Connect with us
Publicidade


São Paulo

Aulas presenciais são mantidas para o ano letivo de 2021 e define regras

Portal Hortolândia

Publicado

em

O Governador João Doria anunciou nesta quinta-feira (17) que manterá o retorno gradual às aulas presenciais para o ano letivo de 2021. O decreto que autoriza a retomada das aulas em todas as fases do Plano São Paulo e regulamenta as regras será publicado nesta sexta-feira (18).

“A decisão para manter escolas abertas é embasada em experiências internacionais e nacionais e tem como objetivo garantir a segurança dos alunos, dos professores e dos funcionários da rede pública e privada de ensino, além do desenvolvimento cognitivo e socioemocional de milhões de crianças e adolescentes do Estado de São Paulo”, afirmou o Governador.

O retorno ocorrerá de forma regionalizada, de acordo com os Departamento Regionais da Saúde, obedecendo aos critérios de segurança estabelecidos pelo Centro de Contingência do Coronavírus.

“A escola não pode mais fechar. Neste momento de pandemia, as famílias precisam entender sobre o quanto é cada vez mais fundamental e importante ter os seus filhos frequentando a escola. Para continuarem a aprendizagem e serem acolhidos em vários aspectos. Principalmente, emocionalmente”, destaca o Secretário da Educação de SP, Rossieli Soares.

Se uma área estiver nas fases vermelha ou laranja do Plano São Paulo, as escolas da educação básica, que atendem alunos da educação infantil até o ensino médio, poderão receber diariamente até 35% dos alunos matriculados. Na fase amarela, elas ficam autorizadas a atender até 70% dos estudantes; e na fase verde, até 100%. Os protocolos sanitários devem ser cumpridos em todas as fases.

Já as instituições de ensino superior poderão funcionar na fase amarela com até 35% das matrículas, e na fase verde, com até 70%. Nas etapas vermelha e laranja, elas não estão autorizadas a funcionar. Cursos superiores específicos da área médica têm o retorno presencial autorizado em todas as fases do Plano.

As instituições de ensino de todas as redes deverão aderir e alimentar o Sistema de Monitoramento da Secretaria de Educação para que a abertura das unidades seja autorizada. A medida garante monitoramento centralizado da retomada da educação, para que a abertura de escolas ocorra de forma segura e responsável.

O último dia do ano letivo deste ano será no dia 23 de dezembro e as aulas nas escolas estaduais, em 2021, terão início no dia 1º de fevereiro.

2020

Desde o dia 8 de setembro, escolas estaduais do interior reabriram escolas com atividades de reforço e acolhimento emocional. O governo de SP já autorizou a retomada de aulas para o Ensino Médio em 7 de outubro e, para o Ensino Fundamental, em 3 de novembro, pautado em medidas de contenção da epidemia, seguindo as recomendações sanitárias do Centro de Contingência do coronavírus. Cerca de 1,7 mil escolas estaduais em 314 municípios retornaram com atividades presenciais no Estado, sendo 800 na capital paulista.

Para a retomada, a Seduc-SP adquiriu e distribuiu uma série de insumos destinados tanto aos estudantes quanto aos servidores, como 12 milhões de máscaras de tecido, mais de 440 mil face shields (protetor facial de acrílico), 10.740 termômetros a laser, 10 mil totens de álcool em gel, 221 mil litros de sabonete líquido, 78 milhões de copos descartáveis, 112 mil litros de álcool em gel, 100 milhões de rolos de papel toalha e 1,8 milhão de rolos de papel higiênico.

PDDE-SP

Em todo o Estado, as 5,1 mil escolas estaduais receberam R$ 700 milhões por meio do Programa Dinheiro Direto na Escola de SP neste ano de 2020. Essa verba foi destinada para manutenção e conservação das unidades para a volta segura das aulas presenciais. Mais 700 milhões já estão sendo serão liberados para os preparativos do ano letivo de 2021.

Receba as principais notícias direto no seu Telegram https://t.me/portalhortolandia

São Paulo

Fatecs divulgam lista de classificação geral do Vestibular do 1º semestre de 2021

Portal Hortolândia

Publicado

em

Está disponível em vestibularfatec.com.br a lista de classificação geral do processo seletivo das Faculdades de Tecnologia do Estado (Fatecs) para o primeiro semestre de 2021. O mesmo endereço eletrônico traz a primeira relação dos convocados para matrícula. Em respeito ao distanciamento social necessário para o controle da pandemia, os procedimentos para matrícula serão totalmente online.

Nesta quinta e sexta-feira (21 e 22), os classificados devem fazer o upload legível no site do Vestibular, dos documentos requisitados para matrícula, relacionados na Portaria, obrigatoriamente nos formatos PDF, JPEG ou PNG – veja relação abaixo.

Convocação e matrícula online

Os candidatos receberão confirmação da convocação por e-mail (é importante não esquecer de verificar caixa de lixeira e spam). Os convocados deverão realizar o requerimento de matrícula por meio da interface do site do Sistema Integrado de Gestão Acadêmica (Siga). O envio dos documentos não garante a efetivação da matrícula, que dependerá da conferência, pela Secretaria Acadêmica da Fatec, dos documentos obrigatórios anexados pelo próprio candidato.

Quem não tiver acesso ao sistema poderá comparecer à Fatec, no período de matrícula, para utilização de um terminal de computador com acesso à internet, desde que não seja feriado municipal na cidade onde a unidade está sediada. Os interessados devem entrar em contato com a Fatec para verificar data e horário de atendimento. Para utilizar os equipamentos, será obrigatório o uso de máscara de proteção facial e também respeitar as demais medidas de proteção do Protocolo Sanitário Institucional do Centro Paula Souza (CPS).

É importante ressaltar que o acompanhamento das etapas do processo seletivo, a verificação das listas de convocação e leitura atenta do Manual do Candidato e da Portariado Vestibular são de inteira responsabilidade do candidato.

Confira as próximas datas importantes:

21 e 22 de janeiro – Envio de documentos para requerimento de matrícula;

28 e 29 janeiro – Matrícula dos convocados na primeira chamada;

1º de fevereiro – Divulgação da segunda lista de convocação;

2 de fevereiro – Matrícula dos convocados na segunda lista.

Caso as vagas oferecidas não sejam preenchidas na segunda chamada, novas listas serão publicadas exclusivamente nos sites das unidades. Cabe ao candidato acompanhar a convocação.

Documentos para matrícula

Para requerer a matrícula, os convocados para os 81 cursos superiores tecnológicos devem fazer o upload legível dos seguintes documentos:

  • documento de identidade – RG, carteira de identidade de militar pelas Forças Armadas ou pela Polícia Militar, cédula de Registro Nacional de Estrangeiros (RNE) dentro da validade;
  • cadastro de pessoa física (CPF) ou documento contendo o número do CPF;
  • foto 3X4 de rosto recente, fundo neutro;
  • documento de quitação com o serviço militar para brasileiros maiores de 18 anos do sexo masculino;
  • histórico escolar completo do Ensino Médio (frente e verso);
  • certificado de conclusão do Ensino Médio (frente e verso).

Para os aprovados que concluíram o Ensino Médio por estudos equivalentes no exterior, no todo ou em parte, também é necessário o upload do parecer de equivalência de estudos realizados no exterior emitido pela Secretaria da Educação ou Conselho Estadual de Educação (frente e verso).

Documentos em língua estrangeira devem estar vistados pela autoridade consular brasileira no país de origem e acompanhados da respectiva tradução oficial.

Os beneficiados pelo item “escolaridade pública” do Sistema de Pontuação Acrescida devem fazer upload do histórico escolar ou declaração comprovando que cursaram integralmente o Ensino Médio ou EJA na rede pública municipal, estadual ou federal, com detalhamento das escolas onde estudaram.

Quem pretende obter aproveitamento de estudos em disciplinas já concluídas em outro curso superior deve apresentar a documentação referente à carga horária, ementa e programa da disciplina cursada e histórico escolar da instituição de origem – mais detalhes no Manual do candidato.

Outras informações pelos telefones (11) 3471-4103 (Capital e Grande São Paulo) e 0800-596 9696 (demais localidades) ou em vestibularfatec.com.br.

Receba as principais notícias direto no seu Telegram https://t.me/portalhortolandia
Continue Lendo

São Paulo

Governo de SP inicia vacinação contra coronavírus no interior

Redação

Publicado

em

Por

Cerca de 60 mil profissionais que atuam em hospitais serão imunizados

Serão vacinados cerca de 60 mil profissionais que atuam nos cinco hospitais-escola selecionados. Foram enviadas 4,4 mil doses da vacina desenvolvida pelo laboratório chinês Sinovac, em parceria com o Instituto Butantan, para que a vacinação comece ainda hoje.

Segundo o governo estadual, os trabalhadores do Complexo do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo, na capital paulista, já começaram a tomar o imunizante desde as 7h de hoje. A aplicação da vacina começou ontem, logo depois da aprovação pela Anvisa. Ontem, foram vacinadas 112 pessoas.

“Estamos distribuindo as grades de vacinas e insumos com muita agilidade, graças ao planejamento e mobilização das equipes. Há cerca de três meses temos nos dedicado a organizar a campanha, que agora começa com a priorização dos nossos heróis da saúde”, disse o secretário de Saúde, Jean Gorinchteyn.

De acordo com o governo estadual as vacinas e insumos serão enviados a partir de amanhã para os polos regionais, que farão a redistribuição para as prefeituras. A prioridade é que sejam vacinados antes os profissionais de saúde que atuam no combate à pandemia e também os povos indígenas.

Fonte Agência Brasil EBC

Receba as principais notícias direto no seu Telegram https://t.me/portalhortolandia
Continue Lendo

São Paulo

Governo lança site Vacina Já para pré-cadastro da imunização contra COVID-19

Portal Hortolândia

Publicado

em

O Governo de São Paulo lançou neste domingo (17) o site www.vacinaja.sp.gov.br para agilizar a campanha de vacinação contra o COVID-19 no estado.

Nele, todas as pessoas aptas a receber a vacina do Butantan podem fazer um pré-cadastro. Nesta primeira etapa, o grupo prioritário é formado por profissionais de saúde e indígenas.

O pré-cadastro não é um agendamento, mas vai garantir um atendimento mais rápido nos locais de vacinação e evitar a formação de aglomerações. O fornecimento das informações é opcional, mas a participação de cada um vai ajudar toda a sociedade.

Quem não conseguir fazer o pré-cadastro não precisa se preocupar, pois a vacinação também será feita sem ele. Apenas será necessário fazer o cadastro completo na unidade de vacinação. A maior parte dos profissionais de saúde vai receber a vacina nos seus locais de trabalho.

Receba as principais notícias direto no seu Telegram https://t.me/portalhortolandia
Continue Lendo

Noticias

Publicidade

Youtube

 

PONTE DA ESPERANÇA

Populares