Connect with us

Culinária

Romeu e Julieta: conheça a origem dessa combinação irresistível

Publicado

em

Zabet desvenda o que está por trás dessa sobremesa que arrebata muitos paladares e corações

♪ ♫ Avião sem asa, fogueira sem brasa (…) queijo sem goiabada (…) ♪ ♫ não fazem sentido se não estiverem juntinhos, não é mesmo? Afinal, há combinações e sabores que nasceram um para o outro. Com o famoso doce Romeu e Julieta, que representa o clássico romance de Shakespeare, não poderia ser diferente. A simples combinação já deu origem a diversos tipos de sobremesas como bolos, cheesecakes, tortas, mousses e outras delícias.

Mas por que essa iguaria possui exatamente esse nome e de onde veio? Bom, a combinação é de origem mineira, e segundo uma das teorias mais disseminadas, a junção dos sabores se deu no período colonial, quando os portugueses iniciaram a produção do queijo em suas colônias. Já a goiabada veio da necessidade de conservação do fruto.

O nome por sua vez faz alusão ao casal Romeu e Julieta: os dois ingredientes são bem diferentes, assim como os personagens, mas combinam e complementam-se indiscutivelmente.

Que tal preparar uma receita que vai trazer a magia dessa delícia para toda a família? Zabet, marca de biscoitos da M. Dias Branco, ensina como preparar a incrível Torta Mousse de Queijo com Molho de Goiaba. Pronta em apenas 40 minutinhos, a sobremesa com certeza vai deixar todos querendo mais!

Confira a receita completa:

Torta Mousse de Queijo com Molho de Goiaba


Ingredientes:

1 embalagem de Palitos de Chocolate Zabet (70 g)
1 1/2 xícara (chá) de manteiga ou margarina em temperatura ambiente
1 envelope de gelatina sem sabor
300 g de cream cheese
1 colher de (sopa) de açúcar
1 embalagem de Maizena Zabet (200 g)
2 claras
1 lata de leite condensado
1 lata de goiaba em calda
1 1/2 xícara (chá) de suco de laranja

Modo de Preparo:

Prepare a massa

– Leve ao processador o biscoito maizena e bata até obter uma farofa.

– Despeje em uma tigela funda, junte 1 ½ xícara (chá) de manteiga ou a margarina e amasse bem com os dedos para ligar tudo.

– Forre o fundo de uma forma desmontável (27 cm de diâmetro) e leve ao forno médio (180°C) por cerca de 10 minutos ou até que as beiradas comecem a dourar e reserve.

Prepare a mousse de queijo

– Leve à batedeira 2 claras e bata até obter o ponto de neve e reserve.

– Dissolva 1 envelope de gelatina sem sabor em 5 colheres (sopa) de água fria, leve ao banho-maria ou microondas e deixe aquecer sem ferver.

– Leve ao liquidificador 1 lata de leite condensado, 300g de cream cheese e bata até obter um creme.

– Em uma tigela média, junte o creme, a gelatina dissolvida e mexa até envolver bem.

– Junte as claras em neve e mexa delicadamente para deixar a mousse bem fofa.

– Despeje a mousse sobre a massa e leve à geladeira por 2 horas.

Prepare o molho de goiaba

– Leve ao liquidificador, a goiaba sem a calda, reservando algumas metades para decorar a torta, 1 ½ xícara (chá) de suco de laranja, 1 colher (sopa) de açúcar e bata bem.

– Em uma panela pequena, junte o molho de goiaba e leve ao fogo baixo até ferver bem, deixe esfriar e reserve.

– No momento de servir desinforme a torta sobre um prato raso, espalhe por cima o molho de goiaba, acomode os pedaços de goiaba, decore a lateral com os palitos de chocolate e sirva a seguir.

Rendimento: 12 porções
Tempo de preparo: 40 minutos

Sobre a Zabet

A Zabet está presente no mercado desde 1960. A marca de biscoito pertence ao portfólio da M. Dias Branco S.A Indústria e Comércio de Alimentos, companhia listada no Novo Mercado na B3. A M. Dias Branco produz e comercializa biscoitos, massas, farinha e farelo de trigo, margarinas e gorduras vegetais, snacks e bolos. É líder de mercado em biscoitos e massas no Brasil e é a sexta em massas e a sétima em biscoitos no ranking global por faturamento.  Suas operações geram mais de 16 mil empregos diretos em diferentes regiões, refletindo o seu compromisso com fatores importantes para o desenvolvimento econômico e social do país.

Culinária

Creme de Maracujá com Biscoito de Chocolate

Publicado

em

Com poucos ingredientes e modo de preparo fácil, a sugestão vai agradar a todos os paladares

Durante a semana, sempre bate aquela vontade de comer um docinho, né? Por isso, Zabet, marca de biscoitos da M. Dias Branco, ensina o preparo do Creme de Maracujá com Biscoito de Chocolate que além de ser fácil de fazer, tem a junção perfeita do cítrico com o doce.

Rendendo até 6 porções, toda a família pode experimentar!

Confira a receita completa:

Creme de Maracujá com Biscoito de Chocolate

Ingredientes:
1 embalagem de Biscoito Mousse Chocolate Zabet
2 colheres (sopa) de amido de milho
1 xícara (chá) de suco de maracujá concentrado
1 xícara (chá) de creme de leite fresco
3 gemas
1 xícara (chá) de açúcar
50 g de chocolate branco picado

Modo de Preparo:
– Pique o Biscoito Mousse Chocolate Zabet e reserve.
– Dissolva o amido de milho em 1 xícara (chá) de água. Junte o suco de maracujá, o creme de leite, as gemas, o açúcar e leve ao fogo baixo, mexendo sempre até engrossar. Cubra com um filme plástico e deixe esfriar.
– Reserve ½ xícara (chá) do biscoito picado. 
– Forre com o biscoito restante 6 taças e cubra com o creme de maracujá.
– Misture ao biscoito reservado o chocolate branco e coloque sobre o creme de maracujá. Leve à geladeira até o momento de servir.

Rendimento: 6 porções

Sobre a Zabet

A Zabet está presente no mercado desde 1960. A marca de biscoito pertence ao portfólio da M. Dias Branco S.A Indústria e Comércio de Alimentos, companhia listada no Novo Mercado na B3. A M. Dias Branco produz e comercializa biscoitos, massas, farinha e farelo de trigo, margarinas e gorduras vegetais, snacks e bolos. É líder de mercado em biscoitos e massas no Brasil e é a sexta em massas e a sétima em biscoitos no ranking global por faturamento.  Suas operações geram mais de 16 mil empregos diretos em diferentes regiões, refletindo o seu compromisso com fatores importantes para o desenvolvimento econômico e social do país.

Continue Lendo

Culinária

Beterraba, rica em vitamina C, é alimento típico desta época

Publicado

em

A beterraba é um vegetal de sabor adocicado e pode ser utilizada in natura em saladas e sucos, cozida em sopas e caldos ou em bolos e suflês. Contém cálcio e fósforo, minerais importantes que auxiliam na manutenção de ossos e dentes. A Vitamina C que está presente na beterraba é uma importante aliada na manutenção do sistema imunológico.

De acordo com a nutricionista da Coordenadoria de Desenvolvimento dos Agronegócios (Codeagro), Katlly Evillim, o consumo regular de legumes variados traz inúmeros benefícios à saúde. “As cores dos alimentos são ligadas ao fornecimento de diferentes vitaminas e minerais que desempenham funções fundamentais para a boa manutenção do organismo”, afirma a nutricionista.

Priorizar sempre que possível os alimentos típicos da época é uma forma de valorizar a produção e também de gastar menos, já que eles costumam ser encontrados em maior quantidade. Conheça outros legumes e verduras mais comuns nesse período. Abaixo, uma tabela gráfica ajuda a ver em quais meses é mais fácil encontrá-los para o consumo.

Abobrinha
Tem em sua composição muita água e grande quantidade de fibra, vitaminas do complexo B e magnésio. Auxilia no sistema digestivo e no sistema imunológico. Pode ser consumida de diversas formas, entre elas, substituindo massa em algumas preparações, além de ser pouco calórica.

Berinjela
A berinjela é hipocalórica, contendo aproximadamente 20 calorias em 100 gramas do alimento. Além disso, é rica em antocianina, (um antioxidante que age na prevenção de câncer e doenças cardíacas), e em fibras, que auxiliam no bom funcionamento do intestino, evitando a constipação.

Brócolis
É rico em vitamina C, cálcio, vitamina A, ácido fólico, potássio e fibras. Contém antioxidantes que previnem doenças cardiovasculares e alguns tipos de câncer, além de auxiliar na redução do colesterol sanguíneo. Opte pela cocção a vapor, para preservar a vitamina C e o potássio.

Chuchu
Apresenta sabor suave, baixa digestibilidade além de baixa caloria. Sua alta concentração de fibras auxilia na sensação de saciedade além de melhorar o trânsito intestinal. Fonte de potássio, mineral importante na concentração muscular e vitaminas A e C, que são antioxidantes e ajuda a evitar o envelhecimento precoce.

Couve-flor
Uma hortaliça tenra e delicada conquista o paladar de muitos. Além de suas várias formas de preparo, como cozidas em saladas, refogada, assada ou em recheios de tortas, a couve-flor traz benefícios para a saúde pois é rica em cálcio e fosforo, contribuindo para a saúde de ossos e dentes; fonte de vitaminas antioxidantes, que agem contra os radicais livres e vitamina C, que auxilia no fortalecimento do sistema imunológico.

Pepino
É rico em nutrientes, como vitaminas A, B1, B2, C, potássio, magnésio e silício. É composto por grande parte de água, sendo um poderoso diurético natural e também digestivo devido às suas fibras.

Pimentão
Além de suas propriedades nutricionais como as vitaminas A e C, que são antioxidantes e minerais como cálcio, fósforo e ferro, o pimentão é amplamente consumido por seu sabor picante que se dá por uma substância chamada de capsaicina que é um anticoagulante natural, auxiliando no controle da pressão sanguínea além de ajudar na redução do colesterol.

Tomate
O tomate é uma fruta muito conhecida e muito utilizada em diversas preparações. Rica em licopeno, carotenoides, vitamina A B1, B2, B3, C, cálcio e fósforo. Auxilia em várias funções no organismo inclusive na prevenção do câncer de próstata.

Vagem
Tem baixo valor calórico e é rica em proteínas. Contém fibras que auxiliam na digestão e contribuem para a saciedade.

Continue Lendo

Culinária

Inove no Panetone e aqueça as vendas de Natal

Publicado

em

Com a proximidade dos festejos de final de ano e a receita adicional no orçamento, existe uma forte tendência de diversificação no consumo de alimentos. As padarias oferecem produtos sazonais, buscando atrair uma parcela dessa receita com seus panetones, bolos e pães especiais. E o Natal de 2019 promete! De acordo com pesquisa da Confederação Nacional do Comércio (CNC), os gastos das famílias brasileiras com a ceia de Natal devem crescer cerca de 4% em relação a 2018. O Panetone, é claro, será um dos alimentos principais da comemoração.

O pão que é símbolo do Natal é uma receita de origem milanesa, criada no Noroeste da Itália e que basicamente leva farinha de trigo, fermento biológico fresco, água e os complementos que a imaginação do padeiro criar, além das tradicionais uvas passas e frutas cristalizadas. Mas o consumidor busca cada vez mais um produto com características diferenciadas para ofertar como presente nas festas e no amigo secreto.

Padeiros e transformadores devem ficar de olho nessas tendências e na qualidade dos ingredientes, especialmente no tipo de farinha, ingrediente responsável pela formação da estrutura da massa. A escolha de uma farinha de trigo com bastante glúten e rica em proteínas fará a diferença na qualidade do produto, que pode ser manuseado de diferentes formas e tempos de fermentação, gerando características específicas.

Além de ingredientes de qualidade, é necessário colocar a criatividade para funcionar. Com a busca constante do consumidor por produtos diferenciados e inovadores, o consumo do tradicional Panetone com uva passas e frutas cristalizadas deu lugar aos trufados, caramelizados, com diversos tipos de chocolates, como o belga, bem-casado, churros, brigadeiro, light, diet e por aí vai. Até o Chocotone, que deu início a essa inovação, teve de se reinventar para atender à demanda do novo consumidor.

Outra grande novidade são os Panetones salgados, largamente ofertados no mercado. Os empreendedores buscam, também, uma oportunidade nessa onda de consumo, fabricando Panetones caseiros com fermentação natural, procurando agregar sabor diferenciado como principal atributo de consumo.

A massa madre, ou fermentação natural, é uma mistura de farinha de trigo e água que permite manter vivos os microrganismos do fermento, por meio de lactobacilos e leveduras presentes naturalmente no ambiente. Atualmente essa técnica está sendo muito procurada, não só por profissionais empreendedores, como por grandes indústrias de panificação, com o objetivo de valorizar o produto, oferecendo característica rústica. A indústria dos Panetones não poderia ficar de fora dessa tendência.

A tradição por meio do alimento e de produtos à base de farinha de trigo não é uma exclusividade do Panetone que brilha nas mesas de Natal. No Brasil, encontramos uma diversidade de sabores de produtos sazonais e regionais. No Sul do País, devido à imigração italiana, o consumo do Panetone se prolonga durante todo o ano. Outro hábito da região, trazido pelos alemães, é o consumo da cuca, uma massa coberta por uma farofa crocante com farinha de trigo, manteiga, ovos e açúcar. E esse quitute tão tradicional também tem recebido inovações, como as cucas salgadas, com frutas, chocolate, coco e por aí vai.

E, independente da região, o maior símbolo dos pães brasileiros e, o que gera o maior fluxo de clientes em qualquer padaria do Brasil, pode ser pedido de várias formas ou apelidos ao redor do país; pão jacó, pão de sal, massa grossa, cacetinho, pão de trigo, carioquinha, pão careca, média, pão d’agua.

Em cada estado, o pão francês, tem formatos e texturas diferentes, uma mistura de uma boa farinha de trigo, água, sal e fermento contribuem de forma significativa para a alegria na mesa dos brasileiros.

O que você está esperando então para colocar a mão na massa e criar, a cada dia, um produto com farinha de trigo diferente e inovador, com a cara do seu negócio e que tenha tudo para engordar o caixa?

Para te inspirar, aprenda duas receitas diferentes de Panetone da Finna, marca de farinhas e misturas para bolo da M. Dias Branco.

Como fazer Panetone Recheado com Doce de Leite

Ingredientes:

½ xícara de chá de Farinha de Trigo Finna Tipo I (sem fermento)

½ pacote de fermento biológico seco

½ xícara de chá de água morna

1 colher de sopa de açúcar refinado

2 ovos inteiros

1 xícara de leite integral

2 colheres de sopa de essência de Panetone

1 ½ colheres de sopa de Margarina Puro Sabor

½ pacote de Farinha de Trigo Finna Tipo I (sem fermento)

10 colheres de sopa de açúcar refinado

1 pitada de sal

1 ½ xícaras de frutas cristalizadas e uvas passas

2 ½ xícaras de doce de leite

Damascos, uvas passas e açúcar confeiteiro para decorar

Modo de Preparo

1.       Faça uma esponja com a farinha de trigo, fermento, água morna e açúcar. Misture, cubra e deixe descansar por 20 minutos até crescer.

2.       Em uma tigela misture: ovos, leite, essência e margarina. Adicione a esponja nessa mistura de líquidos.

3.       Em outra tigela coloque a farinha de trigo, o açúcar e o sal. Adicione a mistura líquida e com a ajuda de uma espátula misture até virar uma massa homogênea, a consistência é de uma massa grudenta.

4.       Misture a massa as frutas cristalizadas e as uvas passas. Coloque a massa dentro da forma de Panetone e leve para crescer por aproximadamente 45 minutos. Asse no forno a 200 ºC até que a superfície esteja dourada.

5.       Com o Panetone já frio e fora da forma, faça dois cortes criando 3 camadas. Recheie e cubra com o doce de leite. Decore com damascos picados e uvas passas. Polvilhe açúcar confeiteiro.

Dica: Para fazer um Panetone Vulcão, faça um corte por cima, tirando o topo e depois o centro, formando um buraco, reserve. Recheio o Panetone como preferir, pode ser brigadeiro de colher ou uma ganache de chocolate mais líquida. Coloque o topo do Panetone, adicione uma cobertura por cima e confeitos.

Tempo de Preparo: 2h00

Panetone de Carne-Seca, Queijo Coalho e Pimentões

Panetone de Carne-Seca, Queijo Coalho e Pimentões

Ingredientes:

2 colheres de sopa de Farinha de Trigo Finna Tipo I (sem fermento)

1 xícara de chá de leite morno

1 pacote de fermento biológico seco

1 colher de sopa de sal

3 ovos e 4 gemas

1 xícara de chá de Margarina Puro Sabor

2 colheres de sopa de açúcar

5 xícaras de Farinha de Trigo Finna Tipo I (sem fermento)

2 xícaras de carne-seca desfiada

2 xícaras de queijo coalho ralado

1/2 xícara de pimentões picados

Queijo parmesão ralado para polvilhar

Modo de Preparo

1.       Misture as duas colheres de farinha de trigo, o leite morno, o fermento e o sal, misture. Coloque um pano por cima e deixe descansar por 20 minutos para formar a esponja.

2.       Em uma tigela, adicione os ovos, as gemas, a margarina, o açúcar e a esponja. Coloque a farinha de trigo aos poucos, até obter uma massa homogênea e que solte das mãos. Deixe a massa descansar por 20 minutos em local abafado.

3.       Misture a carne-seca, o queijo coalho e os pimentões.

4.       Separe a massa em pequenas bolas e divida entre as formas de Panetone: deve preencher até a metade de cada forma.

5.       Polvilhe o queijo parmesão ralado por cima e deixe crescer novamente por 30 minutos.

6.       Asse em forno preaquecido a 200 ºC, por aproximadamente 30 minutos, ou até ficarem dourados em cima.

Tempo de Preparo: 2h00

Continue Lendo