Connect with us

Nossa Cidade

Evento Hip Hop Solidário da Prefeitura é neste sábado (15/02)

Prefeitura

Publicado

em

Quem integra o universo artístico-cultural do hip hop na região já tem agenda certa neste final de semana. A Prefeitura de Hortolândia promove, neste sábado (15/02), o 2º Hip Hop Solidário. O evento, gratuito e aberto ao público, começa a partir das 12h, na Emef (Escola Municipal de Ensino Fundamental) Jd. Amanda I (CAIC), localizada na Rua Graciliano Ramos, 698. Haverá batalhas de rima e de break dance, bem como diversas atrações culturais, dentre elas apresentações musicais.

Os 16 participantes da Batalha de Dança e os oito da Batalha de Rima já foram definidos (veja abaixo), nas etapas classificatórias. Segundo a Secretaria de Inclusão e Desenvolvimento Social, haverá durante o evento, paralelamente, batalhas de rimas e de b.boys e b.girls, em competições de breakdance, uma dança de rua, e intervenções poéticas. 

O objetivo da ação, realizada pela Secretaria de Inclusão e Desenvolvimento Social, em parceira com a Secretaria de Cultura, é “promover a arte e a cultura hip-hop, possibilitando o contato dos atendidos pelas redes socioassistenciais e os munícipes em geral de Hortolândia com o universo artístico e cultural, além dos três elementos da cultura hip-hop (rap, dança de rua e graffiti)”. Ainda segundo os organizadores, a ideia é estimular “o intercâmbio de conhecimento, de cultura da arte urbana (apresentando as especificidades de artistas de diferentes regiões) e de vivências, entre os artistas e os moradores da região”.

A primeira edição, em 2019, reuniu cerca de 600 pessoas. Considerando a estrutura e as atrações culturais de renome, a previsão para a edição deste ano é reunir até 1.000 neste ano. A abertura do evento ficará por conta da dupla hortolandense Lê Veloso e Juliana Veloso. Mãe e filha (agora com 11 anos) apresentarão o “Rap de Hortolândia”, criado em 2018, em um projeto de escola, para homenagear a cidade. 

Além delas, o 2º Hip-Hop Solidário terá apresentação musical de outros artistas da região; graffiti com Leandro Kranium e convidados; intervenções poéticas (Slam) e show de rap com o cantor Dexter.

“Considerando que Hortolândia é um polo do movimento Hip Hop, vários artistas com carreiras consolidadas iniciaram na cidade, o evento permite uma valorização e fortalecimento de artistas e pessoas que gostam e estão inseridos nessa cultura. Para os atendidos nas nossas redes socioassistenciais, o contato com essa cultura pode possibilitar que alguns reconheçam suas habilidades e se sintam motivados para que iniciem seus estudos e objetivos, profissionais ou recreativos, através dos diferentes caminhos da liberdade de expressão”, afirma o secretário de Inclusão e Desenvolvimento Social, Régis Athanázio Bueno.

 

SERVIÇO:

2º Hip Hop Solidário

Data: sábado (15/02/2020)

Hora: a partir das 12h

Local: Emef (Escola Municipal de Ensino Fundamental) Jd. Amanda I (CAIC), localizada na Rua Graciliano Ramos, 698

 

Confira os classificados para a Batalha de Rimas:

1.Misrael Souza

2.MC Prós – Wesley Maciel

3.MRC – Marcos Antonio

4.Neno MC – Carlos Henrique

5.Lira MC – Matheus Lira

6.MC Malvadão

7.WP – Brendon Andrade

8.Conduta

 

Confira também os classificados para a Batalha de Break Dance:

1.Roger de Páscoa Matheus – Bboy Roger

2.Paulo Ricardo da Silva – B.boy Tuketty

3.Jefferson Andrade biernotzi – Jé lunáticos

4.Jonatas da rocha – Bboy Jhow

5.Gleidison Siqueira Monteiro Dedex

6.Roberto Carlos – Bboy Robertinho

7.Marcelina Manuela Francisca da Silva – B-Girl Marcelina

8.Gustavo Neri – BBOY NERI SAN

9.Francine Bueno Ishibashy – Bgirl Fran

10.Andre Luis de Oliveira Pinto – Bboy Dré

11.Raimax Silva – Bboy Max

12.Lucas Da Silva Ferreira – Lukings

13.William Silvia Alencar de sousa – William

14.Fernando de Oliveira Quintanilla – Fernandinho

15.Hugo Xavier – Bboy Xavier

16.Miguel Inacio Dos Santos – Miguel

Este artigo foi enviado pela Prefeitura de Hortolandia

Nossa Cidade

Operação contra Coronavírus já orientou quase mil estabelecimentos comerciais em Hortolândia

Prefeitura

Publicado

em

Quase mil estabelecimentos comerciais não-essenciais de Hortolândia foram orientados, até agora, sobre como contribuir para evitar a disseminação da COVID-19 no município. Mais um balanço da Operação de Orientação sobre o Coronavírus, promovida pela Prefeitura, foi divulgado, nesta quinta-feira (02/04). A ação, que acontece desde 21 de março, é realizada pela Guarda Municipal, em conjunto com a Secretaria de Mobilidade Urbana, o Setor de fiscalização e a Vigilância Sanitária. Os agentes visitam, diariamente, diversos bairros da cidade para garantir o cumprimento do decreto 4.383, de 21/03/2020, que proíbe temporariamente o funcionamento presencial de neste tipo de comércio.

De acordo com a Secretaria de Segurança, os números foram contabilizados até o dia primeiro deste mês. A orientação é realizada para informar sobre como os comerciantes devem manter o estabelecimento funcionando de acordo com o decreto. Agora, quem descumprir a medida estará sujeito a autuação, multa e interdição por parte do Poder Público. A medida da Prefeitura visa conter a disseminação da COVID-19, doença transmitida pelo Coronavírus. No último dia 30/03, a Prefeitura autorizou o funcionamento no sistema de delivery e drive-thru.

Valor da multa

Para quem não seguir as orientações de funcionamento, o valor da multa aplicada varia entre 10 e 10 mil UFESP (Unidade Fiscal do Estado de São Paulo). Cada UFESP custa R$ 27,10 e os valores das multas podem ser de R$ 276,10 até 27.610,00, dependendo da reincidência. Também será elaborado um boletim de ocorrência para o proprietário do local que descumprir o decreto.

Força tarefa

A força-tarefa intensifica o patrulhamento diário em toda a cidade. A Operação de Orientação sobre o Coronavírus é realizada com o apoio de um carro de som, que passa mensagens informativas. Segundo a Secretaria de Segurança, os flagrantes mais comuns são realizados em bares e lojas de material para construção. Em caso de desobediência ao decreto municipal, a ação poderá ser considerada crime e os envolvidos, encaminhados para a delegacia e responder pelos atos.

Denúncias que caracterizem aglomeração de pessoas podem ser realizadas à corporação, a qualquer hora do dia ou da noite, pelo telefone 153 ou 0800-111-580.

Confira abaixo os telefones disponíveis para informações e dúvidas sobre o Coronavírus:

(19) 99976-2434

(19) 99929-8987

(19) 97171-5369

(19) 99976-2498

(19) 99976-2276

(19) 99920-3204

 

Este artigo foi enviado pela Prefeitura de Hortolandia

Continue Lendo

Nossa Cidade

Beneficiários de programas sociais podem tirar dúvidas sobre Cadastro Único por meio de aplicativo ou e-mail

Prefeitura

Publicado

em

Para amparar moradores de Hortolândia em situação de vulnerabilidade social, durante a pandemia do Coronavírus (Covid-19), a Prefeitura de Hortolândia disponibiliza canais de atendimento eletrônico para esclarecer dúvidas sobre o CadUn (Cadastro Único).

De acordo com a Secretaria de Inclusão e Desenvolvimento Social, o atendimento remoto a beneficiários do CadUn é uma alternativa para que participantes de programas sociais consigam receber os benefícios. Atualmente, Hortolândia possui mais de 9 mil pessoas inscritas em programas sociais.

“Pedimos que todos beneficiários fiquem atentos às regras e mudanças, provocadas por uma situação atípica, que é esta pandemia pela qual o mundo atravessa e, em caso de dúvida, entrem em contato, por meio dos nossos canais de atendimento à população. O auxílio do Governo Federal ainda não está regulamentado e, assim que estiver, os beneficiários poderão recebe-lo”, explica o secretário de Inclusão e Desenvolvimento Social, Régis Athanázio Bueno.

CONFIRA ABAIXO AS INFORMAÇÕES

BPC – Beneficio de Prestação Continuada para Idosos e Pessoas com Deficiência

*Os bloqueios e as suspensões por falta de inscrição no cadastro único estão suspensos por 120 dias.

*Para casos com benefícios já bloqueados ou suspensos, será necessário analisarmos cada situação – entrar em contato através de um dos canais abaixo:

e-mail:  atendimentobolsafamilia@hortolandia.sp.gov.br

WhatsApp: (19) 99976-4011

Programa Bolsa Família

*Novos bloqueios ou suspensões de beneficio por averiguação/revisão cadastral estão suspensos por 120 dias.

*Benefícios que já estavam bloqueados por averiguação ou revisão terão os casos analisados individualmente

*Fazer contato enviando NOME e NIS (Número de Identificação Nacional) – por um dos canais abaixo:

e-mail:  atendimentobolsafamilia@hortolandia.sp.gov.br

WhatsApp: (19) 99976-4011

Auxílio Emergencial do Governo Federal

*Esclarecemos que o auxilio ainda não esta regulamentado;

*Acompanhar as informações pelo Facebook da Prefeitura Municipal de Hortolândia.

Este artigo foi enviado pela Prefeitura de Hortolandia

Continue Lendo

Nossa Cidade

Sessão online do Ponto Mis exibirá o filme Bacurau, neste sábado (04/03)

Prefeitura

Publicado

em

O filme “Bacurau”, dos diretores brasileiros Kleber Mendonça Filho e Juliano Dornelles, é a atração deste sábado (04/03) da segunda sessão online do #misemcasa, programação gratuita oferecida pelo Ponto MIS (Museu da Imagem e Som), órgão do Governo do Estado parceiro da Prefeitura de Hortolândia. Para participar, é necessário realizar inscrição no link https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLScCm-hLrmzf69tBZVGcWiG1NrlLXRU8jWN60twxGHlIIu4a9A/closedform.

 

Os inscritos receberão no e-mail cadastrado o link para assistir ao filme online. O longa será transmitido às 15h30. Há 100 vagas disponíveis.

 

Logo após a exibição do filme, às 18h, o Ponto MIS também realizará a segunda edição do Bate-papo de cinema no canal do MIS no YouTube https://www.youtube.com/watch?v=7mLYz6vOP7I. No programa, ao vivo, o oficineiro @lafonso86 fará uma análise de “Bacurau”. Em seguida, haverá uma conversa com o ator @thomasquino, que interpretou o personagem Pacote no longa, lançado em 2019.

 

Segundo a Secretaria de Cultura, a iniciativa é inovadora nas atividades realizadas pelo Ponto MIS e traz conteúdos em diferentes formatos, em todas as plataformas digitais do Museu. A atividade acontece em conjunto com o #Culturaemcasa, projeto desenvolvido pela Secretaria de Cultura e Economia Criativa e por organizações sociais de cultura que atende à orientação do Centro de Contingência do Covid-19. Foi determinado que os equipamentos culturais do Governo do Estado de São Paulo tenham o seu funcionamento suspenso por até 30 dias, a partir de 17 de março.

 

“A pandemia da COVID-19 é uma novidade no mundo. Para que a vida cultural das pessoas não seja prejudicada por conta das medidas de prevenção e segurança à vida com o isolamento social, a Prefeitura, em parceria com o Governo Estadual, adapta a plataforma do Ponto Mis à nossa realidade e oferece esta opção de lazer cultural. Espero que vocês aproveitem cada nova ferramenta desenvolvida especialmente para tornar este momento mais leve”, afirmou a secretária de Cultura, Alessandra Amora Barchini.

Este artigo foi enviado pela Prefeitura de Hortolandia

Continue Lendo