Connect with us

Nossa Região

Campinas pode ser a primeira cidade do Brasil a usar drones para entregar comida

Portal Hortolândia

Publicado

em

Campinas poderá ser a primeira cidade que o iFood em parceria com uma empresa de drones visa fazer entregas de comida voando.

Segundo a empresa, os testes começaram no Shopping Iguatemi e na primeira etapa a encomenda não será entregue diretamente na casa do cliente. Os restaurantes do shopping que participam da plataforma farão a entrega em um centro de distribuição e de lá motoboys levarão até a casa do cliente.

Com a nova ferramente, a ideia é que o tempo de espera diminua. Atualmente o motoboy precisa ir até a praça de alimentação do centro de compras e aguardar o pedido.

O drone que será usado para as entregas do iFood em Campinas é um DLV-1, com fabricação completamente nacional. Trata-se de uma aeronave com 1,4m de diâmetro e capaz de carregar até 2 kg em seus voos.

O drone vem equipado também com uma caixa de transporte capaz de monitorar a temperatura do alimento dentro dele, já que foi especialmente adaptado para esse tipo de trabalho. Fonte: G1

Receba as principais notícias direto no seu Telegram https://t.me/portalhortolandia

Nossa Região

Suzano e gráficos se unem para viabilizar doação de 5 milhões de copos de papel para hospitais

Portal Hortolândia

Publicado

em

A Suzano, uma das maiores fabricantes de papéis da América Latina, estruturou em parceria com produtores de copos de papel uma ação para doar copos para unidades públicas de saúde. A iniciativa, desenvolvida em conjunto com as empresas Apolo, BO Packaging, Box BE, Copack e Sustenpack, prevê a entrega de 5 milhões de copos de papel, matéria-prima de origem renovável e reciclável.

A produção dos copos teve início no último mês. A distribuição às unidades públicas de saúde acontece no mês de julho e abrangerá hospitais e administrações municipais dos estados de São Paulo, Santa Catarina e Paraná.

“Unimos a força da cadeia do papel para ajudar os hospitais a enfrentarem de forma mais adequada esse momento tão difícil na história do Brasil e do mundo. Além de serem uma alternativa mais amigável ao meio ambiente, os copos de papel apresentam características técnicas bastante adequadas ao manejo em locais de grande circulação de pessoas, caso das unidades de saúde”, afirma Beatriz Salvatori Olivares, Gerente Executiva de Estratégia e Marketing da Suzano.

Os copos serão produzidos com o Bluecup®, primeiro papelcartão brasileiro desenvolvido para copos, reciclável e feito a partir de fonte renovável. Os copos terão impressas mensagens de solidariedade aos profissionais da saúde, como forma de trazer apoio extra ao dia-a-dia desses profissionais.

Protetor Facial

Além da parceria com empresas que converterão o papelcartão desenvolvido pela companhia em copos de papel, a Suzano também tem apoiado o desenvolvimento de novos produtos essenciais para prevenir a propagação do novo coronavírus. É o caso da produção de protetores faciais feitos em papelcartão idealizada pela Brasilgrafica SA. O produto terá a base produzida em papelcartão e a viseira em Polyester, e será doado para o Ministério da Saúde.

“Há uma grande mobilização da indústria de papel para atender as demandas que surgiram em função do novo coronavírus. Acreditamos que somente dessa forma, juntos, conseguiremos vencer essa batalha”, afirma Leonardo Grimaldi, Diretor Executivo da Unidade de Negócio Papel.

Iniciativas

A Suzano tem atuado em diversas frentes para auxiliar no combate à COVID-19. Além de um amplo conjunto de medidas para garantir a saúde e a segurança de seus colaboradores, fornecedores e familiares, a companhia também destinou aproximadamente R$ 50 milhões em doações de respiradores, máscaras e álcool em gel a diversos estados e o Governo Federal. Além disso, está apoiando o aumento da capacidade de produção de ventiladores pulmonares no Brasil e foi uma das empresas envolvidas no projeto de construção de um hospital de campanha no Extremo Sul da Bahia.

Receba as principais notícias direto no seu Telegram https://t.me/portalhortolandia
Continue Lendo

Nossa Região

CAMPINAS: Lojas de conveniência de postos não poderão mais vender bebidas alcoólicas

Redação

Publicado

em

Por

As lojas de conveniências dos postos de gasolina de Campinas não poderão vender bebidas alcoólicas pelos próximos 30 dias, a partir da publicação de decreto municipal na edição do Diário Oficial do Município desta terça-feira, dia 7 de julho. A medida foi anunciada pelo prefeito Jonas Donizette na tarde desta segunda-feira, dia 6 de julho, durante pronunciamento ao vivo pelas redes sociais.

O prefeito explicou que os locais se transformaram em “pontos de encontro” e foram registrados nos últimos dias chamados pelo telefone 153 da Guarda Municipal e relatos pelo site da Prefeitura, no formulário de denúncias da Força Tarefa do Pancadão, sobre aglomerações em postos de combustível.

“O decreto sai amanhã e proíbe a venda de bebidas alcoólicas nas lojas de conveniência dos postos de combustível”, declarou Jonas Donizette. A medida será tomada a partir do Decreto nº 20.782, de 21 de março de 2020, que declara situação de calamidade pública, estabelece regime de quarentena no Município de Campinas, e define outras medidas para o enfrentamento da pandemia do Coronavírus (Covid-19).

Ao proibir a venda, o prefeito explicou que a Prefeitura visa restringir a aglomeração nos postos de combustíveis, considerando a necessidade de controlar a transmissão do novo coronavírus e seu impacto na comunidade. Inicialmente, a medida valerá por 30 dias, a contar da publicação do decreto no Diário Oficial no Município, podendo ser prorrogada por novos períodos, de acordo com a avaliação da situação da pandemia no município.

Estabelecimentos que não cumprirem a medida e forem flagrados vendendo bebidas alcoólicas, serão multados e poderão ser fechados, em caso de segunda reincidência. A multa inicial é de 400 Unidades Fiscais de Campinas (UFICs), hoje em R$ 1.446,44, dobrando em caso de reincidência (R$ 2.892,88). Caso haja um terceiro flagrante de desrespeito à proibição, o fechamento do local é imediato e perdurará até o fim da quarentena.

Receba as principais notícias direto no seu Telegram https://t.me/portalhortolandia
Continue Lendo

Nossa Região

Sabesp assina contrato que prevê R$ 116,5 milhões em investimentos em Paulínia

Portal Hortolândia

Publicado

em

Sabesp e a Prefeitura de Paulínia assinaram, na sexta-feira (3), o contrato para a prestação dos serviços de água e esgoto do município. O acordo prevê investimentos de R$ 116,5 milhões para ampliar a oferta de água, além da coleta e do tratamento de esgoto, pelos próximos 30 anos.

As principais obras estão previstas já nos primeiros 10 anos de contrato, o que vai proporcionar melhorias nos sistemas e manter os índices de 100% na cobertura de água e esgoto na área atendível. Até 2022, a expectativa de investimentos é de R$ 6,5 milhões em abastecimento, R$ 28,2 milhões em sistemas de esgoto e R$ 860 mil em outros investimentos, somando R$ 35,5 milhões do montante previsto. A médio prazo, entre 2023 e 2035, serão investidos R$ 25,6 milhões em água, R$ 30,9 milhões em esgoto e 2,8 milhões em outros investimentos. E, de 2036 a 2048, os valores são de R$ 15,6 milhões, R$ 3,1 milhões e 2,8 milhões, respectivamente.

Em abastecimento, a Sabesp fará obras importantes, como melhorias no sistema de captação do rio Jaguari, execução de 5,5 mil metros de reforço de adutora de água tratada entre a Estação de Tratamento de Água e o Centro de Reservação Castelo; implantação de reservatório de 1 milhão de litros na região do Parque da Represa, além da execução de aproximadamente 17 km de redes de distribuição.

Quanto ao tratamento de esgoto, a Sabesp vai ampliar a Estação de Tratamento de Esgotos de Paulínia, somada à execução de mais de 48 km de rede coletora, incluindo o atendimento aos bairros Núcleo Betel, Bela Vista I e II, Região do Parque da Represa, Santa Terezinha II e Cascata.

“O saneamento tem que estar presente dentro da gestão no mesmo nível que a saúde e a educação. Porque é um item fundamental para garantir a saúde. Hoje, a gente registra um momento importante de investimento naquilo que é fundamental: qualidade de vida para a população”, afirmou o Secretário de Infraestrutura e Meio Ambiente do Estado de São Paulo, Marcos Penido.

Para o diretor-presidente da Sabesp, Benedito Braga, o marco legal do saneamento recém-aprovado no Congresso vai possibilitar, dentro do novo contrato, a atuação em áreas de vulnerabilidade social em Paulínia. “Com a promulgação do novo marco, teremos a oportunidade, inclusive, de atender a população mais carente do município. Hoje temos alguma dificuldade de ir, por exemplo, em áreas irregulares, temos a dificuldade legal de prestar o serviço, mas com o novo marco vai haver a possibilidade de atender também essas áreas. Será um novo tempo. Vamos investir uma quantidade importante de recursos. A Sabesp vai prestar um serviço que deixará Paulínia orgulhosa”, disse.

“Eu tinha uma preocupação com a cidade sem esse contrato, que é um ganho enorme para o nosso município. Agradeço aos meus secretários e aos vereadores, que entenderam que essa assinatura seria o melhor para a cidade. Diante da nossa necessidade, sabemos que a Sabesp nos representa bastante”, afirmou o prefeito de Paulínia, Ednilson Cazellato.

Receba as principais notícias direto no seu Telegram https://t.me/portalhortolandia
Continue Lendo

Noticias

Youtube

 

PONTE DA ESPERANÇA

Populares