Connect with us
Publicidade

Nossa Cidade

Hip Hop Solidário é neste sábado (13/07)

Prefeitura

Publicado

em

 

A Prefeitura de Hortolândia promove, neste sábado (13/07), a partir das 13h, na ETEC-Hortolândia (Escola Técnica Estadual), o evento Hip Hop Solidário. A iniciativa da Secretaria de Inclusão e Desenvolvimento Social visa promover o contato de pessoas atendidas pelas redes socioassistenciais e dos munícipes em geral com o universo artístico-cultural do hip hop, além das técnicas e do conceito de graffiti. Durante o evento, gratuito, haverá batalha de rimas e apresentações de break dance, bem como feira de troca de livros, promovida pela Secretaria de Cultura. A Etec-Hortolândia está localizada na Rua Capitão Lourival Mey, 750, Remanso Campineiro. 

Segundo os organizadores, haverá oito competições para a batalha de rima e 16 para break dance. O vencedor de cada categoria ganhará prêmio no valor de R$ 500,00. Além de promover a troca de conhecimento, apresentar as especificidades de artistas regionais e estreitar os laços entre artistas e moradores da cidade, a atividade busca também ampliar o espaço para organizações sociais gerarem renda na comercialização de alimentos.

Para o secretário de Inclusão e Desenvolvimento Social, Régis Athanázio Bueno, “o evento permitirá a interação dos moradores com a cultura urbana, ampliando o conhecimento dessa forma de arte que vem ganhando cada vez mais espaço no mundo todo. Durante a atividade, também serão abordadas duas expressões de arte urbana e contemporânea: a arte expressa nos muros da cidade e as obras expostas em telas em exposições”.

Troca de livros

Durante o evento, das 13h às 16h, haverá ainda a tradicional Banca de Troca de Livros, da Biblioteca Municipal Terezinha França de Mendonça Duarte, órgão da Secretaria de Cultura. Serão disponibilizados entre 500 e 600 títulos para troca.

Para participar é só comparecer no local. A troca será de um livro por outro, sendo permitida, no máximo, dez trocas por vez. Não serão aceitos livros didáticos nem enciclopédias, assim como títulos doados na feira de troca de livros do Hortolendo 2018. 

A troca é feita título por título e os livros são divididos em cinco categorias, identificadas pelas seguintes cores: Vermelha (literaturas estrangeira e juvenil); Azul (literaturas brasileira, portuguesa e religiosa); Verde (biografias, títulos de autoajuda, culinária, informática, filosofia, ciências sociais, economia, educação, pedagogia, matemática, enfermagem, administração/gestão, artes, história e graduação); Laranja (literatura infantil e gibis); e Lilás (cds e dvds).

“A proposta da banca é contribuir com o evento incentivando a leitura, como também uma ótima oportunidade para os participantes conhecerem a biblioteca e, futuramente, se tornarem usuários do espaço cultural”, afirma a secretária de Cultura, Alessandra Amora Barchini.

 

SERVIÇO:

Hip Hop Solidário

Data: sábado (13/07)

Hora: a partir das 13h 

Local: ETEC-Hortolândia (Escola Técnica Estadual), na Rua Capitão Lourival Mey, 750, Remanso Campineiro

 

Confira a programação do evento:

Este artigo foi enviado pela Prefeitura de Hortolandia

Receba as principais notícias direto no seu Telegram https://t.me/portalhortolandia

Nossa Cidade

Avanços na rede de urgência e emergência de Hortolândia são reconhecidos por representante do Ministério da Saúde

Prefeitura

Publicado

em

Os avanços no trabalho desenvolvido pela equipe do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) de Hortolândia, ao longo dos últimos 12 anos, foram conferidos de perto pelo Coordenador Nacional de Urgência e Emergência do Conselho Federal de Enfermagem, Eduardo Fernando Souza, que esteve na cidade na manhã desta sexta-feira (07/08). O profissional, que é membro do Comitê Gestor de Crise COVID-19, do Ministério da Saúde, elogiou a forma como a Prefeitura de Hortolândia organizou os serviços de urgência e emergência para atender a elevada demanda de pacientes, ocasionada pela pandemia de Coronavírus.

Souza já foi servidor do Samu de Hortolândia durante dois anos, desde a implantação do serviço em 2007 até 2009, quando foi convidado a integrar a equipe do Ministério da Saúde. “Tive a oportunidade de conhecer o Samu desde sua inauguração. Voltando hoje, fico muito feliz em observar os processos de trabalho que foram implementados, os dados epidemiológicos do município e o cuidado com a frota, completamente renovada. O sistema de motolâncias para suporte intermediário de vida é único no interior do estado de São Paulo e representa um grande diferencial. Além disso, a tecnologia implantada na Central de Regulação e nas equipes de socorro, com rádios e GPS integrado, facilita muito o tempo de resposta entre o chamado e a chegada do socorro, um benefício para o cidadão, principalmente”, destacou o coordenador nacional.

“Estamos felizes em receber uma visita importante como esta e sermos reconhecidos pelo nosso trabalho. Nossos avanços são evidentes, ainda mais nesta época de pandemia, em que tivemos que nos adaptar à nova realidade e reorganizar a enfermagem, a oferta de equipamento e todo os sistema de urgência e emergência do município”, disse o coordenador do Samu de Hortolândia, José Roberto Silva.

Além da sede do Samu, órgão da Secretaria de Saúde, Souza visitou também a UPA-24h (Unidade de Pronto Atendimento) do Jd. Rosolen, que junto das UPAS-24h Jardim Amanda e Jd. Nova Hortolândia, em parceria com o Serviço Móvel, integram a rede de urgência e emergência de Hortolândia. “A UPA Jd. Rosolen é muito bem estruturada e reflete o atendimento das demais unidades de pronto atendimento da cidade. É nítido observar que o fluxo positivo implantado no local. Geralmente, quando a rede básica não funciona, as UPAs ficam lotadas, sobrecarregadas. Aqui em Hortolândia isso não acontece: os munícipes só estão buscando as UPAs em caso de urgência e emergência mesmo. Isso é fruto do comprometimento e compromisso dos gestores públicos municipais e de todos os profissionais envolvidos com o sistema público de saúde”, enfatizou o coordenador nacional.

Samu de Hortolândia

O Samu de Hortolândia salva vidas há 12 anos. Desde que foi implantado em 23 de janeiro de 2008, no primeiro governo do prefeito Angelo Perugini, as equipes socorristas já realizaram mais de 210 mil atendimentos. Com o Samu, a Prefeitura presta um serviço mais ágil de socorro à população, em casos de acidentes ou mal súbito.

O serviço de acionamento do Samu pelo telefone 192 é um importante instrumento para a rede pública de saúde, uma vez que as equipes têm agilidade e eficiência no atendimento a situações graves. São cerca de 70 chamados por dia, de acordo com dados do serviço de triagem de ligações, que atende Hortolândia e Sumaré. Metade é para atendimentos em Hortolândia.

Este artigo foi enviado pela Prefeitura de Hortolandia

Receba as principais notícias direto no seu Telegram https://t.me/portalhortolandia
Continue Lendo

Nossa Cidade

Procon de Hortolândia orienta sobre cuidados nas compras do Dia dos Pais

Prefeitura

Publicado

em

O Dia dos Pais está chegando. Para realizar compras de forma segura e evitar transtornos, a Prefeitura de Hortolândia e o Procon (Programa de Proteção e Defesa do Consumidor) orientam os consumidores quanto aos cuidados necessários. Além de conhecer direitos e regras na hora de adquirir um produto, a população deve se precaver e seguir os protocolos de higiene e distanciamento social, frente à pandemia do Coronavírus.

Para os consumidores que optarem por fazer compras em lojas físicas, é essencial verificar se o estabelecimento está cumprindo todas as normas e os protocolos de higiene. O local deve oferecer álcool em gel e limitar o número de clientes para evitar aglomerações. Em shopping centers, por exemplo, a entrada é controlada pelos estabelecimentos, que medem a temperatura dos clientes e barram a passagem de quem estiver febril ou sem máscara de proteção.

Para a secretária de Desenvolvimento Econômico, Trabalho, Turismo e Inovação, Monique Freschet, é o momento de incentivar o comércio local. “Estamos em um momento importante da nossa economia local. Com as mudanças de fase, seguindo todos os protocolos de saúde, esperamos que todos os setores da nossa cidade retomem a atividade produtiva de seus estabelecimentos. Por isso, enfatizamos a importância de celebrar esta data tão importante que é o Dia dos Pais, consumindo nos comércios da cidade. Ao comprar sua lembrança ou até mesmo para preparar o almoço de domingo para os papais, compre na cidade. Vá até a loja, o restaurante, o mercado perto de você e auxilie esta cidade que está em constante crescimento a continuar superando os danos causados pela COVID-19. Todos os empreendedores de nossa cidade que geram emprego e renda estão prontos para nos receber”, ressaltou Monique.

Para os que optarem por realizar compras online, o Procon de Hortolândia listou orientações com base nas principais reclamações dos consumidores na compra de produtos e serviços. As orientações podem evitar arrependimentos irreversíveis.

De acordo com a Fundação, as compras online aumentaram 260% em relação ao mesmo semestre do ano passado. Só no primeiro semestre deste ano, o Procon-SP recebeu mais de 120 mil queixas sobre compras pela internet. Em 2019, foram registradas 33.628 reclamações.

 

Portanto, antes de realizar a compra em lojas físicas ou online, o Procon orienta o consumidor a:

– Observar se o estabelecimento físico permite que o produto seja trocado. Os estabelecimentos físicos não são obrigados a trocar mercadorias. No entanto, alguns possuem políticas de trocas. Caso o consumidor considere a possibilidade de trocar, é importante alinhar com o estabelecimento antes de concluir a compra.

Já no caso de compras feitas fora do estabelecimento, como pela internet, telefone e whatsapp, o Código de Defesa do Consumidor estabelece o direito de desistência do contrato no prazo de sete dias a contar da assinatura ou do ato de recebimento do produto ou serviço.

– Observar a segurança do site, por exemplo, se há certificado de segurança.

– Observar prazo de entrega. Os estabelecimentos possuem prazos de entrega que podem variar. É importante pedir que o estabelecimento oficialize o prazo máximo de entrega do produto.

– Optar por sites reputação confiável em que o consumidor ou pessoas próximas já tenham tido experiências positivas

– Ao efetuar a compra, é indicado ao consumidor capturar todas as telas (com o printscreen) para ficar com registro de todo passo a passo até a finalização da compra.

– Evitar clicar nos links patrocinados das redes sociais para fazer a compra. Os links podem estar clonados. Ao ver a propaganda, visite ativamente o site oficial das respectivas empresas.

– Observar os juros em caso de compras parceladas. Os valores das compras parceladas podem variar em relação ao valor à vista. Para que o consumidor não pague mais do que está disposto, é importante ter clareza dos juros.

– Verificar se a loja consta na lista de sites não confiáveis no site da Fundação Procon https://www.procon.sp.gov.br/.

– Observar os juros, caso o pagamento atrase. Os juros por atraso também podem variar. Para que o consumidor não se surpreenda com os juros gerados por atraso, é necessário que alinhe isso com o estabelecimento antes.

– Nas compras virtuais, dar preferência ao uso do cartão virtual disponibilizado pelo seu banco. O Cartão virtual gera sempre um novo código de segurança expirando o antigo, assim evita a memorização da numeração.

– Verificar antes de finalizar a compra se o valor é o mesmo ofertado na propaganda, pois os valores podem variar de acordo com as condições da forma de pagamento.

– Analisar nos sites de busca se há processos envolvendo a empresa, além de consultar sites de reputação como o Reclame Aqui ou as próprias redes sociais, sempre analisando as procedências e veracidade da reclamação.

– Guardar os e-mails ou mensagens de texto relacionadas à compra.

Além disso, o consumidor deve estar atento à forma como procura o fornecedor: não deve responder mensagens de publicidade ou acessar os links enviados. É o consumidor quem deve buscar o fornecedor por sua iniciativa, acessando as páginas oficiais e verificando se a loja tem endereço físico e CNPJ.

Caso o estabelecimento não esteja cumprindo as regras relacionadas ao Código de Defesa do Consumidor, o consumidor pode entrar em contato com o Procon que está atendendo por telefone, nos números (19) 3965-1400 (ramais 7035, 7035) e (19) 3819-1024 e oficializando as reclamações por e-mail,
O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.
, devido à pandemia. 

 

Este artigo foi enviado pela Prefeitura de Hortolandia

Receba as principais notícias direto no seu Telegram https://t.me/portalhortolandia
Continue Lendo

Nossa Cidade

Prefeitura disponibiliza atividades impressas a alunos da rede municipal

Prefeitura

Publicado

em

A fim de garantir acesso às atividades pedagógicas e oportunizar o processo de ensino aprendizagem aos, aproximadamente, 26 mil alunos da rede municipal, a Prefeitura de Hortolândia disponibiliza conteúdos em canais online e, também, atividades impressas e livros didáticos, que podem ser retirados na unidade escolar. A medida foi adotada pela Secretaria de Educação, Ciência e Tecnologia, após a suspensão das aulas presenciais, desde o dia 23 de março, para conter a disseminação do Coronavírus.

Além de oferecer aulas EAD (Educação a Distância), por meio do Blog Educação e de grupos no Whatsapp, a orientação dada às famílias com dificuldade de acesso ou utilização da internet é que procurem a unidade escolar em que o aluno está matriculado. Todas as atividades são entregues impressas e o acompanhamento do desenvolvimento educacional do aluno ocorre por meio deste material. A medida visa garantir que todos os estudantes tenham acesso aos conteúdos e às mesmas oportunidades de aprendizado.

Os livros didáticos, como os das aulas de Inglês e do projeto em parceria com a Secretaria de Segurança, por meio da Guarda Municipal, “Bem me Quer, Paz se Quer”, também foram disponibilizados para retirada e utilização nas atividades realizadas em casa.

Para Maria Lúcia da Silva Rodrigues, mãe de Gustavo Rodrigues da Silva, de oito anos, aluno do 2º. ano do Ensino Fundamental, o suporte oferecido pelos profissionais da Emef (Escola Municipal de Ensino Fundamental) Professora Maria Célia Cabral Amaral é ótimo. “Eu sempre busco atividades impressas na escola e utilizamos os livros didáticos. A professora faz, todos os dias, um vídeo, dando aula para os alunos e, também, sempre nos ajuda com as dúvidas. Toda vez que precisamos, a professora e os gestores estão disponíveis e receptivos para nos auxiliar”, disse Maria Lúcia, que tem 39 anos e trabalha como balconista.

“A escola está de portas abertas. Estamos trabalhando em prol da comunidade, oferecendo todo o suporte às famílias, desde a entrega dos kits de alimentação até ao desenvolvimento de todo o trabalho pedagógico, não só no Blog e grupos de Whatsapp, mas na disponibilização de todas as atividades impressas para aqueles que não possuem acesso à internet e, depois, no recebimento desse material, para acompanhamento dos alunos, que é realizado por todos os nossos professores. Nós buscamos sempre manter contato e criar canais para diálogos. Essa parceria é fundamental. Não estamos medindo esforços para atender a todos”, ressaltou o diretor da Emef Professora Maria Célia Cabral Amaral, José Luís Menegoro.

Neste período de distanciamento social, os servidores da Secretaria de Educação, Ciência e Tecnologia têm trabalhado para oferecer atividades diversificadas e postagens de conteúdos para a Educação Básica, nas etapas da Educação Infantil e Ensino Fundamental, incluindo as modalidades da Educação Especial e EJA (Educação de Jovens e Adultos), incluindo a Educação Integral.

Todas as atividades são elaboradas de acordo com o Projeto Político Pedagógico e de Gestão Escolar e referenciadas na Base Nacional Comum Curricular, nas Diretrizes Pedagógicas do Programa Ler e Escrever, na Emai (Educação Matemática nos Anos Iniciais), no Currículo Municipal da Educação Infantil, no Currículo Paulista e no livro do professor “Aprender com a criança: experiência é o conhecimento”, além dos livros didáticos do PNLD (Programa Nacional do Livro Didático).

Segundo a secretária de Educação, Ciência e Tecnologia, Sandra Fagundes Freire, neste período, é essencial fortalecer o vínculo e valorizar os laços. “Com a suspensão das aulas presenciais, imediatamente foram disponibilizadas atividades impressas para os nossos alunos. À medida que o tempo foi se estendendo, procuramos otimizar esse trabalho e disponibilizar, também, outras ferramentas de ensino, como o Blog Educação. Temos que, além de garantir a educação de qualidade e efetiva aos nossos alunos, valorizar a afetividade entre crianças, famílias, escola, professores e colegas de turma, tornando-os parceiros dos processos de aprendizagem e motivando-os a participar”, ressaltou.

 

Este artigo foi enviado pela Prefeitura de Hortolandia

Receba as principais notícias direto no seu Telegram https://t.me/portalhortolandia
Continue Lendo

Noticias

Publicidade

Youtube

 

PONTE DA ESPERANÇA

Populares