Connect with us
Publicidade

Nossa Região

Mulheres respondem por 51,29% da População Economicamente Ativa em Campinas e Região

Portal Hortolândia

Publicado

em

Índice reflete o impacto do gênero feminino no mercado de trabalho e incentiva a busca pela equanimidade no tratamento e condições de trabalho para ‘elas’

A celebração do Dia Internacional da Mulher, no próximo dia 8 de março, chega mostrando que, definitivamente, a situação das mulheres no mundo mudou radicalmente. Elas estão por aí, trabalhando, reivindicando, empoderando-se, provando que a equidade de gênero é mister em uma sociedade que se pretende justa, igualitária e pacífica. O mercado de trabalho assiste a um verdadeiro “boom” nos últimos anos, com a presença maciça ‘delas’ em todos setores e segmento.

O número de mulheres economicamente ativas não para de crescer. Segundo estimativas do departamento de Economia da Associação Comercial e Industrial de Campinas (ACIC), este ano, 2020, ‘elas’ já representam praticamente a metade da População Economicamente Ativa (PEA) no Brasil: índice de 51,29% para o gênero feminino e 48,71% para o masculino.

E em Campinas e região, não poderia ser diferente. Os mesmo índices aplicados na Região Metropolitana de Campinas (RMC) resultam e 1.066.400 trabalhadoras e 1.012.300 trabalhadores (cálculo aplicado à PEA e não à população). Em Campinas, 382.100 do gênero feminino e 367.100 do masculino, conforme avaliação feita pelo Departamento de Economia da ACIC. Isso, por si só, confirma a importância e impacto da força de trabalho feminina na sociedade contemporânea.

Também são ‘elas’ que nos últimos 15 anos lideram os lares brasileiros, e, nesse período, o total da participação de mulheres mais que dobrou, com um crescimento de 105%, representando 40,5% das residências do País. Eram 14 milhões em 2001 e, em 2015, somavam 28,9 milhões. Nesse mesmo período, o número de famílias brasileiras (de todos os formatos) aumentou 39% no mesmo período.

Os dados fazem parte de uma pesquisa feita pelos demógrafos José Eustáquio Alves e Suzana Cavenaghi, do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), publicada no ano passado no livro “Mulheres Chefes de Família no Brasil: Avanços e Desafios”. Entre os motivos para essa expansão está o maior empoderamento feminino nas últimas quatro décadas, o que provocou maior inserção das mulheres nos estudos e no mercado de trabalho, aponta o estudo.

As atividades mais comum entre ‘elas’ na categoria MEI, por exemplo, são as atividades de tratamento de beleza (95,9%), serviços domésticos (95,6%) e a fabricação de artigos de vestuário (94,8%).

No entanto, um estudo divulgado no final de dezembro de 2019, pela Organização das Nações Unidas (ONU), aponta que as brasileiras têm mais estudo que os homens, porém, a renda ‘delas’ é 41,5% menor que a ‘deles’. E foi pensando em ampliar a visão sobre o empoderamento feminino e a participação da mulher na sociedade que a ACIC criou o Conselho da Mulher Empreendedora (CME), em 2015, busca garantir a participação plena e efetiva das mulheres no mercado de trabalho e nas posições de liderança das organizações, e abrir espaço para a voz feminina em todos os níveis de tomada de decisão, seja na vida pública ou na iniciativa privada.

O CME foi idealizado pela presidente da ACIC, Adriana Flosi, que tomou a iniciativa com base em sua própria experiência profissional. Empresária no ramo de Educação e de Eventos, Adriana foi a primeira mulher a ocupar a presidência da ACIC, em 2010, época em que a entidade completava 90 anos.

O objetivo do CME é impulsionar a cultura empreendedora junto às mulheres, por meio de abordagens de conteúdos pragmáticos, atuais e relevantes para a administração dos negócios. As reuniões são realizadas mensalmente e, desde o seu início, o Conselho já impactou cerca de 2.500 mulheres empreendedoras ou que ocupam cargos de liderança, com mais conteúdos relevantes, tais como inovação, gerenciamento e administração, marketing digital, identidade visual, desenvolvimento web, uso do LinkedIn para negócios, planejamento de marketing para PMEs, gestão de processos, finanças, inteligência emocional e liderança.

Atualmente, além de liderar a ACIC, Adriana também é presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas de Campinas (CDL), vice-presidente da Federação das Associações Comerciais do Estado de São Paulo (Facesp) e vice-presidente da Junta Comercial do Estado de São Paulo (Jucesp). “A equidade de gênero começa em ‘casa’. Por isso, quando assumi a presidência da associação busquei ocupar metade dos cargos com mulheres. O equilíbrio é que faz os negócios serem melhores para todos, homens e mulheres”, garante Adriana.

E ‘santo de casa’ também faz milagre sim. Atualmente, na ACIC, 60% dos colaboradores são do sexo feminino e, dos cargos de liderança, 60% são ocupados por ‘elas’. “Isso trouxe resultados, pois o quadro de associados cresceu 100% em sete anos”, atesta Adriana.Foto:  Adriana Flosi recebe convidadas no Conselho da Mulher Empreendedora Meeting 2019 (SNE/2019). Crédito: Divulgação.

Receba as principais notícias direto no seu Telegram https://t.me/portalhortolandia

Nossa Região

Incêndio atinge atacado em Campinas

Redação

Publicado

em

Por

Um curto-circuito no ar condicionado do Atacado Higa gerou um incêndio e susto ao clientes, na manhã desta sexta-feira(23), no bairro Chácaras Campos dos Amarais, em Campinas (SP).

O incêndio gerou uma coluna de fumaça preta, mas foi rapidamente controlado pela própria brigada do supermercado.

A loja chegou a ser evacuada, mas após a contenção do fogo pela ação rápida dos brigadistas, o comercio foi liberado para retomada das atividades.

Ninguém ficou ferido.

Receba as principais notícias direto no seu Telegram https://t.me/portalhortolandia
Continue Lendo

Nossa Região

Garota de 10 anos precisa de doador de Medula óssea

Redação

Publicado

em

Por

Uma garota de 10 anos, moradora de Campinas (SP), está precisando com urgencia de doadores de medúla óssea.

Requisitos para doacao: ter idade entre 18 e 55 anos e boa saúde. Procurar um hemocentro na região e se cadastrar como Doador de Medula óssea.

O grupo Savóia de Hortolândia, está ajudando nesta campanha para ajudá-la a aumentar as chances de Mari a conseguir um doador compatível.

Saiba mais pelo instagram @todospelamarip e redome.inca.gov.br

Receba as principais notícias direto no seu Telegram https://t.me/portalhortolandia
Continue Lendo

Nossa Região

Duas pessoas morrem em grave acidente na rodovia Virgílio Viel, em Sumaré

Redação

Publicado

em

Por

Duas pessoas morreram em um acidente envolvendo vários veículos, na tarde desta quinta-feira(22), na rodovia Virgílio Viel, em Sumaré.

De acordo com a Policia Militar, um Renault/Clio transitava sentido Rodovia Anhanguera quando a condutora perdeu o controle e colidiu frontalmente com o veículo GM/Onix que trafegava no sentido contrário. Atras do Onix transitava o veículo Hyundai Tucson que perdeu o controle da direção e parou no canteiro central.

As Equipes do Corpo de Bombeiros, o Águia da Policia Militar, o SAMU e a equipe da concessionária da AutoBAn estiveram no apoio da ocorrência para prestar socorros.

Até o fechamento desta matéria foram confirmados duas vítimas fatais. A perícia também estava sendo aguardada no local.

Receba as principais notícias direto no seu Telegram https://t.me/portalhortolandia
Continue Lendo

Noticias

Publicidade

Youtube

 

PONTE DA ESPERANÇA

Populares