Connect with us

Economia

Como se reorganizar com a educação financeira

Portal Hortolândia

Publicado

em

Organização, planejamento e noção das despesas são as bases para reajustar sua situação

Equilíbrio: essa é a palavra-chave quando se pretende alcançar uma situação financeira tranquila, na qual as contas estejam sempre em dia, com direito a uma poupança para objetivos futuros ou possíveis emergências.

Porém, para alcançar esse equilíbrio financeiro é preciso que haja um planejamento de finanças pessoais, algo que nem todo mundo conhece ou dá a devida importância no dia a dia. No entanto, esse planejamento é fundamental para que você conheça de verdade a sua vida financeira.

Fazer planilhas com todas as despesas, poupar um determinado valor todo mês e cortar ou reduzir despesas supérfluas são alguns caminhos para uma vida financeira mais saudável, portanto, mais equilibrada.

Equilíbrio financeiro e mudança de hábitos

A primeira coisa que se deve ter em mente quando se quer melhorar a situação financeira, é que será preciso mudar alguns hábitos, principalmente aqueles que dizem respeito à forma como você gasta e poupa.

Conhecer com mais clareza o quanto você ganha e o quanto você gasta é fundamental para entender a logística do equilíbrio financeiro. Afinal de contas, você não deve jamais gastar mais do que ganha, senão ficará endividado.

Existem alguns passos que precisam ser adotados para que você consiga alcançar esse equilíbrio financeiro. Confira-os a seguir!

Conheça sua renda

Se engana quem pensa que a renda é tudo aquilo que você recebe por período de trabalho. Sim, isso faz parte da renda, mas é preciso considerar também todos os descontos que aparecem, como impostos, plano de saúde, vale-transporte, vale-refeição e demais benefícios.

Se você colocar todos os seus ganhos na calculadora e subtrair esses gastos, aí sim terá a sua renda real.

Quando você ganha algo extra, a exemplo de uma herança ou sorteio em dinheiro, esse valor não deve ser tratado como sua renda, até porque não se trata de algo fixo, mas de uma quantia que deve ser guardada ou investida em algo que dê frutos, ou que seja, de fato, necessário, como um imóvel próprio.

Depois de conhecer a sua renda real, é preciso ter em mente o seu custo de vida: quanto você gasta com moradia, educação, supermercado, água, luz, telefone e internet. Essas são as suas despesas fixas. Conhecer esses valores dá uma média de quanto do seu salário estará comprometido a cada mês.

Se você está no vermelho, dê preferência por pagar as contas mais próximas do vencimento e de maior valor, quando isso for possível. Além disso, nessas situações procure reduzir despesas ao máximo.

É possível economizar?

Conhecer de perto todas as suas despesas fixas é fundamental na hora de entender para onde está indo o seu dinheiro. Mas não pode se esquecer dos demais gastos que aparecem ao longo do mês.

Serviços emergenciais como bombeiro hidráulico, mecânico ou eletricista, serviços de beleza, como manicure e cabeleireiro, além de academia, pet-shop, entre outros também devem ser colocados na relação de gastos.

Existem situações nas quais é possível economizar com pequenas ações. Em vez de fazer as unhas toda semana, optar por ir à manicure a cada 15 dias, bem como passar a dar banhos no seu pet em casa, ou ainda comprar pão na padaria dia sim, dia não são pequenas atitudes que podem gerar grandes economias ao fim do mês.

Para economizar, é preciso saber separar o que é, de fato, necessidade, daquilo que é supérfluo, já que é nessa segunda categoria que você poderá realizar cortes.

Poupe dinheiro

Algo que é mais simples do que o imaginado, mas que muita gente tem dificuldade de fazer é poupar dinheiro. Fazer isso significa criar uma reserva financeira, seja para objetivos de longo e médio prazo, como comprar uma casa ou um automóvel, seja para uma emergência.

Se você já tem um objetivo em vista, tenha noção do seu custo. Depois, faça as contas do quanto vai precisar poupar e por quanto tempo até conseguir adquiri-lo. Dessa forma, você vai ter uma dimensão mais próxima de valores e quantidade de tempo até conseguir realizar seu sonho.

Mas, independentemente de ter um objetivo ou não, poupar uma quantia a cada mês é algo muito bacana, principalmente porque dá a você uma segurança em situações financeiras emergenciais.

Disciplina no controle de gastos e despesas, além do investimento na poupança todo mês são as vias mais práticas e certeiras para se chegar ao equilíbrio financeiro.

Economia

Petrobras reduz preço da gasolina, do diesel e do gás de cozinha

Portal Hortolândia

Publicado

em

gasolina

A Petrobras anunciou, nesta quarta-feira (18), a redução nos preços do litro da gasolina, em 12%, do diesel, em 7,5% e do gás de cozinha (GLP), em 5%. Os valores referem-se aos produtos vendido pelas refinarias da estatal e valerão a partir desta quinta-feira (19).

Os valores finais aos motoristas dependerão de cada posto e distribuidor de GLP, que acrescem impostos, taxas, custos com mão de obra. Além disso, o mercado brasileiro é baseado na livre concorrência, fazendo com que cada empresa cobre o que achar melhor, segundo explica a Petrobras.

“Os preços para a gasolina e o diesel vendidos às distribuidoras têm como base o preço de paridade de importação, formado pelas cotações internacionais destes produtos mais os custos que importadores teriam, como transporte e taxas portuárias, por exemplo. A paridade é necessária porque o mercado brasileiro de combustíveis é aberto à livre concorrência, dando às distribuidoras a alternativa de importar os produtos. Além disso, o preço considera uma margem que cobre os riscos (como volatilidade do câmbio e dos preços).”

De acordo com pesquisa semanal da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), entre os dias 8 e 14 de março, os preços médios ao consumidor no país para a gasolina era de R$ 4,515. Para o diesel, o preço médio era de R$ 3,618. E para o GLP, botijão de 13kg, R$ 69,98.

A Petrobras lembra também que a gasolina e o diesel vendidos às distribuidoras são diferentes dos produtos no posto de combustíveis. São os combustíveis tipo “A”, ou seja, gasolina antes da sua combinação com o etanol e diesel também sem adição de biodiesel.

Os produtos vendidos nas bombas ao consumidor final são formados a partir do tipo “A” misturados a biocombustíveis.

Continue Lendo

Economia

Preço da gasolina nas refinarias cai 9,5% e do diesel, 6,5%

Portal Hortolândia

Publicado

em

gasolina

A crise econômica mundial causada pela pandemia do novo coronavírus e a disputa entre Rússia e Arábia Saudita sobre o nível de produção do petróleo fizeram baixar o preço dos combustíveis nas refinarias da Petrobras. Segundo a estatal, a gasolina teve redução de 9,5% e o diesel, de 6,5%. A informação foi divulgada nesta quinta-feira (12).

Os novos preços estarão em vigor a partir desta sexta-feira (13) nas vendas às distribuidoras, mas os valores finais aos motoristas dependerão de cada posto, que acrescem impostos, taxas e custos com mão de obra. Além disso, o mercado brasileiro é baseado na livre concorrência, fazendo com que cada empresa cobre o que achar melhor, segundo explica a Petrobras.

“Os preços para a gasolina e o diesel vendidos às distribuidoras têm como base o preço de paridade de importação, formado pelas cotações internacionais destes produtos mais os custos que importadores teriam, como transporte e taxas portuárias, por exemplo. A paridade é necessária porque o mercado brasileiro de combustíveis é aberto à livre concorrência, dando às distribuidoras a alternativa de importar os produtos. Além disso, o preço considera uma margem que cobre os riscos 9como volatilidade do câmbio e dos preços).”

De acordo com pesquisa semanal da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), entre os dias 1º e 7 de março, o preço médio ao consumidor no país, para a gasolina, era de R$ 4,531. Para o diesel, o preço médio era de R$ 3,661.

fonte ebc

Continue Lendo

Economia

ITAU lançou o ITI, app de pagamento instantâneo

Portal Hortolândia

Publicado

em

Além de ser uma forma instantânea de pagamento, o Iti Itaú também possibilita que você realize transferências para qualquer pessoa da sua lista de contatos, realizando o pagamento via cartão de crédito de qualquer banco ou com o saldo disponível na própria conta do Iti.

Outra vantagem do aplicativo é sua gratuidade: o Iti não possui nenhum tipo de anuidade e pode ser utilizado por qualquer pessoa física ou jurídica, portanto sendo uma boa opção para quem quer uma conta para gerenciar o próprio negócio. Além disso, você não precisa abrir uma conta no Itaú para usar o aplicativo: basta seguir os passos a seguir.

Como abrir uma conta digital no Iti Itaú

A seguir, vamos explicar o passo a passo para se cadastrar e usar o app para fazer e receber pagamentos diretamente no seu smartphone. Lembrando que não é preciso ter uma conta no Itaú para fazer uso da novidade.

Como abrir sua conta digital

Passo 1: antes de tudo, é preciso pesquisar o aplicativo na loja e fazer a instalação, que é gratuita. Ao abrir a aplicação pela primeira vez, deslize as telas de introdução para a esquerda ou selecionar “pular”, no canto inferior esquerdo. Então, basta clicar em “Criar cadastro.”

Passo 2: agora, é hora de escolher se você deseja uma conta pessoal ou corporativa. Então, preencha os dados necessários (nome completo, CPF, endereço, renda, e-mail, etc.) e faça o envio de uma selfie.

Passo 3: após fazer o cadastro, toque em “Entrar” e faça o login na sua conta. Caso você tenha a opção, também é possível habilitar o acesso rápido a partir do leitor de digital ou de rosto no seu smartphone.

Passo 4: agora que você já realizou o cadastro, é possível depositar dinheiro na conta digital criada. Para isso, é possível gerar um boleto para pagamento ou realizar uma transferência. Além disso, aproveite para cadastrar seus cartões de crédito para utilizá-los em futuros pagamentos.

Pronto, sua conta foi criada! A partir de agora você já pode pagar pessoas e estabelecimentos que aceitem o Iti Itaú, além de receber pagamentos, fazer transferências e até mesmo realizar cobranças, tudo diretamente do seu celular.

Fonte: seucreditodigital

Continue Lendo