Connect with us

Nossa Cidade

Hortolândia volta a gerar emprego e renda com a chegada de novas empresas

Prefeitura

Publicado

em

Hortolândia continua a mostrar sinais de que a retomada do crescimento econômico segue a todo vapor. Novas empresas chegam à cidade e empreendimentos que já estão no município investem na ampliação dos seus negócios. A Prefeitura estima que, neste ano, deverão ser criados cerca de 650 empregos por empresas em fase de instalação na cidade. De acordo com a Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Trabalho, Turismo e Inovação, estas novas oportunidades de emprego são de empresas dos setores de tecnologia, embalagem e atacado. 

A conquista de novas empresas para a cidade, com geração de emprego e renda, é uma das prioridades da Prefeitura por meio do PIC (Programa de Incentivo ao Crescimento), que realiza obras e serviços por meio de parcerias com a iniciativa privada, governos estadual e federal. O objetivo é incentivar o desenvolvimento urbano, ambiental, social e humano para que Hortolândia cresça com planejamento e sustentabilidade nos próximos 30 anos. Dentre as novas empresas que chegam à cidade estão Odata (tecnologia), Embalixo (fabricante de embalagens) e Assaí Atacadista (comércio atacadista).

Para atrair novas empresas, a Prefeitura oferece benefícios por meio do Proemph (Programa Municipal de Incentivo Empresarial de Hortolândia). “A Prefeitura atende e acompanha a instalação dos novos investimentos, do início ao fim, garantindo que tudo ocorra dentro do prazo planejado pelas empresas. Ao oferecer incentivos fiscais, intermediação de mão de obra qualificada, vantagem logística, monitoramento da emissão de licenças municipais e estaduais, alvará de construção, entre outras necessidades, a cidade é destaque na região”, destaca a secretária de Desenvolvimento Econômico, Trabalho, Turismo e Inovação, Monique Freschet.

Hortolândia também oferece boa localização, perto das principais rodovias do Estado (Bandeirantes e Anhanguera) e do aeroporto de Viracopos. Além disso, a cidade tem quase 100% de esgoto coletado e tratado, 98% das vias com asfalto, 100% de abastecimento de água, conta com hospitais, parques socioambientais, escolas, universidades, biblioteca, bares, hotéis e restaurantes, garantindo qualidade de vida a seus habitantes.

O trabalho que a Prefeitura tem realizado para atrair novas empresas tem dado resultado. De acordo com Monique, nos últimos três anos (2017 a 2019), a Prefeitura atraiu investimentos de mais de 10 empresas, totalizando 1.446 empregos diretos. “Com a conclusão das obras do PIC, teremos uma infraestrutura ainda melhor para oferecer aos investidores, garantindo mais emprego e renda para a cidade”, observa a secretária.

Entre as obras previstas pelo PIC estão: abertura de novas ruas, avenidas e construção de pontes para facilitar o deslocamento dentro da cidade, implantação de lâmpadas de LED em todas as ruas da cidade, cinco novos parques ambientais, ampliação do número de câmeras de videomonitoramento para garantir mais segurança, reforma do hospital municipal, dentre outras.

FUTURO POSITIVO

As perspectivas para o próximo ano também são positivas com o início de funcionamento de novas empresas no município, entre elas a Biomin, que atua no segmento de nutrição animal. Ainda de acordo com a Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Trabalho, Turismo e Inovação, “novas empresas estão chegando e vão gerar mais emprego e renda”. 

Monique salienta também que a Prefeitura trabalha para garantir que as empresas já instaladas na cidade façam mais investimentos. De acordo com a estimativa da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Trabalho, Turismo e Inovação, estas empresas devem criar, neste ano, cerca de 60 novos empregos em decorrência da ampliação de suas estruturas, outro sinal da retomada do desenvolvimento econômico da cidade. Já para 2021, a estimativa é que as empresas instaladas na cidade criem 220 vagas de emprego por meio da ampliação dos empreendimentos.

CAGED

Outro sinal que mostra a retomada do crescimento econômico de Hortolândia são os dados de 2019 do CAGED (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados), do Ministério da Economia. O município fechou o ano passado com saldo positivo de 823 empregos.

Este número representa crescimento quase 12 vezes maior do que em 2018, quando a cidade teve saldo de 74 empregos. De acordo com a Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Trabalho, Turismo e Inovação, mais uma vez, o setor econômico que mais empregou na cidade foi o de serviços, com saldo de 699 vagas criadas no ano passado. O saldo de 2019 é o maior desde 2012, quando a cidade registrou saldo de 707 empregos. 

A retomada do crescimento econômico de Hortolândia é também destaque na grande mídia nacional. O município está no ranking anual “Melhores cidades para fazer negócios – Edição 2019”, elaborado pela empresa Urban Systems para a Revista Exame. No ranking que lista as 100 melhores cidades do país para se investir, Hortolândia ficou na 59ª posição, o que representa um crescimento expressivo. No ranking de 2018, a cidade ficou na 90ª posição.

PREPARAÇÃO DE MÃO DE OBRA

Para preparar os moradores da cidade para as novas vagas de emprego  oferecidas pelas novas empresas, a Prefeitura investe na formação dos trabalhadores com a oferta de cursos gratuitos de qualificação profissional.

Este artigo foi enviado pela Prefeitura de Hortolandia

Nossa Cidade

Operação contra Coronavírus já orientou quase mil estabelecimentos comerciais em Hortolândia

Prefeitura

Publicado

em

Quase mil estabelecimentos comerciais não-essenciais de Hortolândia foram orientados, até agora, sobre como contribuir para evitar a disseminação da COVID-19 no município. Mais um balanço da Operação de Orientação sobre o Coronavírus, promovida pela Prefeitura, foi divulgado, nesta quinta-feira (02/04). A ação, que acontece desde 21 de março, é realizada pela Guarda Municipal, em conjunto com a Secretaria de Mobilidade Urbana, o Setor de fiscalização e a Vigilância Sanitária. Os agentes visitam, diariamente, diversos bairros da cidade para garantir o cumprimento do decreto 4.383, de 21/03/2020, que proíbe temporariamente o funcionamento presencial de neste tipo de comércio.

De acordo com a Secretaria de Segurança, os números foram contabilizados até o dia primeiro deste mês. A orientação é realizada para informar sobre como os comerciantes devem manter o estabelecimento funcionando de acordo com o decreto. Agora, quem descumprir a medida estará sujeito a autuação, multa e interdição por parte do Poder Público. A medida da Prefeitura visa conter a disseminação da COVID-19, doença transmitida pelo Coronavírus. No último dia 30/03, a Prefeitura autorizou o funcionamento no sistema de delivery e drive-thru.

Valor da multa

Para quem não seguir as orientações de funcionamento, o valor da multa aplicada varia entre 10 e 10 mil UFESP (Unidade Fiscal do Estado de São Paulo). Cada UFESP custa R$ 27,10 e os valores das multas podem ser de R$ 276,10 até 27.610,00, dependendo da reincidência. Também será elaborado um boletim de ocorrência para o proprietário do local que descumprir o decreto.

Força tarefa

A força-tarefa intensifica o patrulhamento diário em toda a cidade. A Operação de Orientação sobre o Coronavírus é realizada com o apoio de um carro de som, que passa mensagens informativas. Segundo a Secretaria de Segurança, os flagrantes mais comuns são realizados em bares e lojas de material para construção. Em caso de desobediência ao decreto municipal, a ação poderá ser considerada crime e os envolvidos, encaminhados para a delegacia e responder pelos atos.

Denúncias que caracterizem aglomeração de pessoas podem ser realizadas à corporação, a qualquer hora do dia ou da noite, pelo telefone 153 ou 0800-111-580.

Confira abaixo os telefones disponíveis para informações e dúvidas sobre o Coronavírus:

(19) 99976-2434

(19) 99929-8987

(19) 97171-5369

(19) 99976-2498

(19) 99976-2276

(19) 99920-3204

 

Este artigo foi enviado pela Prefeitura de Hortolandia

Continue Lendo

Nossa Cidade

Beneficiários de programas sociais podem tirar dúvidas sobre Cadastro Único por meio de aplicativo ou e-mail

Prefeitura

Publicado

em

Para amparar moradores de Hortolândia em situação de vulnerabilidade social, durante a pandemia do Coronavírus (Covid-19), a Prefeitura de Hortolândia disponibiliza canais de atendimento eletrônico para esclarecer dúvidas sobre o CadUn (Cadastro Único).

De acordo com a Secretaria de Inclusão e Desenvolvimento Social, o atendimento remoto a beneficiários do CadUn é uma alternativa para que participantes de programas sociais consigam receber os benefícios. Atualmente, Hortolândia possui mais de 9 mil pessoas inscritas em programas sociais.

“Pedimos que todos beneficiários fiquem atentos às regras e mudanças, provocadas por uma situação atípica, que é esta pandemia pela qual o mundo atravessa e, em caso de dúvida, entrem em contato, por meio dos nossos canais de atendimento à população. O auxílio do Governo Federal ainda não está regulamentado e, assim que estiver, os beneficiários poderão recebe-lo”, explica o secretário de Inclusão e Desenvolvimento Social, Régis Athanázio Bueno.

CONFIRA ABAIXO AS INFORMAÇÕES

BPC – Beneficio de Prestação Continuada para Idosos e Pessoas com Deficiência

*Os bloqueios e as suspensões por falta de inscrição no cadastro único estão suspensos por 120 dias.

*Para casos com benefícios já bloqueados ou suspensos, será necessário analisarmos cada situação – entrar em contato através de um dos canais abaixo:

e-mail:  atendimentobolsafamilia@hortolandia.sp.gov.br

WhatsApp: (19) 99976-4011

Programa Bolsa Família

*Novos bloqueios ou suspensões de beneficio por averiguação/revisão cadastral estão suspensos por 120 dias.

*Benefícios que já estavam bloqueados por averiguação ou revisão terão os casos analisados individualmente

*Fazer contato enviando NOME e NIS (Número de Identificação Nacional) – por um dos canais abaixo:

e-mail:  atendimentobolsafamilia@hortolandia.sp.gov.br

WhatsApp: (19) 99976-4011

Auxílio Emergencial do Governo Federal

*Esclarecemos que o auxilio ainda não esta regulamentado;

*Acompanhar as informações pelo Facebook da Prefeitura Municipal de Hortolândia.

Este artigo foi enviado pela Prefeitura de Hortolandia

Continue Lendo

Nossa Cidade

Sessão online do Ponto Mis exibirá o filme Bacurau, neste sábado (04/03)

Prefeitura

Publicado

em

O filme “Bacurau”, dos diretores brasileiros Kleber Mendonça Filho e Juliano Dornelles, é a atração deste sábado (04/03) da segunda sessão online do #misemcasa, programação gratuita oferecida pelo Ponto MIS (Museu da Imagem e Som), órgão do Governo do Estado parceiro da Prefeitura de Hortolândia. Para participar, é necessário realizar inscrição no link https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLScCm-hLrmzf69tBZVGcWiG1NrlLXRU8jWN60twxGHlIIu4a9A/closedform.

 

Os inscritos receberão no e-mail cadastrado o link para assistir ao filme online. O longa será transmitido às 15h30. Há 100 vagas disponíveis.

 

Logo após a exibição do filme, às 18h, o Ponto MIS também realizará a segunda edição do Bate-papo de cinema no canal do MIS no YouTube https://www.youtube.com/watch?v=7mLYz6vOP7I. No programa, ao vivo, o oficineiro @lafonso86 fará uma análise de “Bacurau”. Em seguida, haverá uma conversa com o ator @thomasquino, que interpretou o personagem Pacote no longa, lançado em 2019.

 

Segundo a Secretaria de Cultura, a iniciativa é inovadora nas atividades realizadas pelo Ponto MIS e traz conteúdos em diferentes formatos, em todas as plataformas digitais do Museu. A atividade acontece em conjunto com o #Culturaemcasa, projeto desenvolvido pela Secretaria de Cultura e Economia Criativa e por organizações sociais de cultura que atende à orientação do Centro de Contingência do Covid-19. Foi determinado que os equipamentos culturais do Governo do Estado de São Paulo tenham o seu funcionamento suspenso por até 30 dias, a partir de 17 de março.

 

“A pandemia da COVID-19 é uma novidade no mundo. Para que a vida cultural das pessoas não seja prejudicada por conta das medidas de prevenção e segurança à vida com o isolamento social, a Prefeitura, em parceria com o Governo Estadual, adapta a plataforma do Ponto Mis à nossa realidade e oferece esta opção de lazer cultural. Espero que vocês aproveitem cada nova ferramenta desenvolvida especialmente para tornar este momento mais leve”, afirmou a secretária de Cultura, Alessandra Amora Barchini.

Este artigo foi enviado pela Prefeitura de Hortolandia

Continue Lendo