Connect with us
Publicidade


Nossa Cidade

Gestores da Prefeitura participam de curso sobre arborização e poda do programa estadual “Município VerdeAzul”

Portal Hortolândia

Publicado

em

Jd. Terras de Santo Antonio

A Prefeitura de Hortolândia cumpre mais uma etapa importante para obter a certificação do programa estadual “Município VerdeAzul”. Um grupo de cinco gestores da Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, incluindo a secretária Eliane Nascimento Oliveira, participou do Curso Básico de Arborização e Poda, ministrado por um profissional do programa, nesta quinta-feira (24/09).

A atividade foi online em virtude pandemia do Coronavírus para evitar aglomeração. De acordo com a Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, a participação no curso contará pontos para o município na edição deste ano do programa.

No curso foram abordados os seguintes assuntos: Piloto Floresta Urbana, Cadastro e Inventário de Arborização Urbana, Épocas de Poda, Adubação de Cobertura, Tutoramento, Desbrota, Tipos de Poda e Podas Erradas, Coroamento, Capina, Irrigação e Importância da Calçada Verde e do “Espaço Árvore”. A atividade foi ministrada pelo engenheiro agrônomo do programa, José Walter.

Para a engenheira agrônoma da Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, Alynne Danielle Pereira Nececkaite Sant’Anna, o curso é importante por oferecer atualização de conhecimentos técnicos. Dentre os temas abordados, a engenheira destaca a importância do plantio de espécies arbóreas nativas. 

Outro tema destacado pela especialista é o chamado “Espaço Árvore”. De acordo com a engenheira, o programa estadual estipula que o plantio de árvores em novos loteamentos na cidade deve ser feito dentro do “Espaço Árvore”, que é um tipo de calçada verde.

“O plantio deve ser feito com critério nesse espaço. O objetivo é proporcionar infiltração de água e ar no solo, contribuindo para o desenvolvimento da árvore”, explica Alynne. De acordo com a Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, a implantação do chamado “Espaço Árvore” dentro dos novos loteamentos na cidade ainda está em andamento.

PROGRAMA “MUNICÍPIO VERDEAZUL”

Em 2019, pela segunda vez, Hortolândia foi certificada pela qualificação no Programa “Município VerdeAzul”, da Secretaria de Infraestrutura e Meio Ambiente do Estado de São Paulo. A cerimônia de premiação foi em março deste ano. Lançado em 2007, o programa estadual apoia e estimula, nos municípios paulistas, a realização de ações na área de meio ambiente.

Em 2019, Hortolândia obteve 66,11 pontos, ficando na 133ª posição do ranking, integrando o grupo das 62 cidades qualificadas por alcançarem notas entre 60 e 79,9. Outras 92 cidades receberam certificação por atingirem notas acima de 80 pontos. Ao todo, 613 cidades paulistas participaram da edição que avaliou os programas e as ações ambientais durante o ano de 2019.

Segundo o site do programa, o PMVA busca “estimular e auxiliar as prefeituras paulistas na elaboração e execução de suas políticas públicas estratégicas para o desenvolvimento sustentável do estado de São Paulo”. Deste modo, o ranking ambiental, além de nortear a formulação de políticas públicas, é utilizado na outorga de premiações regulares, tais como o “Certificado Município VerdeAzul”, concedido aos municípios que atingem a nota superior a 80 (oitenta) pontos e preenchem requisitos pré-definidos para cada Ciclo, e ao Interlocutor respectivo. Este Certificado reconhece a boa gestão ambiental municipal e garante à prefeitura premiada preferência na captação de recursos do Fundo Estadual de Prevenção e Controle da Poluição (FECOP)”.

Conheça as dez Diretivas norteadoras da agenda ambiental do Programa “Município VerdeAzul”:

1. Município Sustentável

2. Estrutura e Educação Ambiental

3. Conselho Ambiental

4. Biodiversidade

5. Gestão das Águas

6. Qualidade do Ar

7. Uso do Solo

8. Arborização Urbana

9. Esgoto Tratado10. Resíduos Sólidos

Receba as principais notícias direto no seu Telegram https://t.me/portalhortolandia

Nossa Cidade

Coronavírus Hortolândia: 7299 casos confirmados, 7043 curados e 201 óbitos

Redação

Publicado

em

Por

O boletim sobre coronavírus divulgado pela Secretaria de Saúde de Hortolândia, nesta terca-feira(26) mostra que o município teve 7299 casos confirmados, 7043 curados e 201 óbitos.

Casos confirmados: 11 pacientes internados em UTI’s fora do município; 02 em enfermaria fora do município; 00 na UTI do Hospital Municipal Mário Covas e 00 na enfermaria; 11 em internação na Unidade Respiratória do Nova Hortolândia; 31 em isolamento domiciliar.

Casos suspeitos – aguardando exame: 07 casos internados em UTI’s fora do município; 10 em enfermaria fora do município; 00 caso no Hospital Municipal Mário Covas; 06 em internação na Unidade Respiratória do Nova Hortolândia; 986 em isolamento domiciliar.

9351 casos já foram descartados mediante resultado do exame de Covid-19.

Receba as principais notícias direto no seu Telegram https://t.me/portalhortolandia
Continue Lendo

Nossa Cidade

Operação de Fiscalização tem canal para denúncia de desrespeito às regras das “fases Laranja e Vermelha”

Prefeitura

Publicado

em

Para orientar, fiscalizar e coibir casos de desrespeito às medidas sanitárias, necessárias à saúde pública em tempos de pandemia do Coronavírus, a Administração Municipal conta com a Operação de Orientação e Fiscalização. Com carros oficiais e viaturas da GM (Guarda Municipal), os agentes da força tarefa atuam junto à sociedade e aos comerciantes, num trabalho corpo a corpo diário, das 9h às 23h, inclusive aos finais de semana, realizado desde 21 de março de 2020. No entanto, há outro importante canal disponível à população: os telefones 153 ou 08000-111-580, da Guarda. A força tarefa reúne a equipe de Fiscalização e membros da GM.

O decreto municipal 4.709/2021, publicado nesta segunda-feira (25/01), colocou o município na “Fase Laranja”, durante a semana, das 6h às 20h, e na “Fase Vermelha”, à noite (das 20h às 6h) e aos finais de semana. 

Nas atuais fases do Plano São Paulo, de reabertura gradual e consciente das atividades, é proibida a realização de eventos que causem risco à saúde pública e perturbem o sossego alheio, a qualquer hora do dia. Além disso, seja no ambiente de trabalho, seja no transporte pessoal ou público, seja simplesmente para sair de casa, é obrigatório o uso de máscara individual. No caso dos prestadores de serviços e comerciantes, além de máscara, outro item de proteção é indispensável: o “face shield”, protetor facial de material acrílico transparente.

Tão importante quanto o trabalho educativo e corretivo da Prefeitura é a parceria da população. Ciente da gravidade da doença, fica mais fácil agir com responsabilidade, colaborando com os agentes públicos. É o caso das pessoas que começam a apresentar sintomas da COVID-19, tais como febre, tosse seca, cansaço, dor de garganta, diarreia, febre, perda de paladar ou olfato. Por serem similares aos de outras viroses, confundem os doentes, que, desde a fase inicial, deveriam manter-se em casa, em isolamento social, para evitar a disseminação do vírus entre outras pessoas. A orientação da Secretaria de Saúde é que, somente em caso de piora do quadro, deve-se procurar a Unidade Respiratória (UR), montada anexa à UPA (Unidade de Pronto Atendimento)-24h Nova Hortolândia.  

Segundo dados do Núcleo Estratégico da GM, a cidade acumula o total de 3.044 ocorrências de perturbação de sossego, em espaços públicos e privados, de janeiro de 2020 até meados deste mês, sendo 16 ocorrências somente em 2021. Em média, de acordo com a Secretaria de Governo, são realizadas 1.500 visitas por mês. Nestas ações de fiscalização, estabelecimentos que descumprem as regras do Decreto Municipal podem ser multados, em valores que variam desde R$ 1 mil até R$ 30 mil. 

Este artigo foi enviado pela Prefeitura de Hortolandia

Receba as principais notícias direto no seu Telegram https://t.me/portalhortolandia
Continue Lendo

Nossa Cidade

Inscrições para castração de cães começam nesta quarta (27/01), a partir das 9h

Prefeitura

Publicado

em

Você quer castrar seu cãozinho? Então, fique atento! A Prefeitura de Hortolândia abre, nesta quarta-feira (27/01), a partir das 9h, até a quinta-feira (28/01), as inscrições para tutores que queiram levar seus cães para a última etapa da campanha de castração, a ser realizada na próxima sexta-feira (29/01). As inscrições desta quarta e quinta-feira são somente para cães. Os interessados devem se inscrever por meio do site da Prefeitura, http://www2.hortolandia.sp.gov.br/, e clicar no banner da inscrição. 

A última etapa da campanha de castração será no DPBEA (Departamento de Proteção e Bem-Estar Animal), órgão da Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, localizado na rua Athanásio Gigo, 60, Chácaras Recreio 2000, nesta sexta-feira (29/01), das 8h às 13h. São 198 vagas disponíveis. Estas vagas são remanescentes das etapas anteriores, disponíveis já que algumas pessoas se inscreveram e não levaram seus pets. 

Para evitar a disseminação do Coronavírus, o DPBEA salienta que no dia da castração será permitida a entrada somente de uma pessoa por animal. A medida é para evitar aglomeração. O tutor do animal deverá usar máscara.

De acordo com o diretor do órgão, Vanderlei Fernando de Azevedo, poderão ser castrados animais com idade entre seis meses a nove anos, desde que estejam em boas condições de saúde, com vacina e vermifugação em dia, e que não estejam prenhes nem amamentando. No dia da castração, um veterinário do órgão fará a avaliação de cada animal, e caso ele não esteja em condições, a castração não será realizada.

O diretor ressalta, ainda, que os tutores devem adotar alguns cuidados com os animais no dia da castração antes da cirurgia ser realizada. Os animais (adulto ou filhote) devem estar alimentados até seis horas antes do horário agendado para a castração. “A alimentação não deverá ser excessiva. Se o animal não estiver em jejum no dia da castração, poderá vomitar durante a anestesia e morrer sufocado”, salienta Azevedo.

Os tutores de cães devem levar seus animais com coleira, guia e focinheira para evitar acidentes. Já os gatos devem ser levados em caixas de transporte apropriadas para evitar que fujam. O diretor ainda orienta para que os tutores tragam colar elizabetano (equipamento pós-operatório colocado em volta do pescoço do animal) ou roupinha cirúrgica para evitar que o animal retire os pontos da cirurgia. Após a cirurgia, os animais não poderão voltar andando.

PÓS-OPERATÓRIO

Após a cirurgia, o diretor explica que os tutores também deverão adotar cuidados com seus animais. Confira as orientações abaixo: 

–  Nas primeiras 24 horas, o animal deverá descansar em local tranquilo, limpo e com pouca iluminação para ter uma boa recuperação;

– Deixar panos ou cobertores para o animal se aquecer, pois ele sentirá frio;

– A primeira alimentação somente poderá ser oferecida após o animal estar acordado;

– A retirada dos pontos deverá ser feita 7 dias após a cirurgia, sob a responsabilidade do tutor. O tutor receberá no dia da castração uma receita médica com a indicação do uso de medicamentos, cuidados específicos e contatos em caso de dúvidas e/ou emergências.

Este artigo foi enviado pela Prefeitura de Hortolandia

Receba as principais notícias direto no seu Telegram https://t.me/portalhortolandia
Continue Lendo

Noticias

Publicidade

Youtube

 

PONTE DA ESPERANÇA

Populares