição das homenagens para as pessoas que precisam estar longe, em razão dos cuidados necessários com a prevenção da Covid-19.

Além das rosas e revoada de balões, também haverá missa e culto online nas redes sociais.

Para as pessoas que decidirem prestar sua homenagem pessoalmente, os cemitérios prepararam medidas de segurança como sinalizações, a exigência do uso de máscaras para entrar e ações para manter o distanciamento social, os Cemitério Parque Hortolândia e Colina dos Flamboyants estarão abertos das 07h30 – 17h30.

Para aqueles que desejam participar das homenagens, mesmo que a distância, o Grupo Flamboyant disponibiliza um formulário online no site (www.fgrupo.com.br), onde as pessoas podem preencher e enviar a suas mensagens para que sejam colocadas na Tradicional Árvore da Homenagem, as 300 primeiras mensagens serão impressas e colocadas pelos colaboradores do Grupo.

Lives – facebook/Grupo Flamboyant e Instagram @fgrupo
Missa: 8h00
Culto: 10h00

*Não haverá as celebrações religiosas presenciais na capela ecumênica do Cemitério, apenas online.

Receba as principais notícias direto no seu Telegram https://t.me/portalhortolandia
Continue Lendo

Populares