Connect with us
Publicidade


Policial

Estelionato: Mulher leva idoso morto para fazer prova de vida em Campinas

Redação

Publicado

em

sirene policia

Uma mulher é investigada pela Polícia Civil de Campinas pela tentativa de estelionato e exposição de cadáver que ocorreu no começo deste mês em uma unidade do Banco do Brasil, na região central de Campinas (SP).

A mulher de 58 anos teria levado seu suposto companheiro, de 92 anos, para fazer a prova de vida para recebimento da aposentadoria. O detalhe é que o homem já estava morto havia pelo menos 12 horas.

O caso aconteceu no dia 02 de outubro em uma agência do Banco do Brasil. A mulher levou o homem, identificado Laércio Della Colleta, em uma cadeira de rodas, juntamente com um casal. Enquanto o casal ficou com Laércio na área de atendimento, a mulher subiu ao primeiro andar da agência e disse para uma funcionária que o marido passava mal.

A ida ao banco era porque ela precisava de uma nova senha de letras para acessar a conta bancária do marido, com quem ela alegou estar casada havia 10 anos, pois tinha esquecido a anterior. Como precisava fazer a comprovação de que ele estava vivo, já que não tinha procuração, levou o homem ao local.

Foi quando um dos atendentes, que tinha ido buscar a senha, estranhou a situação. Quando se aproximou, notou que Laércio estava morto. O funcionário do banco pediu a ajuda de um bombeiro civil da própria agência, que também constatou o óbito.

Um médico do Grupo de Resgate e Atendimento a Urgências (Grau), do Corpo de Bombeiros, também foi chamado para verificar a situação. Por causa do estado do corpo e do inchaço, ele levantou a suspeita de que o aposentado estaria, na verdade, morto há bastante tempo.

Para a polícia a mulher afirmou que havia conversado com o suposto marido pela manhã e tinham falado de seguirem até o banco para fazer a prova de vida. Ela ainda disse que o aposentado estava bem de saúde, mas começou a ficar debilitado há um mês. Segundo a Polícia Civil, a mulher chegou a entrar em contradição quanto à última vez que conversou com o marido e também teria dito que havia comprado a cadeira de rodas no dia anterior. Como não havia o exame que comprovava quanto tempo o homem estava morto, ela acabou sendo liberada.

No boletim de ocorrência registrado na Polícia Civil o caso ocorreu pouco depois do meio-dia, o homem estava morto, no mínimo, desde a meia-noite do dia anterior. O homem era escrivão de polícia aposentado e viúvo.

Agora, com o resultado do exame do corpo do aposentado mostrando que ele estava em óbito há mais tempo, a mulher será novamente chamada à polícia para novos esclarecimentos e também vai responder ao inquérito aberto. Ela deve ser indiciada pela polícia.

Receba as principais notícias direto no seu Telegram https://t.me/portalhortolandia

Policial

Policia Militar solta nota de pesar por falecimento de Cabo por COVID-19

Portal Hortolândia

Publicado

em

A Polícia Militar, por meio do 48º BPM/I, com extremo pesar informa que em 24 de janeiro de 2021, por volta das 16h53, faleceu em razão de complicações devido a COVID-19 evoluindo para Septicemia e parada Cardiorrespiratória.

Renato Oliveira Fonton, filho de Cirene Oliveira Fonton e Luiz Carlos Fonton, nascido em 07 de fevereiro de 1985, na cidade de Sumaré/SP. Ingressando nas fileiras da Corporação em 27 de março de 2006, contando nesta data, com 14 anos e 10 meses de carreira, servindo nesta unidade por 11 anos, onde atuou nos diversos tipos de policiamento, entre eles Radio Patrulha e atualmente atuava na cidade de Sumaré compondo o efetivo da Primeira Companhia de Polícia Militar.

O Cb PM Fonton estava internado desde 20 dezembro de 2020, no Hospital das Clinicas (Unicamp), na cidade de Campinas, onde infelizmente veio a óbito devido a complicações respiratórias evoluindo para Septicemia, o policial deixa esposa e não tinha filhos

Receba as principais notícias direto no seu Telegram https://t.me/portalhortolandia
Continue Lendo

Policial

Menina de 2 anos pode ter sofrido abuso sexual por homem de 38 anos em Hortolândia

Redação

Publicado

em

Por

Uma menina de 2 anos de idade pode ter sofrido abuso sexual de uma homem de 38 anos, no bairro Parque Santo André.

De acordo com a mãe da crianca, na noite deste sábado(23), a menina reclamou de dores na genital e relatou a mãe que o suspeito tinha abusado dela. Não seria a primeira vez que ela reclamava de dores.

A Mãe então foi ao UPA do Jardim Rosolem onde o médico constatou o estupro, porém por lei ele não pode emitir um laudo da situacao e orientou a mãe a ir até a delegacia.

Na delegacia foi feito o boletim de ocorrência e agora a mãe aguarda o laudo da perícia médica da filha.

Ainda de acordo com a mão o suspeito é filho da babá onde a menina ficava e também esteve na delegacia prestando constas, mas foi liberado em seguida.

A mãe da criança teme que o suspeito fuja e não pague pelo possível crime.

Receba as principais notícias direto no seu Telegram https://t.me/portalhortolandia
Continue Lendo

Policial

Policiais militares detém dupla por comercialização de drogas na Vila Inema, em Hortolândia 

Portal Hortolândia

Publicado

em

Uma viatura da Polícia Militar em patrulhamento na tarde desta sexta-feira pelo bairro chácaras Coelho, detiveram dois suspeitos na prática e comercialização de drogas. 

 Ponto de venda de drogas intenso determinado momento nos atentamos arruma uma rua ali já conhecida daqui alguns

Um dos indivíduos ao notar a presença policial dispensou a sacola que carregava. Na abordagem foi feito a revista pessoal e nada de ilícito foi encontrado.

Foram localizados 209 porções de cocaína, 285 porções de maconha diversas, 109 Pedrinhas de crack e vinte um reais.

Todo o entorpecente foi apreendido e juntamente com os autores foram conduzidos ao Plantão Policial, onde ficaram à disposição da justiça.

Receba as principais notícias direto no seu Telegram https://t.me/portalhortolandia
Continue Lendo

Populares