Connect with us
Publicidade

Nossa Cidade

Colóquio debate uso de tecnologia em sala de aula e nova Base Nacional Curricular

Prefeitura

Publicado

em

Cerca de 300 profissionais da rede municipal de educação participaram, na noite desta segunda-feira (04/11), do I Colóquio de Ciência e Tecnologia, promovido pela Prefeitura de Hortolândia, no auditório Profª Andréa M. Borelli, no Remanso Campineiro. O prefeito Angelo Perugini, que é professor, e a secretária de Educação, Ciência e Tecnologia, Sandra Fagundes Freire, deram as boas-vindas à palestrante convidada, Profª Drª Maria Inês Fini, fundadora da Faculdade de Educação da Unicamp (Universidade Estadual de Campinas), doutora em Ciências – Educação, pesquisadora em Psicologia da Educação, Psicologia do Desenvolvimento, Social e do Trabalho e especialista em Currículo e Avaliação, com experiência em Gestão Educacional na Educação Básica e Superior.

A convidada abordou o tema “A Sociedade digital e os desafios da BNCC (Base Nacional Comum Curricular)”.A BNCC é “um documento de caráter normativo que define o conjunto orgânico e progressivo de aprendizagens essenciais que todos os alunos devem desenvolver ao longo das etapas e modalidades da Educação Básica”, segundo o site do MEC (Ministério da Educação).

“É preciso reaprender e voltar a aprender. Aqui temos professores e doutores e estamos com a máxima humildade para aprender de novo. Queremos renovar tudo aquilo que queremos. Nós vamos reaprender de novo, vamos buscar de todas as formas uma maneira de nos manter atualizados. Esta conversa de hoje a noite será para nós um desafio de não parar nem desanimar. Parabéns a vocês que tiraram uma noite de lazer para vir aqui aprender mais um pouquinho, rediscutir, reformar e reconstruir. Vamos sair daqui com mais vontade de aprender muito mais”, afirmou Perugini.

O grande número de inscritos surpreendeu os organizadores e a Secretaria de Educação, Ciência e Tecnologia já anunciou que pretende fazer outras formações sobre o tema. “O colóquio oportunizou uma excelente reflexão sobre a BNCC e toda a parte pedagógica que desenvolvemos nas escolas, envolvendo a tecnologia. A maioria dos professores e gestores, pessoas com mais idade, não se desenvolveram na escola ou na faculdade nesta era digital que estamos vivendo. A Secretaria de Educação tem que investir na formação para que possamos discutir a concepção de educação e os conceitos das relações das crianças com todo o aparato tecnológico e tenhamos uma visão de que a tecnologia veio para facilitar o nosso dia a dia. É uma ferramenta de trabalho, de estudo. Não é algo para ficar fora da escola. A escola tem que aprender a se relacionar com os tablets, os celulares, as buscas no Google, para que isso possa contribuir para que as crianças aprendam mais, se relacionem melhor com o conhecimento, possam fazer pesquisas que contribuam com o aprendizagem e, no caso dos professores, com o processo de ensino nas escolas. Foi nesse sentido que o colóquio promoveu um debate, envolvendo a BNCC, porque o currículo está em discussão no Brasil todo e nós temos que envolver toda a parte tecnológica nesta discussão”, afirmou a secretária Sandra Fagundes Freire.

Maria Inês Fini destacou a invasão da microeletrônica e do chamado “big date” (grande volume de dados) na atualidade, em diversas áreas como a economia e o universo escolar; o surgimento de uma geração interativa, com o uso crescente da tecnologia no Brasil e o celular como o principal dispositivo de acesso (97%) no país. Diante deste cenário, a palestrante defendeu a reinvenção da escola. “A destruição do modelo atual tem que ser criativa e devastadora. A escola tem que manter sua relevância para se manter viva”, afirmou ela. Entre as mudanças na estrutura do currículo, apontou: Educação Integral, Competências e habilidades em lugar de simples memorização; além de competências cognitivas também a socioemocionais como responsabilidade da escola; metodologias ativas; organização em áreas e não disciplinas; e bilinguismo pra valer.

A pedagoga apontou também mudanças no conceito de aprendizagem, o que significa mudar o ecossistema e incluir novas vozes. Esta mudança implica na resolução de problemas como princípio organizador da aprendizagem; em alunos protagonistas com crescente autonomia e autogestão do próprio conhecimento; e na ênfase na aprendizagem e desenvolvimento. “Aprender é desenvolver estruturas de inteligência (processos mentais ou competências e habilidades) para compreender e interpretar, com crescente autonomia de pensamento e ação, o mundo em que vivemos”, explicou ela.

Quem é Maria Inês Fini

A Profª Drª Maria Inês Fini é fundadora da Faculdade de Educação da Unicamp (Universidade Estadual de Campinas), onde atuou de 1972 a 1996, exercendo cargos como docente, pesquisadora e funções administrativas e de representação. É doutora em Ciências – Educação, pedagoga, professora e pesquisadora em Psicologia da Educação, Psicologia do Desenvolvimento, Social e do Trabalho, especialista em Currículo e Avaliação, com experiência em Gestão Educacional na Educação Básica e Superior.

Este artigo foi enviado pela Prefeitura de Hortolandia

Receba as principais notícias direto no seu Telegram https://t.me/portalhortolandia

Nossa Cidade

Hortolândia registra 102 mortes por Covid19

Portal Hortolândia

Publicado

em

Nesta sexta-feira (14), Hortolândia registrou mais um morte por Covid19 e chega a 102 óbitos da cidade. A vitima era um homem de 62 anos e tinha outras comorbidades.

BOLETIM – CORONAVÍRUS (COVID-19) HORTOLÂNDIA – 14/08

Casos notificados: 5259
Pacientes em investigação: 975

  • Em Isolamento domiciliar aguardando exame: 932
  • Em Internação na Unidade Respiratória – UPA Nova Hortolândia: 5
  • Em Internação no Hospital Municipal Mário Covas: 2 (2 em UTI)
  • Em Internação hospitalar fora do município: 36 (24 em UTI / 12 em enfermaria)

Casos confirmados: 2396

  • 37 pacientes em isolamento domiciliar
  • 0 em Internação no Unidade Respiratória – UPA Nova Hortolândia
  • 0 em Internação no Hospital Municipal Mário Covas (em UTI)
  • 21 pacientes em internação hospitalar fora do município (14 em UTI / 7 em enfermaria)
  • 2236 pacientes já receberam alta / curados
  • 102 Óbitos

Casos descartados: 1888
*Todos os casos em investigação encontram-se em isolamento e acompanhados pela Secretaria Municipal de Saúde
**Comunicação de casos confirmados mediante informação da Secretaria de Saúde do Estado

Receba as principais notícias direto no seu Telegram https://t.me/portalhortolandia
Continue Lendo

Nossa Cidade

Estrada Municipal no Firenze será interditada na madrugada deste sábado (15/08) para remoção de guindaste

Portal Hortolândia

Publicado

em

A Prefeitura de Hortolândia interditará, a partir da 1h deste sábado (15/08), a Estrada Municipal Pedrina Guilherme, que liga duas importantes regiões da cidade: o Jd. Novo Horizonte ao Jd. Firenze.

A medida, de responsabilidade da Secretaria de Mobilidade Urbana, é necessária para a retirada de um guindaste do local.

Funcionários da empresa responsável pela máquina orientarão os motoristas que passarem pela região nos pontos de bloqueios para entrarem nos desvios que estarão em vigor e, assim, conseguirem chegar à região que necessitam.

A estrada estará bloqueada nos dois sentidos. De acordo com a Secretaria de Mobilidade Urbana, o serviço deve ser concluído por volta das 5h e, se possível, os motoristas devem evitar a região.

Receba as principais notícias direto no seu Telegram https://t.me/portalhortolandia
Continue Lendo

Nossa Cidade

Poupatempo em Hortolândia ainda neste ano?

Portal Hortolândia

Publicado

em

A Prefeitura de Hortolândia anunciou que receberá unidade do Poupatempo ainda neste ano.

O município contará com uma unidade do Poupatempo 4.0, que ampliará o acesso à serviços na cidade, como a renovação de CNH e o licenciamento de veículos.

A previsão é de que o posto de serviços seja implantado no mês de outubro e fique localizado no centro da cidade.

Receba as principais notícias direto no seu Telegram https://t.me/portalhortolandia
Continue Lendo

Populares