Connect with us

Nossa Cidade

Hortolândia fará campanha de vacinação contra Sarampo para crianças e jovens

Prefeitura

Publicado

em

A Prefeitura de Hortolândia realiza, a partir da próxima segunda-feira (10/02), a Campanha de Vacinação contra Sarampo. O público alvo da ação são crianças e jovens com idade entre 5 e 19 anos. Além da mobilização nacional para prevenção do Sarampo, durante a campanha as unidades de saúde do município farão atualização de outras vacinas, de acordo com cada faixa etária. A ação vai até o dia 13 de março.

Todas as UBSs (Unidades Básicas de saúde) da cidade integram a campanha, com salas de vacina abertas de segunda à sexta-feira. Para garantir a proteção, basta ir à unidade de saúde mais próxima de casa e levar a carteira de vacinação. A campanha será seletiva e os profissionais das salas de vacina avaliarão a necessidade de imunização de cada paciente, de acordo com o histórico de vacinas anotadas.

Tradicionalmente, as campanhas de vacinação têm um Dia D de mobilização. No caso da campanha contra o sarampo, o Dia D será em 15 de fevereiro, com oito unidades de saúde abertas no sábado, das  8h às 17h, para ampliação da cobertura vacinal. Confira abaixo a lista das unidades participantes.

Orientações

De acordo com a Secretaria de Saúde de Hortolândia, as crianças devem ter duas doses da vacina contra Sarampo e um reforço, conforme o Calendário Obrigatório. Já os adultos precisam ter, pelo menos, duas doses da vacina anotadas na Carteira e Vacinação. Qualquer pessoa com idade até 59 anos que não se vacinaram contra o Sarampo, ou não se lembram se já foram imunizadas alguma vez, podem procurar a UBS mais próxima de casa para que a equipe da sala de vacina avalie a necessidade da proteção.

O Sarampo, que estava erradicado no Brasil, foi reintroduzido no território nacional. Desde agosto de 2019, as unidades de saúde de Hortolândia passaram a oferecer vacina contra Sarampo para crianças de seis a 11 meses de idade, por recomendação do Ministério da Saúde. A medida tem como objetivo ampliar a cobertura vacinal e oferecer proteção para as crianças menores de 12 meses,  contribuindo para o controle da doença. Na ação de reforço, a dose extra aplicada de seis a onze meses não terá validade como rotina: as crianças precisam ser vacinadas novamente aos 12 e 15 meses de idade. A Prefeitura também realiza ação de bloqueio após a notificação de suspeitas, mesmo antes da doença ser confirmada ou descartada, com vacinação das pessoas que tiveram contato com o paciente. Neste ano, dois casos da doença são investigados na cidade.

UBSs que abrirão no Dia D (15/02):

•UBS Nova Hortolândia

•UBS Amanda

•UBS Rosolem

•UBS Novo Angulo

•UBS Santa Clara

•UBS Figueiras

•UBS Amanda 1

•UBS Pq. do Horto

Este artigo foi enviado pela Prefeitura de Hortolandia

Nossa Cidade

Operação sobre Coronavírus já orientou mais de mil estabelecimentos comerciais em Hortolândia

Prefeitura

Publicado

em

Até agora, a Prefeitura de Hortolândia já orientou 1.077 estabelecimentos comerciais não-essenciais do município sobre como contribuir para evitar a disseminação da COVID-19. O mais recente balanço da Operação de Orientação sobre o Coronavírus foi divulgado, nesta segunda-feira (06/04), pela Secretaria de Segurança. Novos números serão divulgados ao final desta semana.

A ação, que acontece desde 21 de março, é realizada diariamente pela Guarda Municipal, em conjunto com a Secretaria de Mobilidade Urbana, o Setor de fiscalização e a Vigilância Sanitária. Os agentes visitam diversos bairros da cidade para garantir o cumprimento do decreto 4.383, de 21/03/2020, que proíbe temporariamente o funcionamento presencial neste tipo de comércio. No último dia 30 de março, a Prefeitura autorizou o funcionamento do comércio no sistema de delivery e drive-thru.

A operação é realizada para informar os comerciantes sobre como manter o estabelecimento funcionando de acordo com o decreto. Agora, quem descumprir a medida estará sujeito a autuação, multa e interdição por parte do Poder Público. 

Multa pesada

Para quem não seguir as orientações de funcionamento, o valor da multa aplicada varia entre 10 e 10 mil UFESP (Unidade Fiscal do Estado de São Paulo). Cada UFESP custa R$ 27,10 e os valores das multas podem ser de R$ 276,10 até 27.610,00, dependendo da reincidência. Também será elaborado um boletim de ocorrência para o proprietário do local que descumprir o decreto.

Intensificação da patrulha

O patrulhamento em toda a cidade está intensificado. Além do comércio, agentes da segurança pública podem realizar abordagens, ao flagrar aglomerações em espaços públicos e vias da cidade. Denúncias para orientação em espaços privados também devem ser realizadas pelos telefones da Guarda Municipal (veja abaixo).

A Operação de Orientação sobre o Coronavírus é realizada com o apoio de um carro de som, que passa mensagens informativas. Segundo a Secretaria de Segurança, os flagrantes mais comuns são realizados em bares e lojas de material para construção. Em caso de desobediência ao decreto municipal, a ação poderá ser considerada crime e os envolvidos, encaminhados para a delegacia e responder pelos atos.

Telefones

Denúncias que caracterizem aglomeração de pessoas podem ser realizadas à corporação, a qualquer hora do dia ou da noite, pelo telefone 153 ou 0800-111-580.

#HortolândiaSolidária #FiqueEmCasa #Coronavírus

 

Este artigo foi enviado pela Prefeitura de Hortolandia

Continue Lendo

Nossa Cidade

EMS emite nota sobre multa de 6,5 milhões de reais

Portal Hortolândia

Publicado

em

EMS

O Grupo NC, em respeito ao consumidor, informa que, desde março de 2019, havia iniciado o recolhimento voluntário, em todo o território nacional, de lotes de medicamentos fabricados com a valsartana, que teve a suspensão de importação, distribuição, comercialização e uso determinada pela Anvisa, por medida cautelar, por suspeita da presença de impurezas chamadas nitrosaminas nos princípios ativos conhecidos como “sartanas”, problema esse que alcançou diversas empresas no mundo, vindo, inclusive, a comprometer todas as empresas farmacêuticas no Brasil. A ação foi previamente comunicada pelo Grupo à agência.

Em relação à decisão da Secretaria Nacional do Consumidor (Senacon), o Grupo NC informa que vai recorrer à justiça com base na ampla divulgação sobre o tema feita pela mídia nacional, inclusive trazendo esclarecimentos do Grupo, e pelos próprios canais de atendimento ao consumidor na época. 

Entenda o caso

O Ministério da Justiça e Segurança Pública multou o grupo farmacêutico EMS em R$ 6,5 milhões por ter comercializado remédios de pressão alta com impurezas, que podem causar câncer.

De acordo com o ministério, as empresas do grupo foram omissas ao não promover campanhas de recall de remédios para pressão alta que tinham em sua composição impurezas da espécie nitrosamina.

Continue Lendo

Nossa Cidade

Suspenso atendimento presencial para novos cadastros do programa Auxílio Moradia

Prefeitura

Publicado

em

A fim de conter a disseminação do Coronavírus, a Prefeitura de Hortolândia alerta que estão suspensos os atendimentos presenciais à população no Paço Municipal para cadastro de novas pessoas para o programa Auxílio Moradia. De acordo com a Secretaria de Habitação, somente os já cadastrados continuam a receber o benefício. 

A Secretaria de Habitação ainda informa que estão mantidos somente os trabalhos de monitoramento de áreas públicas – para impedir ocupações irregulares – e de unidades habitacionais do programa federal “Minha Casa Minha Vida”. 

Para outras informações e orientações, os moradores podem entrar em contato com a Secretaria de Habitação por meio do telefone 3965-1400 e pelos e-mails

\n

O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.


e

\n

O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.


.

#HortolândiaSolidária #FiqueEmCasa #Coronavírus

Este artigo foi enviado pela Prefeitura de Hortolandia

Continue Lendo