Connect with us
Publicidade


Brasil

O que mudou para quem quer tirar a CNH nesta época de pandemia?

Portal Hortolândia

Publicado

em

CNH

Você está a fim de tirar sua carteira de habilitação, mas não sabe se os processos estão normalizados? Neste texto vamos tirar algumas dúvidas e tentar entender O que mudou para quem quer tirar a CNH nesta época de Pandemia.

Publicidade

Primeiramente devemos ter em mente que o tempo para tirar a habilitação, depois de fazer o exame médico, subiu de 12 para 18 meses. Mas, como explica Thamires Caroline Mendes, Administradora do CFC “A” Integração, “a espera de vários alunos pelo retorno no DETRAN (Departamento Estadual de Trânsito) também já passou de 6 meses, pois eles encerram o CFC em março e não conseguem fazer a prova teórica já que o DETRAN de Hortolândia voltará apenas dia 14 de Outubro”.

Depois da reabertura, certamente estes alunos precisarão ter paciência, pois ficarão numa lista de espera muito grande para marcar a prova. O DETRAN, tentando ajuda-los, autorizou os CFCs a aplicar a prova teórica. “Eu até já adaptei minha sala para este novo modelo, só que isso fará os custos aumentarem, já que tivemos que investir em câmeras de monitoramento e sistema para transmitir a prova em tempo real e online para o DETRAN”, aponta Thamires. Lembrando sempre que, quem achar mais pertinente, poderá fazer tal reagendamento para provas presenciais no próprio Departamento Estadual de Trânsito.

Para os CFCs, com a necessidade das aulas remotas, o Departamento Estadual de Trânsito agregou uma plataforma para o condutor para transmiti-las online, então, atualmente, o instrutor dá aulas diretamente do CFC. Para marcar presença, o aluno faz o reconhecimento facial pela plataforma.

Lembrando que são 12 dias de aulas, o mesmo conteúdo das presenciais e após isso se emite um certificado para quem estiver apto. O próximo passo será o condutor fazer a prova teórica, seja nos CFCs ou no DETRAN.

O DETRAN autorizou o retorno das aulas presenciais a partir do dia 10 deste mês e a Prefeitura dia 14, porém com apenas 30% do número total de alunos.

“A procura está muito grande. Já não temos mais vagas para setembro. Estamos inscrevendo alunos para as turmas remotas de outubro”, cita Thamires.

A tendência é que este novo formato venha para ficar, dando a possibilidade de o futuro condutor escolher entre as aulas presenciais ou virtuais.

Receba as principais notícias direto no seu Telegram https://t.me/portalhortolandia

Brasil

Brasileiro vive mais de 76 anos, aponta estimativa

Portal Hortolândia

Publicado

em

A expectativa de vida ao nascer no Brasil em 2019 era de 76,6 anos, segundo dados da Tábua da Mortalidade, divulgados hoje (26) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A estimativa é 0,3 ano superior à de 2018, divulgada na pesquisa do ano passado (76,3 anos).

Publicidade

A Tábua da Mortalidade é divulgada anualmente pelo IBGE e usa como referência dados de 1º de julho do ano anterior.

O dado, que é uma média da expectativa de vida dos dois sexos, foi publicado na edição de hoje (26) do Diário Oficial da União. A divisão do dado, por sexo, será feita às 10h pelo IBGE.

fonte ebc

Receba as principais notícias direto no seu Telegram https://t.me/portalhortolandia
Continue Lendo

Brasil

Governo Federal defini novo valor para salário Mínimo

Redação

Publicado

em

Por

O governo Federal definiu para R$ 1.087,64 o valor do salário Mínimo para 2021, baseado pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC).

Publicidade

O governo federal faz a correção anual do salário mínimo com base do Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC). A sua última estimativa elevou a inflação de 2,35% para 4,10%, dados divulgados pela Secretaria de Política Econômica (SPE) do Ministério da Economia nesta terça-feira (17).

Isto é, caso não haja nenhuma mudança o salário mínimo de 2021 será de R$ 1.087,00. No ano de 2020 o salário mínimo é de R$ 1.045,00. Em agosto foi estipulado o valor de R$ 1.067,00, ou seja, com a nova previsão o valor conta com R$ 20,84 a mais. No entanto, caso haja alguma alteração na previsão da inflação feita pelo INPC, esse valor ainda pode sofrer alterações no restante do ano de 2020.

Conforme as pesquisas do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese), o valor do salário mínimo é referência para mais de 49 milhões de trabalhadores brasileiros.

Impacto nas contas públicas

Todo ano que o governo federal faz um reajuste maior para o salário mínimo, ele gasta mais. Isso acontece benefícios previdenciários não podem ser menores que o valor do mínimo. Ele é usado como base nos pagamentos dos benefícios previdenciários ou assistenciais como, aposentadorias, pensões e abonos salariais.

Com base nos cálculos feitos pelo Ministério da Economia, a cada 1 de aumento do salário mínimo cria-se uma despesa em 2020 de aproximadamente R$ 355 milhões. Isto é, o aumento de R$ 20,84 para o salário mínimo em 2021 representaria uma queda de cerca de R$ 7,4 bilhões nas despesas criadas para o governo federal.

Salário mínimo

Além de definir um teto de pagamento e mais segurança aos trabalhadores. O salário mínimo é utilizado como referência para o pagamento de benefícios e seguridades sociais.

Ele serve de referência ao menor valor pago pelas empresas aos seus funcionários. Esta quantia é definida legalmente e deve ser seguida na hora de contratar um colaborador. De acordo com a lei, o empregador pode pagar além do teto, mas nunca abaixo dele.

Receba as principais notícias direto no seu Telegram https://t.me/portalhortolandia
Continue Lendo

Brasil

Para fazer tudo certo na urna, eleitor pode treinar pela internet

Portal Hortolândia

Publicado

em

Domingo é dia de ir às urnas em 26 estados. Em anos anteriores, os eleitores podiam treinar para o pleito em urnas eletrônicas de teste, que eram instaladas em locais de grande circulação. Desta vez, por causa da pandemia, o Tribunal Superior Eleitoral fez uma série de mudanças, e uma delas foi na simulação de voto.

Publicidade

Em vez de feiras livres e rodoviárias, o TSE colocou na internet o simulador de votação. Quem tiver deficiência visual pode usar a audiodescrição, como numa urna eletrônica real. Para votar no primeiro turno, é possível escolher entre cinco partidos: o do Folclore, dos Esportes, dos Ritmos Musicais, o Partido das Profissões e o das Festas Populares. Cada um tem três opções de vereador para escolher.

Cada candidato a vereador tem um número formado por cinco algarismos. Quem não tiver escolhido um nome, mas quiser votar em um partido, basta digitar os dois primeiros algarismos. Para votar no candidato exato, precisa digitar o número completo. Vai aparecer na tela a foto dela ou dele, com o nome, o número e o partido. Se estiver tudo certo, é só confirmar, no botão verde. Senão, corrige e digita de novo.

O próximo passo é o voto para prefeito. Nesse caso, o número do candidato é o mesmo que o do partido. Ao digitar, aparecem na tela as fotos do cabeça de chapa e do vice, os nomes, o número e o partido. Aí, basta confirmar ou corrigir. O voto é registrado e pronto.

Para não confundir com os números, a dica é preparar uma cola. O eleitor pode levar de casa o número já anotado em um papel (a cola) para a sessão eleitoral. Mas é importante anotar em papel. Não adianta levar escrito no celular ou tirar uma foto do número, porque é proibido levar qualquer equipamento eletrônico para a cabine de votação.

O Brasil tem 148 milhões de eleitores. No domingo, quem tem domicílio eleitoral nos 26 estados vai precisar votar ou justificar a ausência. Somente quem vota no Distrito Federal não vota nas eleições deste ano. Ao todo, são mais de 518 mil pessoas disputando uma vaga de vereador e outras 19.342 de prefeito.

fonte ebc

Receba as principais notícias direto no seu Telegram https://t.me/portalhortolandia
Continue Lendo

Populares