Connect with us

Outros

Tudo o que você precisa saber sobre a multa por estacionar em local proibido

Portal Hortolândia

Publicado

em

Você sabia que a multa por estacionar em local proibido é uma das mais aplicadas no Brasil? Segundo o Registro Nacional de Infrações de Trânsito (RENAINF), esse tipo de infração ocupa o 6° lugar no ranking das infrações mais registradas no ano passado.

O que diz a legislação de trânsito brasileira sobre estacionar em local proibido? Quais são as consequências para o condutor que é flagrado cometendo essa infração? Estacionar e parar o veículo são a mesma coisa?

Neste artigo, separei informações com tudo o que você precisa saber sobre a multa por estacionar em local proibido. Lembre-se: o melhor caminho para evitar multas é conhecer as normas de trânsito. Por isso, conheça, agora, essa infração que é tão comum no nosso país.

Estacionar em local proibido: o que diz o CTB?

Quando falamos sobre este assunto, é preciso destacar que o Código de Trânsito Brasileiro estabelece condutas indevidas que se enquadram como estacionamento proibido.

Veja algumas delas.

Estacionar distante do meio-fio

O art. 181, inciso II do CTB, estabelece que estacionar o veículo, de 50 cm a 1 m, afastado da guia da calçada, é uma infração leve (3 pontos na CNH) e, ao cometê-la, o condutor poderá ser multado e ter seu veículo removido como medida administrativa.

Já em seu inciso III, o art. 181 estabelece que estacionar afastado da guia, a mais de 1 m, é uma infração grave (5 pontos na CNH), cuja penalidade é a multa e a medida administrativa é a remoção do veículo.

– Estacionar nos acostamentos

Estacionar nos acostamentos, sem que existam motivos de força maior para isso, como um acidente, ou uma falha mecânica no veículo, por exemplo, é uma infração leve (3 pontos na CNH), conforme o art. 181, inciso VII. A penalidade é a multa e a medida administrativa é a de remoção do veículo.

– Estacionar em esquinas

Estacionar em esquinas, e a menos de 5 m do alinhamento da via, também é uma infração, conforme o inciso I, art. 181 do CTB. Essa infração é média (4 pontos na CNH), a penalidade é a multa e a medida administrativa é a de remoção do veículo.

– Estacionar em garagem

Estacionar em frente a uma garagem não é apenas um ato considerado indelicado, mas também uma infração estabelecida no art. 181 do CTB. De acordo com o inciso IX deste artigo, a penalidade para quem estacionar em meio-fio destinado à entrada e saída de veículos é a multa. Essa é uma infração média que rende a atribuição de 4 pontos à CNH do condutor. É, também, aplicada a medida administrativa de remoção do veículo.

– Estacionar em parada de ônibus

Estacionar nos chamados pontos de ônibus também é uma infração conforme o inciso XIII do art. 181 do CTB. Essa infração média gera a atribuição de 4 pontos à CNH, tem como penalidade a multa, e como medida administrativa, a remoção do veículo.

– Estacionar na contramão

Estacionar o veículo na contramão da via é uma infração média, prevista pelo art. 181, inciso XV do CTB. Ela gera 4 pontos à CNH do condutor e a penalidade de multa.

– Estacionar sobre ciclovia e faixa destinada à pedestre

Essa infração grave (5 pontos na CNH), prevista pelo art. 181, inciso VIII do CTB, se dá quando o condutor estaciona o veículo em parte da calçada, sobre a faixa de pedestres, em ciclovias, ciclofaixas, ao lado ou sobre canteiros centrais, em divisores de pista de rolamento, sobre marcas de canalização, gramados ou jardim público.

– Estacionar em fila dupla, em cruzamento, sobre viadutos, pontes ou túneis

De acordo com o art. 181, incisos XI, XII e XIV do CTB, estacionar em fila dupla, em cruzamento, em viadutos, em pontes ou em túneis são infrações graves (5 pontos na CNH), cuja penalidade é a multa, e a medida administrativa é a de remoção do veículo.

– Estacionar na pista de rolamento das estradas, das rodovias, das vias de trânsito rápido e das vias dotadas de acostamento

Essa é uma infração gravíssima (7 pontos na CNH), de acordo com o art. 181, inciso V do CTB. A penalidade é a multa e a medida administrativa é a de remoção do veículo.

– Estacionar em vaga reservada a idosos ou às pessoas com deficiência (art. 181, inciso XX do CTB)

Estacionar em vagas reservadas aos idosos ou às pessoas com deficiência, sem credencial que comprove tal condição, é uma infração gravíssima (7 pontos na CNH), conforme o CTB. A penalidade é a multa e a medida administrativa é a de remoção do veículo.

Estacionar e parar são a mesma coisa?

Não! Agora que já você já viu alguns exemplos de multas por estacionar em locais proibidos, é hora de entender melhor a diferença entre estacionar e parar o veículo.

O anexo I do CTB explica bem essa diferença:

“ESTACIONAMENTO – imobilização de veículos por tempo superior ao necessário para embarque ou desembarque de passageiros.

(…)

PARADA – imobilização do veículo com a finalidade e pelo tempo estritamente necessário para efetuar embarque ou desembarque de passageiros.”

Para evitar as multas, é importante conhecer essas diferenças.

É possível recorrer de multas por estacionar em local proibido?

Não só é possível, como também é um direito do cidadão brasileiro. Para isso, saiba que o processo de recurso pode ter até três etapas. Confira, abaixo, quais são elas.

  1. Defesa Prévia: esse é o primeiro grau de contestação, no qual o condutor contesta, como o nome sugere, a autuação. Essa defesa ocorre pelo recebimento do auto de infração no momento em que a infração foi constatada, ou pelo recebimento da Notificação de Autuação via correspondência. O condutor tem um prazo que varia entre 15 e 30 dias, dependendo do seu estado, para enviar a defesa prévia ao órgão autuador.
  2. Se a Defesa Prévia for indeferida, o condutor receberá outra notificação no seu endereço: a NIP (Notificação de Imposição de Penalidade). Nesse caso, será necessário entrar com recurso em primeira instância, enviando o recurso à JARI (Junta Administrativa de Recursos de Infrações) correspondente ao órgão responsável pela autuação.
  3. Caso o recurso seja negado pela JARI, existe, ainda, uma última possibilidade, que é recorrer ao CETRAN (Conselho Estadual de Trânsito). Caso você more no Distrito Federal, seu recurso deverá ser encaminhado ao CONTRANDIFE (Conselho de Trânsito do Distrito Federal).

Os profissionais especialistas em recursos de multas conhecem as especificidades técnicas de cada uma dessas três fases. Por isso, contar com a orientação de um especialista na área é um enorme diferencial para que o recurso seja aceito.

Foi autuado e quer recorrer? Fale com a equipe Doutor Multas.

Abaixo, estão os dados para que você entre em contato.

E-mail: doutormultas@doutormultas.com.br.

Telefone: 0800 6021 543.

Outros

Como o brasileiro Fred se tornou um homem-chave no meio-campo do Manchester United

Portal Hortolândia

Publicado

em

Fala-se que tanto o Manchester City quanto o Manchester United estavam brigando ferozmente pela contratação de Fred, no verão de 2018. O Manchester Evening News reportou que o técnico do City, Pep Guardiola tinha decidido que Fred seria o sucessor ideal de Fernandinho no meio de campo dos campeões da Premier League.

E todos sabemos o que aconteceu. Fred assinou com United treinado por José Mourinho na época, para desempenhar um papel de apoio à estrela do time Paul Pogba. Mas as coisas não funcionaram como planejado para o brasileiro em Old Trafford. Fred demorou pra se achar no ambiente intenso e de alta pressão da Premier League, fazendo apenas 17 jogos na liga na última temporada com o United passando dificuldades com Mourinho e seu substituto Ole Gunnar Solskjaer.

Mas Fred tem se mostrado um jogador renascido no United e, apesar de a equipe ainda estar lutando para obter consistência em vários momentos durante a campanha, a boa forma de Fred tem sido um dos pontos altos para Solskjaer e o time nesta temporada, fazendo que sejam favoritos mais frequentemente nos palpites futebol para hoje.

De várias formas, a ausência de Pogba contundido fez com que Fred pudesse jogar com mais liberdade, sem a inibição de jogar ao lado de um jogador tão importante e livre para se expressar no ataque. A ofensividade do estilo de Fred nesta temporada foi o fator mais impressionante, demonstrando que ele é muito mais do que um meio-campista defensivo tradicional. Ele tem habilidades e repertório para passar pelos marcadores e a imprevisibilidade para assustar os defensores.

É essa capacidade de ser diferente e de fazer as coisas acontecerem que o United talvez não tenha tido nas últimas temporadas. Por mais que se esperasse que Pogba aumentasse a criatividade dos Red Devils, as contusões fizeram com que ele fosse um jogador de pouco tempo em campo nas últimas campanhas. Parece haver uma tendência de forçar o francês na equipe sempre que ele está em forma, e isso tem sufocado indiscutivelmente o desenvolvimento de jogadores como Fred ou Scott McTominay, que floresceram na ausência de Pogba.

A carreira internacional de Fred ainda está para decolar, mas isso pode mudar se a sua boa forma continuar usando as cores do Manchester United. Com a aproximação rápida da Copa América de 2020, o chegou a hora de jogadores como Fred causarem uma boa impressão junto ao técnico brasileiro Tite.

A sua atuação na recente vitória da Premier League de 2-0 sobre os rivais do Manchester City aumentará suas chances. Foi outra atuação em que Fred parecia cobrir cada ponto do gramado, caçando os adversários para recuperar a posse de bola e dar início aos ataques do United com corridas serpenteando pelo adversário, causando estragos com seus sedosos dribles.

Tais atuações tornaram-se comuns para Fred nesta temporada, bem distante das partidas tímidas e introvertidas que definiram sua primeira temporada no clube. Ele parece estar mais confortável em campo, mais acostumado com a intensidade da Premier League e, como resultado, está florescendo. Por mais que esta tenha sido uma temporada decepcionante até agora para o United, a melhora de Fred tem sido um grande destaque.

Continue Lendo

Outros

Relembre os cães mais famosos das telonas

Portal Hortolândia

Publicado

em

Companheiros leais dos humanos fazem sucesso no cinema

Todos já ouvimos dizer que cão é o melhor amigo do homem. Teorias sugerem que os cachorros, da forma como os conhecemos, surgiram de uma espécie oriunda do lobo branco, na Ásia, mais de 100 mil anos atrás. Ao longo da história, os humanos selecionaram ainda mais os animais, dando origem a várias raças que conhecemos hoje.

Por serem bastante fiéis e companheiros, os cães são o animal domesticado mais comum no mundo todo. De acordo com dados divulgados pela Organização Mundial de Saúde, só no Brasil, existem, aproximadamente, 74 milhões de cachorros. Ou seja, para cada três brasileiros, existe um cãozinho.

E não é só nos lares que esses amigos peludos fazem sucesso. No cinema, há algum tempo, é bem comum ter animais como atores. Os cachorros, é claro, estão entre os favoritos. Muitos deles se tornam verdadeiros ícones do audiovisual. Separamos alguns exemplos memoráveis de cãezinhos que fizeram, e ainda fazem, sucesso nas telonas.

Lassie

Um clássico do cinema, a cadela Lassie foi, antes, apreciada na literatura. O conto, que introduziu a famosa cachorra da raça Collie para o mundo, foi publicado em 1938, apenas nos Estados Unidos. O sucesso foi tanto que se tornou um livro completo. Anos mais tarde, ela ganharia o primeiro filme.

No longa, Lassie contracenava com ninguém menos que a, então jovem, Elizabeth Taylor. Uma curiosidade é que Lassie era, na verdade, um cão macho. Por suas habilidades, acabou ficando com o papel principal do filme. Após sua morte, descentes de Pal, o cão ator, o substituíram, todos também machos. Outra curiosidade é que Pal tinha um salário maior que dos atores, inclusive, que o da própria Elizabeth Taylor.

Beethoven

Levando um nome que homenageia o famoso compositor alemão, o São Bernardo Beethoven teve seu primeiro filme em 1992. Depois do sucesso, outros sete sucederam à estreia celebrada. No total, são oito filmes que contam a história do gigante companheiro.

Apresentado como o cão ideal para uma típica família americana, Beethoven é um personagem extremamente inteligente e charmoso. O filme também popularizou a raça no mundo todo.

Scooby-Doo

Mesmo que o Scooby-Doo seja uma animação, ele não poderia ficar de fora da nossa lista. Sucesso entre adultos e crianças, o divertido cachorro é um Dogue alemão. O famoso Scooby já apareceu em, aproximadamente, 43 filmes e 28 séries, sendo 14 animações.

Seu nome, assim como seu companheiro de lista, Beethoven, também deriva da música. Na canção Strangers in the Night, o americano Frank Sinatra cantarola “dooby dooby doo”. É daí que surge o nome do terceiro cãozinho de nossa lista.

Marley

O famoso labrador Marley ganhou o mundo em 2008, quando sua história foi apresentada no filme Marley e Eu, sucesso de bilheteria. Na narrativa cinematográfica, um jovem casal apaixonado adota Marley ainda filhote. O filme acompanha as travessuras e o desenvolvimento desse adorável cãozinho amarelado.

Uma curiosidade é que, como o filme acompanha o crescimento do personagem animal, foram usados 22 cães da mesma raça para interpretá-lo. Onze desses eram filhotes, os outros eram adultos.

Pongo & Prenda

Encerramos nossa lista com não um, mas 101 Dálmatas. Pongo e Prenda são o casal de Dálmatas pais dos filhotes sequestrados pela vilã Cruela Devil na trama. A versão para o cinema da história necessitou, na verdade, do total de 200 cachorros e cadelas para realizar as gravações.

A versão do filme de 1996 é, na verdade, um remake. Pongo e Prenda apareceram nas telonas pela primeira vez em 1961, em um longa-metragem animado. Foi também um dos primeiros filmes do gênero produzido pela Disney que, na época, tinha feito apenas 20 nesse estilo.

Continue Lendo

Outros

5 Dicas para fazer a sua festa sem gastar muito

Portal Hortolândia

Publicado

em

Festa sempre é bom, seja ela de casamento ou de aniversário. E fica ainda melhor quando é possível economizar, deixando tudo bonito e agradável para os convidados, mas sem esvaziar os bolsos. Aqui falaremos sobre 5 dicas para fazer a sua festa sem gastar muito dinheiro.

Tem sido cada vez mais comum preparar por conta própria os convites, já que assim eles ficam com a cara do aniversariante. E isso pode ser feito de uma maneira muito mais simples do que você imagina, não é preciso dominar nenhum complexo programa de edição.

1 – Prepare em casa o convite

Se você está afim de economizar em uma festa, o melhor a fazer é preparar em casa o convite de aniversário. Se no passado era complicado para fazer isso por conta própria, com a necessidade de utilizar programas pesados e difíceis de mexer, hoje isso mudou.

Quem prepara convites em casa economiza uma boa grana, já que poderá desenvolver o modelo da forma que quiser, ou pegar algum pronto e fazer edições, trocando o nome da criança, por exemplo. O Adobe Spark é uma ótima ferramenta para isso, ele te ajudará nesta tarefa.

2 – Escolha das lembrancinhas

Uma forma de economizar nas lembrancinhas das festas de criança é comprando papéis coloridos em vez de saquinhos. Outra alternativa é usar garrafinhas, que podem ser enchidos com balas. Assim você vai economizar na conta e a criançada vai adorar.

Faça uma boa pesquisa antes de definir quais serão as lembrancinhas, existem algumas opções bem interessantes e que podem ser duradas, como lápis de cor, livros para colorir e outros itens que podem ser comprados em atacados. Aqueles fracos de bolhinhas de sabão nunca podem ser descartados.

3 – Pesquise antes de comprar os materiais

Parece óbvio, quem pesquisa acaba economizando, mas muita gente não faz isso. Pesquise bem antes de fazer as compras dos materiais que serão utilizados na festinha, como guardanapos e outros descartáveis. Confira sempre os preços em atacados, já que lá costuma sair mais barato quando mais unidades são compradas.

Uma dica para reaproveitar itens em anos seguintes é pensar mais nas cores do que no tema da festa, outra questão é que os itens sem personagens na maioria das vezes saem mais barato do que outros lisos.

4 – Economize nas brincadeiras

Quem pretende fazer uma festa sem gastar muito deve ficar atento para as brincadeiras que serão realizadas. Não é necessário contratar um animador ou alugar brinquedos. Pense em brincadeiras clássicas, que continuam animando a garotada mesmo em tempos de internet.

Temos exemplos bem fáceis de organizar e que vão chamar atenção das crianças, dança das cadeiras, caça ao tesouro, corrido do saco e o canto do desenho, por exemplo, são bem interessantes para festas infantis.

5 – Prepare um cartão

As quatro dicas anteriores foram destinadas a quem prepara a festa, essa também pode ser, já que o material pode ser entregue para o seu filho, por exemplo. Ainda assim, caso você seja apenas convidado para a festa e deseja entregar um cartão de aniversário, pode fazer isso em casa, não precisa comprar.

No cartão de aniversário é interessante escrever sobre as qualidades da pessoa que receberá o material, suas habilidades e porque ela é importante na sua vida. O modelo de cartão de aniversário deve ser feito de acordo com a sua personalidade, tentando obviamente agradar quem receberá.

Imagem de Hans Braxmeier por Pixabay 

Continue Lendo