Connect with us

Nossa Cidade

No Dia da Água e em todos os outros, Prefeitura de Hortolândia orienta população para economizar este recurso

Prefeitura

Publicado

em

Os recursos hídricos podem acabar se não forem utilizados com consciência. Para marcar o Dia Mundial da Água, nesta segunda-feira (22/03), a Prefeitura de Hortolândia orienta a população para economizar água, principalmente neste momento grave da pandemia do Coronavírus em que as pessoas devem ficar em casa e manter os protocolos sanitários, que incluem a higienização das mãos com água e sabão. A data foi criada pela Organização das Nações Unidas (ONU) para alertar sobre a importância da preservação dos recursos hídricos do planeta. Para sensibilizar a população sobre a data, a Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável colocou uma faixa em um dos canteiros do Lago da Fé com a mensagem “Cuide hoje para ter sempre” em referência ao uso consciente da água.

A Defesa Civil, órgão da Secretaria de Segurança, também alerta para a importância da população economizar água em razão do índice pluviométrico registrado no início deste ano. A incidência de chuva medida foi menor do que no ano passado. De acordo com a medição do órgão, em janeiro e fevereiro deste ano o índice foi de 426,90 mil. Já no mesmo período de 2020, o índice foi de 754,80 ml.

A Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável recomenda a população adotar várias ações simples que ajudam a economizar água. Uma delas é fechar bem as torneiras. Caso elas estejam com vazamento, deve-se fazer a troca ou o conserto. Em média, há desperdício de 40 litros por dia com o vazamento de uma torneira. 

Outra ação importante é evitar lavar calçadas com mangueira, atividade na qual gasta-se, em média, 120 litros de água. A recomendação é utilizar vassoura. Também é recomendável lavar o carro com balde ou por meio da chamada ecolavagem, que deixa o veículo limpo com menos de um litro de água. Para fazê-la, basta utilizar dois panos de microfibra, xampu especial para lavagem automotiva e um borrifador de 400 ml de água.

A Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável ainda orienta a população a verificar se há vazamento ou infiltração em casa, que pode resultar em grande desperdício e aumento no valor da conta de água. Deve-se também prestar atenção no surgimento de goteiras e manchas em paredes que podem indicar a ocorrência de problemas maiores nas instalações hidráulicas da residência. Outros sinais que também devem ser verificados são mofo, pintura com bolhas e/ou pintura com aspecto umedecido. Nestes casos, deve-se buscar ajuda especializada.

DIA A DIA

Lavar louça é outra tarefa no dia a dia que se pode economizar água. Uma dica importante é evitar usar água corrente para retirar os restos de comida de pratos, panelas e talheres. A recomendação é remover os restos com a ajuda de talheres já usados e, em seguida, lavar a louça. Assim, usa-se pouca quantidade de água para umedecer a esponja e abre a torneira só na hora do enxágue. Ao manter a torneira fechada por 5 minutos durante a lavagem de louça, economiza-se cerca de 70 litros de água. De acordo com a Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, ao longo de um ano, esta simples mudança economizará água suficiente para abastecer uma casa por mais de um mês e meio. Outra ação que ajuda a economizar água é escovar os dentes com a torneira fechada. 

Também é possível economizar água ao se usar máquina de lavar roupa de forma eficiente. Cada ciclo de lavagem consome, em média, 96 litros. Uma ação fácil de ser adotada é procurar juntar o máximo de peças possíveis a serem lavadas juntas. Outra dica importante é direcionar o cano de despejo da máquina para um balde a fim de que a água usada na lavagem possa ser reaproveitada. Ao se armazenar a água que sai da máquina de lavar em todos os ciclos, ao final de um mês serão coletados 770 litros de água. Este volume é suficiente para dar até 130 descargas em uma residência.

Este artigo foi enviado pela Prefeitura de Hortolandia

Nossa Cidade

Confira como auxiliar o aluno a realizar as tarefas da escola na fase de ensino remoto

Portal Hortolândia

Publicado

em

Além dos novos cuidados com a saúde e a prática do isolamento social, a pandemia do Coronavírus trouxe para dentro de casa um desafio a mais. Afinal, a cada dia, diversas famílias precisam aprender a conciliar as habituais tarefas domésticas com as rotinas da escola e do escritório. Tudo junto e misturado, em um mesmo ambiente. Como ajudar crianças e jovens a manterem o foco, se envolverem e efetivamente aprenderem com as tarefas disponibilizadas, durante a fase remota de ensino?

Para auxiliar os cerca de 26 mil estudantes da rede municipal, que estão estudando à distância, a Prefeitura de Hortolândia apresenta a seguir sugestões e recomendações úteis aos pais e responsáveis, apresentadas por profissionais da Secretaria de Educação, Ciência e Tecnologia.

Ensino Fundamental e EJA

Segundo a coordenadora do Centro de Formação dos Profissionais em Educação “Paulo Freire”, Márcia Gonçalves, para as turmas do Ensino Fundamental, é muito importante que o aluno, principalmente a criança, conte com o acompanhamento de algum responsável, nos momentos de estudos. Para tanto, apresenta as seguintes dicas de como auxiliá-los nesta tarefa:

1 – Organize um espaço silencioso, ou seja, sem TV, distrações ou pessoas transitando no local preparado para a realização das tarefas;

2 – É muito importante ter uma rotina nos horários para estudo;

3 – Faça as atividades conforme a rotina que o seu professor enviar;

4 – Converse com seu filho (a) sobre o conteúdo estudado e as dificuldades encontradas;

5 – Parabenize seu filho (a) quando terminar a atividade do dia e o deixe brincar;

6 – Incentive seu filho (a) a falar das dificuldades em realizar as tarefas, a fazer perguntas ao professor no momento da interação;

7 – Se perceber muita dificuldade na criança em relação às atividades, entre em contato com o professor ou com a escola;

Caso o aluno esteja cursando o Ensino Fundamental II, ou seja do 6º ao 9º ano, ou a EJA (Educação de Jovens e Adultos), é necessário organizar um momento para fazer um lanche e, quando terminar as tarefas, realizar uma atividade manual. Estudantes da EJA já inseridos no mercado de trabalho, precisam atentar para um aspecto importante: ao chegarem em casa, é necessário que se prepararem para iniciar os estudos, tendo estes como prioridade. Entre as tarefas de uma disciplina e outra, recomenda-se dar uma pausa e depois retomar com a próxima disciplina.

“Sabemos que o ensino remoto possui grandes desafios para todos, sejam os profissionais da educação, pais e responsáveis, mas principalmente para os alunos que tiveram suas rotinas alteradas. Por isso, é importante dar mais atenção a eles e experimentar métodos e dicas diferentes que possam contribuir para a melhor aprendizagem dos conteúdos e realização das atividades. A melhor das dicas é você estar do lado do aluno, criar ambientes e estar junto incentivando a todo momento. Ouse, crie situações que vão fortalecer o aprendizado da criança, ainda que seja em casa”, recomenda o diretor de Ensino Fundamental, José Luís Menegoro.

Educação Infantil

Para os pequeninos, que ainda estão em turmas de Educação Infantil, a abordagem é diferente. Nesta etapa, “as aprendizagens se dão a partir das interações e brincadeiras e, é através das experiências, da observação e das vivências que as crianças são estimuladas a se desenvolverem de forma natural e saudável”. Portanto, durante o isolamento social, “é importante que os familiares e responsáveis possam mediar a interação escola e criança, estabelecendo uma rotina como horário para acordar, realizar as refeições, cuidados de higiene, atividades lúdicas e dormir que são essenciais para os pequenos, pois colabora para que cresçam mais confiantes e independentes”, ressaltam as profissionais ouvidas para esta reportagem: a diretora do Departamento de Educação Infantil, Simone Locatelli; a professora formadora do Centro de Formação, Sirlene Maria da Silva Del Bem; e a coordenadora pedagógica da Emei (Escola Municipal de Educação Infantil) José Natalino Fonseca, Fernanda Cristina Jorge Cavalcante.

As educadoras disponibilizam ainda as seguintes dicas:

1-        É importante também manter o vínculo afetivo com a escola, interagindo com os professores e educadores infantis, acessando o Portal “Educação na rede:  Hortolândia, terra de Saberes”, as propostas de atividades sugeridas, bem como através de outras mídias;

2-        Dentro da rotina, oportunizar momentos em que a criança possa brincar e interagir com a família com brincadeiras como: estátua, corre cutia, esconde-esconde, pular corda, faz-de-conta, chutar bola, fazer bolinha de sabão, pescar objetos com a peneira, folhear revistas, quebra-cabeça, jogo da memória entre outras.

3-        Outro recurso que as famílias poderão utilizar em momentos que proporcionam alegria e aprendizagem são as cantigas, pois possibilitam o desenvolvimento da audição, do ritmo, do movimento, do equilíbrio, da linguagem oral e da memória.

4-        Contar histórias, realizar pequenas experiências, cuidar das plantas no quintal, organizar uma sessão cinema, montar uma cabana no meio da sala, fazer uma receita são mais algumas sugestões de atividades realizáveis com as crianças nesse momento, em que, para se cuidar, é preciso ficar em casa.

Aulas remotas

Desde o início da pandemia do Coronavírus, as 58 escolas da rede municipal de Hortolândia estão com aulas presenciais suspensas, disponibilizando atividades por meio do Espaço “Educação na Rede”, hospedado no site oficial da Prefeitura. Estudantes com dificuldade de acesso à internet e a computadores retiram na escola atividades impressas.

Tendo em vista a flexibilização do Plano São Paulo e a reabertura gradual, a Secretaria de Educação, Ciência e Tecnologia elaborou protocolo sanitário, prevendo a retomada das aulas presenciais, em formato híbrido, a partir de junho deste ano.

Continue Lendo

Nossa Cidade

Campanha Hortolândia Solidária terá ponto fixo de arrecadação a partir deste sábado (08/05)

Portal Hortolândia

Publicado

em

A partir deste sábado (08/05), a campanha “Hortolândia Solidária: alimente uma vida” terá um ponto fixo de arrecadação de gêneros alimentícios. O novo ponto de coleta será a Secretaria de Serviços Urbanos, com entrada em frente ao portão da Etec-Hortolândia, pela Rua Capitão Lorival Mey, no Remanso Campineiro. A entrega dos gêneros será feita via sistema “drive-thru”, em razão da pandemia do Coronavírus. Deste modo, não é preciso descer do carro.

No primeiro dia de coleta, o sábado, o atendimento será das 8h às 12h, e durante a semana, de segunda a sexta-feira, das 9h às 15h. São aceitos alimentos não perecíveis em geral, tais como feijão, arroz, leite em pó, óleo, macarrão. A exceção fica por conta do sal.

A campanha é permanente e visa beneficiar pessoas em vulnerabilidade social, em situação agravada pela pandemia do Coronavírus. A iniciativa reúne ações e eventos com o intuito de mobilizar a sociedade civil, igrejas de vários credos, empresas, entidades e associações com vistas à arrecadação de alimentos não-perecíveis. Os gêneros coletados pelo Funsol-Hortolândia (Fundo Social de Solidariedade), ligado à Secretaria de Inclusão e Desenvolvimento Social, são encaminhados ao Banco de Alimentos, órgão da Secretaria de Educação, Ciência e Tecnologia, para triagem e doação a quem mais precisa.

Entre as ações já realizadas está a #Conexão Solidária, promovida pela EPTV, em parceria com a Administração Municipal. Outra é a campanha “Vacina contra a fome”, em parceria com o Governo do Estado, cujo objetivo é sensibilizar quem será vacinado contra a COVID-19 para que doe alimentos não-perecíveis que compõem a cesta básica.

Continue Lendo

Nossa Cidade

Operação Tapa-Buraco já utilizou quase 420 mil toneladas de massa asfáltica

Portal Hortolândia

Publicado

em

Segundo a Prefeitura, desde o início do ano, ela investindo na recuperação do asfalto das ruas e avenidas em todas as regiões da cidade. Para a realização da Operação Tapa-Buraco, realizada diariamente pela Administração Municipal, por meio da Secretaria de Serviços Urbanos, toneladas de massa asfáltica são colocadas sobre os buracos para recuperação do pavimento. De janeiro a abril, já foram utilizadas aproximadamente 420 mil toneladas do produto nas cinco regiões de Hortolândia.

SERVIÇO EM ANDAMENTO

Foi concluída, nesta semana, mais uma etapa da Operação Tapa-Buraco em dois bairros. O trabalho foi realizado na rua Sebastião Nunes da Silva, no Parque Odimar, e na avenida dos Estudantes, no Jardim Everest. As ruas são de acesso à avenida da Emancipação, principal via de saída e entrada da cidade. Nestes locais, há grande fluxo de automóveis de passeio e veículos pesados, como ônibus e caminhões.

As equipes iniciam o trabalho pelo corte e limpeza do buraco, para, assim, fazer a aplicação de cascalho e a pintura de ligação sobre o local a ser aplicado o novo pavimento. Após toda essa preparação, é realizado o enchimento do buraco com a massa asfáltica aquecida e, por fim, a passagem do rolo compressor. Se a área for muito ampla, também é aplicado o rolo de pneus.

MAIS AÇÕES PARA A SEGURANÇA NO TRÂNSITO

Além da Operação Tapa-Buraco, outro serviço de zeladoria realizado pela Administração Municipal é a pintura de guias, ação que também contribui para evitar acidentes de trânsito.

Desde o início da semana, as equipes da Prefeitura realizam o trabalho na avenida Santana, no Jardim Amanda. O objetivo da pintura das guias é contribuir com o embelezamento da cidade e, também, auxiliar a visibilidade no período noturno.

Continue Lendo

Populares