Connect with us
Publicidade


Empregos

Empresa planeja gerar 750 empregos com aporte milionário em Hortolândia

Avatar

Publicado

em

A construção de uma fábrica da companhia farmacêutica Galderma, em Hortolândia (SP), deve gerar aproximadamente 750 empregos, segundo estimativa da empresa que tem produtos em 80 países. As obras no Condomínio Techtown, às margens da Rodovia Jornalista Francisco Aguirre Proença (SP-101), começaram nesta sexta-feira (28) e a unidade deve ser aberta em 2018.

Segundo a Galderma, a nova fábrica permitirá abertura de 300 empregos diretos e 450 indiretos. Ela terá 48 mil metros quadrados, entre eles, 16 mil de construção. Atualmente, a companhia mantém no Brasil a segunda maior operação mundial, com taxa de crecimento médio em 23%.

Especializada em dermatocosméticos, a empresa fundada há 34 anos estima que a nova fábrica será capaz de produzir 64 milhões de unidades por ano. Além disso, informa que a expansão está relacionada à importância do mercado nacional, superado apenas por Estados Unidos e Japão.

Entre as marcas ligadas à companhia estão Epiduo, Tri-Luma, Differin, Avicis, Clob-x, Tetralysal, Loceryl, Cetaphil, Dermotivin, Dysport (marca registrada da Ipsen) e Restylane.

 

Fonte:G1

Receba as principais notícias direto no seu Telegram https://t.me/portalhortolandia

Empregos

IBM Hortolândia está com mais de 140 vagas de emprego em aberto

Portal Hortolândia

Publicado

em

A IBM é uma empresa líder em soluções de plataforma e cognitiva em nuvem. Reinventando incansavelmente desde 1911, somos o maior empregador de tecnologia e consultoria do mundo, com mais de 380.000 funcionários atendendo clientes em 170 países.

Com o Watson, a plataforma de IA para empresas, impulsionada por dados, estamos construindo soluções baseadas na indústria para problemas do mundo real.

Na IBM, o trabalho é mais que uma tarefa. É um chamado para construir. Para projetar. Para codificar. Para consultar. Para pensar junto com os clientes e vender. Para construir mercados. Para inventar. Para colaborar. Não apenas para fazer algo melhor, mas para tentar coisas que você nunca imaginou serem possíveis. Para liderar nesta nova era da tecnologia e resolver alguns dos problemas mais desafiadores do mundo.

Para concorrer ao emprego é necessário cadastrar-se no site, clique no titulo da vaga para saber mais detalhes

Desenvolvedor de AplicaçõesTechnical SpecialistSAO PAULOHortolandia
Desenvolvedora (o) de AplicaçõesTechnical SpecialistSAO PAULOHortolandia
Desenvolvedora (o) de AplicaçõesTechnical SpecialistSAO PAULOHortolandia
Analista de Suporte em Desenvolvimento de AplicaçõesTechnical SpecialistSAO PAULOHortolandia
Desenvolvedor(a) de SoftwareSoftware Development & SupportSAO PAULOHortolandia
Desenvolvedor(a) de SoftwareSoftware Development & SupportSAO PAULOHortolandia
Desenvolvedor(a) de SoftwareSoftware Development & SupportSAO PAULOHortolandia
Desenvolvedor(a) de SoftwareSoftware Development & SupportSAO PAULOHortolandia
Desenvolvedor de AplicaçõesTechnical SpecialistSAO PAULOHortolandia
Desenvolvedora(o) de AplicaçõesTechnical SpecialistSAO PAULOHortolandia
Analista de Gerenciamento de Sistemas – PlenoTechnical SpecialistSAO PAULOHortolandia
Pesquisador(a) de dadosData ScienceSAO PAULOHortolandia
Analista de Gerenciamento de Sistemas – PlenoTechnical SpecialistSAO PAULOHortolandia
Desenvolvedor(a) de SoftwareSoftware Development & SupportSAO PAULOHortolandia
Data Engineer – Data IntegrationTechnical SpecialistSAO PAULOHortolandia
Application Architect – On/Off Boarding ToolArchitectSAO PAULOHortolandia
Desenvolvedor de Aplicações – PlenoTechnical SpecialistSAO PAULOHortolandia
Programador de Sistemas ZOSTechnical SpecialistSAO PAULOHortolandia
Integration or Implementation EngineerTechnical SpecialistSAO PAULOHortolandia
Desenvolvedor(a) de Aplicações: Full StackSoftware Development & SupportSAO PAULOHortolandia
Desenvolvedor(a) de Aplicações: Full StackSoftware Development & SupportSAO PAULOHortolandia
Programador de Sistemas ZOS DB2Technical SpecialistSAO PAULOHortolandia
Assistente de Suporte Técnico – SeniorOtherSAO PAULOHortolandia
Analisa de Software – PlenoOtherSAO PAULOHortolandia
Analisa de Software – PlenoOtherSAO PAULOHortolandia
Analista Desenvolvedor – Java & Web TechnologieSTechnical SpecialistSAO PAULOHortolandia
Analista de Dados – PlenoTechnical SpecialistSAO PAULOHortolandia
Desenvolvedora (o) de Aplicações – Pleno ( Front End)Technical SpecialistSAO PAULOHortolandia
Assistente de Entrega – EspecialistaTechnical SpecialistSAO PAULOHortolandia
Assistente de Suporte de Sistemas – EspecialistaTechnical SpecialistSAO PAULOHortolandia

Para conferir as outras vagas clique aqui

Receba as principais notícias direto no seu Telegram https://t.me/portalhortolandia
Continue Lendo

Empregos

Polícia Federal recebe autorização de 1.500 vagas para concurso

Portal Hortolândia

Publicado

em

Diário Oficial da União (DOU) publicou hoje (11) autorização para a realização de concurso público para o preenchimento de cargos na Polícia Federal. No total, o concurso prevê a disponibilização de 1.500 vagas de nível superior para os cargos de delegado, escrivão, papiloscopista e agente de polícia federal.

De acordo com a Portaria 14.358, que trata do assunto, o prazo para a publicação do edital de abertura de inscrições será de até seis meses.

São 123 postos para delegado, 400 vagas para escrivão, 84 para papiloscopista e 893 para agentes.

O último concurso da PF foi realizado em 2018 e ofereceu 500 vagas de nível superior.

fonte ebc

Receba as principais notícias direto no seu Telegram https://t.me/portalhortolandia
Continue Lendo

Empregos

Como ficam as férias coletivas em 2020?

Redação

Publicado

em

Por

O ano de 2020 foi muito atípico em todos os sentidos. Com a pandemia, milhares de empresas anteciparam as férias coletivas. Agora, é normal ficar aquela pergunta entalada na garganta de muitos trabalhadores: será que vamos parar?

A Medida Provisória (MP) 927/2020, editada em março por causa do isolamento social, perdeu a validade em julho. Com isso, as regras previstas no texto, como a flexibilização das férias, prescreveram. Sendo assim, a concessão de férias individuais e coletivas deve ser feita da maneira regular, como consta na Consolidação das Leis do Trabalho (CLT).

Agora, as férias individuais devem ser comunicadas com, no mínimo, 30 dias de antecedência, podendo ser divididas em até três períodos – desde que um dos ciclos contemple, pelo menos, 14 dias corridos, e os demais não sejam inferiores a cinco dias. Vale lembrar que, embora a decisão sobre as férias pertença ao empregador, o fracionamento em três períodos precisa de consentimento do empregado.

Com a prescrição da MP, não é mais possível conceder férias antes do seu vencimento. Ou seja, é necessário que o funcionário tenha 12 meses de trabalho completos para ter direito ao benefício. Durante a MP, era possível antecipar até férias não vencidas. O adicional de um terço sobre as férias e o abono pecuniário – que consiste em vender um terço dos dias de descanso – devem ser pagos normalmente.

Já as férias coletivas precisam ser comunicadas com, no mínimo, 15 dias de antecedência. Durante a MP, esse prazo era de apenas dois dias, dada a situação emergencial. A empresa que optar pelas férias coletivas deve comunicar o sindicato que representa os trabalhadores e o órgão local do Ministério da Economia com o mesmo prazo de antecedência. No caso das Microempresas (MEs) e Empresas de Pequeno Porte (EPPs), não é necessário fazer nenhum comunicado a órgãos competentes.

As férias coletivas são obrigatórias, e não opcionais. Portanto, o empregador é quem decide quando o colaborador irá tirar férias. Elas podem abranger toda a empresa ou apenas alguns departamentos. No entanto, não é possível dar férias coletivas apenas para um grupo de pessoas aleatoriamente, visando apenas a redução e a não total paralisação de determinada atividade.

Assim como férias individuais, as coletivas podem ser concedidas em dois períodos distintos. Cada período deve ser de no mínimo dez dias e no máximo de trinta dias. Já o funcionário que estiver há menos de 12 meses na empresa, deve desfrutar de férias proporcionais ao seu tempo de trabalho, iniciando-se, em seguida, uma nova contagem. Se o período de férias proporcional for menor que o período de férias coletivas, a diferença deve ser registrada como licença remunerada. Se for maior, o saldo de férias deverá ser utilizado até o término do novo período aquisitivo de férias. Se duas férias ficarem vencidas, a empresa passa a ter pagar o dobro ao funcionário.

Outro aspecto bastante particular nas férias coletivas desse ano é quanto à suspensão do contrato de trabalho. Quem ficou três meses afastado, por exemplo, perdeu a contagem desse período para o direito às férias. O mesmo acontece em relação ao 13º salário, que será menor para quem teve o contrato suspenso. Já para quem teve apenas redução de jornada, nada muda. Cabe destacar que o contrato de suspensão tem que ter sido documentado. Em contabilidade, nada pode ficar apenas no boca a boca.

Regina Fernandes é perita contábil, trainer em gestão, mentora e responsável técnica da Capital Social, escritório de contabilidade com 10 anos de atuação que tem como objetivo facilitar o dia a dia do empreendedor. Localizado na cidade de São Paulo, atende PMEs do Brasil inteiro por meio de uma metodologia de contabilidade consultiva, efetiva e digital. 

Sobre a Capital Social 
https://capitalsocial.cnt.br/ 

A Capital Social é um escritório de contabilidade com 10 anos de atuação que tem como objetivo proporcionar informação e conhecimento para que o empresário possa desenvolver a sua empresa e reduzir os riscos fiscais, legais e trabalhista. 

Por Regina Fernandes

Receba as principais notícias direto no seu Telegram https://t.me/portalhortolandia
Continue Lendo

Noticias

Publicidade

Youtube

 

PONTE DA ESPERANÇA

Populares