Connect with us

Nossa Cidade

Prefeitura de Hortolândia lança os programas “Afroempreendedorismo” e “SOS Racismo”, nesta quinta-feira (02/07)

Prefeitura

Publicado

em

A partir de agora, a população afrodescendente terá maior participação na economia do município. Nesta quinta-feira (02/07), a Prefeitura de Hortolândia lança o programa “Afroempreendedorismo”. O evento será on-line, às 19h, aberto ao público, que poderá acompanhar pelo aplicativo Zoom, por meio do link https://zoom.us/j/96298193518. O ID do evento é 962 9819 3518. O lançamento contará com as participações do coordenador Estadual da Reafro (Rede Brasil Afroempreendedor), Rafael Pinto, e do professor extensionista e economista do Observatório da PUC (Pontifícia Universidade Católica) Campinas, Paulo Oliveira.    

O programa foi instituído pela lei municipal 3.702, de 19 de novembro de 2019. De acordo com a secretária de Desenvolvimento Econômico, Trabalho, Turismo e Inovação, Monique Freschet, o objetivo é fomentar o afroempreendedorismo e mostrar sua importância para a economia do município. Por meio do programa, a Prefeitura já montou uma rede com 20 afroempreendedores da cidade. Dentre as ações previstas estão atividades de capacitação para o segmento. No evento de lançamento, também será apresentada uma comissão do programa, formada por seis representantes do poder público e seis representantes da sociedade civil. 

“Por meio do programa, a questão do afroempreendedorismo passa a ter mais amplitude e força, a dialogar em outro patamar. Esta é a contribuição que a Prefeitura pretende dar ao tema. Colocar à disposição dos afroempreendedores do município o braço de apoio econômico da Prefeitura para que seus negócios sejam impulsionados com as melhores práticas e no melhor ambiente de negócios. Com isso, vamos garantir mais autonomia ao afroempreendedor, aproximando-o das políticas de empregabilidade e qualificação empresarial, acesso ao crédito e preservando sua identidade, sua luta e seu lugar na sociedade. Sabemos do desafio de desconstruir séculos de prejuízos econômicos derivados de um racismo endêmico do país. Porém, a Prefeitura está pronta para fazer este debate”, destaca Monique. 

SOS RACISMO 

Durante o evento também será lançado o programa “SOS Racismo”, do Departamento de Direitos Humanos, órgão vinculado à Secretaria de Governo. O objetivo é garantir maior eficácia no atendimento e encaminhamento para a eliminação de ações discriminatórias por motivo de cor, religião ou etnia. 

O programa contará com apoio técnico e administrativo do Departamento de Direitos Humanos e Políticas Públicas para Mulheres, em parceria com o Conselho Municipal de Promoção da Igualdade Racial de Hortolândia, e será estruturado na Casa Quilombola, localizada na rua Benedito Francisco de Faria, 467, no Remanso Campineiro. O atendimento poderá ser realizado presencialmente ou por telefone (19) 3897-1126, das 9h às 15h. 

A partir do lançamento, o trabalho será realizado por um núcleo com uma equipe multidisciplinar composta por advogados da Prefeitura e da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) e assistentes sociais, que realizarão o acolhimento e atendimento e, se necessário, o encaminhamento para acompanhamento psicológico na rede municipal de saúde.  

No atendimento, a pessoa vítima de discriminação preenche um formulário com os dados pessoais e do fato ocorrido, que é encaminhado ao núcleo do programa e ao conselho, que farão análise e discussão do melhor caminho para solução e, após isso, é chamado para orientação. Durante todo o processo ela receberá atendimento e aconselhamento. Caso haja necessidade de um advogado, a pessoa será orientada a contratar um profissional ou a procurar a defensoria pública, por meio da OAB. 

A proposta foi trazida ao município pelo coordenador Estadual da Reafro (Rede Brasil Afroempreendedor), Rafael Pinto. Ao apresentar a experiência do SOS Racismo, que já é realizado desde 2005 pela Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo, os resultados obtidos em outras cidades estimularam a Prefeitura a implantar o programa na cidade.  

“Queremos que a pessoa que sofre a violência, principalmente, se sinta acolhida. Que ela entenda que não está sozinha e possa falar abertamente sobre o que está acontecendo, sem nenhum tipo de julgamento. Estaremos disponíveis para acompanhar e orientar para a resolução do problema”, explica o diretor do Departamento de Direitos Humanos e Políticas Públicas para Mulheres, Amarantino Jesus de Oliveira, o Tino Sampaio.

Este artigo foi enviado pela Prefeitura de Hortolandia

Receba as principais notícias direto no seu Telegram https://t.me/portalhortolandia

Nossa Cidade

Comércios de Hortolândia podem voltar a fechar

Redação

Publicado

em

Por

O governador João Dória deve anunciar amanhã (03/07) que a região de Campinas vai retroceder para a fase vermelha do Plano São Paulo, quando só o funcionamento de atividades essenciais, afetando o funcionamento atual do comércio em Hortolândia.

O motivo é o aumento de mortes pela covid-19 e a pressão sobre a demanda por leitos hospitalares nas 20 cidades que compõem a RMC.

A região, atualmente se encontra na Fase Laranja do plano de retomada da economia do Governo do Estado e, dependendo dos números computados nesta sexta-feira, poderá voltar para a fase vermelha.

Receba as principais notícias direto no seu Telegram https://t.me/portalhortolandia
Continue Lendo

Nossa Cidade

Hortolândia confirma mais uma morte por Covid-19

Portal Hortolândia

Publicado

em

A prefeitura de Hortolândia confirmou na noite desta quinta-feira(2) mais uma morte por covid-19 na cidade. Com essa a cidade chega no número de 34 óbitos.

O paciente tinha 38 anos e foi internado na Unidade Respiratória do Nova Hortolândia no dia 25/06, mesmo dia em que foi colhido o exame para Covid-19. O resultado do exame foi recebido no dia 01/07.

O paciente, que tinha outras comorbidades, faleceu no dia 27/06.

Receba as principais notícias direto no seu Telegram https://t.me/portalhortolandia
Continue Lendo

Nossa Cidade

Concluída etapa de sinalização viária no Jd. Nossa Senhora de Fátima

Prefeitura

Publicado

em

Chegou ao fim a etapa de reforço de sinalização viária e adequação no trânsito no Jardim Nossa Senhora de Fátima. O trabalho de pintura, realizado pela Prefeitura de Hortolândia, aconteceu na  rua Cícero Ramos Meira. No local, foram implantadas e pintadas duas lombadas e sinalizações, como zebrado amarelo, rotatórias e sinalização de “dê a preferência”.

De acordo com a Secretaria de Mobilidade Urbana, a ação objetiva organizar o trânsito e evitar o excesso de velocidade por parte dos motoristas, além de preservar a segurança de pedestres, já que o local é uma área residencial e muitas crianças utilizam a praça para brincar. O serviço acontece, diariamente, em diversas regiões da cidade e continuará na região do Jd. Rosolen, nos próximos dias.

Trânsito mais seguro dos últimos cinco anos

De janeiro a março deste ano, foram registrados três óbitos causados por acidentes nas vias de Hortolândia. Em maio, nenhum acidente fatal foi registrado na cidade. Os dados do Infosiga (Sistema de Informações Gerenciais de Acidentes de Trânsito do Estado de São Paulo) apontam que o município cumpriu a meta estabelecida pelo Governo Estadual para o período. Segundo o Infosiga, Hortolândia também registra os menores índices de violência no trânsito desde 2015, quando o órgão passou a disponibilizar as estatísticas, por meio do site oficial da entidade.

O pacote de medidas para reduzir os acidentes de trânsito, criado pela Prefeitura de Hortolândia, em 2017, inclui o reforço na sinalização, instalação de radares para fiscalização, que funcionam desde janeiro do ano passado, e ações educativas com motoristas e a comunidade em geral.

 

Este artigo foi enviado pela Prefeitura de Hortolandia

Receba as principais notícias direto no seu Telegram https://t.me/portalhortolandia
Continue Lendo

Populares