Connect with us

Brasil

Caixa lança nova linha de crédito imobiliário com taxa de juros fixa

Redação

Publicado

em

A Caixa Econômica Federal começa nesta sexta-feira(21) uma nova linha de crédito para a casa própria com taxa de juros fixa.

A nova modalidade de crédito terá taxa de juros de 8% até 9,75% ao ano, válida para imóveis residenciais novos e usados. Poderá ser financiado até 80% do imóvel.

O cliente poderá escolher entre sistemas de amortização SAC, para contratos de até 360 meses, e Price, para financiamentos em até 240 meses.

“Não estamos mais limitados somente às linhas de crédito imobiliário atualizadas pela TR”, afirma o presidente da CAIXA, Pedro Guimarães. “Em 2019 inovamos com a linha de crédito atualizada pelo IPCA e agora, com o lançamento do crédito com taxa fixa, estamos revolucionando o mercado imobiliário no país. É uma nova alternativa para o cliente que busca financiar seu imóvel sabendo quanto vai pagar da primeira à última prestação”, esclarece.

O anuncio da nova modalidade de crédito foi feito na noite desta quinta-feira(20), em evento no Palácio do Planalto.

Saiba mais em https://caixanoticias.caixa.gov.br/

Brasil

Auxílio emergencial é publicado e governo abre crédito de R$ 98 bi

Portal Hortolândia

Publicado

em

Dinheiro

Foi publicada, em edição extra do Diário Oficial da União, na noite desta quinta-feira (2), a lei que prevê o pagamento de uma renda básica emergencial no valor R$ 600 a trabalhadores informais, autônomos e sem renda fixa, durante a crise provocada pela pandemia do novo coronavírus. O texto foi sancionado pelo presidente Jair Bolsonaro com três vetos, mas nenhum altera o valor ou os critérios para participação no programa.

Também foi publicada no Diário Oficial a medida provisória (MP) que abre um crédito extraordinário de R$ 98,2 bilhões para financiar o programa. Os recursos serão repassados ao Ministério da Cidadania, responsável pela implementação da medida. A expectativa do governo é que o auxílio emergencial atenda a cerca de 54 milhões de pessoas.

O pagamento do benefício será feito ao longo de três meses (três parcelas), com operacionalização final pelas redes dos bancos públicos federais: Caixa Econômica Federal, Banco do Brasil (BB), Banco da Amazônia (Basa) e Banco do Nordeste (BNB), além de casas lotéricas, após o cruzamento de dados para definir quem tem direito ao benefício. O recebimento do auxílio emergencial está limitado a dois membros da mesma família.

Pelas regras em vigor da nova lei, terão direito a receber a renda básica as pessoas que atendam, de forma conjunta, aos seguintes critérios:

– Ser maior de 18 anos de idade;

– Não ter emprego formal ativo;

– Não seja titular de benefício previdenciário ou assistencial, de seguro-desemprego ou de programa de transferência de renda federal, com exceção do Bolsa Família; 

– Ter renda familiar mensal per capita de até meio salário mínimo ou a renda familiar mensal total seja de até três salários mínimos;

– Não ter recebido rendimentos tributáveis acima de R$ 28.559,70.

Além disso, o beneficiário tem que se encaixar em um dos três perfis:

– Ser microempreendedor individual (MEI);

– Ser contribuinte individual do INSS (Instututo Nacional do Seguro Social);  

– Ser trabalhador informal, autônomo ou desempregado, de qualquer natureza, inclusive o intermitente inativo, inscrito no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico) até 20 de março de 2020 ou que cumpra, nos termos de autodeclaração, o requisito de renda mensal per capita de até meio salários míimo ou renda familiar mensal de até três salários mínimos.

O auxílio emergencial, segundo a lei, vai substituir o benefício do Bolsa Família nas situações em que for mais vantajoso, de forma automática. A mulher provedora em uma família monoparental, ou seja, sem a presença de um pai, receberá duas cotas do auxílio de R$ 600.

Vetos

O presidente Jair Bolsonaro decidiu vetar três pontos da proposta. Um deles permitia o cancelamento do auxílio antes do prazo de três meses para quem deixasse de atender aos pré-requisitos. Para o governo, tal medida contraria o interesse público e geraria o trabalho inviável de conferir, mês a mês, cada benefício pago.

Também foi vetada uma restrição às contas bancárias que serão criadas para o recebimento do auxílio. Elas só poderiam ser usadas para o depósito de benefícios sociais. O Executivo entendeu que essa regra limitaria a liberdade dos beneficiários.

Um terceiro veto diz respeito à ampliação do Benefício de Prestação Continuada (BPC), cujo critério de renda passaria para 50% do salário mínimo – uma expansão da base de aferição. A equipe econômica manifestou preocupação com o impacto nas contas públicas. Essa expansão, porém, já está programada para 2020, de acordo com a Lei 13.981.

fonte ebc

Continue Lendo

Brasil

Chega a 299 o número de mortes por Coronavírus no Brasil

Portal Hortolândia

Publicado

em

O Ministério da Saúde divulgou na tarde desta quinta-feira(2) o balanço sobre o novo Coronavírus, e informou 299 mortes pelo vírus e 7.910 casos confirmados no Brasil.

Na quarta-feira(1) o país tinha 241 mortes e 6.836 casos confirmados do Coronavírus.

NÚMEROS POR ESTADO

Estado ConfirmadosÓbitos
Acre430
Alagoas181
Amapá110
Amazonas2293
Bahia2673
Ceará55020
Distrito Federal3704
Espírito Santo1201
Goiás731
Maranhão711
Mato Grosso360
Mato Grosso do Sul531
Minas Gerais3704
Paraná2524
Paraíba211
Pará461
Pernambuco1069
Piauí194
Rio Grande do Norte1052
Rio Grande do Sul3345
Rio de Janeiro99241
Rondônia101
Roraima260
Santa Catarina2472
Sergipe232
São Paulo3506188
Tocantins120
Continue Lendo

Brasil

Entrega do Imposto de renda é prorrogada para 30 de junho

Redação

Publicado

em

Por

A Receita Federal prorrogou o prazo para a entrega do Imposto de Renda de Pessoas Física para o dia 30 de junho.

O prazo anterior era 30 de abril, mas foi alterado por causa das restrições à circulação necessária ao combate ao novo coronavírus, que causa a infecção respiratória covid-19.

A Receita não informou ainda como fica as datas das restituições do imposto de renda, que começaria, com o primeiro lote, em maio.

Continue Lendo