Connect with us
Publicidade

Nossa Cidade

Prefeitura ensina a economizar energia com aquecedor solar para chuveiro

Prefeitura

Publicado

em

As ações de educação ambiental da Prefeitura de Hortolândia ganharam um reforço: a tecnologia do aquecedor solar de baixo custo que, a partir de agora, passa a fazer parte do projeto da Casinha Sustentável do Parque Irmã Dorothy, no Jd. Nossa Senhora de Fátima. A ideia é que a nova ferramenta seja apresentada ao público, em seus aspectos socioambientais e econômicos, em palestras, rodas de conversa e aulas de educação ambiental, promovidas pela Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável.

Na manhã desta sexta-feira (06/09), o equipamento pedagógico itinerante foi oficialmente implantado, durante aula ao ar livre, que contou com a participação de estudantes do 1º ano do Ensino Médio da E.E. (Escola Estadual) Pastor Roberto Rodrigues de Azevedo e da professora de biologia da turma, Gisele Gentile. Os jovens ficaram impressionados quando o assessor Gustavo Belic Cherubina, mestrando na Faculdade de Engenharia Civil da Unicamp (Universidade Estadual de Campinas) na área de “Gestão em Saneamento Ambiental”, ressaltou a possibilidade de economizar até 50% na conta de luz, utilizando energia solar para aquecer a água usada no banho.

Publicidade

“Essa tecnologia, associada ao funcionamento do chuveiro, pretende que a família possa reduzir o valor mensal gasto na conta de energia. Um equipamento que as próprias pessoas aprendem a construir. Por ser uma tecnologia social, a patente deste invento brasileiro é aberta e pode ser compartilhada, sem custos. A família se envolve na construção, instalação e utilização do equipamento, que pode representar uma economia de 35% a 50% de redução na conta de luz”, explicou Cherubina, ressaltando ainda a simplicidade dos materiais utilizados no aquecedor: forros, tubos e conexões em PVC e caixas d’água em polietileno (geralmente azuis). 

Seja no próprio Parque Dorothy, seja em ações externas, a equipe de educação ambiental utilizará o modelo didático adaptado para mostrar como o equipamento funciona, de modo fácil e simples, gerando economia e uso racional de recursos naturais.

Durante a cerimônia de implantação do aquecedor, a secretária adjunta de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, Eliane Nascimento, ressaltou como a nova ferramenta está integrada às ações e aos projetos sustentáveis do município, seja os de promoção do descarte correto de resíduos recicláveis, seja os de guarda responsável de animais domésticos. “Hoje, implantamos este aquecedor solar na Casa Sustentável. É mais uma ferramenta que se soma às ações de educação ambiental do Parque Dorothy. A sustentabilidade é o futuro. Precisamos ter um consumo consciente e pensar: se compro um sofá novo, onde posso descartar o antigo? Na praça ou numa área pública? Não. Para isso, existem os oito PEVs (Pontos de Entrega Voluntária de Entulho e outros materiais recicláveis), implantados pela Prefeitura. Aqui, ao lado do Parque, em breve, teremos mais um PEV em funcionamento. Se tomo uma água ou como algo, onde vou descartar a garrafinha plástica e a embalagem de papel ou papelão? Vou jogar pelas ruas? Claro que não. Para isso, existem os 20 LEVs (Locais de Entrega Voluntária de Materiais Recicláveis) e a coleta seletiva porta a porta em 32 bairros. Se vou passear com meu cachorro não posso descartar a sujeira dele junto com os recicláveis para não contaminar estes resíduos. Existem pessoas que vivem do trabalho com os recicláveis. Muitos não sabem disso. Esta nova ferramenta vem para ajudar a população a economizar e a viver de maneira mais sustentável”, afirma Eliane.

“É um projeto muito interessante na área da sustentabilidade e do consumo responsável. Mostra a importância de preservar os recursos naturais, numa sala de aula ao ar livre”, observou a professora Gisele Gentile.

Para a estudante Sabrina Regina Martins Queiroz, de 15 anos, o equipamento representará uma grande redução de gastos na família. “Vai diminuir muito os gastos de energia. Vamos pagar muito menos com ele, por isso é importante aqui para São Paulo e para outras localidades do Brasil. Sem falar nos aspectos ambientais”, comenta a garota.

Visitas agendadas

Para multiplicar os conhecimentos, a equipe de educação ambiental do Parque Dorothy passou por formação, entre agosto e setembro. As aulas da “Formação Solar” também foram ministradas por Cherubina. Durante três encontros, o grupo aprendeu sobre os princípios e a prática do aquecimento solar de baixo custo, desenvolvido pela Associação Sociedade do Sol, uma tecnologia brasileira aberta, livre de patentes.

Visitas para conhecer o equipamento no Parque devem ser agendadas pelo telefone 3887-2193; informações técnicas para montagem do equipamento podem ser solicitadas pelo número (19) 99976-4561.

Este artigo foi enviado pela Prefeitura de Hortolandia

Receba as principais notícias direto no seu Telegram https://t.me/portalhortolandia

Nossa Cidade

Hortolândia apresenta nova queda de aglomeração de pessoas e perturbação do sossego neste final de semana

Portal Hortolândia

Publicado

em

Segundo a Prefeitura, o final de semana em Hortolândia apresentou o menor número de ocorrências ligadas à perturbação do sossego e aglomeração de pessoas do ano. Da noite de sexta-feira ao domingo (18 a 20/09), as equipes da Guarda Municipal e do Setor de Fiscalização da Prefeitura realizaram 14 atendimentos. Este foi o menor número de registros feitos pela Operação Saturação, desde o início da pandemia do Coronavírus. O trabalho acontece em todas as regiões da cidade e tem o objetivo de evitar aglomeração de pessoas e perturbação do sossego, além de fiscalizar o comércio para o funcionamento regular das atividades.

No entanto, de acordo com a Secretaria de Segurança, durante a operação deste final de semana, foi registrada uma aglomeração com aproximadamente 400 pessoas no Jardim Amanda. No local, foram aplicadas duas multas de perturbação do sossego. Também foram recolhidos um veículo e uma motocicleta. A GM intensificou o patrulhamento para evitar que o mesmo problema se repita nos jardins Nossa Senhora Auxiliadora e Boa Esperança.

Publicidade

“Desde janeiro, foram registradas 2.476 ocorrências ligadas à perturbação do sossego e aglomeração de pessoas. De março até agora, desde quando começou a pandemia do Coronavírus, foram 2.083 atendimentos”, explica a comandante da Guarda Municipal, Michele Cardena.

Hortolândia permanece na “fase amarela” do Plano São Paulo de reabertura gradual e consciente das atividades, do Governo Estadual. Deste modo, continua proibida a realização de festas clandestinas, com aglomerações, em espaços públicos e privados, além de ações que perturbem o sossego dos munícipes.

Como denunciar

O munícipe que flagrar estas situações pode denunciar os infratores. Eles podem ser levados à delegacia. Denúncias que caracterizem aglomeração de pessoas ou perturbação de sossego podem ser feitas à corporação, a qualquer hora do dia ou da noite, pelo telefone 153 ou 08000-111-580.

Os responsáveis por organizar festas clandestinas podem ser multados em até R$ 5.000,00, segundo as leis de perturbação do sossego. O local da confraternização poderá ser lacrado, alerta a Secretaria de Governo.

Orientação aos comércios

Desde o início da pandemia do Coronavírus, mais de 3,2 mil estabelecimentos comerciais foram fiscalizados e orientados, em todas as regiões da cidade, para o funcionamento correto, de acordo com as diretrizes do Código Sanitário do Estado de São Paulo. Os dados são da Secretaria de Segurança da Administração Municipal.

Receba as principais notícias direto no seu Telegram https://t.me/portalhortolandia
Continue Lendo

Nossa Cidade

Hortolândia comemora o Dia da Árvore com plantio de mudas na região do Jd. Novo Ângulo

Portal Hortolândia

Publicado

em

Mesmo com a pandemia do Coronavírus, o Dia da Árvore não passou em branco na cidade. Para comemorar a data, a Prefeitura de Hortolândia realizou, na manhã desta segunda-feira (21/09), o plantio de duas mudas de árvores, na Praça do Jd. Novo Ângulo.

A ação teve caráter simbólico para evitar aglomeração e a disseminação do vírus. Foram plantadas uma muda de Pau-brasil e uma de Lofântera. Participaram da ação agentes do Departamento de Educação Ambiental e dois moradores da região.

Publicidade

A muda de Pau-brasil foi doada pelo morador Raimundo Candido Neto. “Estou cultivando essa muda há algum tempo e meu sonho era plantá-la nessa praça. Eu me comprometo a acompanhar e cuidar do desenvolvimento da árvore”, contou o morador.

De acordo com a Secretaria de Meio Ambiente e Densevolvimento Sustentável, com a ação simbólica desta segunda-feira, já foram plantadas na cidade, desde 2017, 68.387 mudas em diferentes regiões, dentre as quais Lagoa do Santa Clara, Jardim Santa Emília, entre outras.

Para a secretária de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, Eliane Nascimento Oliveira, a comemoração do Dia da Árvore tem como objetivo principal a conscientização e a sensibilização sobre a importância do plantio e da preservação das árvores. “A Prefeitura tem como uma das metas prioritárias o plantio de 100 mil mudas no período de quatro anos, visando ampliar a cobertura vegetal da cidade e, com isso, proporcionar sombra, atração da fauna, proteção do solo, embelezamento, melhor qualidade do ar e, consequentemente, melhor qualidade de vida para toda população”, destaca Eliane.

A secretária salienta ainda que os plantios realizados pela Prefeitura são feitos com técnicas e espécies arbóreas adequadas que não trarão transtornos futuros, oferecendo harmonia entre a convivência urbana e a natureza. “Precisamos intensificar os plantios, principalmente nas calçadas da cidade. Vale lembrar que a árvore é um ser vivo que merece nosso respeito, cuidados e a esperança de sustentabilidade para as futuras gerações”, destaca Eliane.

Receba as principais notícias direto no seu Telegram https://t.me/portalhortolandia
Continue Lendo

Nossa Cidade

Busca ativa casa a casa combate criadouros do Aedes aegypti em Hortolândia

Portal Hortolândia

Publicado

em

Em meio à pandemia do Coronavírus, a Prefeitura de Hortolândia se mantém vigilante no enfrentamento a outras doenças. Uma delas é a Dengue. Nesta semana, a UVZ (Unidade de Vigilância e Zoonoses), órgão da Secretaria de Saúde, realiza visitas a residências nas regiões do Remanso Campineiro, Jardim das Paineiras, Jardim Santana, Parque dos Pinheiros, Jardim Mirante, Jardim Santa Clara do Lago I e II, e Jardim Villagio Ghiraldelli para fazer busca ativa de focos de criadouros do mosquito Aedes aegypti, causador da Dengue.

Nas visitas, os agentes da UVZ orientam moradores, distribuem panfletos explicativos e fazem busca ativa de possíveis focos do mosquito. Constatada a existência de criadouros, eles são eliminados durante a própria visita. “Caso sejam encontradas larvas do Aedes aegypti, os agentes coletam amostras das larvas para identificação em laboratório”, explica o veterinário do órgão, Evandro Alves Cardoso.

Publicidade

A Prefeitura salienta que a população também deve fazer sua parte e colaborar na prevenção e no combate ao mosquito. Uma atividade útil é limpar a casa e, assim, eliminar possíveis focos de criadouros de larvas do Aedes aegypti, que, além da Dengue, também causa Zika e Chikungunya.

Para isso, basta fazer algumas tarefas simples, tais como manter tampados tonéis, barris e caixas d´água, colocar telas em ralos e mantê-los limpos, deixar garrafas com a boca virada para baixo e encher os pratinhos de vasos de plantas com areia até a borda.

Segundo a Secretaria de Saúde, 80% dos focos de Dengue estão nas casas. A UVZ salienta ainda que, com chegada do período de chuvas, a população deve reforçar esses cuidados.

Receba as principais notícias direto no seu Telegram https://t.me/portalhortolandia
Continue Lendo

Noticias

Youtube

 

PONTE DA ESPERANÇA

Populares