Connect with us

Economia

Conta de luz fica mais cara em novembro

Publicado

em

Na sexta-feria (25), a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) informou que a bandeira tarifária para o mês de novembro será a vermelha, no patamar 1, quando há um acréscimo de R$ 4 para cada 100 quilowatts-hora consumidos. Em outubro, a bandeira foi a amarela, cujo acréscimo na conta é de R$ 1.

De acordo com a agência, a decisão de elevar o patamar da bandeira se deve ao fato de que, apesar de novembro ser o mês de início do período chuvoso nas principais bacias hidrográficas do país, o regime de chuvas está abaixo da média histórica.

“O regime de chuvas regulares nessas regiões tem se revelado significativamente abaixo do padrão histórico. A previsão hidrológica para o mês também aponta vazões afluentes aos principais reservatórios abaixo da média, o que repercute diretamente na capacidade de produção das hidrelétricas, elevando os custos relacionados ao risco hidrológico (GSF)”, explicou a Aneel.

A agência disse ainda que nesse cenário aumenta a demanda de acionamento de usinas termelétricas, cujo custo de produção é mais alto, o que incide sobre da energia.

Sistema

Criado pela Aneel, o sistema de bandeiras tarifárias sinaliza o custo real da energia gerada, possibilitando aos consumidores o bom uso da energia elétrica. O cálculo para acionamento das bandeiras tarifárias leva em conta, principalmente, dois fatores: o risco hidrológico (GSF, na sigla em inglês) e o preço da energia (PLD).

O funcionamento das bandeiras tarifárias é simples: as cores verde, amarela ou vermelha (nos patamares 1 e 2) indicam se a energia custará mais ou menos em função das condições de geração.

No dia 21 de maio, agência aprovou um reajuste no valor das bandeiras tarifárias. Com os novos valores, caso haja o acionamento, o acréscimo cobrado na conta pelo acionamento da bandeira amarela passou de R$ 1 para R$ 1,50 a cada 100 kWh consumidos. Já a bandeira vermelha patamar 1 passou de R$ 3 para R$ 4 a cada 100 kWh e no patamar 2 da bandeira passou de R$ 5 para R$ 6 por 100 kWh consumidos. A bandeira verde não tem cobrança extra.

Os recursos pagos pelos consumidores vão para uma conta específica e depois são repassados às distribuidoras de energia para compensar o custo extra da produção de energia em períodos de seca.

Fonte EBC

Economia

Procon-SP dá orientações a consumidores para compras na Black Friday

Publicado

em

O Procon-SP dá 9 dicas para os consumidores com o objetivo de orientar sobre a importância de buscar preços com antecedência, sobre como denunciar em casos de ofertas falsas e mostrar como fazer reclamações pelos canais de atendimento do Procon.

9 dicas do Procon-SP:

Limite de gasto
Faça uma lista do produto ou serviço que deseja e estipule um limite de gasto, evitando assim gastar mais do que o previsto. Importante também fazer uma pesquisa de preços por meio de aplicativos e sites de comparação de preços.

Entrega e troca
Observe o prazo de entrega e informar-se antecipadamente sobre a política de troca da empresa são atitudes que ajudam a evitar problemas.

Prazos
De acordo com o Código de Defesa do Consumidor, em compras feitas fora do estabelecimento, o consumidor tem 7 dias para se arrepender, cancelar a compra, devolver o produto e pedir o dinheiro de volta. O prazo passa a contar da data da compra ou da entrega do produto.

Golpes virtuais
Evite clicar em links e ofertas recebidas por e-mail ou redes sociais, fazendo sempre a consulta da página oficial da loja, de preferência digitando o endereço do site.

Compras online
Ao fazer a compra online, é importante salvar todos os documentos que demonstrem a oferta e a confirmação do pedido.

Atenção aos detalhes
Nas compras feitas em sites, após escolher o produto ou serviço, verifique se o preço será alterado no carrinho virtual ou se o valor do frete é muito mais alto que o habitual.

Vitrines
Os produtos expostos nas vitrines devem apresentar o preço à vista. Se vendidos a prazo, devem ser mostrados o total a prazo, as taxas de juros mensal e anual, bem como o valor e número das parcelas.

Cancelamento
De acordo com o Código de Defesa do Consumidor, em compras feitas fora do estabelecimento, o consumidor tem 7 (sete) dias para “se arrepender”, cancelar a compra, devolver o produto e pedir o dinheiro de volta (o prazo passa a contar da data da compra ou da entrega do produto).

Informações claras
Qualquer produto, nacional ou importado, deve apresentar informações corretas, claras e em língua portuguesa sobre suas características, qualidade, quantidade, composição, preço, garantia, prazo de validade, origem, além dos riscos que possam apresentar à saúde e segurança dos consumidores.

Continue Lendo

Economia

Petrobras reajusta gasolina em 2,8% nas refinarias

Publicado

em

gasolina

A Petrobras reajustou hoje (19), no Rio de Janeiro, o preço da gasolina em 2,8% em suas refinarias. O último aumento do combustível ocorreu em 29 de setembro. Também houve reajuste de 1,2% no preço do óleo diesel.
 
O aumento foi no combustível vendido nas refinarias para os distribuidores, ou seja, os postos de gasolina. O valor final que o motorista pagará para abastecer seu carro dependerá de cada posto.
 
Segundo a Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), o preço médio da gasolina cobrado nos postos era de R$ 4,407 por litro, na última semana.

O valor teve majorações consecutivas nas últimas três semanas e acumula uma alta de 0,66% no período.

fonte ebc

Continue Lendo

Economia

Parque D. Pedro Shopping inova e promove ‘Caça aos Descontos’ na Black Friday

Publicado

em

black-friday

Evento vai de 29 de novembro a 1º de dezembro; clientes também podem ganhar brindes e aproveitar campanha de Natal para concorrer ao sorteio de carros

De 29/11 a 01/12, o Parque D. Pedro Shopping realiza, pelo sexto ano seguido, sua tradicional Black Friday, oportunidade ideal para antecipar as compras dos presentes de final de ano, renovar o guarda-roupa ou mesmo dar uma repaginada na casa. E para tornar a ação ainda mais divertida, além dos superdescontos preparados pelos lojistas e decoração temática, o centro de compras promove uma verdadeira Caça aos Descontos, ação inovadora de realidade aumentada.

Outra novidade desta edição é a antecipação da campanha promocional do Natal, que este ano vai sortear três Jeeps Renegade modelo 1.8 AT Automático. A partir do dia 29 de novembro, sexta-feira, com R$ 300,00 em compras nas lojas participantes, os clientes podem trocar as notas fiscais por cupons. O Balcão de Troca estará localizado ao lado da loja Forever 21, no Anel de Águas. Também é possível registrar os cupons por meio do Chega de Fila, aplicativo gratuito disponível nas plataformas Android e iOs. Não há limite de cupons por CPF.

“A antecipação da promoção de Natal, além de ser um atrativo para o cliente, impacta positivamente nas vendas durante a Black Friday, que se tornou uma importante data do varejo nacional”, disse Rodrigo Galo, Superintendente do Parque D. Pedro, o mais completo centro de compras, lazer, entretenimento e gastronomia do Interior do Estado.

Caça aos descontos

Para participar da ‘brincadeira’ da Black Friday, que utiliza a mesma tecnologia de games no estilo Pokemon Go, é necessário baixar o aplicativo exclusivo da ação ‘Xar’ e sair “à caça” apontando o smartphone sempre que encontrar um ponto de ‘benefícios’, identificados em banners e cartazes espalhados pelos corredores do shopping. O cliente também pode ser informado, através do aplicativo, de novos descontos e onde estão sendo liberados.

Ao capturar os vouchers exclusivos ou brindes, o cliente preenche um breve cadastro com nome, e-mail e CPF e depois se dirigir à loja. O desconto tem validade de 2 horas após sua captura. Os que não forem utilizados voltam para o ‘game’ e ficam à disposição para outro cliente.

Os clientes do Parque D. Pedro também contam ainda com os meios digitais que facilitam o processo de compras. Além do #CompraJunto (consultoria digital via WhatsApp 19 99983-4331), os visitantes têm à disposição o marktplace do empreendimento http://www.parquedpedro.com.br e as redes sociais.

De acordo com projeção divulgada pela Associação Comercial e Industrial de Campinas (Acic), as vendas da Black Friday devem movimentar R$ 450 mihões na região de Campinas, o que representa 30% a mais em relação ao ano passado. Os produtos mais buscados devem ser smartphones, TVs, eletroeletrônicos, vestuários, calçados, passagens aéreas, livros e brinquedos.

SERVIÇO

6ª Edição Black Friday

Quando: de 29 de novembro a 1º de dezembro

Horários

Sexta: dia29, das 10h às 23h

Sábado: dia 30, das 10h às 22h

Domingo: dia 1º, das 12h às 20h

Continue Lendo