Connect with us

Nossa Região

Black Friday: alta expectativa de movimentação financeira nesta data ganha horário especial

Portal Hortolândia

Publicado

em

black-friday

Movimentação financeira na RMC deve chegar a R$ 450 milhões, cerca de 30% a mais que em 2018

Na próxima sexta-feira, 29, sexta-feira, acontece a Black Friday, que, de acordo com Avaliação preparada pela Associação Comercial e Industrial de Campinas (ACIC), movimentará em Campinas e Região cerca de R$ 450 milhões, 30% a mais que em 2018, com 57% das vendas pelo digital, cerca de R$ 256 milhões, e R$ 194 milhões (43%) nas lojas físicas. Campinas representa 45% da movimentação da RMC, o equivalente a R$ 207 milhões. Assim, a expectativa otimista ganha o apoio do horário estendido no comércio: das 8h às 22h. 

Para a presidente da ACIC, Adriana Flosi, a data representa mais uma excelente oportunidade de vendas para o comércio, que deve apostar em campanhas temáticas e promoções. “Os produtos mais procurados acompanharão os registrados no ano passado: smartphones, celulares, TVs, eletroeletrônicos, vestuário e calçados, passagens aéreas, e também livros e brinquedos”, complementa.

Entre os destaques nas reclamações dos consumidores deverão permanecer: “propaganda enganosa” e “maquiagem de preços”, que ainda lideram os principais motivos das queixas.

Origem

A data comercial criada nos Estados Unidos e adotada pelos brasileiros, no ano passado, chegou a movimentar na economia norte-americana mais de US$ 75 bilhões. No Brasil, é conhecida como uma promotora de vendas digitais, e mais recentemente, essas transações passaram a incorporar também os espaços das lojas físicas, que agora se integram às vendas do e-commerce. Em 2018, a intenção de compras na Black Friday, em % de consumidores, foi de 44,5% em lojas físicas e 55,5% pela internet. Para este ano, a estimativa de intenção de compra na data é de 49,5% em lojas físicas e 50,5% pela internet, praticamente se igualando pela primeira vez. 

Com um ticket médio de R$ 650,00 este ano, a Black Friday deverá movimentar R$ 3,5 bilhões com as vendas do e-commerce e de lojas físicas. No ano passado, o ticket médio ficou em R$ 595,00, e o e-commerce movimentou R$ 2,35 bilhões, e as lojas físicas R$ 750 milhões, perfazendo os R$ 3,1 bilhões esperados na Black Friday em 2018.

De uma forma geral, as vendas desta data, em especial, destacam-se pelos elevados descontos oferecidos pelas empresas participantes, que chegam a variar de 30% a 80%, o que obriga os consumidores a pesquisarem preços. Aproveitando a oportunidade, muitos consumidores antecipam suas compras de Natal.

A intenção de compras dos internautas brasileiros para a data neste ano aumentou 58% com relação ao ano passado, segundo pesquisa da Google, publicada no dia 8 deste mês (outubro). Pelo menos 69% dos consumidores já definiram o que vão comprar e só estão esperando a melhor oferta. O gasto médio dos brasileiros deve ser de R$ 1.330. A pesquisa entrevistou em julho 1,5 mil consumidores on-line de todas as regiões do País. 

E-commerce nacional

Pesquisa feita pelo Google mostrou que o comércio eletrônico deve dobrar sua participação no faturamento do varejo até 2021, crescendo em média 12,4% ao ano. Isso aponta que as vendas deverão dobrar em cinco anos, chegando a R$ 85 bilhões.

Conforme informações levantadas de vários segmentos do setor “e-bit”, Ciashop do e-commerce: a Moda é o 1º segmento em volume de pedidos.

Faturamento nacional:

Em 2018, o comércio eletrônico faturou R$ 53,2 bi no País, uma alta de 12,0% em comparação com 2017. Foram 123 milhões em pedidos, cerca de 10% em relação ao ano anterior. O ticket médio de compras foi de R$ 434,00, 1% acima do ticket médio de 2017.

Tanto em pedidos como em Movimentação Financeira, o e-commerce se expande a taxa média de 18,5% ao ano.

Para 2019, a expectativa no e-commerce nacional é de uma expansão de 15% no faturamento, podendo chegar a R$ 61,2 bilhões, com os números de pedidos próximos dos 137 milhões, e o ticket médio, R$ 447,00, um acréscimo de 3% sobre 2017.

Participação do e-commerce na Região de Campinas

A participação da RMC e em Campinas no e-commerce é de 18,5% da movimentação financeira nacional, bem como da movimentação dos pedidos.

Assim, em 2018, o e-commerce na RMC movimentou R$ 9,8 bi, e em Campinas cerca de R$ 5,1 bi, uma expansão de 12,0% sobre os R$ 8,8 bi de 2017.

Para 2019, a expectativa é de uma expansão de 15% sobre o faturamento de 2018 na RMC, podendo chegar aos R$ 11,3 bi, o que comprova a expansão do e-commerce na Região.

Nossa Região

Aposta de Sumaré leva quase meio milhão na Lotofácil

Portal Hortolândia

Publicado

em

O resultado da Lotofácil Concurso 1921 foi divulgado hoje, segunda-feira, 27 de janeiro (27/01). Os números foram sorteados pela Caixa Econômica Federal (CEF) foram:

02 03 04 05 06

07 08 09 10 13

15 16 18 21 24

Cinco apostas vão dividir o prêmio sendo uma aposta de Sumaré que levou R$ 493.983,95.

JUAZEIRO – BA
1 aposta ganhou o prêmio para 15 acertos

SALVADOR – BA
1 aposta ganhou o prêmio para 15 acertos

TERESÓPOLIS – RJ
1 aposta ganhou o prêmio para 15 acertos

BARUERI – SP
1 aposta ganhou o prêmio para 15 acertos

SUMARÉ – SP
1 aposta ganhou o prêmio para 15 acertos

Continue Lendo

Nossa Região

Prefeitura de Sumaré adere ao programa habitacional ‘Nossa Casa’

Portal Hortolândia

Publicado

em

A Prefeitura de Sumaré, por meio da Secretaria de Habitação, oficializou na última quarta-feira (22) a adesão do Município ao Programa “Nossa Casa”, do Governo Estadual, que tem o objetivo de promover parcerias com as prefeituras e a iniciativa privada para fomentar a produção de unidades habitacionais em terrenos públicos para as famílias de baixa renda (até três salários mínimos).

O documento, assinado pelo prefeito Luiz Dalben, foi entregue na Secretaria de Habitação do Estado pelo secretário da pasta municipal, Hermenegildo Gigo Neto, ao lado de demais membros da secretaria.

Numa primeira etapa, Sumaré fará o levantamento das áreas públicas na cidade – com infraestrutura estabelecida, como saneamento e acesso viário – para a construção de habitações de interesse social. Os terrenos disponíveis serão apresentados em uma “vitrine virtual”, por meio de banco de dados do Estado, a fim de atrair o interesse de empreendedores privados.  

Os municípios entrarão na parceria disponibilizando os terrenos, as incorporadoras com a construção dos conjuntos habitacionais e o Estado, juntamente com o Governo Federal e as prefeituras, com os subsídios. De acordo com o programa estadual, serão priorizadas as famílias de baixa renda e aquelas que residem em áreas de risco.

“Essa parceria do Município com o Estado e o setor privado é muito importante porque tornará viável a conclusão de empreendimentos habitacionais de forma mais rápida em atendimento às famílias mais necessitadas, que poderão adquirir a casa própria a preço de interesse social, reduzindo o déficit habitacional dos munícipios e oferecendo condições mais dignas de moradia à população”, avaliou o prefeito Luiz Dalben.

De acordo com o programa Nossa Casa, as habitações terão valores reduzidos em relação ao mercado, além de serem oferecidos subsídios que podem chegar a R$ 40 mil para famílias com renda de até três salários mínimos. As famílias com renda entre três e cinco salários mínimos também poderão participar e adquirir imóveis com subsídios no valor de R$ 10 mil.

Cidade Legal

Ainda visando à melhoria de vida da população de baixa renda de Sumaré, a Prefeitura protocolou na Secretaria de Estado da Habitação na quarta-feira (22) ofício que reforça a solicitação do Município para integrar o programa de regularização fundiária “Cidade Legal”.

Por meio de convênio firmado com os municípios, o programa apoia tecnicamente todo o processo legal e burocrático para emissão de títulos de propriedade por meio de consultoria da equipe técnica especializada do Estado. As orientações incluem levantamentos topográficos, projetos urbanísticos de regularização, cadastro social dos ocupantes, estudos técnico-ambientais, entre outras ações que forem necessárias para a finalização e efetivação da regularização fundiária em núcleos consolidados há anos nos municípios.

Continue Lendo

Nossa Região

Acidente envolve 3 carros na Dom Pedro I e deixa vítimas com ferimentos leves

Avatar

Publicado

em

Por

Um acidente envolvendo três veículos deixou seis pessoas feridas na noite deste domingo(26), na Rodovia Dom Pedro I, em Campinas (SP).

O acidente aconteceu no KM 129, na altura da empresa Leroy Merlin, quando o motorista do primeiro carro, que vinha pela pista norte, capotou e foi parar na pista contrária.

Um segundo carro, que vinha na pista Sul, conseguiu parar a tempo de evitar uma colisão. Porém um terceiro carro que vinha logo atrás não conseguiu parar colindo com o segundo carro, fazendo este capotar.

As vitimas foram socorridas pelo resgate do Bombeiro Militar e o resgate da concessionária Rotas da Bandeira, para o Hospital San Maritando, Hospital São José e PS Padre Anchieta, todas com ferimentos leves.

Continue Lendo



Max Milhas