Connect with us

São Paulo

Estado reduz homicídios, latrocínios e todas as modalidades de roubo em 2019

Redação

Publicado

em

Os furtos de veículos e as extorsões mediante sequestro também diminuíram

O Estado de São Paulo terminou o ano de 2019 com reduções nos indicadores de casos e vítimas de homicídios e latrocínios, além de queda em todas as modalidades de roubos. Os índices de furtos de veículos e extorsões mediante sequestro também caíram.

Os casos de homicídios dolosos recuaram 5,8% no ano, passando de 2.949 para 2.778 registros. No indicador de vítimas a queda foi de 6,4%, com 2.906 casos em 2019. São os menores totais das séries históricas, iniciadas em 2001.

Com os resultados, as taxas anuais reduziram para 6,27 ocorrências e 6,56 vítimas de mortes intencionais para cada grupo de 100 mil habitantes. Os índices são os menores da série histórica.

As ocorrências de latrocínios recuaram 28,9%. Foram 192 ocorrências no ano passado, contra 270 em 2018. No indicador de vítimas de roubos seguidos de morte a queda foi de 28,4%, já que o total passou de 278 para 199. É a primeira vez que o indicador fica abaixo de 200.

No mesmo período, o Estado teve aumento de 3,6% nos casos de estupros, que tiveram 12.374 registros em 2019. Já as extorsões mediante sequestro caíram de 21 para 11, ou seja, 10 casos a menos. 

Roubos e furtos

O Estado apresentou redução em todas as modalidades de roubos. Os roubos em geral recuaram 2,9%, com 7.714 casos a menos – passou de 263.115 para 255.401. Os roubos a banco diminuíram em mais da metade – de 54 para 21 no período. É o menor total da análise histórica.

Nos roubos de veículo a redução foi ainda maior. Com 46.517 ocorrências no ano passado, ante 58.970 no ano de 2018, a queda foi de 21,1% ou de 12.543 em números absolutos. A quantidade é a menor da série histórica.

Nos últimos 12 meses os roubos de carga também diminuíram. Com redução de 16,2%, o total passou de 8.738 no ano de 2018 para 7.325 em 2019.

A tendência de queda se estendeu para furtos de veículos, que caíram 8,8%. Foram 99.346 casos em 2018 e 90.652 em 2019. A soma é a menor da série histórica.

Os furtos em geral, em contrapartida, subiram 3,4% no período. O total passou de 504.896 para 522.163 nas comparações dos anos de 2018 e 2019.

Produtividade

O trabalho das polícias paulistas no Estado, no ano passado, resultou em 195.773 prisões. O número, que representa um aumento de 3,19%, é recorde na série histórica. É a primeira vez que o indicador fica acima de 191 mil.

No mesmo período, houve apreensão de 12.815 armas de fogos ilegais. Também foram registrados 47.483 flagrantes por tráfico de drogas.

Fonte: Assessoria de Imprensa e Comunicação da Secretaria da Segurança Pública

São Paulo

SP antecipa entrega de vacinas contra gripe para prevenir novo coronavírus

Redação

Publicado

em

Por

Governador anunciou medida ao lado do Ministro da Saúde; Instituto Butantan está fabricando 75 milhões de doses para campanha antecipada

O Governador João Doria confirmou nesta quinta-feira (27) a antecipação da produção de vacinas contra gripe pelo Instituto Butantan, que será ampliada para 75 milhões de doses em 2020. Por isso, a campanha de imunização contra a gripe em São Paulo será antecipada em 23 dias antes do prazo inicialmente planejado, começando em 23 de março.

A medida foi decidida em conjunto com o Ministério da Saúde e o Centro de Contingência do Estado de São Paulo para o novo coronavírus. O Instituto Butantan vai entregar 13% a mais de vacinas em 2020 do que no ano passado.

A decisão foi anunciada em entrevista coletiva no Palácio dos Bandeirantes. Além de Doria, participaram o Ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta, o Secretário de Estado da Saúde José Henrique Germann e o Coordenador do Centro de Contingência do COVID-19 (sigla em inglês para o novo coronavírus) em São Paulo, o médico infectologista David Uip.

Uip explicou que, embora a vacina contra a gripe não seja diretamente efetiva contra o novo coronavírus, a imunização ampliada é fundamental para reduzir a capacidade de contaminação nos próximos meses.

“Vacinando mais, mais pessoas estão protegidas e menos suscetíveis a doenças. É uma decisão absolutamente fundamental neste momento em que nós estamos começando a enfrentar um novo vírus. O Instituto Butantan está produzindo 75 milhões de doses desta vacina, é um recorde absoluto. Isto representa 10% da produção mundial”, declarou o infectologista.

O Ministro da Saúde também destacou a capacidade robusta dos serviços de São Paulo para o combate ao COVID-19. Mandetta confirmou que a campanha nacional de imunização contra a gripe será antecipada para 23 de março, quase um mês antes do prazo inicialmente planejado.

A decisão pela ampliação da capacidade vacinal em todo o Brasil vem um dia após a confirmação do primeiro caso de paciente contaminado pelo COVID-19 no país. Um homem de 61 anos residente na capital paulista teve diagnóstico positivo após retornar de viagem à Itália, país em que o vírus já estava em circulação.

O Instituto Butantan já está em fase final de produção da vacina trivalente contra o vírus Influenza para antecipar o fornecimento de lotes ao Ministério da Saúde, responsável por definir o calendário vacinal.

“A vacina deixa o sistema imunológico de 80% dos que tomam a vacina protegido contra as cepas virais que estão circulando e são milhares de vezes mais comuns que o coronavírus. É um instrumento importante porque diminui a espiral de epidemia de outros vírus que podem ocorrer e confundir a população”, afirmou Mandetta.

Orientação

Doria ainda destacou a importância da divulgação de informações pelo poder público para orientar corretamente a população na prevenção ao novo coronavírus. Para o Governador, a transparência nas ações de comunicação enfraquece a possibilidade de boatos alarmistas e notícias falsas.

“Nosso objetivo é a informação, que é fundamental em uma circunstância como essa para que haja conhecimento por parte da população sobre os procedimentos a serem adotados a partir da identificação de um portador aqui em São Paulo. Exatamente para que não haja pânico, equívocos de interpretação e situações que não são necessárias”, afirmou.

Continue Lendo

São Paulo

Saiba como pedir a segunda via de RG e CNH no Poupatempo

Portal Hortolândia

Publicado

em

Cidadãos paulistas que necessitarem da segunda via de documentos pessoais, como RG e CNH (Carteira Nacional de Habilitação) pode recorrer a um dos 76 postos do Poupatempo presentes no Estado de São Paulo. Nesse período de festejos de Carnaval, o programa alerta ainda para que foliões fiquem atentos aos seus pertences durante os passeios para evitar a perda ou dano do documento.

Em 2019, o total de segundas vias de RG emitidas nos 76 postos Poupatempo foi de 3,6 milhões. Já a segunda via de CNH ultrapassou os 500 mil pedidos no ano. Os primeiros meses do ano são os mais procurados pelos cidadãos. O Poupatempo estima um aumento de até 20% nos atendimentos nesse período.

Como solicitar

Para marcar dia e horário para atendimento presencial, além de consultar informações, endereços e horários de funcionamento dos postos, o Poupatempo disponibiliza os seguintes canais de atendimento:
? Portal na internet: www.poupatempo.sp.gov.br;
? Poupinha: assistente virtual disponível no canto inferior direito da tela do portal do Poupatempo;
? Aplicativo no celular: SP Serviços;
? Totens de autoatendimento: em São José do Rio Preto, o Poupatempo conta com três totens de autoatendimento.
? Atendimento eletrônico: Agendamento e informações sobre serviços agendados, 24 horas por dia, 7 dias por semana. Ligações de telefone fixo pelo (11) 4135-9700 ? capital e Grande São Paulo / 0300 847 1998 ? demais municípios do Estado; de celular: (11) 4135-9700 ? todos os municípios de São Paulo.

A taxa para a emissão de segunda via da Carteira de Identidade é de R$ 41,42. Para emitir segunda via da CNH o custo é de R$ 45,56, além de R$ 91,11 do exame médico (total de R$ 136,67).

Novo RG

Desde 20 de agosto de 2019, os postos do Poupatempo de todo o Estado passaram a oferecer atendimento para solicitação do novo modelo de RG.

Emitido pelo Instituto de Identificação Ricardo Gumbleton Daunt (IIRGD), órgão da Polícia Civil, o novo RG é mais moderno e seguro para garantir a autenticidade do documento. O novo RG é menor que o anterior (tamanho semelhante ao da CNH) e possui um QR Code e um código de barras para garantir a autenticidade do documento.

Com a nova Carteira de Identidade, o cidadão pode incluir dados de diversos documentos, como o número do Título de Eleitor, Carteira de Trabalho e Previdência Social, Certificado Militar, Carteira Nacional de Habilitação, documento de identidade profissional, Cartão Nacional de Saúde, tipo sanguíneo e fator Rh, NIS/PIS/PASEP e o CID, que é a Classificação Internacional de Doenças.

Pessoas com deficiência podem incluir o CID (Classificação Internacional de Doenças), mediante apresentação do Atestado Médico ? modelo produzido pela Polícia Civil ? assinado e carimbado pelo médico. O documento está disponível no site do Poupatempo (www.poupatempo.sp.gov.br) para impressão e também pode ser retirado nos postos Poupatempo.

Importante destacar que, para inclusão dos dados, o cidadão precisa comprovar as informações, apresentando os documentos originais que deseja incluir no RG no dia da emissão do novo documento.

Atendimento no Carnaval

No Carnaval, todas as unidades do Poupatempo no Estado de São Paulo estarão fechadas na segunda (24) e terça-feira (25). O atendimento será retomado na quarta-feira (26), a partir das 12h, conforme o decreto estadual 64.786/2020.

No sábado (22), e a partir de quinta-feira (27), todas as unidades abrirão em seus horários habituais, que podem ser consultados no portal www.poupatempo.sp.gov.br

data funcionamento
Segunda-feira (24) Fechado
Terça-feira (25) Fechado
Quarta-feira (26) Aberto a partir das 12h

Continue Lendo

São Paulo

Defesa Civil emite alerta para chuvas no estado de São Paulo

Portal Hortolândia

Publicado

em

Entre quinta-feira (20) e sexta-feira (21), a região metropolitana de São Paulo deve receber entre 90 milímetros (mm) e 140 mm de chuvas, segundo alerta da Defesa Civil estadual. Um volume semelhante também deve atingir as regiões do Vale do Ribeira, Baixada Santista, Sorocaba e Itapeva.

Deve chover forte, apesar de com menos intensidade, no litoral norte, em Marília, Campinas, Bauru, Araçatuba, Presidente Prudente e Vale do Paraíba, onde estão previstos cerca de 75 mm de precipitação.

Alerta

A prefeitura de São Paulo emitiu um alerta para o potencial de estragos que o grande volume de chuvas pode trazer para a cidade. Segundo o aviso, há o risco de transbordamento de rios e córregos e alagamentos em vias da cidade. Como o solo está encharcado pelas chuvas constantes dos últimos dias, pode haver ainda deslizamentos de terra em áreas de risco.

A instabilidade é causada por uma frente fria que chegou ao estado.

Chuvas

Do dia 9 para o 10 de fevereiro, a capital paulista recebeu 114 mm de chuvas. Os temporais causaram fortes transtornos, com o registro de 160 pontos de alagamento por toda a cidade. O Corpo de Bombeiros recebeu mais de mil chamados de pessoas ilhadas pelas enchentes ou afetadas por deslizamentos de terra. Em todo o estado, ao menos 516 pessoas ficaram desalojadas e 142 desabrigadas.

O Centro de Gerenciamento de Emergências da Prefeitura de São Paulo recomenda que as pessoas evitem transitar por áreas alagadas e que busquem abrigo em casas ou prédios. Também é importante ficar longe da rede elétrica ou de árvores. Caso seja necessário, deve se solicitar ajuda a órgãos competentes, como o Corpo de Bombeiros.

Fonte: Agência Brasil

Continue Lendo



Max Milhas