Connect with us

Eventos

Mesclando ritmos brasileiros, jazz e música erudita, Banda Urbana encerra turnê do novo CD com show gratuito em Campinas

Portal Hortolândia

Publicado

em

Propagando a música instrumental pelo Brasil e o mundo há 12 anos, a Banda Urbana vem retomando suas raízes com o novo trabalho – o CD “Relatos Suburbanos” – que reflete a sonoridade da música das bandas de coreto integrada à diversidade de gêneros para os quais a música se abre. A turnê de exibição do repertório começou em agosto, embalando os públicos de Leme, Socorro e São Paulo; para fechar as apresentações com chave de ouro, a big band encerra a turnê no próximo dia 25 de novembro, com show gratuito na Concha Acústica do Taquaral, em Campinas.

 

“Esse é um CD que espelha bem a história da banda. Nesses mais de dez anos, a gente meio que correu – e ainda corre – na contramão da música proposta pela grande mídia, mas sempre com grande aceitação. Neste trabalho trouxemos um repertório que harmoniza a estética da música erudita com a popular brasileira de raiz, passando pelo jazz e outros gêneros”, explica o trompetista João Lenhari.

 

Durante a turnê, o grupo – que tem outros dois CDs gravados – promoveu encontros com grandes instrumentistas: Proveta (clarinetista e líder da Banda Mantiqueira) esteve no show de Leme e Toninho Ferraguti (acordeonista de renome internacional) participou da apresentação em São Paulo. Além de serem duas das principais referências de formação da banda, ambos também saíram do interior para brilhar mundo afora. “Voltar às origens e tê-los participando deste trabalho foi muito importante e gratificante para nós. Na verdade, a turnê em si acabou se tornando uma grande homenagem, para nós, para eles e para o público que vai receber ou já recebeu os shows”, comenta Lenhari.

 

Inspirado na diversidade de ritmos brasileiros, no jazz e na música erudita, o disco revela um repertório autoral de qualidade, com composições de Lenhari, Rui Barossi (baixo) e Raphael Ferreira (saxofone). E para além de seu significado sonoro, o lançamento torna-se ainda mais especial justamente pelo retorno ao berço da banda. “Estamos muito felizes por tudo o que cercou essa turnê, as participações especiais e de peso, a circulação pelo interior e o retorno à Campinas, onde tudo começou. Nada melhor do encerrar a turnê em casa”, complementa o músico.

 

Com a expectativa de seguir difundindo e levando o jazz ao conhecimento popular, antes da apresentação o público poderá participar de um bate-papo com a banda. “Além de ser uma oportunidade bacana para saber um pouco mais sobre a nossa história, como tudo começou e o que segue nos motivando a trabalhar com música, vamos falar um pouco sobre as técnicas de escrita, repertório e instrumentais”, finaliza Lenhari.

 

Relatos Suburbanos é um projeto realizado pelo Governo do Estado de São Paulo por meio da Secretaria de Cultura e em conjunto com a Numen Produtora através do edital ProAC nº. 21/2017, que selecionou dez projetos de gravação de álbum inédito e apresentação de espetáculos de música popular instrumental.

 

SERVIÇO

Banda Urbana toca “Relatos Suburbanos” em CAMPINAS

Quando: Domingo, 25 de novembro, às 17h

Onde: CONCHA ACÚSTICA – Av. Dr. Heitor Penteado, s/nº, Taquaral, Campinas/SP

Evento gratuito

Eventos

Cantora Erica Barbosa lança disco com músicas autorais nos estilos piseiro e bregadeira

Portal Hortolândia

Publicado

em

A cantora Erica Barbosa vai fazer os fãs dançarem forró. A artista divulga seu novo disco, intitulado “Piseiro e Bregadeira”. O disco estará disponível a partir desta sexta-feira (07/05) nos canais do YouTube da cantora, da Secretaria de Cultura e em plataformas de áudio.

A cantora é uma das contempladas com recursos da lei federal Aldir Blanc, que oferece subsídio para artistas, grupos, empresas e profissionais dos setores artístico-culturais do município cujas atividades foram afetadas pela pandemia do Coronavírus.

De acordo com Erica Barbosa, o novo disco apresenta sete músicas autorais nos estilos piseiro, também chamado pisadinha, e bregadeira, que são duas novas variações do forró. As novas músicas são as seguintes: “Hoje Eu Tô No Piseiro”, “Vou Colocar Outro Em Seu Lugar”, “Você Traiu Primeiro”, “Compromisso Sério”, “Quem Pegar Pegou”, “Vai Rodar Mais Uma Vez” e “7 Dias”.

Continue Lendo

Eventos

Expoflora é adiada para 2022

Portal Hortolândia

Publicado

em

Comissão organizadora preza pela saúde de todos os envolvidos para a realização do evento e do grande número de visitantes que atrai.

A Expoflora, maior exposição de flores e plantas ornamentais da América Latina, anuncia que a sua 39ª edição será novamente adiada e com previsão de acontecer em 2022. O motivo para o novo adiamento é o mesmo do ano passado: assegurar a saúde dos seus funcionários, colaboradores, parceiros, expositores, produtores, e do seu público, devido à pandemia da Covid-19. 

O evento, realizado em Holambra, a 140 km da capital paulista, atrai 300 mil visitantes, em média, a cada edição (328 mil turistas estiveram na última edição, em 2019). A Festa das Flores, como também é conhecida, acontece sempre no último final de semana de agosto e nas quatro semanas seguintes, de sexta a domingo.

Por se tratar de um evento de tão grande porte, não há condições logísticas de organizá-lo sem grande antecedência. Para se ter uma ideia, assim que termina o evento, no final de setembro, o do ano seguinte já começa a ser organizado. Como já estamos no mês de maio e não há previsão de segurança sanitária, pelo menos nos próximos meses, a comissão organizadora achou por bem transferir a sua 30ª edição para 2022.

A Expoflora é um dos mais importantes eventos realizados no interior paulista, considerando que o público que atrai consegue movimentar o trade turístico das cidades em um raio de 80km de Holambra. Também é importante para a região de Campinas pela geração de postos de trabalho, abrindo anualmente cerca de 1.500 vagas diretas e mais de 5.000 indiretas.

Continue Lendo

Eventos

Gestus espetáculo de pantomima

Portal Hortolândia

Publicado

em

O espetáculo é composto de quatro quadros, sendo três deles cômicos e um de reflexão.

Os quadros (histórias) intitulam-se: O Pescador, A Borboleta, O Mágico e O Encontro. Eles são anunciados por quatro personagens periféricos que entram como se fossem apresentadores fazendo uma referência ao cinema mudo, tendo dentre esses personagens uma aparição/homenagem a Charlie Chaplin.

Sinopse

O Pescador (cômico)

O personagem acorda, toma seu café e sai para sua pescaria. Tudo está uma maravilha. O dia está lindo, prometendo uma pescaria sensacional. Mas este personagem não tem muita habilidade na arte de pescar, então tudo começa a dar errado. Ele não consegue pescar nenhum peixe e para ajudar, lhe dá uma tremenda dor de barriga. E quando menos espera, o peixe morde a isca e leva com ele sua vara de pescar. Ele fica muito bravo e volta pra casa de mãos abanando e ainda tem que explicar para sua esposa o porque da sua demora. Muito divertido.

O Mágico (cômico)

“O Mágico” é um quadro interativo e muito engraçado, que conta as trapalhadas de um mágico que não consegue realizar os seus primeiros números com muito sucesso. O primeiro número é o clássico cortar a mulher ao meio, mas o número dá errado. Mas ele não desiste e então pega uma pessoa do público para ser sua assistente de palco e ajudá-lo a realizar o próximo número que é tirar o coelho da cartola. Esta interação é muito divertida e surpreendente.

O quadro é encerrado com o último número deste mágico atrapalhado, “A Bexiga Fixa”, que é um número de ilusão de ótica que deixa o público impressionado.

Após muitos risos, confusões e surpresas, encerra-se este quadro de pantomima.

A Borboleta (drama/reflexão)

Baseado no quadro criado na década de 40 por Marcel Marceau, grande pantomímico francês, durante a segunda guerra mundial. O personagem sai em um passeio pelo jardim, que é composto pelo público. Encontra uma borboleta pela qual fica encantado. Essa borboleta passeia por todo o jardim, pousando nos ombros do público, o que provoca uma interação comovente entre as pessoas. Ao tentar capturar a borboleta, sem querer ele a mata. No momento do desespero, ele tira seu coração e dá à borboleta, restituindo-lhe a vida. E então ele morre com um lindo sorriso no

rosto. Este quadro leva as pessoas do sorriso do encantamento às lágrimas. É emocionante.

O Encontro (cômico)

Quadro extremamente engraçado. Fecha o espetáculo com chave de ouro. O personagem traz ao palco cinco pessoas do público que se transformam em objetos de cena. Eles se tornam um mancebo, um chuveiro, uma privada, um cesto de lixo e um armarinho do banheiro. O personagem chega em casa com muita pressa pois está atrasado para encontrar sua namorada. Então ele toma banho, escova os dentes, se veste (com a mesma roupa), e quando está convencido de que está tudo certo para sair, lhe vem a vontade de usar o banheiro. As situações são hilárias. Muitíssimo divertido.

Tempo de duração

50 minutos.

Data: 10 a 14 Maio de 2021

Local: Online e presencial (Local está sendo disponibilizado pela prefeitura ainda)

Continue Lendo

Populares