Connect with us
Publicidade

Nossa Cidade

Hortolândia dá os primeiros passos para se tornar cidade inteligente

Prefeitura

Publicado

em

Conhecer estratégias de desenvolvimento para Hortolândia se tornar uma Smart City (Cidade Inteligente) é o objetivo da visita do prefeito Angelo Perugini à Alemanha, onde ele está nesta semana, à convite do Projeto ANDUS (Apoio à Agenda Nacional de Desenvolvimento Urbano Sustentável no Brasil), promovido pelo Governo Federal, por meio do MCDI (Ministério das Cidades), em parceria com o Ministério do Meio Ambiente e a Agência Alemã de Cooperação Técnica Internacional, a GIZ GmbH (Deutsche Gesellschaft für Internationale Zusammenarbeit).

Hortolândia é um dos cinco municípios brasileiros que foram selecionados para firmar a parceria internacional na área de desenvolvimento sustentável por meio deste projeto. A parceria internacional vem ao encontro das ações do PIC (Programa de Incentivo ao Crescimento), que tem como objetivo promover o desenvolvimento urbano, social, econômico, ambiental e humano de Hortolândia, de modo sustentável, preparando a cidade para o crescimento urbano dos próximos 30 anos.

Nesta segunda-feira (16/09), Perugini participou do primeiro encontro com a equipe de gestão da prefeitura de Munique. “Estamos trocando ideias e informações com a equipe técnica da Prefeitura de Munique e vamos visitar alguns lugares para conhecer de perto o projeto que eles estão apresentando. Vamos conhecer inloco as experiências que estão fazendo aqui, em um bairro de 25 mil habitantes. Munique é uma cidade com mais de 1 milhão de habitantes. Nosso objetivo é conhecer como eles transformam cidades com uma população tão grande como essa em cidades inteligentes, em cidades que tem qualidade de vida. Estou ansioso para conhecer tudo isso de perto e, se Deus quiser, implantar está tecnologia em Hortolândia”, destacou Perugini.

De acordo com a Secretaria de Planejamento Urbano e Gestão Estratégica, a parceria para cooperação técnica internacional pelo Projeto Andus proporcionará transferência tecnológica, capacitação de servidores e ferramentas para a implementação do Plano Diretor, de modo a tornar Hortolândia cidade modelo de sustentabilidade. A cooperação se dará por um período de um ano.

Em março, quando o projeto foi lançado em Hortolândia, o diretor do projeto, Günther Wehenpohl, disse que a ideia é conhecer projetos que a Prefeitura de Hortolândia pretende implantar na cidade e auxiliar com orientações práticas de como concretizar estes planos, dentro de metas ambientais e sustentáveis. O diretor do ANDUS enfatizou que a escolha de Hortolândia, entre todas as cidades da região Sudeste, se deu por ser um município médio em desenvolvimento em uma região metropolitana, no caso, a RMC (Região Metropolitana de Campinas). “Preferimos cidades que tem potencial de desenvolver projetos que sirvam para mais municípios, em vários setores: mobilidade urbana, obras, meio ambiente, por exemplo. Vamos discutir qual o papel destas cidades na região metropolitana onde estão inseridos e, a partir desta análise, viabilizar como estas experiências podem ser expandidas para os demais municípios brasileiros”, comentou Wehenpohl, na época. Além de Hortolândia, os demais municípios contemplados na parceria são: Fortaleza e Euzébio, no Ceará; Anápolis, em Goiás; e Tomé Açú, no Pará.

TECNOLOGIA AMPLIARÁ SEGURANÇA

Por meio do PIC (Programa de Incentivo ao Crescimento), Hortolândia já iniciou uma série de investimentos para tornar a cidade inteligente, do ponto de vista tecnológico e de sustentabilidade. Na área da segurança, por exemplo, o município trabalha na instalação do sistema inteligente OCR (Optical Character Recognition – Reconhecimento Óptico de Caracteres) em câmeras de monitoramento nos principais acessos viários da cidade. O sistema permite a leitura das placas de veículos, integrando as forças de segurança para diminuir o índice de criminalidade. Além disso, em breve os radares terão o sistema Detecta, câmeras que facilitam a localização de carros furtados ou roubados. Ao ligar para o número 190, da Polícia Militar, o cidadão terá sua queixa registrada e em questões de segundos o sistema será acionado para a viatura que estiver mais perto da ocorrência realizar a abordagem.

O município também finaliza uma PPP (Parceria Público Privada) para implantação do monitoramente inteligente, ou telegestão, do parque de iluminação pública. Os 22 mil pontos de iluminação da cidade terão capacidade de fornecer o controle de cada uma das luminárias por meio de um transmissor de dados. Na prática, será possível, por exemplo, reduzir o nível de luminosidade nos horários em que há menos fluxo de pessoas nas avenidas e parques, colaborando para a economia de energia, além de monitorar falhas, como lâmpadas queimadas, o que garantirá manutenção mais rápida.

A Prefeitura inicia, nas próximas semanas, a obra de ampliação de 70 km de fibra ótica, o que possibilitará atendimento tecnológico de 80 prédios municipais, como unidades de saúde e escolas, que terão o mesmo sistema de internet e telefonia, o que agilizará a prestação de serviços à população, com economia aos cofres públicos. Hoje, a cidade conta com 10 km de fibra ótica, que atendem três prédios.

Outra ação já em andamento é a implantação do sistema Sequoia (nome da maior árvore do mundo), procedimento que transformará todos os processos do município – até então impressos em papel – em processos digitais. Atualmente, 20% dos processos já estão em novo formato, o que garantiu a economia de 194 mil páginas impressa. A meta é que, até 2020, todos os processos antigos tenham sido transferidos para a plataforma digital. A implantação do Sequoia garante mais agilidade e segurança no andamento das questões administrativas, além de poupar árvores com a economia de papel.

PIC

Lançado em 2017, PIC  tem o objetivo de incentivar o desenvolvimento urbano, ambiental, social e humano da cidade. O programa prevê mais de 100 obras e serviços, em diversas áreas, que farão Hortolândia crescer com planejamento e sustentabilidade nos próximos 30 anos. Para a realização destas intervenções, a Prefeitura conta com apoio da iniciativa privada, dos governos estadual e federal.

Um dos principais parceiros do município é o banco venezuelano CAF (Banco de Desenvolvimento da América Latina), instituição com a qual o município firmou contrato equivalente a R$ 170 milhões, que serão investidos em obras de infraestrutura urbana e recuperação ambiental, que também colaboram para transformar Hortolândia em cidade sustentável. Estão previstos cinco novos parques lineares, que vão criar um corredor ecológico na cidade, com a recuperação de nascentes e matas ciliares e novos espaços de lazer. O Corredor Ecológico terá ciclovia e pista de caminhada contínuas, de cerca de 10 km, unindo todas as regiões da cidade. O programa prevê, também, abertura de novas avenidas, construção de pontes e viadutos para garantir mais inteligência ao sistema viário.

Este artigo foi enviado pela Prefeitura de Hortolandia

Receba as principais notícias direto no seu Telegram https://t.me/portalhortolandia

Nossa Cidade

Carro cai de ponte no Jardim São Sebastião

Redação

Publicado

em

Por

Um carro caiu da ponte que liga os bairros Jardim São Sebastião e Jardim Interlagos, na madrugada deste domingo(20). O motorista teria dormido ao volante.

O acidente aconteceu por volta das 5h da manhã e 3 pessoas estavam no veículo Fiat/Pálio.

As vítimas foram encaminhadas ao hospital Mario Covas com ferimentos leves.

Receba as principais notícias direto no seu Telegram https://t.me/portalhortolandia
Continue Lendo

Nossa Cidade

Coronavírus Hortolândia: 3784 casos confirmados, 3581 curados e 132 óbitos

Redação

Publicado

em

Por

O boletim sobre coronavírus divulgado pela Secretaria de Saúde de Hortolândia, nesta sexta-feira(18) mostra que o município teve 3784 casos confirmados, 3581 curados e 132 óbitos.

Casos confirmados: 05 pacientes internados em UTI’s fora do município; 03 em enfermaria fora do município; 0 no Hospital Municipal Mário Covas; 04 em internação na Unidade Respiratória do Nova Hortolândia; 10 em isolamento domiciliar.

Casos suspeitos: 06 casos internados em UTI’s fora do município; 04 em enfermaria fora do município; 0 caso no Hospital Municipal Mário Covas; 02 em internação na Unidade Respiratória do Nova Hortolândia; 433 em isolamento domiciliar.

3694 casos já foram descartados mediante resultado do exame de Covid-19.

A partir de 17/05, os casos de síndrome gripal sem coleta de exames estão excluídos dos boletins diários. Somente constarão no relatório, os casos em que são colhidos exames para diagnosticar pacientes contaminados pelo Coronavírus.

Receba as principais notícias direto no seu Telegram https://t.me/portalhortolandia
Continue Lendo

Nossa Cidade

90% das vagas de emprego do Assaí atacadista são preenchidas por moradores de Hortolândia

Redação

Publicado

em

Por

Hortolândia dá mais um importante passo para a retomada do crescimento econômico. Um novo empreendimento comercial, o atacadista Assaí, inaugurou, nesta sexta-feira (18/09), sua nova loja no município. Dos 500 novos empregos, diretos e indiretos, gerados no município, 90% das vagas foram preenchidas por moradores da cidade. As informações são da rede atacadista. Hortolândia conquistou a filial no ano passado, quando a empresa anunciou sua intenção de abrir uma loja na cidade em reunião com representantes da Prefeitura.

Para auxiliar os interessados no cadastramento e preenchimento do currículo, o PAT (Posto de Atendimento ao Trabalhador), órgão vinculado à Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Trabalho, Turismo e Inovação, ofereceu suporte e realizou orientações aos candidatos interessados em concorrer às vagas de emprego divulgadas pela empresa do setor atacadista Assaí. O processo de seleção foi realizado pela internet.

A conquista de novas empresas para a cidade, com geração de emprego e renda, é uma das prioridades da Administração Municipal, que realiza ações e obras, por meio de parcerias com o setor público e a iniciativa privada, para incentivar o desenvolvimento urbano, ambiental, social e humano de forma planejada e sustentável. Dentre as novas empresas que chegaram à cidade estão Odata (tecnologia), Embalixo (fabricante de embalagens) e Assaí Atacadista (comércio atacadista).

Hortolândia tem grande capacidade de atração de investimentos, o que pode ser constatado pelo crescente número de instalação de empresas no município. De acordo com a base de dados do Sebrae (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas), que utiliza informações da Receita Federal, o número total de estabelecimentos na cidade praticamente triplicou, desde 2018, totalizando, em 2020, 8.814 estabelecimentos, o que representa um constante crescimento e desenvolvimento do município. Nos dados divulgados pela Jucesp (Junta Comercial do Estado de São Paulo), somente no mês de agosto, foram registradas a abertura de 61 novas empresas.

“A inauguração do Assaí Atacadista em Hortolândia é mais uma evidência de como o mercado consumidor da cidade está cada vez mais atrativo para novos investimentos. Sua instalação é mais um motivo para que o cidadão gaste na cidade, para que o comerciante possa suprir seu estabelecimento com produtos em valores competitivos e que a economia local se beneficie dessa novidade. Nos seus quase 15 mil metros quadrados o atacadista gerou 300 postos de trabalho diretos impactando positivamente todas essas famílias em momento de acentuada crise. O momento de hoje representa uma grande esperança diante dos momentos difíceis que vivemos com a pandemia e dá mais uma amostra da resiliência da nossa cidade”, enfatizou a secretária de Desenvolvimento Econômico, Trabalho, Turismo e Inovação, Monique Freschet.

MAIS MOBILIDADE E MELHORIAS NO TRÂNSITO

A Prefeitura de Hortolândia trabalha na finalização de um novo viário nas proximidades do atacadista Assaí, na Região Central. No local são realizadas obras de prolongamento de duas novas ruas que vão integrar a rua Luiz Camilo de Camargo ao Jardim das Paineiras. Além de facilitar o tráfego de veículos pela principal área comercial da cidade, o viário inclui ciclovia e calçada para pedestres, ampliando a mobilidade das pessoas. O serviço é realizado com recursos financiados pelo Banco CAF.

A EMPRESA

De acordo com o grupo empreendedor, a primeira loja do Assaí Atacadista surgiu em São Paulo, em 1974, com foco no abastecimento do pequeno transformador. Em 2007, a empresa passou a fazer parte do GPA, uma empresa do Grupo Casino e maior varejista do Brasil. Essa parceria alavancou a história de crescimento e, assim, de 14 o atacadista passou a ter 175 lojas, com geração de mais de 45 mil empregos.

Receba as principais notícias direto no seu Telegram https://t.me/portalhortolandia
Continue Lendo

Noticias

Publicidade

Youtube

 

PONTE DA ESPERANÇA

Populares