Connect with us
Publicidade

Nossa Cidade

Governador destaca Ponte da Esperança como elo de integração regional

Prefeitura

Publicado

em

 

A Ponte da Esperança (estaiada), estrutura construída pela Prefeitura de Hortolândia para integrar as regiões Leste (Jd. Novo Ângulo) e Oeste (Jd. Amanda) da cidade, foi inaugurada, nesta quinta-feira (30/05), em evento que reuniu o governador João Doria e o prefeito Angelo Perugini. Com 700 metros de extensão, a estrutura, que é sustentada por 16 estais, é um importante eixo de integração viária local e regional. Durante a inauguração, Doria valorizou a Ponte da Esperança como uma obra que promove a união regional. “Esta ponte permitirá acessibilidade de bairros mais simples à estrutura da cidade. A ponte passa a atender e a ligar dois lados e, sempre que há união, há celebração”, destacou. A Prefeitura estima que cerca de mil pessoas acompanharam o evento, que faz parte das comemorações pelos 28 anos de emancipação política de Hortolândia, comemorado em 19 de maio.

Publicidade

Além de promover integração e desenvolvimento local, a Ponte da Esperança faz parte do traçado do Corredor Metropolitano Noroeste, em implantação pela EMTU (Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos), corredor expresso de ônibus que ligará Americana, Santa Bárbara D’Oeste, Nova Odessa, Sumaré, Hortolândia e Campinas. Doria afirmou que, até dezembro deste ano, todas as obras que ligarão a Ponte da Esperança à Campinas estarão finalizadas, o que inclui a continuidade do corredor pelos bairros Parque Peron e Chácaras Nova Boa Vista (perto do presídio) e a alça de acesso ao km 5 da SP-101 (Rodovia Jornalista Francisco Aguirre de Proença).

“A boa política pública é o que estamos, hoje, fazendo aqui em Hortolândia. O bom prefeito é aquele que compartilha, que diz “nós fazemos”. É um exemplo de grandeza do prefeito Perugini realizar esta obra e compartilhar esta inauguração com o Governo do Estado. E também uma grandeza a escolha do nome Esperança para a ponte, uma bela iniciativa, pois ela representa a esperança de várias pessoas. A inauguração desta ponte mostra que juntos podemos fazer melhor”, destacou Doria, enfatizando que o discurso de Perugini é “sintonizado, aberto, democrático e participativo”.

“Nós acreditamos que a política pode acontecer com relacionamento, participação e olho no olho. Hoje, recebemos o governador para entregar esta obra que simboliza um compromisso que se realizou. Compromisso assumido com o governador Geraldo Alckmin e que Doria dá continuidade. Graças a união com o Governo Estadual, entregamos esta ponte que chamamos de Esperança, pois era quase impossível realizar esta obra, mas ela se tornou realidade, se tornou a esperança. Quando alimentamos nossa coragem mais que nosso medo, chegamos a fugir das derrubadas de muros para construir pontes”, enfatizou o prefeito Angelo Perugini, destacando a importância da parceria com o Estado para viabilizar as obras que colocaram a Ponte da Esperança em funcionamento.

A obra da Ponte da Esperança teve início em 2012, na gestão anterior do prefeito Angelo Perugini. Quando Perugini assumiu a atual administração, em 2017, retomou a articulou junto ao Governo do Estado para a continuidade das obras do Corredor Metropolitano, que estavam paradas desde 2015. A EMTU (Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos) atendeu ao pedido do prefeito e agilizou o serviço: fez a cabeceira da ponte sentido Novo Ângulo, abriu uma avenida projetada da ponte até a avenida Antônio da Costa Santos, no Jd. Nova América, asfaltou e sinalizou a base da Ponte da Esperança e construiu estações de embarque neste trajeto. O Estado também fez a ligação da avenida Olívio Franceschini até a ponte, cruzando a avenida da Emancipação. Já a Prefeitura construiu a cabeceira da estrutura pelo Jd. Santa Rita de Cássia.

Além da inauguração da Ponte da Esperança, o evento desta quinta-feira marcou a entrega de 50 novos ônibus do Governo do Estado para o sistema de transportes intermunicipal, veículos que contam com wi-fi, tomadas USB, rampas de acessibilidade e ar condicionado. De acordo com a Secretaria de Mobilidade Urbana, 38 destes veículos servirão ao transporte de passageiros entre Hortolândia e cidades vizinhas. Estes veículos começam a circular nesta sexta-feira (31/05).

Desenvolvimento local

A Ponte da Esperança é a primeira ponte modelo estaiada da RMC (Região Metropolitana e Campinas) e a maior do interior paulista, com 180 metros de vão sob a base e um mastro de 75 metros de altura. Agora que está liberada para o tráfego de veículos, a estrutura vai facilitar acessos entre os bairros de Hortolândia. “Esta é uma obra importante para todas as cidades da região, mas especialmente para Hortolândia, pois ela liga uma região muito humilde da cidade, que é o Jd. Nova América e o Jd. Novo Ângulo, ao restante do município. É um momento que ficará para a história de Hortolândia”, ressaltou Perugini.

“Temos a perspectiva de abertura de novos loteamentos nesta região, além da movimentação do comércio local e da chegada de novas empresas, o que, consequentemente, vai gerar mais postos de trabalho para o morador da cidade”, destaca o secretário de Planejamento Urbano e Gestão Estratégica, Carlos Roberto Prataviera Junior.

Atualmente, o acesso ao Jd. Novo Ângulo é pela Estrada Municipal Sabina Baptista de Camargo, a antiga Estrada da Granja. A pista simples é um empecilho, por exemplo, ao escoamento da produção de empresas e, até mesmo, ao dia a dia dos moradores, tanto para quem depende de transporte coletivo quanto para quem precisa seguir caminho de carro. Com a entrega da Ponte, ficará mais fácil o acesso a rodovias como SP-101, Anhanguera e Bandeirantes.

Entre as centenas de pessoas que acompanharam a cerimônia de inauguração da Ponte da Esperança, estava o monitor Antônio Carlos Bruno, de 64 anos, morador do Jd. Nova América. “Estou muito feliz em ver esta acontecimento, pois esta inauguração representa mais desenvolvimento para a região onde moro. Meu bairro estava separado do restante da cidade. Penso que, agora, com as facilidades que a ponte vai trazer, vamos em breve contar com bancos e lotéricas, pois até para pagar contas temos dificuldades aqui”, destacou Bruno.

PIC

A inauguração da Ponte da Esperança e a continuidade da obra do Corredor Metropolitano são ações que fazem parte do PIC (Programa de Incentivo ao Crescimento), iniciativa que prevê mais de 100 intervenções e serviços que promoverão o desenvolvimento urbano, ambiental, social e humano para que Hortolândia cresça com planejamento e sustentabilidade nos próximos 30 anos.

Raio X – Ponte da Esperança

•180 metros de vão

•700 metros de extensão

•75 metros de altura

•16,9 metros de largura

•16 pares de estais

•90 luminárias LED

•Pista de caminhada

•Capacidade de fluxo de 2,4 mil veículos por hora

Este artigo foi enviado pela Prefeitura de Hortolandia

Receba as principais notícias direto no seu Telegram https://t.me/portalhortolandia

Nossa Cidade

Hortolândia apresenta nova queda de aglomeração de pessoas e perturbação do sossego neste final de semana

Portal Hortolândia

Publicado

em

Segundo a Prefeitura, o final de semana em Hortolândia apresentou o menor número de ocorrências ligadas à perturbação do sossego e aglomeração de pessoas do ano. Da noite de sexta-feira ao domingo (18 a 20/09), as equipes da Guarda Municipal e do Setor de Fiscalização da Prefeitura realizaram 14 atendimentos. Este foi o menor número de registros feitos pela Operação Saturação, desde o início da pandemia do Coronavírus. O trabalho acontece em todas as regiões da cidade e tem o objetivo de evitar aglomeração de pessoas e perturbação do sossego, além de fiscalizar o comércio para o funcionamento regular das atividades.

No entanto, de acordo com a Secretaria de Segurança, durante a operação deste final de semana, foi registrada uma aglomeração com aproximadamente 400 pessoas no Jardim Amanda. No local, foram aplicadas duas multas de perturbação do sossego. Também foram recolhidos um veículo e uma motocicleta. A GM intensificou o patrulhamento para evitar que o mesmo problema se repita nos jardins Nossa Senhora Auxiliadora e Boa Esperança.

Publicidade

“Desde janeiro, foram registradas 2.476 ocorrências ligadas à perturbação do sossego e aglomeração de pessoas. De março até agora, desde quando começou a pandemia do Coronavírus, foram 2.083 atendimentos”, explica a comandante da Guarda Municipal, Michele Cardena.

Hortolândia permanece na “fase amarela” do Plano São Paulo de reabertura gradual e consciente das atividades, do Governo Estadual. Deste modo, continua proibida a realização de festas clandestinas, com aglomerações, em espaços públicos e privados, além de ações que perturbem o sossego dos munícipes.

Como denunciar

O munícipe que flagrar estas situações pode denunciar os infratores. Eles podem ser levados à delegacia. Denúncias que caracterizem aglomeração de pessoas ou perturbação de sossego podem ser feitas à corporação, a qualquer hora do dia ou da noite, pelo telefone 153 ou 08000-111-580.

Os responsáveis por organizar festas clandestinas podem ser multados em até R$ 5.000,00, segundo as leis de perturbação do sossego. O local da confraternização poderá ser lacrado, alerta a Secretaria de Governo.

Orientação aos comércios

Desde o início da pandemia do Coronavírus, mais de 3,2 mil estabelecimentos comerciais foram fiscalizados e orientados, em todas as regiões da cidade, para o funcionamento correto, de acordo com as diretrizes do Código Sanitário do Estado de São Paulo. Os dados são da Secretaria de Segurança da Administração Municipal.

Receba as principais notícias direto no seu Telegram https://t.me/portalhortolandia
Continue Lendo

Nossa Cidade

Hortolândia comemora o Dia da Árvore com plantio de mudas na região do Jd. Novo Ângulo

Portal Hortolândia

Publicado

em

Mesmo com a pandemia do Coronavírus, o Dia da Árvore não passou em branco na cidade. Para comemorar a data, a Prefeitura de Hortolândia realizou, na manhã desta segunda-feira (21/09), o plantio de duas mudas de árvores, na Praça do Jd. Novo Ângulo.

A ação teve caráter simbólico para evitar aglomeração e a disseminação do vírus. Foram plantadas uma muda de Pau-brasil e uma de Lofântera. Participaram da ação agentes do Departamento de Educação Ambiental e dois moradores da região.

Publicidade

A muda de Pau-brasil foi doada pelo morador Raimundo Candido Neto. “Estou cultivando essa muda há algum tempo e meu sonho era plantá-la nessa praça. Eu me comprometo a acompanhar e cuidar do desenvolvimento da árvore”, contou o morador.

De acordo com a Secretaria de Meio Ambiente e Densevolvimento Sustentável, com a ação simbólica desta segunda-feira, já foram plantadas na cidade, desde 2017, 68.387 mudas em diferentes regiões, dentre as quais Lagoa do Santa Clara, Jardim Santa Emília, entre outras.

Para a secretária de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, Eliane Nascimento Oliveira, a comemoração do Dia da Árvore tem como objetivo principal a conscientização e a sensibilização sobre a importância do plantio e da preservação das árvores. “A Prefeitura tem como uma das metas prioritárias o plantio de 100 mil mudas no período de quatro anos, visando ampliar a cobertura vegetal da cidade e, com isso, proporcionar sombra, atração da fauna, proteção do solo, embelezamento, melhor qualidade do ar e, consequentemente, melhor qualidade de vida para toda população”, destaca Eliane.

A secretária salienta ainda que os plantios realizados pela Prefeitura são feitos com técnicas e espécies arbóreas adequadas que não trarão transtornos futuros, oferecendo harmonia entre a convivência urbana e a natureza. “Precisamos intensificar os plantios, principalmente nas calçadas da cidade. Vale lembrar que a árvore é um ser vivo que merece nosso respeito, cuidados e a esperança de sustentabilidade para as futuras gerações”, destaca Eliane.

Receba as principais notícias direto no seu Telegram https://t.me/portalhortolandia
Continue Lendo

Nossa Cidade

Busca ativa casa a casa combate criadouros do Aedes aegypti em Hortolândia

Portal Hortolândia

Publicado

em

Em meio à pandemia do Coronavírus, a Prefeitura de Hortolândia se mantém vigilante no enfrentamento a outras doenças. Uma delas é a Dengue. Nesta semana, a UVZ (Unidade de Vigilância e Zoonoses), órgão da Secretaria de Saúde, realiza visitas a residências nas regiões do Remanso Campineiro, Jardim das Paineiras, Jardim Santana, Parque dos Pinheiros, Jardim Mirante, Jardim Santa Clara do Lago I e II, e Jardim Villagio Ghiraldelli para fazer busca ativa de focos de criadouros do mosquito Aedes aegypti, causador da Dengue.

Nas visitas, os agentes da UVZ orientam moradores, distribuem panfletos explicativos e fazem busca ativa de possíveis focos do mosquito. Constatada a existência de criadouros, eles são eliminados durante a própria visita. “Caso sejam encontradas larvas do Aedes aegypti, os agentes coletam amostras das larvas para identificação em laboratório”, explica o veterinário do órgão, Evandro Alves Cardoso.

Publicidade

A Prefeitura salienta que a população também deve fazer sua parte e colaborar na prevenção e no combate ao mosquito. Uma atividade útil é limpar a casa e, assim, eliminar possíveis focos de criadouros de larvas do Aedes aegypti, que, além da Dengue, também causa Zika e Chikungunya.

Para isso, basta fazer algumas tarefas simples, tais como manter tampados tonéis, barris e caixas d´água, colocar telas em ralos e mantê-los limpos, deixar garrafas com a boca virada para baixo e encher os pratinhos de vasos de plantas com areia até a borda.

Segundo a Secretaria de Saúde, 80% dos focos de Dengue estão nas casas. A UVZ salienta ainda que, com chegada do período de chuvas, a população deve reforçar esses cuidados.

Receba as principais notícias direto no seu Telegram https://t.me/portalhortolandia
Continue Lendo

Noticias

Youtube

 

PONTE DA ESPERANÇA

Populares