Connect with us
Publicidade

São Paulo

SP abre inscrição para voluntários de vacina contra o coronavírus

Portal Hortolândia

Publicado

em

O governo de São Paulo lançou hoje (13) uma plataforma para inscrição de voluntários que queiram participar dos testes da vacina contra o novo coronavírus, a CoronaVac, desenvolvida por laboratório chinês.

As inscrições serão feitas por meio do portal www.saopaulo.sp.gov.br/coronavirus/vacina, onde será possível acessar a plataforma de triagem para saber se o candidato preenche os critérios de recrutamento. O cadastramento nos centros de pesquisa participantes começa amanhã (14).

Nessa plataforma, os voluntários interessados irão responder a algumas perguntas iniciais para saber se têm o perfil necessário para participar dos testes com a vacina. Após esta etapa, serão informados os endereços dos centros de pesquisa que devem ser procurados para, enfim, iniciarem todos os processos necessários para confirmar a participação. Todas as informações são sigilosas.

Poderão se inscrever apenas profissionais da saúde que ainda não tiveram a doença e que atuam com pacientes com covid-19, doença provocada pelo novo coronavírus. Eles não podem ter outras doenças nem estar em fase de testes para outras vacinas. As voluntárias também não poderão estar grávidas.

Fase 3

O governo de São Paulo vai iniciar a fase 3 de teste em humanos da CoronaVac no dia 20 de julho.

Esta vacina contra o novo coronavírus, desenvolvida pela Sinovac, sediada na China, é uma das mais avançadas em testes. Ela já está na terceira etapa, chamada clínica, de testagem em humanos. O laboratório chinês já realizou testes do produto em cerca de mil voluntários na China, nas fases 1 e 2. Antes, o modelo experimental aplicado em macacos apresentou resultados expressivos em termos de resposta imune contra as proteínas do vírus.

Os testes com a CoronaVac serão realizados em 9 mil voluntários em centros de pesquisas de São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Rio Grande do Sul e Paraná, além de Brasília. A pesquisa clínica será coordenada pelo Instituto Butantan e o custo da testagem é de R$ 85 milhões, custeados pelo governo.

A vacina é inativada, ou seja, contém apenas fragmentos do vírus, inativos. Com a aplicação da dose, o sistema imunológico passaria a produzir anticorpos contra o agente causador da covid-19, a doença provocada pelo novo coronavírus. No teste, metade das pessoas receberá a vacina e metade receberá placebo, substância inócua. Os voluntários não saberão o que vão receber.

fonte ebc

Receba as principais notícias direto no seu Telegram https://t.me/portalhortolandia

São Paulo

Aulas presenciais em escolas estaduais prevista para o dia 7 de outubro

Portal Hortolândia

Publicado

em

Nesta sexta-feira (07), o Governador João Doria anunciou a retomada das aulas presenciais no estado se dará no dia 7 de outubro. Para que a previsão se concretize, é necessário que o estado esteja por 28 dias na fase amarela do Plano São Paulo. O retorno será gradual e, na primeira etapa, vai atingir até 35% dos alunos.

“A volta gradual e responsável das atividades escolares é fundamental, principalmente para as crianças das camadas mais desfavorecidas da sociedade. O retorno é importante não somente pelo aspecto educacional, mas também pela questão social e da segurança alimentar”, afirmou Doria.

Os riscos para saúde mental dos estudantes com longos períodos de isolamento devido à pandemia e ao fechamento das escolas têm sido apontados em alguns estudos. Segundo pesquisa Datafolha, 75% dos estudantes das escolas estaduais de São Paulo declararam que estão tristes, ansiosos ou irritados.

A Organização das Nações Unidas (ONU) afirmou que a paralisação das aulas presenciais gera uma “catástrofe geracional que pode desperdiçar um potencial humano incalculável, minar décadas de progresso e acentuar desigualdades.”

“Proteger vidas, cuidar dos nossos estudantes e profissionais é a coisa mais importante que precisamos fazer nesse tempo de pandemia. Essa tem que ser a premissa fundamental que tem nos guiado e vai continuar nos guiando”, reforçou o Secretário de Estado da Educação, Rossieli Soares.

A última previsão do Governo de São Paulo era de que as atividades presenciais pudessem ser retomadas no dia 8 de setembro. A data teve de ser adiada por recomendação do Centro de Contingência do Coronavírus, tendo em vista que apesar de 86% da população do estado já estar na fase amarela, dificilmente no próximo ciclo de 14 dias, todo o estado estará, já que há regiões que continuam na fase vermelha.

Reforço e atividades opcionais em setembro

A partir do dia 8 de setembro, as escolas localizadas em regiões na fase amarela ficam autorizadas a receber os alunos para aulas de reforço, recuperação e atividades opcionais. Para isso, as regiões também terão de obedecer ao critério de estar há pelo menos 28 dias na fase amarela.

Além disso, as escolas também terão de respeitar o limite máximo de alunos nas unidades e os protocolos sanitários. Nesta primeira etapa, na educação infantil e nos anos iniciais do ensino fundamental, apenas até 35% dos alunos devem ser atendidos em atividades presenciais. Para os anos finais do ensino fundamental e ensino médio, o limite máximo de alunos é de 20%.

Cada escola poderá optar pela reabertura regionalizada a partir de um processo de consulta com envolvimento da comunidade escolar – pais e responsáveis, estudantes e educadores.

Se a escola optar pela reabertura, os professores que tiverem interesse poderão realizar atividades com poucos alunos. Apenas participam os estudantes que tiverem anuência dos responsáveis, sendo que aqueles que fazem parte do grupo de risco devem permanecer em casa. Do mesmo modo, profissionais da educação do grupo de risco continuam trabalhando remotamente.

Este período de setembro até outubro, quando deve ocorrer a provável retomada das aulas, deverá ser aproveitado pelas escolas que optarem pela reabertura para atividades como plantão de dúvidas, atividades esportivas, tutoria, aulas em laboratórios de informática e ciências, entre outras ações ligadas ao reforço e recuperação do que já foi ministrado. Novos conteúdos curriculares só poderão ser aplicados a partir do dia 7 de outubro.

Equipamentos de segurança na rede estadual

A rede estadual de São Paulo está se preparando para que a retomada das aulas seja feita com toda segurança. Para isso, adquiriu uma série de insumos destinados tanto aos estudantes quanto aos servidores, como 12 milhões de máscaras de tecido, 300 mil face shields (protetor facial de acrílico), 10.168 termômetros a laser, 10 mil totens de álcool em gel, 221 mil litros de sabonete líquido, 78 milhões de copos descartáveis, 112 mil litros de álcool em gel e 100 milhões de unidades de papel toalha.

Receba as principais notícias direto no seu Telegram https://t.me/portalhortolandia
Continue Lendo

São Paulo

Poupatempo entrega mais de 120 mil documentos em dez dias

Portal Hortolândia

Publicado

em

Desde o dia 20 de julho, o Poupatempo, em parceria com o Detran.SP, iniciou uma ação para enviar documentos – RG e CNH – que ficaram retidos nos postos e não puderam ser entregues por causa da pandemia e suspensão dos atendimentos presenciais.

Em dez dias, foram postados pelos Correios, sem nenhum custo para os cidadãos, 100 mil RGs e 22 mil CNHs. Com essa medida, o Poupatempo pretende entregar 195 mil documentos em todo Estado (130 mil RGs e 65 mil CNHs).

De acordo com o diretor da Prodesp, Murilo Macedo, o objetivo é oferecer mais facilidade para a população e evitar aglomerações futuras, quando as unidades forem reabertas.

“Com a entrega dos documentos pelos Correios, o cidadão não precisa se preocupar em ir até o Poupatempo ou Detran para retirar seu RG ou sua CNH, garantindo assim mais conforto e segurança à população, neste momento em que o isolamento social é a principal arma que temos contra o vírus”, afirma.

A entrega dos documentos está sendo feita em etapas, nos endereços de cadastro dos usuários. Quem não receber o documento até 10/08, pode entrar em contato com o Poupatempo pelo portal (www.poupatempo.sp.gov.br), no Fale Conosco.

Receba as principais notícias direto no seu Telegram https://t.me/portalhortolandia
Continue Lendo

São Paulo

Testagem em massa avança em presídios do estado

Portal Hortolândia

Publicado

em

A Secretaria da Administração Penitenciária (SAP) está dando continuidade à testagem em massa de servidores e presos sob custódia da Pasta. Após o bem-sucedido piloto na Penitenciária II de Sorocaba, que ocorreu em junho, agora outras 26 unidades passam pelos testes.

Os exames em presídios fazem parte do programa de testagem em massa do Governo do Estado de São Paulo em populações vulneráveis, incluindo-se aí, as pessoas privadas de liberdade.

As unidades prisionais foram inseridas num cronograma técnico elaborado por órgãos de saúde. A iniciativa é fruto de ações conjuntas entre as Secretarias da Administração Penitenciária, da Saúde e de Desenvolvimento Econômico do Estado de São Paulo, por meio do Instituto Butantan e do Centro Paula Souza.

A testagem teve continuidade no último dia 2/07, com a participação de unidades localizadas na capital paulista, Grande SP e Litoral Sul. Nesta primeira fase, serão contemplados 26 presídios instalados na capital, Santo André, Franco da Rocha, Osasco, Taiúva, Guareí, Irapuru, Pacaembu, Praia Grande, Presidente Prudente, Presidente Venceslau, Araçatuba, Mairinque, Casa Branca, Sorocaba, Americana, Campinas, Hortolândia e Capela do Alto.

Os presos com resultado positivo no Teste Rápido (que identifica a presença de anticorpos no organismo testado) terão coletado material para análise laboratorial do teste RT-PCR (que detecta a presença de vírus no organismo). Deste balanço, não houve qualquer internação hospitalar, todos estavam assintomáticos e com boa saúde.

Crédito das fotos: Caio Daniel/Divulgação SAP

Receba as principais notícias direto no seu Telegram https://t.me/portalhortolandia
Continue Lendo

Noticias

Youtube

 

PONTE DA ESPERANÇA

Populares