Connect with us

Nossa Cidade

Concertos Oficiais tem apresentações do grupo Sopro de Prata e da Banda Experimental, segunda-feira (25/11)

Publicado

em

O projeto “Concertos Oficiais” vem com uma combinação eclética de choro e grandes temas do cinema. A edição de segunda-feira (25/11) terá o grupo Sopro de Prata e a Banda Experimental, que se apresentarão, a partir das 20h, no Centro de Educação Musical Municipal de Hortolândia (CEMMH), localizado na rua Vicente Palhão, s/nº, Jardim Santa Cândida. O projeto “Concertos Oficiais” é realizado pela Secretaria de Cultura com o objetivo de difundir a música erudita e formar público. Durante o ano, são realizados concertos gratuitos de grupos do CEMMH para marcar a chegada das estações. No momento, o projeto está na Série Primavera.    

Formado por flautas transversais, o Sopro de Prata tocará  composições clássicas do choro, como “Trombone Atrevido”, de Pixinguinha, e “Pinguinho de Gente”, de Altamiro Carrilho.

Depois, é a vez da Banda Experimental. Formada por 40 alunos iniciantes do CEMMH, conta com instrumentos das famílias madeira, metais e percussão. O grupo apresentará músicas-tema de filmes conhecidos como “Top Gun (Ases Indomáveis)” e “Spartacus”. 

Confira abaixo os programas dos concertos do Sopro de Prata e da Banda Experimental:

Sopro de Prata:

– “Cabo Pitanga”, de Laércio de Freitas

– “Será Que É Isso”, de Copinha (arranjo: Guilherme Lamas)

– “Trombone Atrevido”, de Pixinguinha (arranjo: Guilherme Lamas) 

– “Filé de Panga”, de Guilherme Lamas

– “Dinorah”, de Benedito Lacerda (arranjo: Guilherme Lamas)

– “Pinguinho de Gente”, de Altamiro Carrilho (arranjo: Guilherme Lamas)

 

Banda Experimental:

– “Spartacus”, de John O’Reilly

– “Lady Sings The Pops” (arranjo: Robert W. Smith)

– “Broadway’s Best” (arranjo: Johnnie Vinson)

– “Feeling Good”, de Anthony Newley e Leslie Bricusse (piano: Raissa Ribeiro Pereira; sax alto solo: Luiz Henrique M. Duque)

– “Top Gun” (arranjo: Robert W. Smith)

 

Projeto “Concertos Oficiais – Série Primavera”, com Sopro de Prata e Banda Experimental:

Data: 25/11/2019 (segunda-feira)

Horário: 20h

Local: Centro de Educação Musical Municipal de Hortolândia (CEMMH) – sala Maestro Eleazar de Carvalho

Endereço: rua Vicente Palhão, s/nº, Jd. Santa Cândida

Este artigo foi enviado pela Prefeitura de Hortolandia

Nossa Cidade

Projeto “Achei Um Livro” é realizado em três regiões da cidade neste mês

Publicado

em

Se você ainda não teve a sorte de achar um livro na rua, desta vez terá três oportunidades. A Biblioteca Municipal “Terezinha França de Mendonça Duarte”, órgão da Prefeitura de Hortolândia, realiza o projeto “Achei Um Livro” em três regiões diferentes da cidade. Nesta sexta-feira (06/12), o projeto espalhará livros no parque Lago da Fé, que fica na região do Jardim Nova Alvorada. O projeto também será realizado nos dias 13/12, na região central, e 20/12, no Parque Socioambiental “Irmã Dorothy Stang”, localizado no Jardim Nossa Senhora de Fátima, dentro da programação do 3º Natal Sustentável. A ação marca o encerramento do projeto neste ano.

O coordenador da biblioteca, Rafael Antonio da Silva, explica que nesta sexta-feira serão espalhados de 15 a 20 livros no parque Lago da Fé. Para quem ainda não sabe, o projeto levará ao parque obras de diferentes gêneros literários de ficção e não ficção. As obras serão deixadas em locais como bancos, embaixo de árvores, entre outros. Silva ressalta que os livros não ficarão escondidos, eles serão deixados aleatoriamente. A ideia é instigar a curiosidade das pessoas e fazer com que elas peguem os livros e os levem para casa.

Os livros estarão embrulhados em papel com a identidade visual da biblioteca e com fita na cor vermelha. Na parte externa do embrulho, colado no alto, à esquerda, um aviso traz dicas sobre os temas da obra com os seguintes dizeres: “Pegue este livro se você está interessado em: …”, e com um cartão com o número do BiblioZap, serviço de atendimento da biblioteca via aplicativo WhatsApp. O número é (0 XX 19) 99578-6759.

Quem achar um livro pode ajudar na divulgação do projeto nas redes sociais. Basta postar uma mensagem ou foto do livro achado com as hashtags #acheiumlivrohortolandia e #bibliotecacentralhto. Os sortudos também podem enviar mensagem e/ou foto para o BiblioZap.

Neste ano, o projeto já foi realizado no Jardim Amanda, no próprio Parque  Dorothy e no Creape (Centro de Referência em Educação Ambiental Parque Escola), localizado no Jardim Santa Clara do Lago. O coordenador Rafael Antonio da Silva explica que o objetivo é atender a solicitação de pedidos de moradores de bairros distantes da região central, onde fica a biblioteca municipal.

A Biblioteca Municipal“Terezinha França de Mendonça Duarte” fica no piso inferior do Open Shopping, localizado na rua Luiz Camilo de Camargo, 581, região central. Mais informações podem ser obtidas pelo BiblioZap, pelo telefone 3887-1684, ou pelo e-mail

\n

O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.


.

O projeto “Achei Um Livro” foi criado em setembro de 2018 e é realizado sempre na segunda sexta-feira de cada mês. Por meio do projeto, a Prefeitura visa a formação e o cadastro de novos leitores na biblioteca, além de estimular a população a conhecer o espaço e, com isso, desmistificar a ideia de que a biblioteca é um lugar elitizado e mostrá-la como um ponto de convivência e de difusão de cultura. Atualmente, a Biblioteca Municipal conta com acervo de 16.000 títulos e cerca de 5.000 usuários cadastrados. Os leitores podem consultar o acervo da biblioteca on line por meio do site http://biblivre.hortolandia.sp.gov.br/Biblivre5/single/.

Confira abaixo as datas do projeto “Achei Um Livro” de fim de ano:

06/12  – Parque Lago da Fé

13/12  – região central 

20/12 – Parque Socioambiental “Irmã Dorothy Stang” (dentro da programação do 3º Natal Sustentável)

Este artigo foi enviado pela Prefeitura de Hortolandia

Continue Lendo

Nossa Cidade

Prefeitura conquista 150 mil dólares para investir na área ambiental

Publicado

em

Hortolândia conquistou U$ 150 mil, a fundo perdido, isto é, sem necessidade de reembolso por parte do Poder Público, para investir na área ambiental. Em moeda brasileira, se considerado o dólar comercial desta quinta-feira (05/12), o valor seria equivalente a R$ 630 mil. Os recursos são oriundos do Banco Internacional CAF (Corporação Andina de Fomento) e, de acordo com a Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, serão utilizados em dois projetos prioritários: o Plano de Arborização Urbana e o Levantamento das Nascentes do Município de Hortolândia.

A aprovação dos projetos foi informada à Prefeitura, nesta quarta-feira (04/12), via documento assinado pelo representante da CAF no Brasil, Jaime Holguín. A próxima etapa será a formalização e assinatura do Termo de Cooperação Técnica, a ser feita pelo prefeito Angelo Perugini em Brasília, em breve.

Ambos os projetos foram apresentados a Perugini como metas para 2020, durante reunião geral com os servidoras do Meio Ambiente, no último dia 28 de novembro. A previsão, divulgada nesta ocasião, é que tanto o plano de arborização urbana quanto o levantamento de nascentes estejam concluídos até setembro do próximo ano.

De acordo com o secretário de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, José Nazareno Zezé Gomes, os estudos serão feitos por empresa a ser contratada pela CAF, sendo acompanhados por técnicos da secretaria.

O Termo de Cooperação Técnica com a CAF para o desenvolvimento de projetos ambientais faz parte do PIC (Programa de Incentivo ao Crescimento), implantado pelo prefeito Angelo Perugini para estimular o desenvolvimento urbano, ambiental, social e humano para que Hortolândia cresça com planejamento e sustentabilidade nos próximos 30 anos. O programa prevê mais de 100 obras e serviços, em diversas áreas. Para estas intervenções, o município conta recursos financeiros da iniciativa privada, dos governos estadual e federal, sendo que a principal fonte de recursos é um financiamento junto ao banco internacional CAF.

Este artigo foi enviado pela Prefeitura de Hortolandia

Continue Lendo

Nossa Cidade

Caminhão ocupa metade da rua e atrapalha trânsito no Jardim Malta

Publicado

em

Um morador do Jardim Malta, em Hortolândia, enviou ao Portal Hortolândia fotos de um caminhão que, segundo ele, tem atrapalhado o trânsito no local na Rua das Madre Silvas com a avenida Jair da Silva Guimarães.

Ele conta que há pelo menos três meses o veículo fica estacionado próximo de uma esquina, e dificulta a visibilidade de quem passa pelo local.

Segundo o morador, que preferiu não ser identificado, a rua em que o condutor do caminhão escolheu para estacionar fica ao lado de um de depósito de gás, uma vez que pela via há bastante movimento. Ele alega que o risco de acidentes é grande, pois os motoristas precisam passar pela contramão para desviar do veículo que ocupa parte da rua, e mais pra cima existem dois buracos.

Nota da Redação: O motorista do caminhão pode estar cometendo uma irregularidade. De acordo com o Código de Trânsito Brasileiro (art. 181, cap. XV, inciso I), estacionar a menos de cinco metros da esquina é uma infração média sujeita a multa e remoção do veículo.

Segundo o proprietário do caminhão, o veiculo está dentro das leis de trânsito, respeitando a distância da esquina e parado em guia alta.

Continue Lendo