Connect with us

Nossa Cidade

Prefeitura e CPFL orientam população para evitar acidentes graves e fatais com pipas

Prefeitura

Publicado

em

Que tal empinar pipa com segurança e assim evitar acidentes graves e até mesmo fatais? Para que a brincadeira não se transforme em transtorno, a Prefeitura de Hortolândia apoia a campanha “Guardião da Vida”, promovida pela CPFL (Companhia Paulista de Força e Luz). A ação visa conscientizar sobre os riscos e os perigos de brincar com pipas perto dos fios da rede elétrica.

A Prefeitura orienta para que a população empine pipas em locais abertos, onde não exista nenhum tipo de cabo de energia, serviço telefônico ou antenas de celular. Com isso evita-se acidentes, interferências na qualidade e interrupções no fornecimento desses serviços. Caso a pipa fique enroscada nos fios, não se deve tentar recuperá-la, nem utilizar canos, bambus ou cabo de vassouras para desenroscá-la da rede elétrica.

Outra orientação importante é evitar empinar pipa em vias com grande fluxo de veículos, tais como avenidas, ruas ou rodovias, ou ainda em canteiros centrais, pois há o risco de acidentes graves de trânsito ou de atropelamento. 

O uso de papel alumínio na confecção de pipas também é perigoso. O material em contato com os fios da rede elétrica pode provocar curtos-circuitos. Também não se deve empinar pipa em dias de chuva, pois o brinquedo funciona como uma espécie de para-raios, conduzindo energia. 

A Prefeitura alerta a população a não subir em lajes de casa para empinar pipa, pois há o risco de queda. No caso de crianças, é aconselhável que um adulto responsável as acompanhe na hora da brincadeira. Por fim, vale sempre lembrar que o uso de cerol ou das chamadas “linhas chilenas” é prática proibida e considerada crime. Tais materiais podem causar acidentes e levar à morte.

De acordo com dados da CPFL, no período entre 2018 e 2019, foram registradas nas cidades atendidas pela empresa mais de 8,3 mil interrupções no fornecimento de energia causadas por pipas na rede elétrica. A CPFL ainda informa que, em 2019, no ranking das 10 cidades com mais interrupções no fornecimento de energia causadas por pipas, Hortolândia ficou na 4ª posição, com 196 casos.

Confira o ranking das 10 cidades com mais interrupções no fornecimento de energia causadas por pipa na rede elétrica, em 2019, de acordo com a CPFL: 

Cidade

Número de Interrupções

Campinas​

606

Ribeirão Preto

306

São José do Rio Preto

213

Hortolândia

196

Sumaré

177

Bauru

169

Piracicaba

166

Marília

124

São Carlos

107

Santa Bárbara D’Oeste

99

 

Este artigo foi enviado pela Prefeitura de Hortolandia

Nossa Cidade

Grupo de Hortolândia arrecada alimentos e produtos de higiene para doação

Portal Hortolândia

Publicado

em

O Grupo Amigos Unidos Pelo Bem vem arrecadando alimentos e produtos de higiene para doar a moradores em situação precárias conta do novo coronavírus – Covid-19.

O grupo já conseguiu 13 cestas básicas graças a amigos e as amigas que colaboraram com as doações. Cada cesta tem um valor aproximado de R$ 100.

A meta do grupo é ajudar ao menos 20 famílias.

Para contribuir e doar basta entrar em contato pelo telefone/whatsapp (19) 97403-0829.

Continue Lendo

Nossa Cidade

Hortolândia adquire 15 monitores multiparâmetros com recursos doados pelo Judiciário estadual

Prefeitura

Publicado

em

Na campanha de enfrentamento ao Coronavírus, Hortolândia ganha um reforço tecnológico importante. A Prefeitura acaba de adquirir 15 monitores multiparâmetros, que serão utilizados no Hospital Municipal Mário Covas e na UPA-24h (Unidade de Pronto Atendimento) Jardim Nova Hortolândia, onde foi montada a Unidade Respiratória com 30 leitos que atenderão casos de baixa e média complexidade. A aquisição dos equipamentos foi feita com recursos doados pelo Poder Judiciário estadual. 

De acordo com a Secretaria de Saúde, o monitor faz a leitura dos sinais vitais do paciente, indicando, em tempo real para a equipe médica, por meio de informações na tela, alarmes visuais e sonoros, qual a atual condição de saúde do paciente. O aparelho é obrigatório em unidades de emergência. 

O monitor já vem com alguns parâmetros básicos configurados de fábrica, mas que podem ser alterados pela equipe médica, de acordo com características específicas de cada paciente ou da situação de uso. O aparelho possui alarmes sonoros que são disparados quando algum sinal vital do paciente atinge níveis diferentes dos programados. 

“Por meio das informações exibidas na tela e dos alarmes sonoros, o monitor indica à equipe de profissionais de saúde que acompanha o paciente se o caminho que está sendo seguido está correto para salvar a vida dele, se as medicações aplicadas estão surtindo efeito, entre outros fatores”, explica a secretária de Saúde, Mary Guiomar Almeida Rocha. 

Um dos sintomas da COVID-19 é a dificuldade para respirar. Neste sentido, o monitor é útil, porque lê a frequência respiratória, que é diferente para cada idade. Por isso, segundo a secretária de Saúde, o aparelho é tão importante para que as equipes médica e de enfermagem identifiquem rapidamente qualquer desconforto ou alteração respiratória do paciente que pode, inclusive, ser indicação de alguma complicação mais grave.

Dentre outros sinais vitais que o equipamento monitora estão pressão arterial, verificação do nível de oxigênio presente no organismo do paciente e temperatura corporal. Além desses 15 monitores, a Secretaria de Saúde adquiriu recentemente outros quatro aparelhos, com recursos oriundos de verba parlamentar.

Este artigo foi enviado pela Prefeitura de Hortolandia

Continue Lendo

Nossa Cidade

Desinfecção do Terminal Metropolitano de Hortolândia é intensificada

Prefeitura

Publicado

em

A partir de agora, a limpeza do Terminal Metropolitano de Hortolândia foi reforçada, a pedido da Prefeitura. A higienização do espaço é realizada todas as noites para ajudar a conter a disseminação do Coronavírus (COVID-19). A iniciativa da Secretaria de Mobilidade Urbana, conta com a parceria da Viação Lira, responsável pela administração dos ônibus na cidade, e da EMTU (Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos), administradora do Terminal, localizado entre as avenidas Olívio Franceschini e Santana. O terminal é o ponto de partida e de chegada de ônibus que realizam o transporte coletivo urbano dentro de Hortolândia e para cidades outras cidades da região.

De acordo com a Secretaria de Mobilidade Urbana, a ação visa evitar a proliferação da doença. O trabalho é realizado após o encerramento das viagens de ônibus, com o fechamento do terminal. A lavagem dos bancos, da calçada e do asfalto acontece com uma máquina, onde a mistura de água e cloro é expelida por alta pressão, realizando a limpeza e a desinfecção do espaço.

“Também foi intensificada a limpeza diária nos ônibus do transporte coletivo municipal. Estas ações garantem a desinfecção e levam mais segurança à população que necessita utilizar o transporte público durante esta pandemia”, explica o secretário de Mobilidade Urbana, Atílio André Pereira.

Confira abaixo os telefones disponíveis para informações e dúvidas sobre o Coronavírus, em Hortolândia:

(19) 99976-2434

(19) 99929-8987

(19) 97171-5369

(19) 99976-2498

(19) 99976-2276

(19) 99920-3204

#HortolândiaSolidária #FiqueEmCasa #Coronavírus

 

Este artigo foi enviado pela Prefeitura de Hortolandia

Continue Lendo