Connect with us
Publicidade


Nossa Cidade

Procon de Hortolândia orienta consumidores a denunciar aumento abusivo nos preços de álcool em gel e máscaras cirúrgicas

Prefeitura

Publicado

em

A disseminação do coronavírus tem provocado aumento na procura por álcool em gel e máscaras cirúrgicas. Em razão disso, o Procon (Programa de Defesa e Proteção do Consumidor) de Hortolândia, órgão vinculado à Prefeitura, orienta o consumidor a fazer denúncia contra estabelecimentos e lojas que pratiquem preços abusivos na venda desses produtos.

A diretora do órgão, Ana Paula Portugal Ferreira, explica que o consumidor deve enviar a denúncia para o e-mail [email protected]. Na mensagem, o consumidor deve informar o nome e o CNPJ (Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica) do estabelecimento, e foto da nota e/ou cupom fiscal, ou ainda do comprovante da compra. Se o consumidor desejar, o sigilo da denúncia é resguardado pelo órgão. Mesmo assim,

deve enviar cópias da Carteira de Identidade (RG) e do CPF, endereço e telefone de contato. “Vale lembrar que o consumidor não precisa ter feito a compra para realizar a denúncia, devendo informar o valor cobrado pelo estabelecimento, e, se possível, enviar fotos com o preço do produto”, ressalta Ana Paula.

A diretora diz que a denúncia deve ser enviada via e-mail para que o consumidor não tenha que vir pessoalmente ao órgão, e assim evitar a aglomeração de pessoas. O órgão adotou a medida para reduzir a possibilidade de disseminação do coronavírus.

De acordo com a diretora, o estabelecimento denunciado será notificado imediatamente pelo órgão para que apresente as notas de compra dos últimos 90 dias para que se possa analisar a prática de preço abusivo, conforme previsto no artigo 39, inciso X do Código de Defesa do Consumidor (CDC).

Se o aumento injustificado nos preços for detectado, as empresas poderão ser multadas pelo órgão. A diretora explica que o valor das multas varia, dependendo da receita bruta, porte da companhia, o grau de infração e a vantagem obtida por meio da prática abusiva. Para mais informações, os telefones do Procon de Hortolândia são 3819-1024 ou 3965-1400 ramal 7034.

Receba as principais notícias direto no seu Telegram https://t.me/portalhortolandia

Nossa Cidade

Família procura parente que desapareceu em Hortolândia 

Redação

Publicado

em

Por

Um mulher de 27 anos está desaparecido deste a tarde de segunda-feira (26), em Hortolândia. A família faz buscas pela parente e registrou um boletim de ocorrência.

Segundo a família, Jéssica Schenato saiu por volta das 10h da segunda-feira para ir a secretaria de educação de Hortolândia pra fazer transferência da escola da filha depois disso não foi mais vista.

Quem tiver informações dela por favar entrar em contato nos telefones (19)98866-2717 ou 3909-5650

Receba as principais notícias direto no seu Telegram https://t.me/portalhortolandia
Continue Lendo

Nossa Cidade

Família procura parente que desapareceu em Hortolândia 

Redação

Publicado

em

Por

Um homem de 60 anos está desaparecido deste a tarde de quarta-feira (28), em Hortolândia. A família faz buscas pelo parente e registrou um boletim de ocorrência.

Segundo a família, Hélio Vera foi visto pela última vez na quarta-feira, por volta das 9h, no Jardim Carmen Cristina, periferia de Hortolândia. Ele não informou à família para onde iria.

De acordo com o boletim de ocorrência, a família procurou pelo parente, mas não o encontrou e registrou o caso na delegacia de eletrônica.

Ele usava boné, camiseta polo, tem olhos azuis, cabelo curto grisalho, barba por fazer. Parentes disseram que Hélio nunca tinha desaparecido antes e é uma pessoa calma e dedicada.

Receba as principais notícias direto no seu Telegram https://t.me/portalhortolandia
Continue Lendo

Nossa Cidade

Jovem que morreu após afogamento era morador do Jd Amanda

Redação

Publicado

em

Por

O rapaz que morreu após se afogar na lagoa do Parque Socioambiental Irmã Dorothy Stang, na tarde da quarta-feira(28), era morador no bairro Jardim Amanda.

Adrian dias Viana, de 19 anos, nadava com os amigos no local, quando não conseguiu chegar às margens e afundou.

Alguns amigos tentaram socorrê-lo jogando uma corda que fica como proteção no local, porém não conseguiram realizar o resgate. Ele teria ficado submerso por mais de 20 minutos.

O Corpo de Bombeiros foi acionado para retirada de Adrian do fundo da Lagoa. O SAMU (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) tentou, após o resgate, por mais de 50 minutos, reanimar o rapaz através de massagens cardíacas e demais procedimentos.

Ele chegou a ser levado para o Hospital Municipal Mário Covas, mas infelizmente não resistiu e o óbito foi declarado.

A Secretaria de Meio Ambiente de Hortolândia, que administra o parque, salienta que é proibido nadar no local e que há placas sinalizando a proibição.

A Guarda Municipal de Hortolândia realiza rondas constantes no local para inibir os banhistas, porém, segundo a própria guarda, eles saem corrento ao avistar a viatura, e depois retornar assim que passam.

Outros casos de afogamento na lagoa do Parque Irmã Dorothy

Em 2016, também no mês de outubro, um jovem de 13 anos morreu afogado no mesmo lugar.

Em dezembro de 2013, o corpo de bombeiros demorou cerca de duas horas para encontrar o corpo de um jovem que havia se afogado na lagoa do Parque Irmã Dorothy Stang.

Receba as principais notícias direto no seu Telegram https://t.me/portalhortolandia
Continue Lendo

Populares