Connect with us
Publicidade


Nossa Cidade

Parques socioambientais de Hortolândia são opções de lazer no final de semana

Prefeitura

Publicado

em

O final de semana chegou e Hortolândia conta com espaços para diversão gratuita da família. Estamos no verão e nada melhor que curtir um passeio ao ar livre nos parques da cidade. Durante este período, a Prefeitura intensifica a limpeza e a poda do mato nas áreas de lazer, para que a população possa usar os locais com tranquilidade. 

Publicidade

Há opções para diversão gratuita e ao ar livre em diferentes bairros da cidade. No Jd. Santa Clara do Lago, o Creape (Centro de Referência em Educação Ambiental Parque Escola), tem uma área verde para a prática de caminhada, espaço para piquenique, além de  um campo de areia na parte de trás do parque, ao lado do parquinho infantil, para a prática de futebol. Localizado na Rua Bolívia, 290, o Creape abre diariamente, das 6h às 20h. Além do campinho e da pista de caminhada, o local tem academia ao ar livre e outros espaços de convivência, bem como restaurante anexo.

Já na região central, o Parque Socioambiental Chico Mendes, cercado de árvores, é uma ótima pedida para quem quer curtir uma área verde em meio à agitação e comodidade que o centro da cidade pode oferecer. A grande pista de caminhada, que dá a volta no parque e a academia ao ar livre são as atrações para os fãs de práticas esportivas. Ao lado do parque, sorveterias, barzinhos e restaurantes são opções para se alimentar e hidratar neste calor. Também no centro, o Parque Socioambiental “Renato Dobelin” possui coreto e espaço para caminhada.

O Parque Socioambiental “Lago da Fé”, no Parque Gabriel é o “caçula” de todos os parques de Hortolândia. Construído no ano passado pela Administração, a pista de caminhada é o ponto alto do local, além da área com grama para a realização dos piqueniques. A iluminação de LED implantada pela Prefeitura no Lago da Fé permite a utilização no período noturno, proporcionando mais visibilidade e segurança aos frequentadores. 

Do outro lado da Rodovia Jornalista Francisco Aguirre Proença (SP-101), o Parque Socioambiental Irmã Dorothy Stang, no Jd. Nossa Senhora de Fátima, contempla uma pista de caminhada com vista para um lago cercado de árvores e uma deliciosa “sombrinha”, onde os bancos e mesas podem ser usados para alimentação e “passatempo” como uma partida de dominó, por exemplo. Academia ao ar livre para os desportistas e o playground para as crianças completam a diversão no espaço.

Na região do Jardim Carmen Cristina, o Parque Remanso das Águas também possui mesinhas e bancos para o descanso e um descontraído bate-papo entre amigos. A prática esportiva fica por conta da caminhada e da utilização das quadras para quem gosta de esportes coletivos e com bola. 

 

Este artigo foi enviado pela Prefeitura de Hortolandia

Receba as principais notícias direto no seu Telegram https://t.me/portalhortolandia

Nossa Cidade

Tarifas de pedágio terão reajuste em 1º de dezembro

Portal Hortolândia

Publicado

em

As tarifas dos pedágios do trecho sob concessão da Rodovias do Tietê serão reajustadas à zero hora da próxima terça-feira, (01/12), conforme valores que foram publicados no Diário Oficial do Estado da última sexta-feira (20). A atualização da tarifa segue os critérios contratuais, com a correção de inflação pelo indicador econômico IPCA acumulado entre julho/2019 e junho/2020.

Publicidade

O reajuste deveria ter entrado em vigor em 1º de julho, conforme estabelecido em contrato de concessão válido para as rodovias das três primeiras etapas do Programa de Concessões Rodoviárias do Estado de São Paulo, mas foi postergado em razão da pandemia da Covid-19.

Segundo dados fornecidos pela Agência Reguladora dos Transportes do Estado de São Paulo (ARTESP), as tarifas contratuais da Rodovias do Tietê foram reajustadas em 1,87%, e corresponde apenas à reposição da inflação medida pelo IPCA entre julho de 2019 e junho de 2020.

O pedágio é a principal fonte de recurso para investimento em ampliação e modernização da malha rodoviária concedida no Estado de São Paulo, o que inclui obras de duplicação, manutenção, serviços de socorro médico, mecânico e inspeção de tráfego.

Confira abaixo tabela com as tarifas que serão reajustadas nas nove praças de pedágio da Rodovias do Tietê.

img ilustrativa

Receba as principais notícias direto no seu Telegram https://t.me/portalhortolandia
Continue Lendo

Nossa Cidade

Câmara votará, em breve, Lei Orçamentária Anual. Município teve receitas ampliadas

Prefeitura

Publicado

em

O orçamento de Hortolândia estabelecido para o próximo ano, de acordo com a Secretaria de Finanças da Prefeitura, é de aproximadamente R$ 1 bilhão, conforme a LOA (Lei Orçamentária Anual), que será votada na Câmara de Vereadores, nos próximos dias. O Projeto de Lei 157/20019, de autoria do Poder Executivo, detalha as despesas e receitas da Administração Municipal, com a indicação de todas as fontes de recursos e a destinação dos valores arrecadados para 2021.

Publicidade

De acordo com o secretário de Finanças, Pedro Galindo, uma alavanca importante para o orçamento do ano que vem é o crescimento do repasse do ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Prestação de Serviços). Este valor é calculado com base na diferença de entrada e saída de mercadorias e serviços no município, na receita própria, no índice populacional, entre outros fatores. O valor arrecadado pelos municípios é enviado ao Governo do Estado, que calcula o repasse destinado às cidades e faz a divisão. 

“Isso demonstra que Hortolândia só tem crescido, pois, mesmo em tempos de crise e com a pandemia do Coronavírus, estamos conseguindo resistir e movimentar a economia. Para o próximo ano, temos orçamento para ações importantes, como ampliação de ciclovias na cidade, instalação de novos pontos de ônibus, reforço na sinalização de trânsito e a principal obra da Administração Municipal, que é a conclusão da reforma e ampliação do Hospital Mário Covas”, destacou Galindo.

SUPERAÇÃO DESDE O INÍCIO DA GESTÃO

Desde 2017, quando o prefeito Angelo Perugini assumiu a Prefeitura, o município trabalha para ampliar a receita municipal e aumentar os investimentos em obras e serviços. Em 2016, a arrecadação foi de R$ 696,8 milhões. Os números, desde então, vêm crescendo. Conforme dados da Secretaria de Finanças, em 2017, a arrecadação foi de R$ 720,9 milhões; em 2018, foi de R$ 757,6 milhões; e, até outubro deste ano, R$ 753, 9 milhões. 

 

Este artigo foi enviado pela Prefeitura de Hortolandia

Receba as principais notícias direto no seu Telegram https://t.me/portalhortolandia
Continue Lendo

Nossa Cidade

Prefeitura de Hortolândia recebe 158 solicitações online de poda e corte de árvore

Prefeitura

Publicado

em

A Prefeitura de Hortolândia recebeu 158 solicitações de serviços de poda e corte de árvore. Este é o balanço do primeiro mês de funcionamento do sistema online para solicitação destes serviços que a Administração Municipal implantou em outubro deste ano. Das 158 solicitações, foram aprovadas 17 para poda, 6 para corte, 1 aprovada automaticamente, 27 estão em análise, 1 para imunidade, 80 estão em aberto e 27 foram indeferidas. O sistema, gerido pela Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, responsável pela realização destes serviços, foi criado pelo Departamento de Tecnologia da Informação da Prefeitura.

Publicidade

O morador pode acessar o sistema de duas maneiras. Uma delas é por meio do portal da Prefeitura, http://www2.hortolandia.sp.gov.br/, acessar a aba “Serviços para o cidadão”, que fica no canto superior direito da home page, clicar em “Meio Ambiente”, e depois em “Solicitação de Poda e Corte de Árvores”. A outra maneira é pelo site Hortolândia Fácil, https://facil.hortolandia.sp.gov.br/login, acessar a aba “Meio Ambiente”. É necessário fazer o cadastro no site Hortolândia Fácil.

O sistema exibe, na página inicial, quatro abas para que o morador faça a solicitação de um dos quatro tipos de serviços oferecidos pela Prefeitura: corte, poda, retirada de árvore caída e imunidade de corte. Em todas as situações será solicitado o preenchimento de um formulário e o morador será direcionado de acordo com cada serviço. 

No caso de autorização automática, o sistema já emitirá ao solicitante os tipos de corte ou poda que podem ser realizados, sendo possível sua impressão. Já nos demais casos em que haja a necessidade de avaliação, a solicitação será encaminhada ao técnico, que irá analisar e emitir um parecer. De acordo com a engenheira agrônoma da Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, Alynne Danielle Sant’Anna, solicitação de poda ou corte de árvore com altura menor de 6 metros recebe autorização automática em virtude de oferecer menor risco de causar acidentes. Neste primeiro mês de funcionamento, o sistema registrou uma solicitação com autorização automática.

Ao final do preenchimento do formulário, o solicitante deverá aceitar o “Termo de Aceite” para a conclusão do pedido e a geração de um número de protocolo, por meio do qual poderá fazer o acompanhamento da solicitação.

FOTOS

A engenheira agrônoma Alynne Danielle Sant’Anna salienta que é necessário preencher corretamente todos os dados para fazer a solicitação. Dentre os documentos exigidos estão carnê de IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano) ou algum comprovante de residência (conta de luz ou água). É necessário também o envio de, no mínimo, três fotos da árvore para melhor avaliação do estado da árvore. “Em caso da falta de algum dado ou documento, a solicitação fica em aberto, impossibilitando dar andamento”, ressalta Alynne. Em razão disso, o sistema registrou neste primeiro mês de funcionamento 80 solicitações que ficaram em aberto. 

O morador deve fazer a solicitação somente uma vez no sistema. “Caso ele faça mais de uma vez, a solicitação será indeferida”, salienta Alynne. A solicitação também pode ser indeferida caso o morador solicite a poda ou corte de árvore que não esteja em seu imóvel ou que esteja em um imóvel vizinho ao do solicitante. “A solicitação deve ser feita pelo proprietário ou inquilino do imóvel onde está localizada a árvore”, reforça Alynne. No primeiro mês de funcionamento, foram indeferidas 27 solicitações.

IMUNIDADE DE CORTE

Por meio do sistema online, o morador também pode solicitar a imunidade de corte de árvore. Este tipo de solicitação é para quem deseja proteger uma árvore para que ela não seja cortada. De acordo com a engenheira agrônoma Alynne Danielle Sant’Anna, a solicitação será atendida após análise feita por um técnico da Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável. A análise leva em conta fatores como a idade da árvore, localização, raridade, beleza ou condição de porta-sementes. Neste primeiro mês de funcionamento, o sistema recebeu uma solicitação de imunidade.

Em caso de dúvidas e mais informações, o morador pode entrar em contato com a Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável pelo telefone (19) 3965-1400, ramal 7913, ou com o Viveiro Municipal, órgão da Secretaria de Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, pelo telefone (19) 3897-2926.

Empresas ou profissionais autônomos que executem serviços de poda ou corte de árvore no município são obrigados a ter cadastro junto à Prefeitura. O cadastro deve ser feito presencialmente na Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, que fica dentro do Paço Municipal “Palácio das Águas”, localizado na rua José Cláudio Alves dos Santos, 585, Remanso Campineiro. O atendimento é de segunda a sexta-feira, das 8h às 12h, e das 13h às 17h.

Este artigo foi enviado pela Prefeitura de Hortolandia

Receba as principais notícias direto no seu Telegram https://t.me/portalhortolandia
Continue Lendo

Noticias

Publicidade

Youtube

 

PONTE DA ESPERANÇA

Populares