Connect with us

Mundo

China reporta surto de gripe aviária

Portal Hortolândia

Publicado

em

A China reportou neste domingo (2) um surto de gripe aviária H5N1 na província central de Hunan, próximo ao epicentro do novo coronavírus, que causou 304 mortes e paralisou o país.

O surto ocorreu em uma propriedade rural no distrito de Shuangqing, cidade de Shaoyang e matou 4,5 mil das 7.850 galinhas da propriedade. As autoridades locais abateram outras 17.828 aves nas proximidades, após o surto, segundo um comunicado do Ministério da Agricultura e Assuntos Rurais da China.

Não foram relatados casos de infeção humana pelo vírus H5N1 em Hunan.

O surto surge no momento em que as autoridades chinesas tentam travar a propagação de um novo coronavírus, que causou 304 mortos e mais de 14 mil infetados no país, e que foi inicialmente detectado em dezembro passado, em Wuhan, capital da província de Hubei, que faz fronteira com Hunan.

A gripe aviária causa doenças respiratórias graves em aves e é contagioso entre seres humanos. O vírus foi detectado pela primeira vez em 1996 em gansos na China e é letal para as aves.

A possibilidade de transmissão da gripe aviária entre seres humanos é baixa, de acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS). A maioria das infecções humanas por H1N5 surge após contacto prolongado e próximo com aves infectadas.

No entanto, a gripe aviária tem uma taxa de mortalidade superior a 50%, muito acima da síndrome respiratória aguda grave (SARS), também conhecida como pneumonia atípica, e que tem uma taxa de mortalidade de 10%, ou o novo coronavírus, que tem uma taxa de 2%, até agora.

Entre 2003 e 2019, a OMS relatou um total de 861 casos confirmados de H5N1 em humanos, em todo o mundo, entre os quais 455 morreram. Na China, houve 53 casos humanos de infecção por gripe aviária, nos últimos 16 anos, e um total de 31 mortos.

O novo coronavírus causou hoje o primeiro morto fora da China, um chinês de Wuhan que estava nas Filipinas.

Além do território continental da China e das regiões chinesas de Macau e Hong Kong, há casos de infecção confirmados em 24 outros países, com novas notificações na Rússia, Suécia e Espanha.

Emergência Internacional

Na quinta-feira (30), A OMS declarou estado de emergência de saúde pública de âmbito internacional (PHEIC, na sigla inglesa) por causa do surto do novo coronavírus na China.

Vários países, incluindo Portugal, já efetuaram o repatriamento dos seus cidadãos de Wuhan, cidade que tem 11 milhões de habitantes e que foi colocada sob quarentena, na semana passada, com saídas e entradas interditadas pelas autoridades durante período indefinido.

Nos últimos dias, diversas companhias aéreas suspenderam os voos com a China. Rússia, Coreia do Norte e Vietnã fecharam as fronteiras com o país, enquanto alguns países pararam de emitir vistos para cidadãos chineses.

fonte ebc

Mundo

Lulu da Pomerania testa positivo para coronavírus; caso pode ser o primeiro em animais de estimação

Redação

Publicado

em

Por


Um cão da raça Lulu da Pomerania foi diagnosticado com coronavírus após sua dona também ter testado positivo com a doença. De acordo com o governo de Hong Kong, o animal registra um “nível baixo” do vírus. As informações são da revista Time.

A suspeita foi confirmada após a dona do caõzinho, a chinesa Yvonne Chow Hau Yee, levar o animal para uma avaliação em uma clínica veterinária na quinta-feira (27). De acordo com a publicação, este seria o primeiro caso de um animal de estimação infectado com o vírus, que se espalha pelo mundo.

Vários testes foram realizados no pet e foram coletadas amostras oral, nasal e retal, que resultaram em um “positivo fraco”. Segundo o Departamento de Agricultura, Pesca e Conservação de Hong Kong, o cão não registra sintomas relevantes do Covi-19, mas foi colocado em quarentena.

“Não temos evidências de que animais de estimação possam ser infectados com o vírus COVID-19 ou que possam infectar humanos”, declarou o departamento, em comunicado oficial.

O cãozinho é o único animal em quarentena na clínica de Hong Kong e deve permanecer por lá pelos próximos 14 dias. Novos testes serão feitos.

Continue Lendo

Mundo

China constroi hospital em 10 dias para combater surto de vírus

Redação

Publicado

em

Por

A China está construindo dois hospitais em Wuhan, cidade epicentro do surto coronavírus. O primeiro dos hospitais tem previsão de inauguração na próxima segunda-feira(3), apenas dez dias após o início das obras.

O uso de construções pré-fabricadas para abrigar as centenas de leitos é o motivo da agilidade, assemelhando-se ao um “LEGO”, conceito se baseia em partes que se encaixam permitindo muitas combinações.

O ritimo de contrução acelerado, com trabalhos dia e noite, também contribui para a entrega acelerada dos hospitais.

Continue Lendo

Mundo

EUA desenvolve vacina que pode “brecar” propagação do coronavírus

Portal Hortolândia

Publicado

em

O coronavírus, já infectou quase 8 mil pessoas em vários países e matou quase duas centenas de pessoas. Se tudo correr bem, dentro de poucos meses uma vacina desenvolvida pelos EUA poderá começar a ser testada.

O laboratório da farmacêutica Inovio, na cidade de San Diego, na Califórnia, é neste momento um dos locais onde a vacina está sendo desenvolvida. Os cientistas da Inovio esperam ter o produto pronto para ser testado em humanos no início do verão e já lhe deram um nome: “INO-4800”.

Apos os chineses divulgarem o código genético do vírus ajudou os cientistas a determinar a origem, as mutações que pode sofrer à medida que o surto se desenvolve e a perceber a melhor forma de proteger a população mundial do contágio.

Da última vez que um vírus semelhante surgiu, em 2002 – a Síndrome Respiratória Aguda Grave (Sars) -, a China demorou a partilhar informações com o mundo e, por isso, a epidemia já estava perto do fim quando uma vacina foi desenvolvida.

A Organização Mundial da Saúde (OMS), uma das entidades que participam da procura global por uma vacina que combata o coronavírus, diz que não existem garantias de que qualquer um dos projetos em desenvolvimento seja suficientemente seguro e eficaz para que possa vir a ser utilizado.

Continue Lendo



Max Milhas