Connect with us

São Paulo

Operação São Paulo Mais Seguro mobiliza mais de 16,6 mil policiais militares

Portal Hortolândia

Publicado

em

35ª edição da ação conta com equipes da PM distribuídas em mais de 1,3 mil pontos em todo o Estado de São Paulo

A Polícia Militar desencadeia, desde às 5 horas desta quarta-feira (15), a Operação São Paulo Mais Seguro em todo o Estado de São Paulo, com a finalidade de garantir a continuidade da redução dos indicadores criminais, aumentando a presença ostensiva para melhorar a percepção de segurança das pessoas e combater o crime.

A operação conta com a mobilização de 16.679 policiais militares, com o emprego de 7.482 viaturas e 11 helicópteros, distribuídos em 1.356 pontos. As equipes estarão em locais estratégicos, apontados pelo serviço de inteligência da PM, para sufocar possíveis ações de criminosos.

São Paulo

Jovem de 26 anos morre com coronavírus em São Paulo

Redação

Publicado

em

Por

Jovem tinha histórico de atleta em corridas de maratonas

Foi registrado neste sábado(28), em São Paulo, a morte de um jovem de 26 anos por coronavírus.

Maurício Suzuki foi diagnosticado com coronavírus no dia 19 de março e desde então ficou em isolamento.

No dia 23 ele voltou ao hospital com muita falta de ar e foi internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e veio a falecer no sábado(28).

Maurício colecionava várias medalhas conquistadas em maratonas e de acordo com a família ele não tinha ele era bem saudável, sempre cuidando da saúde.

O VÍRUS EM SÃO PAULO

São Paulo é o estado com mair número de infectados e óbitos por coronavírus. No último balanço do Ministério da Saúde, o estado tinha 1.451 infectados e 98 mortes confirmadas.

O estado continua em isolamento social que é a melhor medida para desacelerar o contágio.

Continue Lendo

São Paulo

Mortes por coronavírus crescem 164% em 4 dias no Estado de SP

Portal Hortolândia

Publicado

em

O número de óbitos relacionados ao novo coronavírus no Estado de São Paulo cresceu 163,6% em apenas quatro dias, conforme balanço da Secretaria de Estado da Saúde. No último domingo (22), o Estado registrava 22 mortes, contra 58 nesta quinta-feira (26). Os óbitos confirmados hoje também apontam um avanço da doença para outras regiões do Estado.

No domingo apenas a capital paulista registrava óbitos relacionados à doença. Já nesta quinta-feira, os municípios de Vargem Grande Paulista, Guarulhos, Taboão da Serra e Ribeirão Preto também contabilizam pelo menos um óbito.

Dos 10 novos óbitos contabilizados hoje, 7 são homens (36, 63, 73, 76, 80, 86 e 92) e 3 mulheres (64, 77, 77). Nove são da Capital e o paciente de 36 anos, que apresentava comorbidades, é do município de Ribeirão Preto.

O número de pacientes graves em UTI de hospitais públicos e privados, notificados no sistema da Secretaria, também indica crescimento. Ontem (25) eram 59 pacientes com casos confirmados. Hoje, foram informadas 84 pessoas internadas.
O Estado também registra 1.052 casos confirmados da doença.

Continue Lendo

São Paulo

São Paulo anuncia programa ‘Merenda em Casa’ para 700 mil alunos

Portal Hortolândia

Publicado

em

O Governador João Doria anunciou nesta quarta-feira (25) o lançamento do programa Merenda em Casa, que vai ofertar a alimentação para 700 mil estudantes matriculados na rede estadual de São Paulo. O valor do investimento é de R$ 40,5 milhões por mês e chegará a mais de 20% dos 3,5 milhões de alunos da rede

A iniciativa, de caráter emergencial, ocorre em virtude da suspensão das aulas em todas as 5,4 mil escolas da rede estadual de São Paulo desde segunda-feira (23), como forma de conter a propagação do novo coronavírus.

“A medida vai perdurar enquanto as aulas estiverem suspensas. É uma medida protetiva, de atenção às famílias e às crianças mais vulneráveis do nosso Estado. O valor é suficiente para comprar uma cesta básica”, afirmou Doria.

Serão beneficiados os estudantes cujas famílias recebem o Bolsa Família, bem como aqueles que vivem em condição de extrema pobreza, de acordo com o Cadastro Único do Governo Federal.

O valor de R$ 55 por estudante será disponibilizado às famílias para a compra de alimentos a partir de abril. Os repasses serão oferecidos enquanto as aulas seguirem suspensas nas escolas.

“Além de um direito, a merenda escolar é uma garantia de capacidade para o pleno desenvolvimento dos estudantes”, disse o Secretário de Estado da Educação, Rossieli Soares.

Repasse

Para identificar os alunos, haverá um cruzamento de dados entre as bases da Secretaria de Estado da Educação e da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social. Dessa forma, as duas pastas poderão identificar alunos em extrema pobreza inseridos no Cadastro Único, sejam eles beneficiários do Bolsa Família ou não.

O montante será repassado pela Secretaria da Educação para a Secretaria de Desenvolvimento Social, que, por sua vez, fará o repasse às famílias. “Essa ação vai evitar, por exemplo, que um aluno que ainda não tenha CPF e seu responsável indicado na matrícula na rede estadual não esteja inserido no Cadastro Único deixe de ser beneficiado”, explicou Rossieli Soares.

Com o pagamento do auxílio, o Governo de São Paulo quer garantir que os alunos mais vulneráveis, que se alimentam diariamente das refeições servidas nas escolas, não fiquem desassistidos.

A Secretaria de Estado da Educação, em parceria com a União dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime), estuda uma alternativa de aproveitar os alimentos perecíveis destinados para a merenda que estão estocados nas escolas.

Continue Lendo