Connect with us

Saúde & Beleza

O que é TDAH (Transtorno do Déficit de Atenção com Hiperatividade)

Portal Hortolândia

Publicado

em

O Transtorno do Déficit de Atenção com Hiperatividade (TDAH) é um transtorno neurobiológico, de causas genéticas, que aparece na infância e freqüentemente acompanha o indivíduo por toda a sua vida. Ele se caracteriza por sintomas de desatenção, inquietude e impulsividade. Ele é chamado às vezes de DDA (Distúrbio do Déficit de Atenção). Em inglês, também é chamado de ADD, ADHD ou de AD/HD.

Existe mesmo o TDAH?
Ele é reconhecido oficialmente por vários países e pela Organização Mundial da Saúde (OMS). Em alguns países, como nos Estados Unidos, portadores de TDAH são protegidos pela lei quanto a receberem tratamento diferenciado na escola.

Não existe controvérsia sobre a existência do TDAH?
Não, nenhuma. Existe inclusive um Consenso Internacional publicado pelos mais renomados médicos e psicólogos de todo o mundo a este respeito. Consenso é uma publicação científica realizada após extensos debates entre pesquisadores de todo o mundo, incluindo aqueles que não pertencem a um mesmo grupo ou instituição e não compartilham necessariamente as mesmas idéias sobre todos os aspectos de um transtorno.

Por que algumas pessoas insistem que o TDAH não existe?
Pelas mais variadas razões, desde inocência e falta de formação científica até mesmo má-fé. Alguns chegam a afirmar que “o TDAH não existe”, é uma “invenção” médica ou da indústria farmacêutica, para terem lucros com o tratamento.

No primeiro caso se incluem todos aqueles profissionais que nunca publicaram qualquer pesquisa demonstrando o que eles afirmam categoricamente e não fazem parte de nenhum grupo científico. Quando questionados, falam em “experiência pessoal” ou então relatam casos que somente eles conhecem porque nunca foram publicados em revistas especializadas. Muitos escrevem livros ou têm sítios na Internet, mas nunca apresentaram seus “resultados” em congressos ou publicaram em revistas científicas, para que os demais possam julgar a veracidade do que dizem.

Os segundos são aqueles que pretendem “vender” alguma forma de tratamento diferente daquilo que é atualmente preconizado, alegando que somente eles podem tratar de modo correto.

Tanto os primeiros quanto os segundos afirmam que o tratamento do TDAH com medicamentos causa conseqüências terríveis. Quando a literatura científica é pesquisada, nada daquilo que eles afirmam é encontrado em qualquer pesquisa em qualquer país do mundo. Esta é a principal característica destes indivíduos: apesar de terem uma “aparência” de cientistas ou pesquisadores, jamais publicaram nada que comprovasse o que dizem.

Veja um texto a este respeito e a resposta dos Professores Luis Rohde e Paulo Mattos:

Why I Believe that Attention Deficit Disorder is a Myth

Porque desinformação, falta de raciocínio científico e ingenuidade constituem uma mistura perigosa

O TDAH é comum?
Ele é o transtorno mais comum em crianças e adolescentes encaminhados para serviços especializados. Ele ocorre em 3 a 5% das crianças, em várias regiões diferentes do mundo em que já foi pesquisado. Em mais da metade dos casos o transtorno acompanha o indivíduo na vida adulta, embora os sintomas de inquietude sejam mais brandos.

Quais são os sintomas de TDAH?
O TDAH se caracteriza por uma combinação de dois tipos de sintomas:

1) Desatenção

2) Hiperatividade-impulsividade
O TDAH na infância em geral se associa a dificuldades na escola e no relacionamento com demais crianças, pais e professores. As crianças são tidas como “avoadas”, “vivendo no mundo da lua” e geralmente “estabanadas” e com “bicho carpinteiro” ou “ligados por um motor” (isto é, não param quietas por muito tempo). Os meninos tendem a ter mais sintomas de hiperatividade e impulsividade que as meninas, mas todos são desatentos. Crianças e adolescentes com TDAH podem apresentar mais problemas de comportamento, como por exemplo, dificuldades com regras e limites.

Em adultos, ocorrem problemas de desatenção para coisas do cotidiano e do trabalho, bem como com a memória (são muito esquecidos). São inquietos (parece que só relaxam dormindo), vivem mudando de uma coisa para outra e também são impulsivos (“colocam os carros na frente dos bois”). Eles têm dificuldade em avaliar seu próprio comportamento e quanto isto afeta os demais à sua volta. São freqüentemente considerados “egoístas”. Eles têm uma grande freqüência de outros problemas associados, tais como o uso de drogas e álcool, ansiedade e depressão.

Quais são as causas do TDAH?
Já existem inúmeros estudos em todo o mundo – inclusive no Brasil – demonstrando que a prevalência do TDAH é semelhante em diferentes regiões, o que indica que o transtorno não é secundário a fatores culturais (as práticas de determinada sociedade, etc.), o modo como os pais educam os filhos ou resultado de conflitos psicológicos.

Estudos científicos mostram que portadores de TDAH têm alterações na região frontal e as suas conexões com o resto do cérebro. A região frontal orbital é uma das mais desenvolvidas no ser humano em comparação com outras espécies animais e é responsável pela inibição do comportamento (isto é, controlar ou inibir comportamentos inadequados), pela capacidade de prestar atenção, memória, autocontrole, organização e planejamento.

O que parece estar alterado nesta região cerebral é o funcionamento de um sistema de substâncias químicas chamadas neurotransmissores (principalmente dopamina e noradrenalina), que passam informação entre as células nervosas (neurônios).
Existem causas que foram investigadas para estas alterações nos neurotransmissores da região frontal e suas conexões.

A) Hereditariedade:
Os genes parecem ser responsáveis não pelo transtorno em si, mas por uma predisposição ao TDAH. A participação de genes foi suspeitada, inicialmente, a partir de observações de que nas famílias de portadores de TDAH a presença de parentes também afetados com TDAH era mais freqüente do que nas famílias que não tinham crianças com TDAH. A prevalência da doença entre os parentes das crianças afetadas é cerca de 2 a 10 vezes mais do que na população em geral (isto é chamado de recorrência familial).

Porém, como em qualquer transtorno do comportamento, a maior ocorrência dentro da família pode ser devido a influências ambientais, como se a criança aprendesse a se comportar de um modo “desatento” ou “hiperativo” simplesmente por ver seus pais se comportando desta maneira, o que excluiria o papel de genes. Foi preciso, então, comprovar que a recorrência familial era de fato devida a uma predisposição genética, e não somente ao ambiente. Outros tipos de estudos genéticos foram fundamentais para se ter certeza da participação de genes: os estudos com gêmeos e com adotados. Nos estudos com adotados comparam-se pais biológicos e pais adotivos de crianças afetadas, verificando se há diferença na presença do TDAH entre os dois grupos de pais. Eles mostraram que os pais biológicos têm 3 vezes mais TDAH que os pais adotivos.

Os estudos com gêmeos comparam gêmeos univitelinos e gêmeos fraternos (bivitelinos), quanto a diferentes aspectos do TDAH (presença ou não, tipo, gravidade etc…). Sabendo-se que os gêmeos univitelinos têm 100% de semelhança genética, ao contrário dos fraternos (50% de semelhança genética), se os univitelinos se parecem mais nos sintomas de TDAH do que os fraternos, a única explicação é a participação de componentes genéticos (os pais são iguais, o ambiente é o mesmo, a dieta, etc.). Quanto mais parecidos, ou seja, quanto mais concordam em relação àquelas características, maior é a influência genética para a doença. Realmente, os estudos de gêmeos com TDAH mostraram que os univitelinos são muito mais parecidos (também se diz “concordantes”) do que os fraternos, chegando a ter 70% de concordância, o que evidencia uma importante participação de genes na origem do TDAH.

A partir dos dados destes estudos, o próximo passo na pesquisa genética do TDAH foi começar a procurar que genes poderiam ser estes. É importante salientar que no TDAH, como na maioria dos transtornos do comportamento, em geral multifatoriais, nunca devemos falar em determinação genética, mas sim em predisposição ou influência genética. O que acontece nestes transtornos é que a predisposição genética envolve vários genes, e não um único gene (como é a regra para várias de nossas características físicas, também). Provavelmente não existe, ou não se acredita que exista, um único “gene do TDAH”. Além disto, genes podem ter diferentes níveis de atividade, alguns podem estar agindo em alguns pacientes de um modo diferente que em outros; eles interagem entre si, somando-se ainda as influências ambientais. Também existe maior incidência de depressão, transtorno bipolar (antigamente denominado Psicose Maníaco-Depressiva) e abuso de álcool e drogas nos familiares de portadores de TDAH.

B) Substâncias ingeridas na gravidez:
Tem-se observado que a nicotina e o álcool quando ingeridos durante a gravidez podem causar alterações em algumas partes do cérebro do bebê, incluindo-se aí a região frontal orbital. Pesquisas indicam que mães alcoolistas têm mais chance de terem filhos com problemas de hiperatividade e desatenção. É importante lembrar que muitos destes estudos somente nos mostram uma associação entre estes fatores, mas não mostram uma relação de causa e efeito.

C) Sofrimento fetal:
Alguns estudos mostram que mulheres que tiveram problemas no parto que acabaram causando sofrimento fetal tinham mais chance de terem filhos com TDAH. A relação de causa não é clara. Talvez mães com TDAH sejam mais descuidadas e assim possam estar mais predispostas a problemas na gravidez e no parto. Ou seja, a carga genética que ela própria tem (e que passa ao filho) é que estaria influenciando a maior presença de problemas no parto.

D) Exposição a chumbo:
Crianças pequenas que sofreram intoxicação por chumbo podem apresentar sintomas semelhantes aos do TDAH. Entretanto, não há nenhuma necessidade de se realizar qualquer exame de sangue para medir o chumbo numa criança com TDAH, já que isto é raro e pode ser facilmente identificado pela história clínica.

E) Problemas Familiares:
Algumas teorias sugeriam que problemas familiares (alto grau de discórdia conjugal, baixa instrução da mãe, famílias com apenas um dos pais, funcionamento familiar caótico e famílias com nível socioeconômico mais baixo) poderiam ser a causa do TDAH nas crianças. Estudos recentes têm refutado esta idéia. As dificuldades familiares podem ser mais conseqüência do que causa do TDAH (na criança e mesmo nos pais).

Problemas familiares podem agravar um quadro de TDAH, mas não causá-lo.

F) Outras Causas
Outros fatores já foram aventados e posteriormente abandonados como causa de TDAH:
1. corante amarelo
2. aspartame
3. luz artificial
4. deficiência hormonal (principalmente da tireóide)
5. deficiências vitamínicas na dieta.
Todas estas possíveis causas foram investigadas cientificamente e foram desacreditadas.

fonte: tdah.org.br

Receba as principais notícias direto no seu Telegram https://t.me/portalhortolandia
Melhores No. 1
Liquidificador Turbo , 900W, Copo de 2,7L, 127V, Preto, Mondial -L-900 FB.
  • 900W de potência:Potente no preparo de receitas como gelo, frutas congeladas, sucos , vitaminas, bolo, sopas, tortas e patês.
  • Copo de 2,7L ULTRARRESISTENTE:Copo resistente a quedas e riscos, e não pega cheiro. Prepara grandes quantidades de sucos, vitaminas e receitas
  • 5 velocidades + pulsar:A função “pulsar” do liquidificador l-900 é velocidade máxima - mistura de forma rápida alimentos pastosos como grão de bico, papinhas de bebê, cremes e Smoothies.
  • Função auto limpeza:Auxilia na limpeza do copo do liquidificador e, em especial, as suas lâminas. Para isso, encha o copo até metade com água e um pouquinho de detergente. Depois, aperte o botão pulsar alguns vezes e pronto!
  • Filtro:Entra a fruta coa e sai o suco ou molho filtrado. O filtro retira toda a semente deixando seus sucos prontos para serem tomados.
Melhores No. 2
Mondial NV-15-6P FB Ventilador Maxi Power, 3 Velocidades, 30cm, 6 Pás, Preto
  • 6 pás
  • 3 velocidades
  • Grade removível para limpeza
  • Uso em mesa ou parede
  • Inclinação regulável
Melhores No. 3
Fogão Elétrico, 2 Bocas, 127V, Inox, Mondial - FE-03
  • 6 níveis de temperatura
  • Acabamento em aço inox
  • 2000w de potência
  • Termostato de segurança

Saúde & Beleza

Luxação no ombro: Entenda por que esse episódio pede cuidados especiais

Portal Hortolândia

Publicado

em

É comum pensar que luxações sejam acontecimentos ortopédicos simples. Entretanto, elas são consideradas lesões graves que, se não cuidadas adequadamente, podem causar no futuro problemas sérios, e colocar em risco a qualidade de vida do indivíduo.

O ombro é uma parte do corpo que está sujeita a passar por esse problema, principalmente após a realização de um esporte, queda ou acidente automobilístico, por exemplo, ou situações que geralmente são causadas devido a frouxidão ligamentar.

“Quando há o deslocamento do úmero em relação à glenóide escapular, cavidade articular que fica em uma das extremidades da escápula, ocorre o que chamamos de luxação de ombro. Existem três formas mais comuns: a luxação anterior, quando a cabeça do úmero se desloca para frente em relação à glenóide; a posterior, quando o movimento ocorre para trás; e a inferior, quando é para baixo”, explica o médico ortopedista e especialista em ombro e cotovelo e sócio da Clínica LARC, Dr. Layron Alves.

Ao passar por um episódio de luxação, o paciente pode sofrer com dor intensa, deformidades e a incapacidade de movimentar o ombro, sendo necessário procurar um médico ortopedista imediatamente para que seja indicado o melhor tratamento para o caso, já que as luxações quando não cuidadas podem desencadear problemas desde a perda de movimentos até amputação do membro, se as estruturas neurovasculares forem afetadas.

“Na maioria dos casos, é necessária uma intervenção médica treinada para  a redução (colocar o ombro de volta ao lugar), o uso de imobilizações, medicações e reabilitação. A cirurgia também pode ser necessária, dependendo da gravidade da lesão e avaliando os riscos de nova luxação”, finaliza o ortopedista.  ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀

 
Dr. Layron Alves é ortopedista e especialista em cirurgia do ombro e cotovelo, membro da Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia (SBOT) e da Sociedade Brasileira de Cirurgia do Ombro e Cotovelo (SBCOC). O especialista é preceptor efetivo da residência médica do Hospital Ipiranga SP. Atualmente mestrando e doutorando em Ciências da saúde e membro do grupo de cirurgia do ombro e cotovelo da Faculdade de Medicina do ABC.  Instagram @dr.layronalves  

Receba as principais notícias direto no seu Telegram https://t.me/portalhortolandia
Melhores No. 1
Liquidificador Turbo , 900W, Copo de 2,7L, 127V, Preto, Mondial -L-900 FB.
  • 900W de potência:Potente no preparo de receitas como gelo, frutas congeladas, sucos , vitaminas, bolo, sopas, tortas e patês.
  • Copo de 2,7L ULTRARRESISTENTE:Copo resistente a quedas e riscos, e não pega cheiro. Prepara grandes quantidades de sucos, vitaminas e receitas
  • 5 velocidades + pulsar:A função “pulsar” do liquidificador l-900 é velocidade máxima - mistura de forma rápida alimentos pastosos como grão de bico, papinhas de bebê, cremes e Smoothies.
  • Função auto limpeza:Auxilia na limpeza do copo do liquidificador e, em especial, as suas lâminas. Para isso, encha o copo até metade com água e um pouquinho de detergente. Depois, aperte o botão pulsar alguns vezes e pronto!
  • Filtro:Entra a fruta coa e sai o suco ou molho filtrado. O filtro retira toda a semente deixando seus sucos prontos para serem tomados.
Melhores No. 2
Mondial NV-15-6P FB Ventilador Maxi Power, 3 Velocidades, 30cm, 6 Pás, Preto
  • 6 pás
  • 3 velocidades
  • Grade removível para limpeza
  • Uso em mesa ou parede
  • Inclinação regulável
Melhores No. 3
Fogão Elétrico, 2 Bocas, 127V, Inox, Mondial - FE-03
  • 6 níveis de temperatura
  • Acabamento em aço inox
  • 2000w de potência
  • Termostato de segurança
Continue Lendo

Saúde & Beleza

Bons hábitos durante as festas podem evitar derrames e infartos

Portal Hortolândia

Publicado

em

Com a chegada das festas de fim de ano, vêm os banquetes e os brindes alcoólicos. Porém, é importante dar uma atenção especial para a saúde vascular e evitar possíveis transtornos que os maus hábitos, acentuados no mês de dezembro, podem causar.

As bebidas alcoólicas, por exemplo, devem ser consumidas com moderação, sempre mantendo uma boa hidratação com água. O cirurgião vascular Flávio Macedo alerta que a pressão alta pode piorar com o consumo de álcool, por isso, pacientes hipertensos precisam estar ainda mais atentos a esses cuidados.

“O hábito de ingerir bebidas alcoólicas em excesso pode causar enrijecimento das artérias, o que facilita a ocorrência de acidente vascular encefálico e infarto agudo do miocárdio, com complicações que podem ser fatais”, explica o médico, que também é membro da Comissão do Departamento de Embolização da Sociedade Brasileira de Angiologia e de Cirurgia Vascular (SBACV).

Como é difícil evitar a comilança das festas, a alternativa é substituir ingredientes com gorduras ruins por saudáveis. O especialista explica que óleos vegetais, como o de milho e o azeite de oliva, as castanhas, como as nozes, amêndoas, castanhas de caju e a do Pará, as sementes de linhaça e abóbora, abacate e o peixe são ótimas opções para os pratos de Natal e Ano Novo.

Esses alimentos possuem gorduras que ajudam a aumentar os níveis sanguíneos de HDL – C (colesterol bom) e ajudam a evitar a aterosclerose (acúmulo de gordura na parede das artérias que pode causar obstrução, impedindo a passagem do sangue). Fibras, frutas, verduras, legumes e carnes magras também podem ajudar a compor uma mesa mais saudável.

Para o médico, a adoção de bons hábitos, mesmo durante as festas, é a melhor forma de diminuir a incidência desses problemas e garantir bons momentos com a família e amigos.

Seguem as dicas do médico:

• Não abusar do álcool;

• Preferir comidas leves e menos gordurosas;

• Boa hidratação;

• Reunir poucas pessoas para manter o distanciamento social;

• Uso de máscaras em pessoas que não convivem no mesmo ambiente;

• Preferir ambientes abertos com renovação de ar;

• Não permitir que pessoas com sinais e sintomas de síndrome gripal participem;

• Higienização adequada das mãos.

fonte ebc

Receba as principais notícias direto no seu Telegram https://t.me/portalhortolandia
Melhores No. 1
Liquidificador Turbo , 900W, Copo de 2,7L, 127V, Preto, Mondial -L-900 FB.
  • 900W de potência:Potente no preparo de receitas como gelo, frutas congeladas, sucos , vitaminas, bolo, sopas, tortas e patês.
  • Copo de 2,7L ULTRARRESISTENTE:Copo resistente a quedas e riscos, e não pega cheiro. Prepara grandes quantidades de sucos, vitaminas e receitas
  • 5 velocidades + pulsar:A função “pulsar” do liquidificador l-900 é velocidade máxima - mistura de forma rápida alimentos pastosos como grão de bico, papinhas de bebê, cremes e Smoothies.
  • Função auto limpeza:Auxilia na limpeza do copo do liquidificador e, em especial, as suas lâminas. Para isso, encha o copo até metade com água e um pouquinho de detergente. Depois, aperte o botão pulsar alguns vezes e pronto!
  • Filtro:Entra a fruta coa e sai o suco ou molho filtrado. O filtro retira toda a semente deixando seus sucos prontos para serem tomados.
Melhores No. 2
Mondial NV-15-6P FB Ventilador Maxi Power, 3 Velocidades, 30cm, 6 Pás, Preto
  • 6 pás
  • 3 velocidades
  • Grade removível para limpeza
  • Uso em mesa ou parede
  • Inclinação regulável
Melhores No. 3
Fogão Elétrico, 2 Bocas, 127V, Inox, Mondial - FE-03
  • 6 níveis de temperatura
  • Acabamento em aço inox
  • 2000w de potência
  • Termostato de segurança
Continue Lendo

Saúde & Beleza

Estalar o pescoço e massagem incorreta na coluna podem provocar desde leves lesões até AVC

Portal Hortolândia

Publicado

em

Práticas comuns como o “estalar pescoço”, fazer alongamentos, manipulações na coluna e até uma massagem realizada de forma inadequada podem ter consequências graves para a saúde. Embora seja uma recomendação bastante comum para quem deseja aliviar a tensão e dores em algumas regiões do corpo, se a massagem for feita de forma inadequada, pode provocar desde leves lesões nos músculos e articulações, até um acidente vascular cerebral (AVC).

O fisioterapeuta e phD em Neuroanatomia, Mario Sabha, explica que a região do pescoço possui diversas estruturas delicadas, como vasos sanguíneos e inervação íntima ao redor das articulações, assim qualquer micromovimento ósseo e articular pode causar compressão ou rompimento, resultando em um AVC e até na morte do paciente por conta da diminuição do fluxo sanguíneo para o cérebro. “O pescoço possui conexões diretas com ossos, articulações e artérias, então, um simples movimento forçado pode causar um pequeno estrangulamento nestas estruturas. Além disso, pode existir uma má formação ou alguma fragilidade nesses pontos que o paciente desconhece. Neste caso, por exemplo, a manobra representa um risco ainda maior para a saúde”, explica.

Sabha conta que existe um limite de movimentação para cada uma das articulações do corpo humano que precisa ser respeitado. E reforça que, quem tem dores crônicas não deve fazer alongamentos sem consultar profissionais habilitados nas terapias manipulativas osteopáticas. “A prática de alongamento, por exemplo, é bastante banalizada por falta de conhecimento. Ouvimos muitas indicações de movimentos e alongamentos sem critério nenhum que podem resultar em complicações graves quando pacientes com lesões crônicas tentam realizar alongamentos aparentemente simples e pioram seu quadro de dor, rigidez e chegam a travar a coluna, necessitando de medicação e, em alguns casos, internação”.

A manipulação incorreta do corpo pode provocar, ainda, sintomas como como tontura, náuseas, enjôos, aumento das dores e parestesias (formigamentos). “É importante perceber esses sinais que indicam que algum movimento pode ter provocado uma compressão em menor ou maior escala”, diz.

O phD, Dr Sabha alerta que as pessoas não devem adotar exercícios, massagens e alongamentos que não tenham sido prescritos ou não sejam realizados por profissionais especializados. “Para manipular o pescoço é preciso saber em que posição a vértebra está e fazer os alinhamentos necessários. Os especialistas convencionais, por exemplo, estudam lesões mais evidentes que podem ser percebidas por exames, mas as “microcompressões” nervosas não são mostradas em ressonâncias magnéticas, ultrassons ou radiografias. O osteopata consegue identificar essas lesões por meio de testes muito específicos na clínica”, completa.

É importante também evitar a automedicação, porque ela pode afetar o sistema nervoso, causando a dilatação ou constrição dos vasos sanguíneos. “Alongamentos, medicação e qualquer outra prática devem ser recomendadas por profissionais que tenham formação acadêmica para tratar o paciente de forma adequada e segura”, finaliza.

Receba as principais notícias direto no seu Telegram https://t.me/portalhortolandia
Melhores No. 1
Liquidificador Turbo , 900W, Copo de 2,7L, 127V, Preto, Mondial -L-900 FB.
  • 900W de potência:Potente no preparo de receitas como gelo, frutas congeladas, sucos , vitaminas, bolo, sopas, tortas e patês.
  • Copo de 2,7L ULTRARRESISTENTE:Copo resistente a quedas e riscos, e não pega cheiro. Prepara grandes quantidades de sucos, vitaminas e receitas
  • 5 velocidades + pulsar:A função “pulsar” do liquidificador l-900 é velocidade máxima - mistura de forma rápida alimentos pastosos como grão de bico, papinhas de bebê, cremes e Smoothies.
  • Função auto limpeza:Auxilia na limpeza do copo do liquidificador e, em especial, as suas lâminas. Para isso, encha o copo até metade com água e um pouquinho de detergente. Depois, aperte o botão pulsar alguns vezes e pronto!
  • Filtro:Entra a fruta coa e sai o suco ou molho filtrado. O filtro retira toda a semente deixando seus sucos prontos para serem tomados.
Melhores No. 2
Mondial NV-15-6P FB Ventilador Maxi Power, 3 Velocidades, 30cm, 6 Pás, Preto
  • 6 pás
  • 3 velocidades
  • Grade removível para limpeza
  • Uso em mesa ou parede
  • Inclinação regulável
Melhores No. 3
Fogão Elétrico, 2 Bocas, 127V, Inox, Mondial - FE-03
  • 6 níveis de temperatura
  • Acabamento em aço inox
  • 2000w de potência
  • Termostato de segurança
Continue Lendo

Noticias

Publicidade

Youtube

 

PONTE DA ESPERANÇA

Populares