Connect with us
Publicidade


Saúde & Beleza

Dieta capilar

Avatar

Publicado

em

dieta-alimentacao-comida-saude

Muito tem se falado sobre a dieta capilar, capaz de deixar os cabelos mais brilhantes, sedosos e fortes. Apesar do nome “dieta capilar” estar sendo muito compartilhado, não há uma receita padrão para isso, e sim várias dietas possíveis para se chegar a esse fim.

Miriane Fuchs, nutricionista, explica a composição exata dos fios. “Os cabelos são formados principalmente a partir de proteínas: queratina e melanina compondo aproximadamente 90% dos fios, e lipídeos, minerais (cobre, zinco, enxofre, ferro), uma pequena parte de carboidratos e água compondo os demais 10% da estrutura dos fios.”

Para a nutricionista Fatima Miquelin, que possui 21 anos de experiência na área de clínica e estética, a dieta capilar é qualquer dieta que seja balanceada e rica em nutrientes específicos: os mesmos da composição do fio. “O que precisa, portanto, é ter alimentos que tenham esses componentes no cardápio”, diz Fatima.

A profissional explica que o cabelo é um tecido morto, ou seja, a partir do momento que sai do couro cabeludo, ele já é uma estrutura de células mortas. Por isso, a nutrição precisa estar em dia no momento em que o cabelo nasce, pois aí terá uma boa construção do fio. “Se você não tem os nutrientes na hora do nascimento do fio, ele já nasce quebrando. Depois que ele nasce fraco, não tem muito o que fazer”, diz Fatima.

A boa notícia é que nossos fios estão sempre sendo renovados. Então, prestar atenção na dieta pode melhorar muito seus cabelos a partir do momento que novos fios vão nascendo. Mas o resultado não é visto de um dia para o outro. “É um processo a longo prazo”, diz a nutricionista. Ao mesmo tempo que você garante a boa formação dos novos fios, tratamentos estéticos como o uso de bons xampus, hidratação ou reposição de queratina podem ajudar os fios atuais a ficarem mais bonitos.

O que comer

Miriane explica tudo o que você deve comer para manter os fios bonitos, a função de cada nutriente e quais alimentos consumir.

Aminoácidos e Proteínas
O que fazem: estimulam o crescimento e o fortalecimento dos cabelos.
Onde encontrar: carnes, ovos, leite, derivados do leite, grãos.

Cobre
O que faz: estimula o crescimento dos cabelos.
Onde encontrar: nozes, castanhas, ostras.

Ferro
O que faz: combate anemias e problemas dos cabelos relacionados a deficiências de ferro.
Onde encontrar: fígado, gérmen de trigo, amêndoas, passas, feijão, lentilha, folhas escuras.

Zinco
O que faz: estimula o crescimento dos cabelos e reduz a oleosidade.
Onde encontrar: carne, gérmen de trigo, levedo de cerveja, nozes, gema de ovo.

Óleo de linhaça
O que faz: melhora a aparência e o brilho dos cabelos.
Onde encontrar: grão de linhaça e pães feitos com grãos de linhaça.

Complexo B, Vitamina C, Vitamina E
O que fazem: diminuem a calvície e a queda de cabelo, e tratam alguns tipos de anemia.
Onde encontrar:
– Complexo B: soja, lentilha, gema de ovo, abacate, cenoura, semente de girassol, peixes.
– Vitamina C: acerola, goiaba, couve, brócolis, pimentão verde, espinafre, laranja, morango.
– Vitamina E: óleo de gérmen de trigo, óleo de girassol, nozes, amendoim.

Vitamina A
O que faz: dá brilho aos cabelos
Onde encontrar: fígado, ovos, agrião, couve, espinafre, cenoura, manga, mamão.

“Óleos bons” (AGE, Oleico, Linoleico, Linolênico, Ômega 3 e Ômega 6)
O que fazem: hidratam, dão força e brilho aos cabelos.
Onde encontrar: peixes de água fria e grãos integrais.

Água
O que faz: hidrata o corpo, sendo essencial para a saúde capilar e também para a pele.

Para os vegetarianos

Fatima aconselha os vegetarianos a consumir soja, proteína texturizada de soja e tofu para substituir a proteína da carne. “Leite, queijos e derivados também são importantes. Se a pessoa não consumir nada animal, tem que ingerir feijão, grão de bico, lentilha, leguminosas no geral”.

A nutricionista também explica que a vitamina B12 é a única que não consegue ser encontrada em nenhum alimento de origem vegetal, e ela também é importante para a saúde e beleza dos cabelos. Nesse caso, os vegetarianos precisam ficar atentos ao nível dessa vitamina no corpo e, se necessário, fazer uma reposição vitamínica.

Para quem quer emagrecer

Sim, você pode matar dois coelhos com uma cajadada só. Várias dietas emagrecedoras também podem ajudar a deixar as madeixas mais bonitas. “Dá para fazer os dois juntos, porque o carboidrato, componente que sai na dieta para emagrecer, não entra na dieta para o cabelo”, diz Fatima.

Ou seja, uma dieta rica nos alimentos citados acima não atrapalha seus planos para perder gordura. Ela ajuda. Mas o contrário nem sempre é verdadeiro: uma dieta focada em emagrecer não necessariamente fará bem ao seu cabelo. “Dietas emagrecedoras mal feitas, com poucas vitaminas, acabam deixando cabelos e pele ruins”, diz Fatima. O motivo é que o corpo dá preferência para usar as poucas vitaminas que tem para suprir as funções vitais, e não mandará nutrientes para deixar o cabelo bonito. Afinal, você pode viver com o cabelo feio.

Se você já está pensando em comprar comprimidos de vitamina e tomar todo o vidro para que o cabelo fique bonito, a nutricionista Fatima também avisa que o tiro pode sair pela culatra. “Algumas vitaminas em excesso podem prejudicar mais do que ajudar. Como a vitamina A, que em demasia pode favorecer a queda de cabelo ao invés de dar brilho. Tudo no corpo deve ter uma medida certa”, finaliza.

Receba as principais notícias direto no seu Telegram https://t.me/portalhortolandia

Saúde & Beleza

Bons hábitos durante as festas podem evitar derrames e infartos

Portal Hortolândia

Publicado

em

Com a chegada das festas de fim de ano, vêm os banquetes e os brindes alcoólicos. Porém, é importante dar uma atenção especial para a saúde vascular e evitar possíveis transtornos que os maus hábitos, acentuados no mês de dezembro, podem causar.

As bebidas alcoólicas, por exemplo, devem ser consumidas com moderação, sempre mantendo uma boa hidratação com água. O cirurgião vascular Flávio Macedo alerta que a pressão alta pode piorar com o consumo de álcool, por isso, pacientes hipertensos precisam estar ainda mais atentos a esses cuidados.

“O hábito de ingerir bebidas alcoólicas em excesso pode causar enrijecimento das artérias, o que facilita a ocorrência de acidente vascular encefálico e infarto agudo do miocárdio, com complicações que podem ser fatais”, explica o médico, que também é membro da Comissão do Departamento de Embolização da Sociedade Brasileira de Angiologia e de Cirurgia Vascular (SBACV).

Como é difícil evitar a comilança das festas, a alternativa é substituir ingredientes com gorduras ruins por saudáveis. O especialista explica que óleos vegetais, como o de milho e o azeite de oliva, as castanhas, como as nozes, amêndoas, castanhas de caju e a do Pará, as sementes de linhaça e abóbora, abacate e o peixe são ótimas opções para os pratos de Natal e Ano Novo.

Esses alimentos possuem gorduras que ajudam a aumentar os níveis sanguíneos de HDL – C (colesterol bom) e ajudam a evitar a aterosclerose (acúmulo de gordura na parede das artérias que pode causar obstrução, impedindo a passagem do sangue). Fibras, frutas, verduras, legumes e carnes magras também podem ajudar a compor uma mesa mais saudável.

Para o médico, a adoção de bons hábitos, mesmo durante as festas, é a melhor forma de diminuir a incidência desses problemas e garantir bons momentos com a família e amigos.

Seguem as dicas do médico:

• Não abusar do álcool;

• Preferir comidas leves e menos gordurosas;

• Boa hidratação;

• Reunir poucas pessoas para manter o distanciamento social;

• Uso de máscaras em pessoas que não convivem no mesmo ambiente;

• Preferir ambientes abertos com renovação de ar;

• Não permitir que pessoas com sinais e sintomas de síndrome gripal participem;

• Higienização adequada das mãos.

fonte ebc

Receba as principais notícias direto no seu Telegram https://t.me/portalhortolandia
Continue Lendo

Saúde & Beleza

Estalar o pescoço e massagem incorreta na coluna podem provocar desde leves lesões até AVC

Portal Hortolândia

Publicado

em

Práticas comuns como o “estalar pescoço”, fazer alongamentos, manipulações na coluna e até uma massagem realizada de forma inadequada podem ter consequências graves para a saúde. Embora seja uma recomendação bastante comum para quem deseja aliviar a tensão e dores em algumas regiões do corpo, se a massagem for feita de forma inadequada, pode provocar desde leves lesões nos músculos e articulações, até um acidente vascular cerebral (AVC).

O fisioterapeuta e phD em Neuroanatomia, Mario Sabha, explica que a região do pescoço possui diversas estruturas delicadas, como vasos sanguíneos e inervação íntima ao redor das articulações, assim qualquer micromovimento ósseo e articular pode causar compressão ou rompimento, resultando em um AVC e até na morte do paciente por conta da diminuição do fluxo sanguíneo para o cérebro. “O pescoço possui conexões diretas com ossos, articulações e artérias, então, um simples movimento forçado pode causar um pequeno estrangulamento nestas estruturas. Além disso, pode existir uma má formação ou alguma fragilidade nesses pontos que o paciente desconhece. Neste caso, por exemplo, a manobra representa um risco ainda maior para a saúde”, explica.

Sabha conta que existe um limite de movimentação para cada uma das articulações do corpo humano que precisa ser respeitado. E reforça que, quem tem dores crônicas não deve fazer alongamentos sem consultar profissionais habilitados nas terapias manipulativas osteopáticas. “A prática de alongamento, por exemplo, é bastante banalizada por falta de conhecimento. Ouvimos muitas indicações de movimentos e alongamentos sem critério nenhum que podem resultar em complicações graves quando pacientes com lesões crônicas tentam realizar alongamentos aparentemente simples e pioram seu quadro de dor, rigidez e chegam a travar a coluna, necessitando de medicação e, em alguns casos, internação”.

A manipulação incorreta do corpo pode provocar, ainda, sintomas como como tontura, náuseas, enjôos, aumento das dores e parestesias (formigamentos). “É importante perceber esses sinais que indicam que algum movimento pode ter provocado uma compressão em menor ou maior escala”, diz.

O phD, Dr Sabha alerta que as pessoas não devem adotar exercícios, massagens e alongamentos que não tenham sido prescritos ou não sejam realizados por profissionais especializados. “Para manipular o pescoço é preciso saber em que posição a vértebra está e fazer os alinhamentos necessários. Os especialistas convencionais, por exemplo, estudam lesões mais evidentes que podem ser percebidas por exames, mas as “microcompressões” nervosas não são mostradas em ressonâncias magnéticas, ultrassons ou radiografias. O osteopata consegue identificar essas lesões por meio de testes muito específicos na clínica”, completa.

É importante também evitar a automedicação, porque ela pode afetar o sistema nervoso, causando a dilatação ou constrição dos vasos sanguíneos. “Alongamentos, medicação e qualquer outra prática devem ser recomendadas por profissionais que tenham formação acadêmica para tratar o paciente de forma adequada e segura”, finaliza.

Receba as principais notícias direto no seu Telegram https://t.me/portalhortolandia
Continue Lendo

Saúde & Beleza

Perda dentária: uma questão muito além da estética

Portal Hortolândia

Publicado

em

A perda dentária na primeira infância costuma ser motivo de comemoração. A partir dos seis anos, há a perda dos dentes de leite e nascem os primeiros dentes permanentes. Mas, na idade adulta, é motivo de preocupação e cuidados. Segundo o presidente da Câmara Técnica de Periodontia do Conselho Regional de Odontologia de São Paulo (CROSP), Benedicto Sergio Bassit, a perda dentária pode ocorrer por diversas razões, desde um trauma externo até o surgimento de uma doença periodontal. “As doenças sistêmicas, como por exemplo o diabetes, também possibilita o acúmulo de bactérias nos dentes, podendo provocar a perda dentária”, explica.

Tratamentos odontológicos avançados podem reduzir os danos

Considerando que a arcada dentária é composta de 32 dentes, e que cada um tem a sua função, a perda de dentes pode acarretar consequências, não só para o sorriso, mas também para a saúde. “Alguns problemas bucais podem surgir, como, por exemplo, a má oclusão, o que dificulta a mastigação e trituração dos alimentos, podendo ocasionar problemas no aparelho digestório”, enumera. Segundo o especialista, o hábito de roer unhas, usar os dentes como ferramenta (abrir garrafa, morder lápis etc.), mastigar gelo, chupar limão também devem ser evitados.

“Na área da saúde bucal, os avanços tecnológicos são de grande relevância. Podemos contar com diversos tratamentos modernos e eficazes, o que resulta em excelentes resultados.  Hoje, por exemplo, o paciente pode optar por um planejamento digital que, através de uma apresentação gráfica, poderá visualizar a perspectiva do resultado final do trabalho a ser desenvolvido na sua boca.”

Restaurações estéticas, aparelhos ortodônticos, tratamentos endodônticos de ponta e laserterapia são algumas das alternativas para amenizar os danos e/ou corrigir falhas dentárias. “Em caso de perda da raiz do dente, podemos contar com a reposição do mesmo, fazendo uso do implante dentário, que nada mais é do que a implantação de uma raiz artificial de titânio.” Vale ressaltar que quando um dente não apresenta mais suporte periodontal ou em caso de fratura de raiz se faz necessário a extração do mesmo.

A prevenção ainda é o melhor tratamento

Segundo Bassit, apesar de todos os avanços, a forma mais apropriada de evitar o problema ainda é a prevenção.”Não podemos deixar de falar sobre a higiene bucal que é a escovação, uso do fio dental e a extrema importância da consulta periódica ao dentista, que garante a permanência dos dentes na boca”,

Além das consequências físicas, a perda dos dentes pode afetar o psicológico e a autoestima. “Vivemos num mundo onde a primeira impressão é a que fica. A saúde bucal influencia diretamente a nossa vida pessoal, profissional e o convívio familiar, podendo desencadear reações emocionais diversas como: vergonha em se colocar socialmente e insegurança em se comunicar. Por isso, vale dizer que um rosto harmonioso, com os dentes bem cuidados, melhora a comunicação e influencia positivamente a vida do paciente”, garante.

Sobre o CRO-SP

O Conselho Regional de Odontologia de São Paulo (CROSP) é uma autarquia federal dotada de personalidade jurídica e de direito público com a finalidade de fiscalizar e supervisionar a ética profissional em todo o Estado de São Paulo, cabendo-lhe zelar pelo perfeito desempenho ético da Odontologia e pelo prestígio e bom conceito da profissão e dos que a exercem legalmente. Hoje, o CROSP conta com mais de 145 mil profissionais inscritos. Além dos cirurgiões-dentistas, o CROSP detém competência também para fiscalizar o exercício profissional e a conduta ética dos Técnicos em Prótese Dentária, Técnicos em Saúde Bucal, Auxiliares em Saúde Bucal e Auxiliares em Prótese Dentária.

Receba as principais notícias direto no seu Telegram https://t.me/portalhortolandia
Continue Lendo

Noticias

Nossa Cidade10 horas atras

Avança obra da terceira faixa na avenida da Emancipação

A Prefeitura de Hortolândia realiza intervenções na avenida da Emancipação para intensificar a obra de construção da terceira faixa de...

Nossa Cidade11 horas atras

O Portal Hortolândia parabeniza o SAMU Hortolândia que completa 13 anos de atividades

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) completou nesta semana 13 anos de atividades na cidade de Hortolândia. O...

Nossa Cidade11 horas atras

Formações voltadas a professores municipais novatos preparam volta às aulas em Hortolândia

Professores da Educação Básica, que ingressaram recentemente na rede municipal de Hortolândia, passam por formações, preparatórias para a volta às...

Policial11 horas atras

Policiais militares detém dupla por comercialização de drogas na Vila Inema, em Hortolândia 

Uma viatura da Polícia Militar em patrulhamento na tarde desta sexta-feira pelo bairro chácaras Coelho, detiveram dois suspeitos na prática...

Nossa Cidade12 horas atras

Última etapa de mutirão de assinaturas de regularização fundiária é neste sábado (23/01)

Para garantir moradia digna para a população, a Prefeitura de Hortolândia, em parceria com a CDHU (Companhia de Desenvolvimento Habitacional...

Nossa Cidade12 horas atras

Última etapa da campanha de castração será na próxima semana

Ainda não conseguiu levar seu cão ou gato para ser castrado? Então, fique ligado! A Prefeitura de Hortolândia realizará a...

Publicidade

Youtube

 

PONTE DA ESPERANÇA

Populares