Connect with us
Publicidade


Nossa Cidade

Trabalho de educação ambiental da Prefeitura aumenta a frequência de moradores no PEV Orestes Ôngaro

Portal Hortolândia

Publicado

em

O trabalho de educação ambiental que a Prefeitura de Hortolândia realiza para conscientizar a população sobre a importância do descarte correto de resíduos dá resultado positivo. Prova disso é que o PEV (Ponto de Entrega Voluntária de entulho e outros materiais recicláveis) Orestes Ôngaro registrou aumento de frequência de moradores. Em agosto deste ano, 67 pessoas estiveram no equipamento para descartar materiais reaproveitáveis. Já em julho deste ano, 28 pessoas utilizaram o equipamento. Os dados estão no relatório mensal de visitas aos PEVs e LEVs (Locais de Entrega Voluntária de Recicláveis) do município feito pelo Consórcio Hortoambiental, parceiro da Prefeitura na coleta de resíduos urbanos. 

De acordo com a Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, o aumento de frequência de moradores registrado no PEV Orestes Ôngaro é resultado do trabalho desenvolvido pelo Núcleo de Educação Ambiental. “Um dos trabalhos que realizamos junto à comunidade do entorno do PEV Orestes Ôngaro foi um vídeo lúdico que teve grande repercussão”, destaca o coordenador do núcleo, Ricardo Zanoni.

Dentre outras ações já realizadas junto à comunidade da região, estão palestra com pais e alunos da Emeief (Escola Municipal de Educação Infantil e EnsinoFundamental) “Luiza Vitoria Oliveira Cruz”, trabalho casa a casa de orientação sobre o descarte adequado de resíduos no PEV e distribuição de material explicativo para alunos de uma escola estadual do bairro.

O relatório ainda aponta que o PEV Amanda foi o equipamento que registrou a maior frequência de procura por parte da comunidade dentre todos os 11 PEVs existentes no município, atualmente. Em agosto deste ano, o PEV Amanda foi visitado por 1.059 pessoas. Já em julho deste ano, 925 utilizaram o equipamento. De acordo com a Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, além de estar localizado na região mais populosa da cidade, graças também ao trabalho de educação ambiental desenvolvido na região, a população já se conscientizou e tem feito o descarte correto de resíduos no local. O coordenador Ricardo Zanoni ressalta que, em virtude da pandemia do Coronavírus, o trabalho de educação ambiental teve que ser interrompido.

PEVS

Atualmente, o município conta com 11 PEVs. Em julho deste ano, a  Prefeitura de Hortolândia inaugurou, em parceria com a Caixa Econômica Federal, novos PEVs nas regiões do Jardim Nossa Senhora de Fátima, Jardim Santa Emília e no Jardim Santa Esmeralda. O horário de funcionamento dos PEVs é de segunda a domingo, inclusive feriados, das 8h às 12h e das 13h às 16h30, com exceção dos PEVs Orestes Ôngaro e Jardim Santiago.

Em razão da pandemia, a Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável ressalta que a população só pode utilizar os PEVs para descarte regular com o uso obrigatório de máscara. Estão em fase de construção mais dois PEVs no Jardim Nova Alvorada e no Jardim São Sebastião.

Nos PEVs, os moradores podem descartar com segurança, gratuitamente, resíduos recicláveis e reaproveitáveis, como entulhos de construção, isopor, plástico PET, sofás, colchões velhos, o chamado “resíduo eletrônico”, dentre outros. Neles, não é permitido o descarte de lixo orgânico, resíduos industriais e provenientes dos serviços de saúde. No caso dos resíduos de construção, a quantidade de descarte é limitada a 1m³ por pessoa por mês, quantidade que equivale a 1.300kg, ou seja, cerca de 26 sacos de ráfia de 50kg ou o volume de uma caixa d’água de 1.000 litros.

A Fiscalização Ambiental, órgão da Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, percorre a cidade para orientar a população sobre como fazer o descarte adequado de resíduos. O descarte irregular de entulho e resíduos é crime ambiental sujeito a multa em Hortolândia. Atualmente, os valores variam de R$ 340 a R$ 34.000.

Quem quiser ajudar na identificação de pessoas e veículos que praticam este crime ambiental pode enviar fotos e textos para o aplicativo do Programa “Agenda Verde”, da Prefeitura. O aplicativo está disponível para download gratuito nas plataformas Google Play ou App Store. A identidade dos denunciantes é mantida em sigilo.

Confira abaixo a lista dos 11 PEVs existentes no município:

•PEV 1 – Jd. Nossa Senhora Auxiliadora: rua Antônio João de Amorim, esquina com a rua Sebastiana Oliveira da Silva

• PEV 2 – Jd.Adelaide: rua Paulo Roberto Soares (antiga rua 9), esquina com a Rua Benedito Macedo

• PEV 3 – Parque Gabriel: avenida Joaquim Martarolli, 2005

• PEV 4 – Jardim Interlagos: rua Rio Tapajós (antiga rua 5)

• PEV 5 – Vila Real: rua Orlando Cavalcante, esquina com a rua Joaquim Gregório de Moraes

• PEV 6 – Jardim Amanda: rua Augusto dos Anjos, s/nº

• PEV 7 – Orestes Ôngaro: rua Rio Pardo (antiga rua 13), 50, dentro do Aterro de Inertes

• PEV 8 – Jd. Santiago: rua João Joaquim Calixto, 230

• PEV 9 – Jd. Nossa Senhora de Fátima: rua Manoel Antônio da Silva, 610

• PEV 10 – Jd. Santa Emília: rua Luísa Febrônio Marini

• PEV 11 – Jd. Santa Esmeralda: rua Ágata, s/nº

Em construção:

• PEV 12 – Jd. Nova Alvorada: rua Alcebíades Marques (antiga rua 5), próxima ao Parque Socioambiental Lago da Fé

• PEV 13 –Jd.  São Sebastião: rua Prof. Lúcio Alves da Costa (praça 2), no Loteamento Adventista Campineiro, próximo à AMCRESS (Associação dos Moradores do Jardim São Sebastião)

LEVs

Já os LEVs são contêineres nos quais a população pode descartar diversos tipos de recicláveis, tais como embalagens de vidro, garrafas pet, plásticos, papéis e papelões, isopor, copo descartável, entre outros materiais. Em virtude da pandemia do Coronavírus, a Prefeitura retomou a coleta de resíduos por meio dos LEVs em julho deste ano. Os LEVs recebem materiais 24h, todos os dias. Cada contêiner tem capacidade de armazenar 2,5 m³ de recicláveis.Atualmente, a cidade conta com 21 LEVs. Confira abaixo a lista com os endereços destes equipamentos:  
1. LEV Parque Ortolândia – Praça Vereador José Costa Camargo, Rua Pastor Germano Riter – Próximo a Sabesp;
2. LEV Jardim Firenze – Rua Veneza, em frente ao Fórum;
3. LEV Jardim Amanda – Rua Tiradentes, em frente à lagoa
4. LEV Parque Chico Mendes – Rua João Mendes, s/n, Parque Ortolândia
5. LEV Jardim Everest – Rua Pico do Atalaia, 88
6. LEV Lago Da Fé – Av. Wesley Dias Rodrigues, Jardim Alvorada
7. LEV Vila Real – Av. São Francisco de Assis, Praça da Paróquia do Rosário
8. LEV Jardim Santa Esmeralda – Rua Turmalina
9. LEV Jardim Nossa Sra. de Fátima – Rua Cicero Ramos Meira- Escola Estadual Pastor
10. LEV Jardim Nossa Sra. de Fátima – Rua Albina Rodrigues Pereira – Praça do Pastel
11. LEV Jardim Nossa Sra. de Fátima – Rua Armelinda Espúrio da Silva,785, em frente à Emeb Josias da Silva Macedo
12. LEV São Sebastião (Contêiner Metálico) – Rua Pastor Ernesto Roth, 705
13. LEV Jardim Novo Horizonte – Rua Moacir de Souza Campos, em frente à Emef Taquara Branca
14. LEV Palácio das Águas – Rua José Claudio Alves Dos Santos, 585, Remanso Campineiro
15. LEV Câmara Municipal – Rua Joseph Paul Julien Burlandy, 250, Parque Gabriel
16. LEV Centro – Rua Luiz Camilo de Camargo, 630, Remanso Campineiro, Centro
17. LEV Remanso – Rua Alda Lourenço, Remanso Campineiro, na Praça Bambino
18. LEV E.E. Profa. Conceição Aparecida Terez Gomes Cardinales – Rua Visconde do Rio Branco, Jardim Amanda
19. LEV do Remanso das Águas – Estrada Municipal Sabina Batista de Camargo
20. LEV Creape – Rua Bolívia, 290 – Jardim Santa Clara do Lago II
21. LEV Orestes Ôngaro – Rua Domingos Batista de Souza, Praça ao lado do quiosque – Parque Orestes Ôngaro

Receba as principais notícias direto no seu Telegram https://t.me/portalhortolandia

Nossa Cidade

Operação de Fiscalização tem canal para denúncia de desrespeito às regras das “fases Laranja e Vermelha”

Prefeitura

Publicado

em

Para orientar, fiscalizar e coibir casos de desrespeito às medidas sanitárias, necessárias à saúde pública em tempos de pandemia do Coronavírus, a Administração Municipal conta com a Operação de Orientação e Fiscalização. Com carros oficiais e viaturas da GM (Guarda Municipal), os agentes da força tarefa atuam junto à sociedade e aos comerciantes, num trabalho corpo a corpo diário, das 9h às 23h, inclusive aos finais de semana, realizado desde 21 de março de 2020. No entanto, há outro importante canal disponível à população: os telefones 153 ou 08000-111-580, da Guarda. A força tarefa reúne a equipe de Fiscalização e membros da GM.

O decreto municipal 4.709/2021, publicado nesta segunda-feira (25/01), colocou o município na “Fase Laranja”, durante a semana, das 6h às 20h, e na “Fase Vermelha”, à noite (das 20h às 6h) e aos finais de semana. 

Nas atuais fases do Plano São Paulo, de reabertura gradual e consciente das atividades, é proibida a realização de eventos que causem risco à saúde pública e perturbem o sossego alheio, a qualquer hora do dia. Além disso, seja no ambiente de trabalho, seja no transporte pessoal ou público, seja simplesmente para sair de casa, é obrigatório o uso de máscara individual. No caso dos prestadores de serviços e comerciantes, além de máscara, outro item de proteção é indispensável: o “face shield”, protetor facial de material acrílico transparente.

Tão importante quanto o trabalho educativo e corretivo da Prefeitura é a parceria da população. Ciente da gravidade da doença, fica mais fácil agir com responsabilidade, colaborando com os agentes públicos. É o caso das pessoas que começam a apresentar sintomas da COVID-19, tais como febre, tosse seca, cansaço, dor de garganta, diarreia, febre, perda de paladar ou olfato. Por serem similares aos de outras viroses, confundem os doentes, que, desde a fase inicial, deveriam manter-se em casa, em isolamento social, para evitar a disseminação do vírus entre outras pessoas. A orientação da Secretaria de Saúde é que, somente em caso de piora do quadro, deve-se procurar a Unidade Respiratória (UR), montada anexa à UPA (Unidade de Pronto Atendimento)-24h Nova Hortolândia.  

Segundo dados do Núcleo Estratégico da GM, a cidade acumula o total de 3.044 ocorrências de perturbação de sossego, em espaços públicos e privados, de janeiro de 2020 até meados deste mês, sendo 16 ocorrências somente em 2021. Em média, de acordo com a Secretaria de Governo, são realizadas 1.500 visitas por mês. Nestas ações de fiscalização, estabelecimentos que descumprem as regras do Decreto Municipal podem ser multados, em valores que variam desde R$ 1 mil até R$ 30 mil. 

Este artigo foi enviado pela Prefeitura de Hortolandia

Receba as principais notícias direto no seu Telegram https://t.me/portalhortolandia
Continue Lendo

Nossa Cidade

Inscrições para castração de cães começam nesta quarta (27/01), a partir das 9h

Prefeitura

Publicado

em

Você quer castrar seu cãozinho? Então, fique atento! A Prefeitura de Hortolândia abre, nesta quarta-feira (27/01), a partir das 9h, até a quinta-feira (28/01), as inscrições para tutores que queiram levar seus cães para a última etapa da campanha de castração, a ser realizada na próxima sexta-feira (29/01). As inscrições desta quarta e quinta-feira são somente para cães. Os interessados devem se inscrever por meio do site da Prefeitura, http://www2.hortolandia.sp.gov.br/, e clicar no banner da inscrição. 

A última etapa da campanha de castração será no DPBEA (Departamento de Proteção e Bem-Estar Animal), órgão da Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, localizado na rua Athanásio Gigo, 60, Chácaras Recreio 2000, nesta sexta-feira (29/01), das 8h às 13h. São 198 vagas disponíveis. Estas vagas são remanescentes das etapas anteriores, disponíveis já que algumas pessoas se inscreveram e não levaram seus pets. 

Para evitar a disseminação do Coronavírus, o DPBEA salienta que no dia da castração será permitida a entrada somente de uma pessoa por animal. A medida é para evitar aglomeração. O tutor do animal deverá usar máscara.

De acordo com o diretor do órgão, Vanderlei Fernando de Azevedo, poderão ser castrados animais com idade entre seis meses a nove anos, desde que estejam em boas condições de saúde, com vacina e vermifugação em dia, e que não estejam prenhes nem amamentando. No dia da castração, um veterinário do órgão fará a avaliação de cada animal, e caso ele não esteja em condições, a castração não será realizada.

O diretor ressalta, ainda, que os tutores devem adotar alguns cuidados com os animais no dia da castração antes da cirurgia ser realizada. Os animais (adulto ou filhote) devem estar alimentados até seis horas antes do horário agendado para a castração. “A alimentação não deverá ser excessiva. Se o animal não estiver em jejum no dia da castração, poderá vomitar durante a anestesia e morrer sufocado”, salienta Azevedo.

Os tutores de cães devem levar seus animais com coleira, guia e focinheira para evitar acidentes. Já os gatos devem ser levados em caixas de transporte apropriadas para evitar que fujam. O diretor ainda orienta para que os tutores tragam colar elizabetano (equipamento pós-operatório colocado em volta do pescoço do animal) ou roupinha cirúrgica para evitar que o animal retire os pontos da cirurgia. Após a cirurgia, os animais não poderão voltar andando.

PÓS-OPERATÓRIO

Após a cirurgia, o diretor explica que os tutores também deverão adotar cuidados com seus animais. Confira as orientações abaixo: 

–  Nas primeiras 24 horas, o animal deverá descansar em local tranquilo, limpo e com pouca iluminação para ter uma boa recuperação;

– Deixar panos ou cobertores para o animal se aquecer, pois ele sentirá frio;

– A primeira alimentação somente poderá ser oferecida após o animal estar acordado;

– A retirada dos pontos deverá ser feita 7 dias após a cirurgia, sob a responsabilidade do tutor. O tutor receberá no dia da castração uma receita médica com a indicação do uso de medicamentos, cuidados específicos e contatos em caso de dúvidas e/ou emergências.

Este artigo foi enviado pela Prefeitura de Hortolandia

Receba as principais notícias direto no seu Telegram https://t.me/portalhortolandia
Continue Lendo

Nossa Cidade

Desassoreamento melhora condições ambientais do Parque Remanso das Águas

Prefeitura

Publicado

em

O desassoreamento da lagoa de contenção de enchentes do Parque Remanso das Águas, na região do Jardim Carmem Cristina foi iniciado pela Prefeitura de Hortolândia, após a limpeza das margens do lago. O trabalho, que é realizado com máquinas, consiste na retirada da areia e de outros resíduos acumulados no fundo da lagoa para aumentar a capacidade de armazenamento do reservatório de água, principalmente neste período chuvoso. A ação tem o objetivo de melhorar a condição ambiental do parque, garantindo mais qualidade de vida aos moradores do entorno.

Para iniciar o desassoreamento, a Prefeitura realizou, no ano passado, a limpeza das margens da lagoa, com a remoção da camada vegetal das laterais. O trabalho de limpeza das margens foi feito para preparar o espaço que passa, agora, por desassoreamento.

CONTENÇÃO

De acordo com a Secretaria de Obras, a estimativa é de que sejam removidos do fundo da lagoa aproximadamente 95.979,00 metros cúbicos de detritos, material correspondente a uma área de 44.470,00 metros quadrados.

O reservatório de contenção de enchentes do Parque Remanso das Águas tem capacidade de armazenamento para até 840 milhões de litros de água. Quando chove muito e este volume excede, a água é direcionada ao Ribeirão Jacuba por meio de um extravasor, porém num volume menor do que o da enxurrada. Isso evita alagamentos na região central da cidade. O mesmo método é usado no Parque Lago da Fé, onde as duas lagoas de contenção de enchentes funcionam como reservatórios em dias de chuva forte.

 

Este artigo foi enviado pela Prefeitura de Hortolandia

Receba as principais notícias direto no seu Telegram https://t.me/portalhortolandia
Continue Lendo

Noticias

Publicidade

Youtube

 

PONTE DA ESPERANÇA

Populares