Connect with us
Publicidade

Nossa Cidade

Ação Comunitária é neste sábado (27/07), no Jd. Amanda I

Prefeitura

Publicado

em

 

A fim de levar diversos serviços públicos até comunidade, a Prefeitura de Hortolândia promove, neste sábado (27/07), das 9h às 13h, a 3a Ação Comunitária. Desta vez, a iniciativa da Secretaria de Inclusão e Desenvolvimento Social é voltada a moradores da região do Jd. Amanda, inscritos no Cadastro Único. A previsão é atingir 2.500 famílias em situação de vulnerabilidade social que moram nesta região. O evento será no Setor Cultural “Arlindo Zadi”, localizado na Rua Graciliano Ramos, 298, no Jd. Amanda I. A 1a. Ação Comunitária realizada pela Administração Municipal ocorreu no Jd. Novo Ângulo e a 2a., na Vila Real.

Durante o evento, haverá orientação à comunidade sobre serviços na área da saúde, como acompanhamento de carteirinhas de vacinação para conferir se as doses estão em dia e, em caso de atraso, como e onde atualizá-las. Além disso, crianças até 7 anos serão pesadas e medidas para conferir a nutrição, mulheres em período fértil serão orientadas quanto à gravidez e grávidas terão acompanhamento do pré-natal.

Na área da assistência social, munícipes cadastrados no Bolsa Família poderão esclarecer dúvidas sobre o programa do Governo Federal, assim como sobre os benefícios do BPC/LOAS (Benefício de Prestação Continuada/Lei Orgânica da Assistência Social).

Para as crianças, haverá diversas opções de lazer: brinquedos infláveis, cama elástica, piscina de bolinhas, pipoca e algodão doce. 

Para o público em geral, haverá aula de Zumba, corte de cabelo e outros serviços públicos gratuitos, dentre eles o “Varal Solidário”, com doação de roupas e agasalhos para pessoas carentes. Será doada uma peça por pessoa; quem quiser contribuir com a campanha poderá doar peças no próprio local. Acontecerá, ainda, do mesmo modo, doação de livros para pessoas carentes e coleta de livros para serem doados durante o evento.

De acordo com a Secretaria de Inclusão e Desenvolvimento Social, o objetivo da Ação Comunitária é aproximar o beneficiário do Bolsa Família da Prefeitura. Atualmente, há cerca de 9.875 famílias que recebem o benefício em Hortolândia.

Veja as atividades e serviços gratuitos da 3a. Ação Comunitária Intersetorial:

Este artigo foi enviado pela Prefeitura de Hortolandia

Receba as principais notícias direto no seu Telegram https://t.me/portalhortolandia

Nossa Cidade

Prefeitura disponibiliza atividades impressas a alunos da rede municipal

Prefeitura

Publicado

em

A fim de garantir acesso às atividades pedagógicas e oportunizar o processo de ensino aprendizagem aos, aproximadamente, 26 mil alunos da rede municipal, a Prefeitura de Hortolândia disponibiliza conteúdos em canais online e, também, atividades impressas e livros didáticos, que podem ser retirados na unidade escolar. A medida foi adotada pela Secretaria de Educação, Ciência e Tecnologia, após a suspensão das aulas presenciais, desde o dia 23 de março, para conter a disseminação do Coronavírus.

Além de oferecer aulas EAD (Educação a Distância), por meio do Blog Educação e de grupos no Whatsapp, a orientação dada às famílias com dificuldade de acesso ou utilização da internet é que procurem a unidade escolar em que o aluno está matriculado. Todas as atividades são entregues impressas e o acompanhamento do desenvolvimento educacional do aluno ocorre por meio deste material. A medida visa garantir que todos os estudantes tenham acesso aos conteúdos e às mesmas oportunidades de aprendizado.

Os livros didáticos, como os das aulas de Inglês e do projeto em parceria com a Secretaria de Segurança, por meio da Guarda Municipal, “Bem me Quer, Paz se Quer”, também foram disponibilizados para retirada e utilização nas atividades realizadas em casa.

Para Maria Lúcia da Silva Rodrigues, mãe de Gustavo Rodrigues da Silva, de oito anos, aluno do 2º. ano do Ensino Fundamental, o suporte oferecido pelos profissionais da Emef (Escola Municipal de Ensino Fundamental) Professora Maria Célia Cabral Amaral é ótimo. “Eu sempre busco atividades impressas na escola e utilizamos os livros didáticos. A professora faz, todos os dias, um vídeo, dando aula para os alunos e, também, sempre nos ajuda com as dúvidas. Toda vez que precisamos, a professora e os gestores estão disponíveis e receptivos para nos auxiliar”, disse Maria Lúcia, que tem 39 anos e trabalha como balconista.

“A escola está de portas abertas. Estamos trabalhando em prol da comunidade, oferecendo todo o suporte às famílias, desde a entrega dos kits de alimentação até ao desenvolvimento de todo o trabalho pedagógico, não só no Blog e grupos de Whatsapp, mas na disponibilização de todas as atividades impressas para aqueles que não possuem acesso à internet e, depois, no recebimento desse material, para acompanhamento dos alunos, que é realizado por todos os nossos professores. Nós buscamos sempre manter contato e criar canais para diálogos. Essa parceria é fundamental. Não estamos medindo esforços para atender a todos”, ressaltou o diretor da Emef Professora Maria Célia Cabral Amaral, José Luís Menegoro.

Neste período de distanciamento social, os servidores da Secretaria de Educação, Ciência e Tecnologia têm trabalhado para oferecer atividades diversificadas e postagens de conteúdos para a Educação Básica, nas etapas da Educação Infantil e Ensino Fundamental, incluindo as modalidades da Educação Especial e EJA (Educação de Jovens e Adultos), incluindo a Educação Integral.

Todas as atividades são elaboradas de acordo com o Projeto Político Pedagógico e de Gestão Escolar e referenciadas na Base Nacional Comum Curricular, nas Diretrizes Pedagógicas do Programa Ler e Escrever, na Emai (Educação Matemática nos Anos Iniciais), no Currículo Municipal da Educação Infantil, no Currículo Paulista e no livro do professor “Aprender com a criança: experiência é o conhecimento”, além dos livros didáticos do PNLD (Programa Nacional do Livro Didático).

Segundo a secretária de Educação, Ciência e Tecnologia, Sandra Fagundes Freire, neste período, é essencial fortalecer o vínculo e valorizar os laços. “Com a suspensão das aulas presenciais, imediatamente foram disponibilizadas atividades impressas para os nossos alunos. À medida que o tempo foi se estendendo, procuramos otimizar esse trabalho e disponibilizar, também, outras ferramentas de ensino, como o Blog Educação. Temos que, além de garantir a educação de qualidade e efetiva aos nossos alunos, valorizar a afetividade entre crianças, famílias, escola, professores e colegas de turma, tornando-os parceiros dos processos de aprendizagem e motivando-os a participar”, ressaltou.

 

Este artigo foi enviado pela Prefeitura de Hortolandia

Receba as principais notícias direto no seu Telegram https://t.me/portalhortolandia
Continue Lendo

Nossa Cidade

Hortolândia poderá abrir salões de beleza, restaurantes e academias

Redação

Publicado

em

Por

O governo estadual confirmou, na manhã desta sexta-feira (7), que a região de Campinas (SP) vai avançar da fase 2 – laranja para a fase 3 – amarela do Plano de São Paulo, o que significa que Hortolândia poderá reabrir salões de beleza, restaurantes e academias.

Restaurantes e bares poderão reabrir para consumo local com 40% da capacidade, apenas clientes sentados e seis horas diárias.

Os Salões de beleza, cabeleireiros e barbeiras retomam com 40% e por seis horas diárias; sem ambiente de espera e com protocolos sanitários.

Já as academias podem reabrir com restrições por seis horas e capacidade de 30% e com agendamento.

Apesar do Governo estadual já ter informado o avanco da reigião, a Prefeitura de Hortolândia ainda deve publicar um decreto que regulamenta as atividades.

Receba as principais notícias direto no seu Telegram https://t.me/portalhortolandia
Continue Lendo

Nossa Cidade

Hortolândia pode ir para fase amarela do Plano São Paulo; Anuncio acontece nesta sexta-feira

Redação

Publicado

em

Por

Hortolândia e toda região de Campinas deve ir para fase 3 (amarela) do Plano São Paulo na próxima semana. O anuncio da nova fase deve ser feito nesta sexta-feira(7) pelo Comitê Estadual da Covid-19.

Os critérios que baseiam a classificação nos DRS (Departamentos Regionais de Saúde) são: ocupação de leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTIs); total de leitos por 100 mil habitantes; variação de novas internações, novos casos confirmados e novos óbitos confirmados, em comparação com a semana anterior.

Nesta quinta, a ocupação de leitos no DRS de Campinas estava em 64,9%. Os números de novos casos e óbitos, embora ainda estejam altos, apresentaram quedas em relação à última semana. Por isso, os critérios devem ser atendidos para a região avançar à fase amarela.

Na fase amarela, o comércio e shoppings (inclusive a praça de alimentação, desde que seja em local aberto) podem funcionar durante seis horas por dia, e também podem abrir restaurantes, bares, salões de beleza e academias. Atualmente, na fase laranja, o funcionamento permitido é de quatro horas.

Se o anuncio da mudança se confirmar, os prefeitos das cidades ainda tem que publicar um decreto que regulamenta as atividades, seguindo o Plano São Paulo.

Receba as principais notícias direto no seu Telegram https://t.me/portalhortolandia
Continue Lendo

Populares