Connect with us

São Paulo

Balanço da Operação “República – 2019” nas rodovias paulistas

Publicado

em

O Comando de Policiamento Rodoviário (CPRv), órgão de execução da Polícia Militar do Estado de São Paulo, alinhado ao Programa Respeito à Vida – São Paulo Dirigindo com Responsabilidade e ao Programa de Redução de Acidentes de Trânsito e Segurança Viária 2011- 2020 (ONU), realizou no período compreendido das 00h do dia 14 de novembro de 2019 (quintafeira), até as 23h59min do dia 17 de novembro de 2019 (domingo), a Operação “República”, nos mais de 22.000 km da malha rodoviária do Estado de São Paulo, considerando que somente nesse período, em torno de 2,5 milhões de veículos deixaram a Capital paulista em direção as diversas regiões do Estado.

Com o planejamento e presença do Policiamento Rodoviário nas estradas e rodovias, é necessário destacar que, todo esse esforço e intensificação da fiscalização levou a redução de vítimas fatais em -37,84%, porém a maioria dos acidentes poderiam ter sido evitada, pois em grande parte dos casos, a causa desses sinistros esteve relacionada à imprudência, negligência ou imperícia dos condutores, sendo que das 23 vítimas fatais, 06 morreram em decorrência na condução de motocicletas (23,08%) e 6 mortes foram decorrentes de atropelamentos (23,08%), que juntas, correspondem a 52,17% do total de mortos.

Infelizmente, a desatenção, o desrespeito às sinalizações, são fatores que ainda contribuem para essas ocorrências. Em razão disso, o Policiamento Rodoviário tem priorizado as fiscalizações, quanto às ultrapassagens proibidas, excesso de velocidade e outros comportamentos nocivos à segurança viária por parte dos usuários das vias.

Com o foco principal na preservação da vida, foram elaborados:

* 24.480 autuações (aumento de -38,85%), além de autuações por excesso de velocidade, 16.786 imagens de radar (aumento de -39,19%), o que demonstra que a imprudência dos motoristas ainda é elevada;

* 421 autuações (-11,55%) em decorrência de motoristas flagrados sob efeito de álcool ou de outras substâncias psicoativas, que determinem dependência, bem como, 526 autuações em condutores que se recusaram ao teste do etilômetro, sendo que 9.636 motoristas realizaram o teste do etilômetro (aumento de 40,47%), destes, 10 foram presos em flagrante pelo crime de embriaguez ao volante (-23,08%), sendo que destes, 06 se envolveram em acidentes de trânsito.

* 4.402 autuações por não utilizarem o cinto de segurança e outros dispositivos de retenção;

* 2.289 autuações por ultrapassagens pela contramão de direção;

* 29 veículos foram removidos para os pátios;

* 947 Carteiras Nacionais de Habilitação (CNH) recolhidas;

* 983 Certificados de Registro e Licenciamento de Veículos (CRLV) recolhidos. Mediante o planejamento operacional realizado, visando o combate aos diversos ilícitos penais, destacam-se:

* 64 pessoas (aumento de -4,48%) presas em flagrante por outros crimes;

* 12 procurados pela Justiça foram recapturados e devolvidos ao sistema penitenciário;

* 360,547 kg de drogas apreendidas (40,245 kg de cocaína e pasta base; 317,095 kg de maconha; e outras);

* 1.005.670 maços de cigarros apreendidos.

São Paulo

Mais de 1 mil policiais civis são convocados para tomar posse em São Paulo

Publicado

em

Próxima etapa será o início dos cursos de formação na Academia de Polícia da Instituição

Nesta terça-feira (3), 1.100 policiais civis aprovados em concursos públicos foram convocados para tomar posse durante solenidade que aconteceu no Memorial da América Latina, no bairro da Barra Funda, zona oeste da Capital. O secretário da Segurança Pública, general João Camilo Pires de Campos participou da cerimônia.

“Parabenizo cada um pela vitória alcançada”, destacou o titular da pasta durante o seu discurso. “Vocês escolheram atender um chamamento. Ser policial é muito mais que cumprir uma missão, é destino. Aquele que sentiu vontade de ser policiar atendeu a uma chama que queima no peito e essa chama se chama vocação”, completou.

Do total dos empossados, nomeados em novembro, 400 são para a carreira de agente policial, 300 para agente de telecomunicação, 200 para auxiliar de papiloscopistas e 200 para papiloscopistas. A próxima etapa será o início dos cursos de formação na Academia de Polícia Civil Doutor Coriolano Nogueira Cobra (Acadepol).

As atividades têm início no dia seguinte à posse e tem duração de seis meses, sendo duas semanas de estágio em unidades policiais. “Parabéns por todas as fases que passaram. Aguardamos ansiosos a saída de vocês da academia para comporem nossos quadros”, afirmou o delegado-feral da Polícia Civil, Ruy Ferraz Fontes.

Ao longo do curso, os profissionais estudarão uma média de 27 disciplinas, como Criminalística, Armamento e tiro, Diretos Humanos e Conduta Policial e Técnicas de Abordagem, além de palestras sobre Legislação. Depois de formados, os policiais serão distribuídos de acordo com a classificação final do curso e da necessidade de cada região.

Reforço policial

Para reforçar ainda mais o efetivo policial paulista, em breve tomarão posse 715 escrivães de polícia que foram nomeados no dia 18 de novembro. Além disso, na manhã desta terça-feira (3), 2.080 soldados de 2ª classe da Polícia Militar se formaram. Eles iniciarão suas atividades na Operação Verão 2019/2020.

Também há concursos em andamento para 5.400 vagas de soldado de 2ª classe, 190 alunos oficiais e 850 policiais civis, sendo 250 delegados e 600 investigadores. Complementar a isso, o Governo autorizou a abertura de 2.750 vagas para concursos da Polícia Civil e 189 da Polícia Técnico-Científica.

Continue Lendo

São Paulo

8 morrem pisoteados em baile funk em SP

Publicado

em

Ao menos oito pessoas morreram na madrugada desde domingo, em um baile funk na comunidade de Paraisópolis, na Zona Sul de São Paulo, após serem pisoteadas durante uma confusão.

A confusão começou depois que a policia ir até o local por causa do barulho do baile. Os policiais perseguiram suspeitos em uma motocicleta e houve troca de tiros.

Os suspeitos adentaram o local do baile onde tinha cerca de 5 mil pessoas. Ainda de acordo com a polícia, equipes da Força Tática foram dar apoio ao local sendo recebidas com pedradas e garrafadas.

Os policiais revidaram com munições químicas para dispersão momento que então houve correria.

Durante a confusão, nove pessoas foram pisoteadas e levadas em estado grave ao Pronto Socorro do Campo Limpo. Oito pessoas morreram.

Continue Lendo

São Paulo

Padre Haroldo morre aos 100 anos

Publicado

em

O padre Haroldo Joseph Rahm morreu aos 100 anos na tarde deste sábado (30) em São Paulo.

Ele vivia na Casa dos Jesuítas Companhia de Jesus onde recebia assistência de enfermeiros e cuidadores no próprio local. Ele teve uma parada cardíaca na residência.

Padre Haroldo foi missionário americano referência no acolhimento de dependentes químicos.

Continue Lendo