Connect with us
Publicidade

Nossa Cidade

Hortolândia abrirá 2 mil vagas para treinos gratuitos em 11 modalidades na Estação Cidadania de Esportes

Prefeitura

Publicado

em

Com a inauguração da Estação Cidadania de Esportes (CIE), a Prefeitura de Hortolândia ampliará o atendimento gratuito à comunidade esportiva da cidade. De acordo com a Secretaria de Esporte e Lazer, serão abertas duas mil vagas em 11 modalidades, no projeto Escolinhas Esportivas da Administração Municipal, que, atualmente, atende aproximadamente 9.500 pessoas. O prédio recebe os ajustes finais e a previsão é que seja inaugurado ainda neste anoNa Estação Cidadania de Esportes, serão introduzidas modalidades esportivas que o município não possuía, como o atletismo, em 100 metros rasos, salto em distância e arremesso de peso. Além destas inéditas, na quadra poliesportiva do complexo, serão realizadas aulas de outras 10 modalidades: basquete, vôlei, handebol, futsal, ginástica rítmica, karatê, judô, zumba, ginástica funcional e jiu-jitsu. 

“Treinos de atletismo serão novidade na cidade. Além de preparamos atletas para a disputa dos Jogos Abertos e Regionais, quem optar por realizar apenas os treinos, também poderá praticar lá. Já as outras modalidades, que existem em  espaços esportivos da cidade, terão as vagas ampliadas e um local novo para uso pela população, gratuitamente”, explica o secretário de Esporte e Lazer da Prefeitura, Marcos Panício, o Mercadão.

Equipes da Prefeitura trabalham, diariamente, nos ajustes finais da futura instalação esportiva da cidade, seguindo os protocolos do Código Sanitário do Estado, mantendo distanciamento e usando equipamentos de proteção individual contra a disseminação do Coronavírus. Além dos ajustes no piso na parte externa, no lado interno, já estão concluídas as instalações elétricas, hidráulicas, pintura, colocação de pisos, azulejos, louças sanitárias e outros acessórios. Nas pistas de atletismo, foi feita a colocação do piso especial e as marcações. A obra fica na rua Fernando Sabino, próxima ao Supermercado Good Bom do Jardim Amanda.

“Após a inauguração da Estação Cidadania de Esportes, teremos aproximadamente 12 mil alunos atendidos neste projeto esportivo da Prefeitura. Ninguém perderá a vaga durante a pandemia do Coronavírus e, além disso, elas serão ampliadas”, explica Panício.

Escolinhas Esportivas

No início de 2017, quando o prefeito Angelo Perugini assumiu a Prefeitura, as Escolinhas Esportivas atendiam seis mil alunos em 21 modalidades. Agora, são 9.500 pessoas atendidas em 30 tipos de atividades. De acordo com a Secretaria de Esporte e Lazer, com a reestruturação do projeto e a implantação de novos espaços esportivos, foram criadas quase quatro mil novas vagas e outras nove modalidades.

 

Este artigo foi enviado pela Prefeitura de Hortolandia

Receba as principais notícias direto no seu Telegram https://t.me/portalhortolandia

Nossa Cidade

Profissionais da cultura de Hortolândia podem se cadastrar no programa de renda emergencial até quatro de novembro

Portal Hortolândia

Publicado

em

Profissionais da cultura de Hortolândia terão um prazo maior para se cadastrar junto ao Governo do Estado de São Paulo a fim de receber o pagamento da renda básica emergencial. As inscrições poderão ser realizadas até o dia quatro de novembro, por meio do endereço eletrônico: https://dadosculturais.sp.gov.br/publico. A ação é resultado da lei federal n° 14.017/20, conhecida como Lei Aldir Blanc e tem o apoio da Prefeitura, por meio da Secretaria de Cultura. Anteriormente, o prazo máximo para efetuar o cadastro era 18 de outubro.

Os trabalhadores da cultura interessados em receber o auxílio deverão ser pessoas físicas e comprovar que realizaram atividades culturais nos dois anos anteriores à data de publicação da Lei. O valor mensal da renda básica emergencial será de R$ 600,00 e pode ser pago para até duas pessoas de uma mesma unidade familiar. Espaços e instituições e os interessados em chamadas, editais e prêmios culturais, prejudicados em razão da pandemia do novo Coronavírus, também podem se cadastrar através do mesmo site. Após a inscrição, é necessário aguardar a aprovação do benefício.

Caso haja sobra na renda básica, os recursos serão realocados para os 25 editais do ProAC Expresso LAB, que também foram anunciados e já estão com as inscrições abertas. Ao todo, o programa deve apoiar a realização e premiar 1,7 mil projetos e profissionais do setor cultural de todas as regiões de São Paulo, gerando cerca de 22,7 mil postos de trabalho e um impacto econômico estimado em R$ 113 milhões.

Como fazer o cadastro

As inscrições para o subsídio a espaços e instituições devem ser feitas online, por meio do endereço eletrônico: https://dadosculturais.sp.gov.br/publico, até o dia quatro de novembro. Os cadastros já estão adaptados às exigências da Lei 14.017/20 e do respectivo decreto de regulamentação editado pelo Governo Federal. Segundo o Governo do Estado, o cadastro realizado por este link será compartilhado com a Prefeitura.

Cadastro pessoa física ou jurídica

É preciso ficar atento ao cadastro escolhido para os editais. Quem optar pelo cadastro como PF (pessoa física), só terá acesso aos editais destinados a esse grupo. A mesma regra vale para a PJ (Pessoa Jurídica).

Quem pode solicitar a renda básica emergencial?

Os profissionais que tenham atuado em áreas artísticas nos 24 meses anteriores à data da publicação da lei podem solicitar a renda básica, o que deve ser comprovado de forma documental ou autodeclaratória. A lei determina ainda que a mulher provedora de família monoparental receba o valor dobrado.

Requisitos para solicitar o auxílio:

– não ter emprego formal ativo;

– não apresentar renda familiar mensal per capita superior a meio salário-mínimo ou renda familiar mensal total maior do que três salários mínimos;

– não receber benefício previdenciário, assistencial, seguro-desemprego ou verba de programa de transferência de renda federal, à exceção do Programa Bolsa Família;

– não ter recebido, no ano de 2018, rendimentos tributáveis acima de R$ 28.559,70;

– não ser beneficiário do auxílio emergencial previsto na Lei nº 13.982, de 2 de abril de 2020.

Em Hortolândia

Atualmente o Comitê Gestor de Acompanhamento e Fiscalização está analisando os cadastros para a concessão dos subsídios previstos no inciso II do art. 2º da lei. Já são 197 inscrições, entre espaços culturais, agentes, grupos, coletivos, empresas, entidades, cooperativas e eventos regulares da cadeia produtiva cultural que atuam na cidade.

Com a realização do Mapeamento, a Administração Municipal poderá reconhecer todos os participantes da cadeia produtiva que trabalham de forma direta ou indireta com cultura dos mais diversos segmentos: música, teatro, dança, arte de rua, literatura, artesanato, sonorização, produção cultural, dentre outros.

Ao mesmo tempo, a Secretaria está montando quatro editais referentes ao inciso III da lei. Serão mais de 160 iniciativas culturais a serem implementadas na cidade de novembro deste ano a abril de 2021, com recursos de aproximadamente R$ 1.000.060 (um milhão e sessenta mil).

Ao todo, Hortolândia receberá o repasse de R$ 1.519.909,72 para aplicação em ações emergenciais de apoio ao setor cultural, conforme estabelecido no art. 2º da Lei. Serão beneficiados todos os trabalhadores do setor cultural, fortemente atingido pela pandemia da COVID-19, que tiveram de se reinventar, durante o período de isolamento social.

Rodas de conversa e tira dúvidas

A Secretaria de Cultura tem realizado “rodas de conversas” online com a sociedade civil para tirar dúvidas, trocar ideias e firmar uma parceria com os trabalhadores do setor cultural. Na sexta-feira (16/10), aconteceu mais uma edição, com a participação de 18 pessoas.

Assim que os editais referentes ao inciso III forem publicados, a Secretaria organizará novas rodas de conversa online para esclarecer dúvidas e apresentar os parâmetros para elaboração dos projetos por parte dos interessados.

A LEI

A Lei Federal 14.017/2020, de 29 de junho de 2020, conhecida como Lei Aldir Blanc, tem como objetivo central estabelecer ajuda emergencial para artistas, coletivos e empresas que atuam no setor cultural e atravessam dificuldades financeiras durante a pandemia.

Em homenagem ao compositor e escritor Aldir Blanc, que morreu em maio, vítima da COVID-19, o projeto vem para socorrer profissionais e espaços da área que foram obrigados a suspender seus trabalhos. A Lei determina a liberação de R$ 3 bilhões em auxílio financeiro a artistas e a estabelecimentos culturais durante a pandemia do Coronavírus.

Os recursos devem ser aplicados por estados, Distrito Federal e municípios, em renda emergencial para os trabalhadores do setor, subsídios para manutenção dos espaços culturais e instrumentos como editais e prêmios.

Receba as principais notícias direto no seu Telegram https://t.me/portalhortolandia
Continue Lendo

Nossa Cidade

EMS entrega quadra de tênis para a população de Hortolândia

Portal Hortolândia

Publicado

em

Espaço vai permitir prática gratuita da modalidade, além de ser utilizado pelo projeto “Tênis para Todos”, realizado no município desde 2017 com o patrocínio da empresa

A EMS, maior laboratório farmacêutico no Brasil, inaugura, nesta quinta-feira (22), a primeira de duas quadras de tênis doadas pela empresa à população de Hortolândia, cidade onde está localizado o seu complexo industrial. Localizado entre os bairros Jd. Santa Clara do Lago e Jd. Maria de Lourdes, o novo espaço tem piso adequado para a prática do esporte e marcações oficiais, seguindo as regras da CBT (Confederação Brasileira de Tênis).

A empresa foi responsável por toda a construção da quadra, que foi realizada mesmo durante a pandemia, cumprindo todos os protocolos de segurança.

O laboratório já é patrocinador, em Hortolândia, desde 2017, do ‘Tênis para Todos’, projeto que oferece aulas semanais gratuitas da modalidade esportiva para meninos e meninas, dos 7 aos 16 anos de idade, regularmente matriculados na rede pública de ensino local. Com a quadra oficial, as atividades do programa poderão ser retomadas assim que liberadas pelo município.

A segunda quadra será construída pela EMS no Jardim Nova Hortolândia.

Leia Também: EMS está com diversas vagas para Hortolândia, inclusive área de Produção

Apoio a ações sociais – A EMS mantém um histórico de incentivo a programas sociais pela sua comunidade, pelo Brasil e também pelo mundo, atuando com diversos públicos, sempre com transparência, respeitando a sociedade e colaborando para a melhoria das condições sociais, culturais, esportivas e ambientais em suas parcerias, ampliando o acesso a experiências e projetos que promovam bem-estar, saúde e qualidade de vida.  

Em Hortolândia, onde está instalado o seu complexo industrial, a empresa mantém, por exemplo, a EMEI (Escola Municipal de Educação Infantil) Emiliano Sanchez, em parceria com a Prefeitura local, que oferece educação de qualidade em período integral para 210 crianças de quatro meses a cinco anos de idade, incluindo filhos de colaboradoras e crianças da comunidade. Também na cidade, a EMS realiza o projeto “JR’s Tênis para Todos”, que oferece aulas gratuitas de tênis a crianças e adolescentes regularmente matriculados em escolas públicas da cidade. No Nordeste, a EMS é parceira desde 2006 do Instituto Qualidade no Ensino (IQE), que beneficia diretamente milhares de estudantes de Recife por meio da capacitação de professores em Português e Matemática. Já o apoio ao Projeto Guri, um programa de iniciação musical gratuita para crianças e adolescentes entre 6 e 18 anos, é mantido desde 2015. Ainda, a EMS firmou parceria, em 2017, com a Organização Mundial da Saúde (OMS) para a erradicação da bouba no planeta.

Sobre a EMS

Cuidar das pessoas: essa é a missão da EMS, o maior laboratório farmacêutico no Brasil, líder de mercado há 14 anos consecutivos, pertencente ao Grupo NC. Com mais de 55 anos de história e mais de cinco mil colaboradores, atua nos segmentos de prescrição médica, genéricos, medicamentos de marca, OTC e hospitalar, fabricando produtos para praticamente todas as áreas da Medicina. Tem presença no mercado norte-americano com a Brace Pharma, empresa com foco em inovação radical, e com a sua controlada Vero Biotech, localizada em Atlanta, Geórgia (EUA), por meio da qual a EMS obteve em 2019 a aprovação de seu primeiro produto revolucionário submetido à FDA (EUA), posicionando o laboratório como uma empresa de inovação no mercado global.

A EMS também investe consistentemente em inovação incremental, em genéricos de alta complexidade e é uma das acionistas da Bionovis, de medicamentos biotecnológicos – considerados o futuro da indústria farmacêutica. A empresa possui unidades produtivas em Jaguariúna (SP); em Brasília (DF); em Hortolândia (SP), onde funcionam o complexo industrial, incluindo o Centro de Pesquisa & Desenvolvimento, um dos mais modernos da América Latina, e a unidade totalmente robotizada de embalagem de medicamentos sólidos; e conta também com a Novamed, localizada em Manaus (AM), uma das maiores e mais modernas fábricas de medicamentos sólidos do mundo. A EMS exporta para mais de 40 países e tem, na Itália, o laboratório de pesquisas MonteResearch. A empresa mantém um histórico consistente de iniciativas sociais, culturais, ambientais e esportivas dentro e fora do país como uma forma concreta de também promover saúde e qualidade de vida. www.ems.com.br.

*imagem ilustrativa

Receba as principais notícias direto no seu Telegram https://t.me/portalhortolandia
Continue Lendo

Nossa Cidade

Campeonato Free Fire em Rosolem

Redação

Publicado

em

Por

Neste sábado(24/10) acontece mais uma campeonato de Free Fire com premiações para o vencedor.

  • Inscrições gratuita e presencial.
  • Modo duo 🧍🏽

Faixa etária dos jogadores: apartir de 14 anos.

O campeão recebe uma premiacao.

Para mais informações, entrar em contato com os organizadores.

Vitoria: (19) 98124-6057
Milena: (19) 98114-9168

Eai, vai perder essa chance? – Seja você o vencedor desse campeonato.

Receba as principais notícias direto no seu Telegram https://t.me/portalhortolandia
Continue Lendo

Populares