Connect with us
Publicidade


Nossa Região

CAMPINAS: Lojas de conveniência de postos não poderão mais vender bebidas alcoólicas

Redação

Publicado

em

As lojas de conveniências dos postos de gasolina de Campinas não poderão vender bebidas alcoólicas pelos próximos 30 dias, a partir da publicação de decreto municipal na edição do Diário Oficial do Município desta terça-feira, dia 7 de julho. A medida foi anunciada pelo prefeito Jonas Donizette na tarde desta segunda-feira, dia 6 de julho, durante pronunciamento ao vivo pelas redes sociais.

O prefeito explicou que os locais se transformaram em “pontos de encontro” e foram registrados nos últimos dias chamados pelo telefone 153 da Guarda Municipal e relatos pelo site da Prefeitura, no formulário de denúncias da Força Tarefa do Pancadão, sobre aglomerações em postos de combustível.

“O decreto sai amanhã e proíbe a venda de bebidas alcoólicas nas lojas de conveniência dos postos de combustível”, declarou Jonas Donizette. A medida será tomada a partir do Decreto nº 20.782, de 21 de março de 2020, que declara situação de calamidade pública, estabelece regime de quarentena no Município de Campinas, e define outras medidas para o enfrentamento da pandemia do Coronavírus (Covid-19).

Ao proibir a venda, o prefeito explicou que a Prefeitura visa restringir a aglomeração nos postos de combustíveis, considerando a necessidade de controlar a transmissão do novo coronavírus e seu impacto na comunidade. Inicialmente, a medida valerá por 30 dias, a contar da publicação do decreto no Diário Oficial no Município, podendo ser prorrogada por novos períodos, de acordo com a avaliação da situação da pandemia no município.

Estabelecimentos que não cumprirem a medida e forem flagrados vendendo bebidas alcoólicas, serão multados e poderão ser fechados, em caso de segunda reincidência. A multa inicial é de 400 Unidades Fiscais de Campinas (UFICs), hoje em R$ 1.446,44, dobrando em caso de reincidência (R$ 2.892,88). Caso haja um terceiro flagrante de desrespeito à proibição, o fechamento do local é imediato e perdurará até o fim da quarentena.

Receba as principais notícias direto no seu Telegram https://t.me/portalhortolandia

Nossa Região

Abertura do comércio de Campinas é facultativa no feriado de Finados

Redação

Publicado

em

Por

13 de maio campinas

Os empresários que quiserem abrir as suas lojas poderão funcionar das 9h às 17h na próxima segunda-feira. Na Black Friday o horário de funcionamento será ampliado. ACIC lembra que estão abertas as inscrições gratuitas para o “Retail Conference” 2020, a grande conferência de varejo que será realizada online, no dia 11 de novembro, das das 14h às 18h.

O comércio de Campinas vai funcionar facultativamente, ou seja, sem a obrigatoriedade de abrir, na próxima segunda-feira, dia 2, feriado de Finados, das 9h às 17h. Na comemoração do Dia da Consciência Negra, na sexta-feira, dia 20, o funcionamento será em horário normal, das das 8h às 19h, considerando a sua antecipação em abril. Já no dia dia 27 de novembro, devido à Black Friday, o comércio terá o horário ampliado, funcionando das 8h às 22h.

As definição da abertura do comércio em datas especiais e os horários são definidos todo início de ano pelos comerciantes e representantes da Associação Comercial e Industrial de Campinas (ACIC), SindiVarejistas e Sindilojas. Com base nessas definições, entidades como a Polícia Militar, a Setec e a Emdec são informadas do calendário e podem prover consumidores e trabalhadores de segurança, fiscalização e transporte. O calendário do comércio de Campinas está disponível no site https://www.calendariodocomercio.com.

Fórum sobre varejo

A Associação Comercial e Industrial de Campinas lembra que estão abertas as inscrições para o “Retail Conference” 2020 (Conferência de Varejo) evento gratuito que, este ano, devido à pandemia da Covid-19, será realizado online, no dia 11 de novembro, das 14h às 18h. A proposta é reunir especialistas para que apresentem as melhores práticas para o varejista aplicar no seu negócio e apontem os caminhos mais seguros para o setor nesse momento. O evento integra a programação comemorativa ao centenário da ACIC, a ser completado em 21 de novembro. As inscrições são gratuitas e devem ser feitas por meio do link https://retailconference.com.br. Informações e pelo Whatsapp +55 19.99607.7604 (ACIC).

A programação inclui vários especialistas em varejo, como Cristiano Chaves, head de relacionamento com o cliente da Arezzo&Co, Richard Stad, CEO da Aramis Menswear, Fernanda Dalben, diretora de Marketing do Supermercados Dalben, Jhouferbio Rodrigues, CEO da Beelog, e Caio Camargo, sócio e diretor da Gouvêa Tech, entre outros.

De acordo com a presidente da ACIC, Adriana Flosi, levar o “Retail Conference” para a plataforma digital foi a maneira encontrada pela entidade para amparar ainda mais proativamente os comerciantes nesse momento em que a confiança do consumidor mostra sinais positivos. Esse evento, realizado há 8 anos, é considerado um dos mais relevantes do interior paulista, voltados ao segmento varejista.

Serviço:
Retail Conference Digital
Quando: 11/11/2020, das 14h às 18h
Onde: 100% online (restrito aos inscritos)
Quanto: gratuito
Inscrições: https://retailconference.com.br/

Receba as principais notícias direto no seu Telegram https://t.me/portalhortolandia
Continue Lendo

Nossa Região

Hospital Ouro Verde: CEJAM demite em massa e Sinsaúde faz denúncia no MPT

Redação

Publicado

em

Por

Teve início nessa sexta-feira, dia 23 de outubro, o processo de demissão em massa de funcionários de diversos setores do Hospital Ouro Verde. A diretoria do Sinsaúde, assim que tomou ciência do caso, protocolou uma denúncia no Ministério Público do trabalho (MPT), solicitando uma audiência de mediação em caráter de urgência.

“Não temos o número exato de demissões, mas de acordo com informações passadas pelos próprios funcionários, cerca de 50 trabalhadores foram dispensados na sexta-feira e as demissões devem continuar ao longo da semana”, explicou o diretor de assuntos jurídicos do Sinsaúde, Paulo Gonçalves.

As dispensas foram feitas de forma arbitrária e sem nenhuma negociação prévia com o Sindicato, prejudicando os trabalhadores que perderam seus postos de trabalho, a população que necessita de atendimento em meio a uma pandemia e os demais funcionários do Hospital que agora atuam com sobrecarga.

“Uma falta de responsabilidade da administração que, neste momento traumático que estamos vivendo, faz demissão em massa sem devida justificativa econômica, baseando-se somente na maximização dos lucros”, reforça Paulo Gonçalves.

Enquanto não é marcada a audiência no MPT, o Sinsaúde estará com plantões nos dias 27, 28 e 29 de outubro, na porta do Hospital Ouro Verde, das 8 às 15 horas dando assistência e orientando os trabalhadores. “Estaremos com nossa unidade móvel dando o amparo que profissionais precisam neste momento difícil. Um advogado estará disponível para orientar e tirar as dúvidas dos trabalhadores”, orienta a presidente do Sinsaúde, Sofia Rodrigues do Nascimento, lembrando que todos serão informados quando o Ministério Público agendar a audiência.

Receba as principais notícias direto no seu Telegram https://t.me/portalhortolandia
Continue Lendo

Nossa Região

Incêndio atinge atacado em Campinas

Redação

Publicado

em

Por

Um curto-circuito no ar condicionado do Atacado Higa gerou um incêndio e susto ao clientes, na manhã desta sexta-feira(23), no bairro Chácaras Campos dos Amarais, em Campinas (SP).

O incêndio gerou uma coluna de fumaça preta, mas foi rapidamente controlado pela própria brigada do supermercado.

A loja chegou a ser evacuada, mas após a contenção do fogo pela ação rápida dos brigadistas, o comercio foi liberado para retomada das atividades.

Ninguém ficou ferido.

Receba as principais notícias direto no seu Telegram https://t.me/portalhortolandia
Continue Lendo

Populares